A nova escola | Urariano Mota | Digestivo Cultural

busca | avançada
35192 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Sexta-feira, 29/8/2003
A nova escola
Urariano Mota

+ de 13300 Acessos
+ 2 Comentário(s)

No primeiro dia de aula, o aluno entra na sala, senta-se e espera a aula de matemática. Toca a campa, a porta da sala está aberta, mas o professor não entra. Passam-se 45 minutos. Pelo horário, é chegada a hora da aula de biologia. A campa mais uma vez toca, da turma vê-se um cão sarnento que passa no corredor, mas o professor de biologia não entra. Soa então a hora da aula de filosofia. Finalmente será a boa hora de Aristóteles e Platão. Seria. Porque de todos os lugares só vêm o barulho, os gritos e caos das turmas libertas da sisudez dos filósofos. Em lugar de "os jovens são coléricos, irritadiços e geralmente deixam-se arrastar por impulsos, pois são dominados pela fogosidade", mais propriamente, como uma ilustração das palavras do filósofo ouvem-se "a mãe! - a sua! - aqui, ó!" , e outras interjeições da idade. Chega o fim do turno. Em vez de Física, Matemática, Biologia, Filosofia, em lugar de toda essa chateação, há um congraçamento, uma intimidade estreitada no maior calor, barulho e algazarra. Volta para casa.

Nos dias que se seguem, em razão mesmo da capacidade humana de generalizar, o estudante não mais espera. Este é o primeiro passo da sua aprendizagem. Ele vai à escola, namora, bebe, fuma, agarra-se, esbofeteia-se, nas salas, nos corredores, nos banheiros, e de tal maneira, e com tamanho desenvolvimento da percepção, que nem sente mais a dura passagem das horas. Não sente, mas aprende. A passagem das horas, que ele não vê, é a esta altura compreendida como o usufruto, o gozo guloso do tempo. E a gula, o que é: o instinto solto, no horário e espaço do colégio, que perpetra um assassinato juvenil do tédio. E os dias, e os meses passam, e assim se chega ao fim do ano. Então surge um incômodo, porque chega a hora de um questionamento: Como promover os estudantes, como fazê-los progredir, já não digo na alma, mas digo, como adiantá-los para uma nova série, se durante o ano letivo estudaram piercings, tatuagens, fumo, insulto, pornografia e escabrosidades escritas? Como? Deixemos por enquanto, suspendamos aqui essa interrogação como uma espada de Dâmocles. Suspenda-se para que se divulgue ao mundo:

No Brasil criou-se a escola sem professores.

A instituição OCSENU, ou a UNESCO invertida, premiaria a inovação. A Escola sem professores do Brasil. Não há exagero, leitor. Nada do que foi dito até aqui, salvo o cão sarnento que passeia nos corredores, nada do que se seguirá é invenção deste cérebro doentio. Está nos jornais da semana: "Ensino Público - Escolas estaduais iniciam semestre sem professores". O nosso esforço é o de procurar entender, se nossa limitada experiência permitir. É dos jornais: "Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco, o déficit é de 10 mil docentes". Ao que responde o chefe de gabinete da Secretaria de Educação, como se corrigisse um exagero: "Somente não há professores em 10% de toda a rede estadual". E continua, sem se dar conta do que diz: "Esperamos concluir o levantamento da carência até outubro, ou, no máximo, novembro". Ora, se o levantamento, a estatística, se conclui até novembro, quando dezembro chegar, as escolas sem professores já estarão bem acostumadas sem. É natural e faz sentido: quem já passou o ano inteiro sem professor já se adaptou à nova pedagogia. E nem precisamos recorrer à imaginação para compreender como. Basta reproduzir o que lemos nos jornais.

"Na Escola Gercino Pontes, na Imbiribeira, não há professores de: Matemática (tarde), História (tarde), Geografia (tarde), Educação Artística (noite), Geografia (noite), Religião (noite) e Sociologia (noite). Para resolver o problema, a carga horária dos professores foi reorganizada, de modo a não deixar turmas inteiras sem aula". Vejam então o que extraiu dos miolos o pobre do diretor: "Na 7a. série, por exemplo, são 3 aulas de História. Decidimos diminuir para 2. A terceira aula se transformou em geografia". São tão parecidas, não é? Mas vejam a outra solução, que amplia a miséria com uma melhor distribuição da aritmética: "Na 7a. série há 5 aulas de Matemática. Como os alunos do 2o. ano do Ensino Médio estão sem professor da disciplina, pedimos ao responsável pela 7a. para ali ministrar somente 3 aulas. As outras 2 são para o 2o. ano". Brilhante, não? Quem já possuía deficiência com 5 aulas, certamente melhorará com 3. Mas quem nada possuía, ganhou 2, que é para depois não sair por aí dizendo que não tem professor.

Já na Escola Othon Bezerra de Melo, no Ipsep, se descobriu um método de deixar um só professor em dois lugares diferentes, ao mesmo tempo. Com a palavra, o mestre: "a solução para não deixar os alunos da 5a. e da 6a. séries da tarde sem aula de Matemática foi juntar as turmas". E os programas distintos, como harmonizá-los numa só aula? "Era melhor com as classes separadas", reconhece o mestre. "Tive que parar o cronograma", palavras do professor, "tive que atrasar o cronograma de uma delas para que a outra, que estava atrasada, conseguisse acompanhar". Precisa de comentário?

Na lista de escolas sem professores, aparecia uma que particularmente nos tocou, o Colégio Alfredo Freyre, em Água Fria. Ali não se ensina mais Matemática, Biologia, Sociologia e Filosofia. Movido pela lembrança dos bons tempos em que arremedamos uma aprendizagem em suas salas, ligamos para a Secretaria de Educação.

- Eu gostaria de ensinar no Alfredo Freyre. Como voluntário. Eu penso que poderia ensinar Matemática e Filosofia.

- O senhor é formado em quê?

- Em Jornalismo.

- Não pode... sem habilitação na disciplina, não pode.

- Nem de graça?!... Mas os alunos podem ficar sem professor.

- O senhor entenda. O Estado não pode sair pegando qualquer um na rua para ensinar.

Faz sentido. O Estado pode construir prédios e chamá-los de Escolas. Ainda que desabem nos tetos, ainda que os banheiros explodam sujos, ainda que sejam Escolas sem água, sem luz, sem esgotos e sem professores. Faz sentido. Imaginem só se o Estado fosse pegar para a Nova Escola mestres e esgotos na rua.


Urariano Mota
Olinda, 29/8/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. São Paulo e o medo no cinema de Elisa Andrade Buzzo
02. Noturno para os notívagos de Ana Elisa Ribeiro
03. Nós o Povo de Marilia Mota Silva
04. It's evolution, baby de Luís Fernando Amâncio
05. A escrita boxeur de Marcelo Mirisola de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Urariano Mota
Mais Acessadas de Urariano Mota em 2003
01. Lulu Santos versus Faustão - 11/7/2003
02. A nova escola - 29/8/2003
03. Alfredo Bosi e a dignidade da crítica - 18/4/2003
04. O chimpanzé, esse nosso irmão - 20/6/2003
05. O rei nu do vestibular - 8/12/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/9/2003
14h07min
Eu vi isto acontecer. Sou professor de Português e tem uma turma numa escola da minha cidade que passou mais de mês sem aulas e eu não pude pegá-las porque a "lei não permite" que eu tenha mais de 40 horas, seja ganhando ou não. Prá frente, Brasil! Fala sério!
[Leia outros Comentários de CarlosEmilianoFilho]
30/7/2007
20h45min
É realmente uma escola sem professor não é uma escola, e sim uma casa qualquer!
[Leia outros Comentários de Danilo Lima]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O OITAVO DIA DA SEMANA
NELSON DE OLIVEIRA
TRAVESSA DOS EDITORES
(2005)
R$ 22,70



O PROBLEMA DA REALIDADE OBJETIVA -2ª EDIÇÃO
DJACIR MENEZES
EDIÇÕES TEMPO BRASILEIRO
(1971)
R$ 10,00



NUNCA DESISTA DE SEUS SONHOS
AUGUSTO CURY
SEXTANTE
(2004)
R$ 9,90



CONECTE HISTÓRIA 1
SARAIVA
SARAIVA
(2011)
R$ 15,00



HISTÓRIAS BÍBLICAS EM QUEBRA-CABEÇAS
SBB
SBB
(2010)
R$ 13,90
+ frete grátis



ACTA LITERÁRIA
VÁRIOS AUTORES
ACADEMIA FORTALEZENSE DE LETRA
(2005)
R$ 18,00



O MUNDO E BARBARO
LUIS FERNANDO VERISSIMO
OBJETIVA
(2008)
R$ 7,19



POESIA
ÁLBUM DE AMOR VOL. 15 COL UNIVERSITARIA POESIA
UNIVERSITÁRIA
(1997)
R$ 31,88



PSICOLOGIA
ADOLESCENTES, PRAGMÁTICAS DA ABORDAGEM PSICOTERAPÊUTICA
QUARTETO
(1999)
R$ 35,77



A MULHER DAS MARAVILHAS
ALBERTO BEVILACQUA
MARCO ZERO
(1980)
R$ 7,90





busca | avançada
35192 visitas/dia
1,3 milhão/mês