Exercício de Egocentrismo Contido | Daniel Aurelio | Digestivo Cultural

busca | avançada
70192 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Cassio Scapin e artistas de grandes musicais fazem campanha contra o abuso sexual infantil
>>> Terça Aberta na Quarentena une teatro e a dança
>>> “Um pé de biblioteca” estimula imaginação e ajuda a criar novas bibliotecas pelo Brasil
>>> Diálogos na Web FAAP: Na pauta, festivais de cinema e crítica cinematográfica
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Jingle Bells
>>> Mano Juan, de Marcos Rey
>>> Relationships Matter
>>> Apesar da democracia
>>> Onze pontos sobre literatura
>>> A maçã de Isaac Newton
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Lucas vs. Spielberg
>>> Morando sozinha II
Mais Recentes
>>> O pequeno Buda de Gordon McGill pela Círculo do Livro (1998)
>>> O Maior Homem que já viveu de Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados pela Sociedade Torre de Vigia (2020)
>>> Pequot de Vitor Ramil pela Artes e Ofícios (1995)
>>> Quando o espiritual domina de Simone de Beauvoir pela Record (1979)
>>> O resto é silêncio de Érico Veríssimo pela Globo (1998)
>>> Angústia de Graciliano Ramos pela Globo (2013)
>>> O Recurso de John Grisham pela Rocco (2015)
>>> Os doze mandamentos de Sidney Sheldon pela Record (2020)
>>> Direito Ambiental Positivo de Fabrício Gaspar Rodrigues pela Campus (2012)
>>> Mandado de Segurança de Luiz Fux pela Dir (2011)
>>> Lula: A opção mais que o voto de Cândido Mendes pela Garamond (2006)
>>> Latinomérica de Marcus Accioly pela Topbooks (2015)
>>> Levando a vida leve de Laura Medioli pela Justo Junior (2005)
>>> Les Filles du Feu / Les Chimères de Gérard de Nerval pela Garnier-Flammarion (1965)
>>> Revolucione sua qualidade de vida - Navegando nas ondas da emoção de Augusto Cury pela Sextante (2002)
>>> Mulheres certas que amam homens errados de Kristina Grish pela Gente (2007)
>>> Pequenos Poemas em Prosa de Charles Baudelaire pela Nova Fronteira (1981)
>>> E de Evidência de Sue Grafton pela Ediouro (1999)
>>> M - O Homem Sensual de Record pela Record (1997)
>>> Verdura? Não! de Claire Llewellyn; Mike Gordon pela Scipione (2011)
>>> @s [email protected] de [email protected] York - as Senhoritas de Nova York de Daniel Piza pela Ftd (1999)
>>> 1 Real de Federico Delicado pela Pulo do Gato (2014)
>>> 1 Real de Federico Delicado pela Pulo do Gato (2014)
>>> 10 Anos Brasil MTV de MTV pela Mtv
>>> 10 Contos de Natal de Gilberto de Nichile pela Scortecci (2015)
>>> 100 Jogos para Grupos de Ronaldo Yudi K. Yozo pela Agora (1996)
>>> 100 Magias para Aumentar Sua Autoconfiança - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2004)
>>> 100 Magias para Ter um Supergrupo - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2002)
>>> 100 Magias para Ter um Supergrupo - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2002)
>>> 100 Segredos das Pessoas de Sucesso de David Niven pela Sextante (2002)
>>> 1000 Formas de Interpretar o Seu Horoscopo de Girassol Edicoes pela Girassol (2006)
>>> 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer de Patricia Schultz pela Sextante (2006)
>>> 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer de Patricia Schultz pela Sextante (2006)
>>> 1000 Melhores Segredos Rapidos e Faceis para Voce de Jamie Novak pela Arx (2007)
>>> 1001 E-mails de Cynthia Dornelles pela Record (2003)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Maneiras de Enriquecer (livro Muito Raro!) de Joseph Murphy pela Record (1966)
>>> 1001 Maneiras de Enriquecer (livro Muito Raro!) de Joseph Murphy pela Record (1966)
>>> 101 Brasileiros Que Fizeram História de Jorge Caldeira pela Estação Brasil (2016)
>>> 101 Experiências de Filosofia Cotidiana de Roger Pol Droit pela Sextante (2002)
>>> 101 Livros Que Mudaram a Humanidade - Coleção Super Essencial de Superinteressante pela Superinteressante (2005)
>>> 101 Lugares para Fazer Sexo Antes de Morrer de Marsha Normandy; Joseph St. James; Alexandre Rosas pela Best Seller (2010)
>>> 102 Minutos: a História Inédita da Luta de Outros; Jim Dwyer pela Jorge Zahar (2005)
>>> 111 Poemas para Crianças de Sérgio Capparelli pela L&pm (2009)
>>> 117 Maneiras de Enlouquecer um Homem na Cama de Margot Saint-loup pela Ediouro (2005)
>>> 12 Anos de Escravidão de Solomon Northup pela Lafonte (2019)
>>> 12 Fábulas de Esopo de Fernanda Lopes de Almeida; Hans Gartner; pela Atica (2000)
>>> 12 Horas de Terror de Marcos Rey pela Global (2012)
COLUNAS >>> Especial Apresentações

Domingo, 29/6/1980
Exercício de Egocentrismo Contido
Daniel Aurelio

+ de 5100 Acessos



Paulistano de nascença e RG, típico produto estatístico urbano com gene caipira, dei as caras no ano da morte de Lennon: 1980. Provavelmente, antes mesmo de levar do doutor a primeira raquetada nas nágedas, alguém, mamado de Atalaia Jurubeba, tentou avisar do meu destino literário. Deram-lhe de ombros. Quem se importa com os anjos decaídos?

Corte de cena: estamos agora na sexta-série, EMPG Rui Bloem, Pirituba, ano olímpico de 1992. Aula de "purtugueiz" ministrada por um gaudério enlutado pelo fim da ditadura - apesar dos seus (ul)trajes de Patropi: queria ensinar a petizada que a interjeição nordestina "oxente" era um substantivo próprio, e quando ele me lascou uma nota zero em redação percebi que eu levava jeito para essa coisa de escrever.

Reclames por favor. Que agora estou recém saído do colegial, diplomado técnico em Processamento de Dados, vésperas da Copa de 1998. Sentei-me frente ao micro e subitamente escrevi. Muito, mais de cem páginas. Era autobiográfico, mas tinha seu charme. Batizei o rebento de "Foi O Que Restou Mesmo...". Providenciaram cópias em espiral e uma mesa farta para a manhã de autógrafos, momento de constranger até impávidos consagrados, que dirá aquele moleque com gravata do Pernalonga posando para as fotos orgulhosas da família. Salvo meia dúzia de bravos amigos, sobraram petiscos e guaraná para o jantar, porque todo fracasso tem seu prêmio de consolação. Em 2001, finalmente publiquei-o pela editora CBJE (idem de repercussão).

Entre crônicas de Veríssimo e livros jornalísticos retomei o hábito de leitura, abortado na pré-adolescência quando meu sonho de ser futebolista profissional era maior do que qualquer comichão de pendor retórico. Notadamente inábil com a pelota, o jeito foi correr atrás do tempo perdido. Daí eu formei minha primeira esquadra: Rubem Fonseca; Veríssimo, Drummond, Nietzsche e Kafka; Antonio Cândido, Adorno, Rousseau e Maquiavel; Guimarães Rosa e Lima Barreto.

Não satisfeito, montei mais outra: Camus (que, aliás, foi mesmo goleiro); Nabokov, Voltaire, Sartre e Bonassi; Cortazár, Kant e Foucault; Salinger, Machado e, depois de muita discussão, entra ou não entra, coloquei o Joyce que é titular absoluto de quem aprecia um espetáculo criativo, mas eu não sei não... será que o pessoal do elenco vai entender o cara? Razão pela qual enfiei o Michel Foucault na meia esquerda: o careca francês não era um Zidane, mas conseguiu enxergar a história e a epistemologia sob uma luz especial que só mesmo gênios como o armador do Real Madrid. Eles que se entendam. Por sinal, não só não abandonei a paixão pelo futebol, como adquiri mais um vício. Sou literato em fase de construção.

Eliminado na primeira fase da Fuvest/01 (Artes Cênicas?!) e bi-zerado em Jornalismo na Cásper Líbero (99/01), tratei de procurar minha turma: desde 2002 sou aluno da Escola de Sociologia e Política de São Paulo, que para quem não conhece, é a pioneira em ciências sociais do país e que na década de 60 era uma quase sucursal da USP (que no imaginário geral recebe os louros que só mesmo os iniciados sabem que não lhe pertence).

Às vezes, em arroubos de tola grandeza, penso ser a continuação da linhagem dos românticos incorrigíveis que começa em Platão, passa por Cristo, Agostinho, Rousseau, Marx, John Lennon, Renato Russo e deságua bem na minha cabeça periférica. Isso quando não encasqueto em ser o porta-voz da práxis humana, qual um Shakespere de botequim. Decifro assim minha própria originalidade forjada.

Não vou bravatear em HTML: o que é ruim, ruim está. Alguns absurdos históricos serão comentados, generalizados até, mas não me cobrem a postura de bad boy do jornalismo cultural. Se for para brigar, prefiro calçar minhas luvas de boxe e partir para o pugilato (é mais honesto). Como sou adepto da desobediência civil e pacífica, este dia parece-me distante.

Critico: nego ou aplaudo, não ofendo jamais. Esgrimo com estudada fidalguia. Padeço do fenômeno inverso dos cri-criticos espalhados pelos suplementos culturais da vida: diante do meu retumbante malogro como escritor de romances, não chibatei ninguém gratuitamente. O que não significa, em absoluto, procastinar-me docilmente em abstinência opinativa.

Atualmente contribuo, além do Digestivo, para os sítios Zine Cultural, Revista Zero, SongWeb e para o Portal IG, cada qual com sua proposta, distantes como primos de milésimo grau. Tudo fruto da minha inconstância, matéria-prima de quem não tem vergonha de assumir-se falível e contraditório como um autêntico trôpego angelical.


Daniel Aurelio
São Paulo, 29/6/1980


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Ascese, uma instalação do artista Eduardo Faria de Jardel Dias Cavalcanti
02. Antologia dos Poetas Feios de Alexandre Soares Silva


Mais Daniel Aurelio
Mais Acessadas de Daniel Aurelio
01. Canto Infantil Nº 2: A Hora do Amor - 7/11/2003
02. Canto Infantil Nº 1: É Proibido Miar - 26/9/2003
03. O Sociólogo Machado de Assis - 5/9/2003
04. Canto Infantil Nº 3: Série Vaga-lume - 30/1/2004
05. O Calígrafo de Voltaire - 13/6/2003


Mais Especial Apresentações
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




THE WORLD IS FLAT
THOMAS L FRIEDMAN
FARRAR STRAUS AND GIROUX
(2006)
R$ 6,00



PARA ENTENDER O MERCOSUL
DEMÉTRIO MAGNOLI E REGINA ARAÚJO
MODERNA
(1994)
R$ 5,00



REVISTA NOVA CIDADANIA ANO 1 N. 1 LIBERDADE E RESPONSABILIDADE SOCI...
JOÃO CARLOS ESPADA DIRETOR
PRINCÍPIA
(1999)
R$ 11,33



O HOMEM SINISTRO
EDGAR WALLACE
FRANCISCO ALVES
(1981)
R$ 5,00



DONA SINHÁ E O FILHO PADRE
GILBERTOI FREYRE
JOSÉ OLYMPIO
(1964)
R$ 7,00



INTRODUÇÃO A FILOSOFIA
MIGUEL REALE
SARAIVA
(1994)
R$ 18,00



DIÁRIOS DO VAMPIRO O RETORNO - ANOITECER
L. J. SMITH
GALERA RECORD
(2010)
R$ 21,00



TDF TRABALHO DIRIGIDO DE FILOSOFIA
PARISI COTRIM
SARAIVA
(1977)
R$ 6,90



GATO PRETO O MUNDO DAS SUPERSTIÇÕES
BEN MORDECHAI
MAPTONE
(1995)
R$ 12,00



SURGICAL ANATOMY
C. LATIMER CALLANDER
W N SAUNDERS COMPANY
(1939)
R$ 296,12





busca | avançada
70192 visitas/dia
2,2 milhões/mês