Por onde anda a MPB atualmente? | Maurício Dias | Digestivo Cultural

busca | avançada
69585 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
>>> Hugo França integra a mostra norte-americana “At The Noyes House”
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
>>> Videoaulas On Demand abordam as relações do Homem com a natureza e a imagem
>>> Irene Ravache & Alma Despejada na programação online do Instituto Usiminas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A visão certa
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Asia de volta ao mapa
>>> 7 de Setembro
>>> Rebelde aristocrático
>>> Cócegas na língua
>>> Animazing
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Anjos e Demônios, o filme, com Tom Hanks
>>> Quem tem boca vai a Roma
Mais Recentes
>>> Minha vida de menina de Helena Morley pela Companhia das Letras (2020)
>>> Minha formação de Joaquim Nabuco pela 34 (2020)
>>> Mestre da Critica de Vários autores pela Topbooks (2020)
>>> Memórias para servir à História do Reino do Brasil de Luís Gonçalves dos Santos pela Senado (2020)
>>> Memórias de um Sargento de Milícias de Manuel Antônio de Almeida pela Abc (2020)
>>> A Unica Esperança de Alejandro Bullon pela Casa Publicadora Brasileira (2013)
>>> Memórias de Carlota Joaquina de Marsilio Cassotti pela Planeta (2020)
>>> Marquês de São Vicente de Eduardo Kugelmas pela 34 (2020)
>>> Machado de Assis & Joaquim Nabuco. Correspondência de Graça Aranha pela Topbooks (2020)
>>> Obra Completa de Luis De Camoes pela Nova (2020)
>>> Literatura e Sociedade de Antônio Candido pela Ouro sobre Azul (2020)
>>> O Tigre na Sombra de Lya Luft pela Record (2012)
>>> Juca Paranhos, o Barão do Rio Branco de Luís Cláudio Villafañe G. Santos pela Companhia das Letras (2020)
>>> Ingleses no Brasil de Gilberto Freyre pela UniverCidade (2020)
>>> Histórias da Gente Brasileira. República. Memórias. 1889-1950 - Volume 3 de Mary Del Priore pela Leya (2020)
>>> Histórias da gente brasileira - Império - Vol. 2 de Mary Del Priore pela Leya (2020)
>>> Histórias da gente brasileira - Colônia - Vol. 1 de Mary Del Priore pela Leya (2020)
>>> Tensoes Mundiais Volume 4 Numero 5 de Manoel Domingos Neto e Monica Dias Martins pela Observatorio das Nacionalidades (2008)
>>> História econômica do Brasil de Roberto C. Simonsen pela Senado (2020)
>>> História dos Fundadores do Império do Brasil - 7 volumes - coleção completa de Otávio Tarquínio de Sousa pela Senado (2020)
>>> História do Brasil: Uma interpretação de Mota, Carlos Guilherme and Lopez, Adriana pela 34 (2020)
>>> História do Brasil de Boris Fausto pela Edusp (2020)
>>> Historia da Vida Privada Em Portugal: Volume 1 Idade Média de Direção de José Mattoso pela Abc (2020)
>>> Historia da Vida Privada Em Portugal: OS Nossos Dias de Direção de José Mattoso pela Abc (2020)
>>> História da saúde no Brasil de Luiz Antonio Teixeira (Compilador), Tânia Salgado Pimenta (Compilador), Gilberto Hochman (Compilador) pela Hucitec (2020)
>>> História da Arte no Brasil: Textos de Síntese de Myriam Andrade Ribeiro de Oliveira, Angela Ancora da Luz, Sonia Gomes Pereira pela Ufrj (2020)
>>> Temas de Direito Constitucional Volume 1 de Luís Roberto Barroso pela Renovar (2002)
>>> História Da América Portuguesa de Sebastião Da Rocha Pita pela Senado (2020)
>>> História da Alimentação no Brasil de Luís da Câmara Cascudo pela Global (2020)
>>> No caminho de Swann. de Marcel Proust pela Globo (2003)
>>> Hipólito José da Costa de Sergio Goes de Paula pela 34 (2020)
>>> Serious Candida Infections: Risk Factors, Treatment and Prevention de John H. Rex e Françoise Meunier Editores pela Pfizer (1995)
>>> Grande Reforma Urbana Do Rio De Janeiro, A: Pereira Passos, Rodrigues Alves E As Ideias De Civilização E Progresso de Andre Nunes De Azevedo pela PUC Rio (2020)
>>> Natural Racional Social - Razão Médica e Racionalidade Científica Moderna. de Madel T. Luz pela Campus (1988)
>>> Getúlio 3 (1945-1954) de Lira Neto pela Companhia das Letras (2020)
>>> Getulio 1930-1945: Do Governo Provisorio Ao Estado Novo de Lira Neto pela Companhia das Letras (2020)
>>> Para gostar de ler. Vol.4 - Crônicas.. de Vários pela Ática (1980)
>>> Getúlio 1 (1882-1930) de Lira Neto pela Companhia das Letras (2020)
>>> Viver o Amor. de José Carlos Pedroso pela Edições Paulinas (1978)
>>> General Osorio de Doratioto, Francisco pela Companhia das Letras (2020)
>>> Ganhadores: A greve negra de 1857 na Bahia de João José Reis pela Companhia das Letras (2020)
>>> Formação de Cidades no Brasil Colonial de Santos, Paulo Ferreira pela Ufrj - IPHAN (2020)
>>> Flores votos e balas de Alonso, Angela pela Companhia das Letras (2020)
>>> A Saude dos Filhos de E. Nauta pela Circulo do Livro (1987)
>>> Gibi Mônica N°8. Lendas da Jumenta Voadora de Mauricio de Sousa Editora pela Panni Comics (2007)
>>> Ficção e Confissão de Antônio Candido pela Ouro sobre Azul (2020)
>>> Essencial padre Antônio Vieira: o que o turista deve ver de Vieira, Padre Antônio and Bosi, Alfredo pela Penguin (2020)
>>> Gibi Mônica N°83 A árvore encantada de Mauricio de Sousa Editora pela Panni Comics (2013)
>>> Escravidão - Vol. 1: Do primeiro leilão de cativos em Portugal até a morte de Zumbi dos Palmares de Laurentino Gomes pela Globo Livros (2020)
>>> Esaú e Jacó de Assis, Machado de pela Abc (2020)
COLUNAS

Terça-feira, 20/5/2003
Por onde anda a MPB atualmente?
Maurício Dias

+ de 8200 Acessos
+ 3 Comentário(s)

"Falo assim sem tristeza
Falo por acreditar
Que é cobrando o que fomos
Que nós iremos crescer"
(Milton Nascimento e Fernando Brant, em "O Que Foi Feito Devera", de O Clube Da Esquina 2.)

Como já falei numa coluna passada, volto a insistir na criação dos bunkers contra a massificação imbecializante. Aqui segue um kit básico que um bom bunker deve ter em sua discoteca de MPB:

* Chega de Saudade - João Gilberto
* Clube da Esquina - Milton Nascimento e Lô Borges
* Samba Esquema Novo - Jorge Ben
* Matita Perê - Tom Jobim
* Transa - Caetano Veloso
* Eu Não Tenho Onde Morar - Dorival Caymmi
* África Brasil - Jorge Ben
* João Gilberto Prado Pereira de Oliveira
* Construção - Chico Buarque
* Caça à Raposa - João Bosco e Aldir Blanc
* Gal Costa - o segundo, de 69
* Da Lama Ao Caos - Chico Science & Nação Zumbi
* Secos & Molhados - O 1º.
* Galos de Briga - João Bosco e Aldir Blanc
* Jorge Ben (1969. O disco-tropicalista)
* Descendo O Morro, vol. 2 - Roberto Silva
* Amoroso - João Gilberto
* Cantar - Gal Costa
* Recital Na Boite Barroco - Maria Bethânia
* A Peleja do Diabo com o Dono do Céu - Zé Ramalho

Os de Roberto Silva e Caymmi são coletâneas contendo músicas previamente gravadas. Sendo assim, não são álbuns, como Construção ou o messiânico A Peleja do Diabo com o Dono do Céu, que lançam músicas novas. A própria "Chega de Saudade" já tinha sido gravada por Elizete Cardoso, com João Gilberto acompanhando no violão antes do próprio João gravar o disco do mesmo nome, que seria um divisor de águas da MPB. Aliás, sobre este disco todo mundo já disse algo, não há mais o que se falar, é chover no molhado. Basta dizer três palavras: João-Jobim-Vinícius.

Não podemos esquecer Jorge Ben e suas constantes pesquisas percussivas dos anos 60/70. Muitos encaram Jorge Ben como o 'negão cheio de suíngue', mas isto é apenas uma faceta deste grande compositor, um dos maiores de sua época. África Brasil é uma aula, do começo ao fim. É de se lamentar que o atual Benjor quase nunca toque músicas como "Meus Filhos, Meu Tesouro" ou "Xica da Silva" em shows. Há muita coisa maravilhosa destes tempos que o público ignora, pois a ênfase é sempre nos hits - todos maravilhosos - e não se tem acesso a pérolas como "Cinco Minutos" ou "Descobri Que Sou Um Anjo". E há na lista a Gal da fase roqueira dos tempos do píer, constantemente acompanhada dos amigos baianos, incluindo a fusion de João Donato no ótimo Cantar. E João Bosco e Aldir Blanc, em suas crônicas cheias de humor ácido sobre os subúrbios cariocas, sempre com um violão de primeira, como pode ser conferido no fado que dá nome ao disco Galos de Briga.

No ótimo Transa, nem em vinil nem em CD, nunca foi dado o crédito a Jards Macalé pela participação nos maravilhosos arranjos. Caetano nos dá o mix tropicalista It's a Long Way, juntando Caymmi, Beatles, Vinícius de Moraes e Baden Powell, antropofagia musical como nunca mais se viu.

Ecos dos Beatles também podem ser ouvidos no assombroso Clube Da Esquina (que nos EUA foi lançado pelo prestigioso selo de jazz Blue Note), um disco mais-que-perfeito. Os vocais de Milton Nascimento evocam melancolia contemplativa a cada estrofe. Seu falsete, já comentado por Caetano Velloso na capa de um de seus discos, é um portal para novos níveis de percepção. Por um instante, o mundo muda, as coisas fazem sentido; isto é o máximo que eu posso querer ou conceber da arte.

É como se aquele grupo de amigos soubesse que a separação estava próxima - não por alguma animosidade, mas por que a vida nos leva a caminhos diferentes - , o disco tem uma aura um pouco triste. Lô Borges, então um garoto com menos de vinte anos, mostra uma maturidade impressionante, como vocalista e músico, nas belas parcerias com seu irmão Márcio. O time de arranjadores e maestros inclui gente como Eumir Deodato e Paulo Moura; Beto Guedes mostra sua habilidade nas cordas em vários instrumentos. "Cravo e Canela", com a introdução em assobio, é uma das mais perfeitas canções de todos os tempos.

No delicioso João Gilberto Prado Pereira de Oliveira, o mestre canta "Joujou Balangandãs" com Rita Lee - que esbanja leveza e graciosidade - e interpreta Ary Barroso, Johnny Alf (o clássico "Eu e a Brisa") e outros.

Em Matita Perê, Jobim, o maior de todos, transpõe Guimarães Rosa para o universo musical de forma espantosa. Ele canta e você vê as imagens. Como um sujeito consegue fazer um filme só com um piano?

Ficaram de fora da lista discos com cara de songbook, como o ótimo Elis Regina & Tom Jobim. Ou encontros entre compadres para celebração de seus repertórios, como Edu Lobo & Tom Jobim, que além de ser maravilhoso tem uns solos de trompete de Marcio Montarroyos que são do outro mundo.

Discos instrumentais de repertório exclusivamente nacional também não foram incluídos, embora a bossa do Zimbo Trio, Dom Salvador Trio e outros seja indispensável.

Falta muita coisa na lista, Orlando Silva, Lúcio Alves, Carlos Lyra e outros. Todo mundo ao ler uma seleção de melhores discos, filmes, etc., lembra de um título que foi omitido. Aceito sugestões, vai que descubro algo que não conhecia. O Brasil é de uma diversidade musical absurda. De repente, no interior do Piauí tem um garoto ultra-criativo e que toca pra burro, mas não lhe é dada a oportunidade - quantas vezes algo parecido não aconteceu? Aliás, o espaço para o talento se exibir é cada vez mais restrito, em que pesem as facilidades de gravação proporcionadas pela tecnologia contemporânea. Idiotas de terno decidem o que o público vai ouvir, e as gravadoras e o meio musical são dominados por filhos de músicos ou pais ricos. Mas isso é assunto pra outro texto.

Ainda faltam muitos clássicos da discografia nacional serem lançados em CD, às vezes só dispomos de coletâneas meio sem vergonha, sem nenhum dado sobre a gravação ou crédito para os músicos que participaram - a eterna falta de memória brasileira. Há títulos que só se encontram no Japão, pagando uma nota. Há faixas que só se encontram em coletâneas, como na ótima "João Gilberto - O Mito" (também lançada nos EUA pelo selo Blue Note), que de quebra traz todo o disco "Chega de Saudade" e mais 26 (!) canções de um nível espetacular. Há coletâneas que são lançadas em série, tipo Os Bambas do Samba, que são ótimas. O selo Revivendo também tem maravilhas, entre elas um CD com todas as primeiras composições de Tom Jobim gravadas na fase pré-bossa nova, incluindo a "Hollywoodiana" Sinfonia do Rio de Janeiro.

Há também discos de intérpretes dando releitura a músicas já consagradas que são excelentes, como o do Quarteto Jobim-Morelembaum (creio ser o primeiro deles), que tem versões deslumbrantes de "Água de Beber" e "O Boto". Aliás, há que se dizer que o que falei sobre os filhos de músicos não vale para todos, e entre eles, Paulo Jobim. Em Matita Perê ele já tinha contribuído com uma belíssima faixa instrumental, "Mantiqueira Range", que reaparece no disco do quarteto; e no altamente recomendável Clube da Esquina 2, há um adágio de rara beleza, parceria sua com o craque Ronaldo Bastos, a linda "Olho d'água", cantada por Milton Nascimento e o coral dos Canarinhos de Petrópolis.

Agora, perguntar não ofende: quantos discos, de 1990 para cá, poderiam entrar numa lista de melhores da MPB? Enfim, o que se há de fazer? Comprar todos os antigos que puder. Fuçar as lojas, mesmo aquelas sujinhas, que tem balcões de usados. E comprar os livros de Ruy Castro, Sérgio Cabral e Sérgio Augusto sobre MPB, excelentes guias para quem quer se aprofundar.


Maurício Dias
Rio de Janeiro, 20/5/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. As maravilhas do mundo que não terminam de Marilia Mota Silva
02. Personagens secundários em séries de Rafael Fernandes
03. Manual para o leitor de transporte público de Duanne Ribeiro
04. Melhores de 2010 de Gian Danton
05. Meu querido blog de Ana Elisa Ribeiro


Mais Maurício Dias
Mais Acessadas de Maurício Dias em 2003
01. A obra-prima de Raymond Chandler - 21/1/2003
02. Picasso e Matisse: documentos - 10/6/2003
03. Uma teoria equivocada - 14/10/2003
04. Quentin Tarantino: violência e humor - 29/7/2003
05. Por onde anda a MPB atualmente? - 20/5/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
6/6/2003
18h58min
tenho que ler com mais atencao o texto,mais dou meu comprimento a jorge ben, nosso amigo sao jorge da musica pletora de alegria, sua guitarra, sua malandragem espiritual, sua festividade da vida intensa, sei la, muito para falar, sou argentino e amo a musica da mpb, morei na bahia cuasi um ano e numa outra oportunidade morei um mes e meio no salvador tambem, mais foi temo suficente como para aprender a perceber a vida de outra forma, e acho que a musica brasileira, a melhor, obvio, tem uma ligacao sem vergonha entre musica e religiosidade, nesse caso, alem de que o primer impulso para chegar a bahia foi a calma da voz de caetano, sua sonoridade cheia de beleza, o panorama e bem maior e nao se pode esquecer o valor da simplicidade complexa de jorge bem. Bom, deixo aqui, mas vou ler com atencao. Deixo um abrazo para gente boa, desde Buenos Aires, com saudade do meu Brasil amado. Diego Oscar Ramos
[Leia outros Comentários de diego oscar ramos]
13/6/2003
09h25min
Faltou incluir na sua lista o "Beto Guedes" e a turma mineira todinha... nada melhor que ouvir logo de manhã cedo a voz doce e emocionada(como dizia milton-bituca) de beto guedes.
[Leia outros Comentários de bete brácidas]
22/6/2003
15h55min
Você ainda não ouviu nada - Sergio Mendes & Bossa Rio Cine Baronesa - Guinga Geraes - Milton Nascimento O importante é que a nosssa emoção sobreviva - Paulo César Pinheiro, Eduardo Gudin e Márcia Cartola - O 1o. Elis Regina - Qualquer um. Um hino - O Corsário, na voz de Elis.
[Leia outros Comentários de Sergio Fonseca]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




BOM DIA LEITURAS DIÁRIAS VOLUME 2
MAX LUCADO
MUNDO CRISTÃO
(2014)
R$ 15,00



A RIQUEZA NA BASE DA PIRÂMIDE
C. K. PRAHALAD
BOOKMAN
(2005)
R$ 30,00



INVESTIGAÇÃO PREPARATÓRIA
ADEL EL TASSE
JURUÁ
(2010)
R$ 44,00



RAH, O MENSAGEIRO DO SÉTIMO RAIO
LUCI GUIMARÃES WATANABE
ATUAL
(1995)
R$ 6,90



AGUA VIVA
FORREST TOMAS
LOYOLA
(1991)
R$ 19,99



EL ZAPATO SUCIO (TEATRO CUBANO) - EM ESPANHOL
AMADO DEL PINO
EDICIONES ALARCOS
(2002)
R$ 14,00



DON QUIJOTE DE LA MANCHA 2 - NIVEL 3
MIGUEL DE CERVANTES SAAVEDRA
EDELSA GRUPO DIDASCA
(1996)
R$ 5,50



A FELICIDADE NÃO SE COMPRA
IRWIN SHAW
CÍRCULO DO LIVRO
(1981)
R$ 5,00



TROCA D ARMAS
LUISA VALENZUELA
ART
(1986)
R$ 5,00



LA EDUCACION POR LA DANZA: ENFOQUE METODOLÓGICO
P. OSSONA
PAIDOS (BUENOS AIRES)
(1976)
R$ 30,28





busca | avançada
69585 visitas/dia
2,2 milhões/mês