Giramundo | Digestivo Cultural

busca | avançada
70522 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Shopping Granja Vianna de portas abertas
>>> Teatro do Incêndio lança Ave, Bixiga! com chamamento público para grupos artistas e crianças
>>> Amantes do vinho celebram o Dia Mundial do Malbec
>>> Guerreiros e Guerreiras do Mundo pelas histórias narradas por Daniela Landin
>>> Conheça Incêndio no Museu. Nova obra infantil da autora Isa Colli fala sobre união e resgate cultura
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
>>> O zunido
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> Hells Angels
>>> Entre criaturas, amar?
>>> Chris Hedges não acredita nos ateus
>>> Semana de 22 e Modernismo: um fracasso nacional
>>> O cérebro criativo
>>> The Devil Put Dinosaurs Here, do Alice in Chains
>>> Da Teoria para a Práxis
>>> Quem ri por último, ri melhor?
>>> A princesa insípida e o caçador
Mais Recentes
>>> Dominando 3Ds Max 6 de Ted Boardman pela Ciencia Moderna (2004)
>>> Smashing Jquery de Jake Rutter pela Bookman (2012)
>>> Photoshop - Photoshop Para Quem Nao Sabe Nada De Photoshop Vol. 2 de Paula Budris pela Atica (2021)
>>> Vinte Anos e Um Dia de Jorge Semprún pela Companhia das Letras (2004)
>>> O longo amanhecer: reflexões sobre a formação do Brasil de Celso Furtado pela Paz e Terra (1999)
>>> O homem, que é ele? de Battista Mondin pela Paulus (2011)
>>> O Anjo Digital de Joubert Raphaelian pela Mensagem para todos (2004)
>>> Pânico no Pacífico de Pronto pela Autêntica (2014)
>>> História & Fotografia de Maria Eliza Linhares Borges pela Autêntica (2007)
>>> Alfabetizar Letrando na Eja de Telma Ferraz Leal, Artur Gomes de Morais pela Autêntica (2010)
>>> Cronistas Em Viagem e Educação Indígena de Nietta Lindenberg Monte pela Autêntica (2008)
>>> Mil Coisas Podem Acontecer de Jacobo Fernández Serrano pela Autêntica (2012)
>>> Passageiro Clandestino de Leonor Xavier pela Autêntica (2015)
>>> Rua do Odéon de Adrienne Monnier pela Autêntica (2017)
>>> Zz7--48--o ultimo tentaculo-2--394--perto da babilonia--11--os carrascos do vietna--162--operaçao impacto. de Lou carrigan pela Monterrey
>>> Para Todos os Amores Errados de Clarissa Corrêa pela Gutenberg (2012)
>>> A relíquia de Eça de Queirós pela Principis (2019)
>>> Antologia poetica de fernando pessoa de Walmir ayala pela Ediouro
>>> Sermões de Padre Antônio Vieira pela Principis (2019)
>>> Minha Paris de Gail Scott pela Autêntica (2014)
>>> Uma longa Jornada de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2013)
>>> O Ciclista de Walter Moreira Santos pela Autêntica (2008)
>>> Dark Eden de Patrick Carman pela Gutenberg (2012)
>>> A primeira vista de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2012)
>>> Querido John - de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2010)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Música

Segunda-feira, 17/1/2005
Giramundo
Julio Daio Borges

+ de 1000 Acessos




Digestivo nº 210 >>> Assim como as modelos (e até dançarinas) que se iniciam na televisão têm de se apegar, mais dia menos dia, ao teatro e à dramaturgia, as cantoras da moda, também, têm de se apegar a alguma tradição na música brasileira – antes que a (sua) moda passe. Não que Fernanda Porto seja como essas figuras acéfalas que pululam no fim de tarde da tevê, mas soube perceber que seu reinado eletrônico tinha tempo limitado e que – se como artista quisesse durar – teria de recorrer às grandes linhas evolutivas. Nesse ponto, é emblemático o single executado freqüentemente nas rádios: “Roda Viva” – além de ser uma peça significativa de um dos baluartes da MPB e da tradição, conta – na versão de Fernanda Porto – com a participação do próprio compositor: Chico Buarque. E a simbologia continua no fato de a faixa ter batidas eletrônicas de condução – como se a musa das pistas e dos DJs de antes desse as mãos com o cânone de 1960 em diante (o único que restou). Pois o seu salto se apóia e o trampolim continua graças à presença do reconsiderado Cesar Camargo Mariano – no vácuo de Elis-remix e de Maria Rita-reloaded – em outras 4 ou 5 canções. Aliás, a Trama (gravadora de Fernanda) tem procurado se balizar, cada vez mais, nas últimas figuras fundadoras de antes e de durante a ditadura: além do clã Elis, Tom Zé (já há algum tempo) e Gal Costa (novidade). Para os figurões é mais uma aposta, porque eles estão tão perdidos ou mais do que os novatos: vide Chico Buarque na Folha, confessando que atualmente concorre consigo próprio (o Chico censurado e o Chico jovem). A música brasileira agora é uma reprodução difusa da imagem nítida que foi outrora. Parece sem programa. De qualquer maneira, Fernanda Porto tem essa plataforma para exercitar sua veia de compositora. E não se sai mal. Embora destaque ela mesma – como todo mundo hoje – as participações no álbum (além das já citadas: Will Calhoun e Doug Wimbish, do Living Colour), suas letras soam menos ingênuas e mais “memoráveis” do que as do primeiro trabalho. Ainda que se pautem em demasia no brainstorm e no coloquialismo formal, confirma seu movimento em direção às estátuas de mármore da nossa música popular. Que não se revelem, porém, estátuas de sal.
>>> Giramundo (ouça as faixas) - Fernanda Porto - Trama
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Associated Press matando os jornais? (Imprensa)
02. 50 anos de Os Donos do Poder, de Raymundo Faoro (Além do Mais)
03. Onde os fracos não têm vez, de Joel e Ethan Coen (Cinema)
04. Sim, chamam-me de louco (Literatura)
05. Aviso aos navegantes (Internet)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Metodologia das Ciencias Naturais - 4ª Edição
Geraldo Sampaio de Souza
Conquista
(1961)



The Barftastic Life of Louie Burger
Jenny Meyerhoff
Do Autor
(2013)



Crônicas Científicas
Anna Veronica Mautner
Escuta
(1994)



The Ambassadors Story: the United States and the Vatican in Worl
Thomas Patrick Melady
Our Sunday Visitor
(1994)



El Espiritu En El átomo: una Discusión Sore los Misterios de La Física
P. C. W. Davies - J. R. Brown
Alianza
(1989)



Carlos Gardel para Todos
Augusto Fernandez Capa Dura
Ediciones Porteñas
(1996)



Loteamentos e Condomínios Tomo I (2ª Edição)
Wilson de Souza Batalha (capa Dura)
Freitas Bastos (rj)
(1959)



As Duas Guerreiras
Troisi
Rocco
(2009)



A Vida e o Sagrado - 9º Ano
Coleção a Vida e o Sagrado
A Vida é Mais
(2012)



Pediatria Volume 2 Crescimento e Desenvolvimento
Med Curso
Med Curso
(2012)





busca | avançada
70522 visitas/dia
2,6 milhões/mês