O Meu Mundo das Idéias | Daniel Aurelio | Digestivo Cultural

busca | avançada
50836 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Biblioteca Básica

Sexta-feira, 17/10/2003
O Meu Mundo das Idéias
Daniel Aurelio

+ de 4400 Acessos

Acho que respondi a contento, no último artigo, como penso o processo da leitura. Meu divisor de águas está lá e dá medida escandalosa do apreço que cultivo pela literatura para jovens. Mas é claro que houve boa luz em meu período pós Bandeira e Ziraldo (de quem destaco os livrinhos "Dodó" e "Flicts").

A obra-prima que me arrebatou de vez foi o "Dom Quixote", do Cervantes. Lutar contra os moinhos de vento, contra aquilo que se impõe ao espírito retroativo da nossa memória afetiva. Não é isso que fazemos - ou deveríamos fazer - o tempo todo?

Confesso que consumi muito mais literatura brasileira que estrangeira. Não por nacionalismo: as traduções tendem a deixar as obras meio soltas, capengas e às vezes desconexas. Perde-se força narrativa. E eu a vontade de ler os gringos. Portanto, até os 20 anos, meus autores prediletos eram (e são) Machado de Assis ("Memórias Póstumas de Brás Cubas"), Lima Barreto ("Clara dos Anjos") e Guimarães Rosa (qualquer conto). Legítimo empate técnico.

Uma visita à biblioteca pública e a iminência da Fuvest fizeram-me descobrir Rubem Fonseca (e através de seus textos a violência como uma norma introjetada nas veias frouxas e inchadas do social). Pirei. Dos mais recentes eu destaco o Fernando Bonassi, que aprendi a gostar nas páginas da revista da rádio 89 FM e a Simone Campos ("No Shopping", 2001), um prodígio de apenas duas décadas de vida.

A literatura estrangeira chegou-me (antes tarde do que nunca) por intermédio de Franz Kafka. Eu me perguntava a toda hora por que diabos a crítica o idolatrava: uma leitura despretensiosa em "A metamorfose" e outra, mais analítica, em "O processo" e eu acabara de descobrir o motivo. Dou-lhes razão. Hoje minha febre é pela filosofia de tintas literárias dos franceses Voltaire ("O Filosofo Ignorante"), Sartre ("A Nausea") e do franco-argelino Albert Camus ("O Estrangeiro"). A ironia zombeteira e rascante. E o vazio também.

Dos poetas, a despeito das injúrias do Diogo Mainardi, o maior de todos foi Drummond. E João Cabral. E Augusto dos Anjos. Ainda que o bom poema seja aquele do bêbado de paixão, do homem -desequilíbrio em queda livre. Os melhores poemas jamais foram publicados. Alguns sequer foram escritos.

Tenho uma mórbida queda por livros jornalísticos, de preferência escritos pelos próprios. O melhor foi o "Notícias do Planalto", do Mario Sérgio Conti, que além de achincalhar a classe (Mino Carta chegou a propor passeatas contra o calhamaço), trouxe ao palco uma tragicômica encruzilhada: ou ele falara a verdade - o que é péssimo - ou mentira com a desfaçatez imprópria para um ex-Diretor da maior revista semanal do país, a Veja. O rei míd(i)as ficou nu. Despido por um de seus melhores filhos.

Destaco também outros: "Vigiar e Punir" (Michel Foucault), "Os Vermes" (José Roberto Torero) - a melhor sátira política da literatura brasileira - "Revolução dos Bichos" e "1984" (George Orwel), "Ensaio sobre a Cegueira" (Saramago), "Lolita" (Nabokov) - que para mim é o verdadeiro marco da modernidade ( ao menos temática) literária - e todas as compilações possíveis das crônicas do Luis Fernando Veríssimo (de quem sou admirador dos fraseados e do humor refinado: como é complicado fazer humor popular com elegância!).

"O Príncipe", de Maquiavel, "Raça e História" do Levi-Strauss e "Mozart", do Norbert Elias ratificam o que escolhi como profissão.

E este é o epicentro do meu modesto mundinho das idéias em formação. Meus vinte e poucos anos debruçados em livros. E antes que alguém me pergunte/deboche: anos muitíssimos bem aproveitados, sim senhor! Com a melhor das companhias. E o leitor do Digestivo sabe bem o que isso significa.


Daniel Aurelio
São Paulo, 17/10/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Pílulas Poéticas para uma quarentena de Luís Fernando Amâncio
02. As luzes se apagam de Cassionei Niches Petry
03. Notas confessionais de um angustiado (VII) de Cassionei Niches Petry
04. O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro de Jardel Dias Cavalcanti
05. Poesia e Guerra: mundo sitiado (parte II) de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Daniel Aurelio
Mais Acessadas de Daniel Aurelio em 2003
01. Canto Infantil Nº 2: A Hora do Amor - 7/11/2003
02. Canto Infantil Nº 1: É Proibido Miar - 26/9/2003
03. O Sociólogo Machado de Assis - 5/9/2003
04. O Calígrafo de Voltaire - 13/6/2003
05. Elogio Discreto: Lorena Calábria e Roland Barthes - 19/12/2003


Mais Especial Biblioteca Básica
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DIVAS ABANDONADAS LADY DI E OUTRAS
TETÉ RIBEIRO
JABOTICABA
(2007)
R$ 5,87



LULA É MINHA ANTA
DIOGO MAINARDI
RECORD
(2007)
R$ 26,00
+ frete grátis



FARDA FARDÃO CAMISOLA DE DORMIR
JORGE AMADO
RECORD
R$ 5,00



EU ENSINO RELIGIOSIDADE, NÃO RELIGIÃO
OSHO
GENTE
(1994)
R$ 30,00



OUTONO E INFERNO
FREDERICO GOMES
TOPBOOKS
(2002)
R$ 12,00



A ECONOMIA MUNDIAL
JOSÉ MARIA VIDAL VILLA
BIBLIOTECA SALVAT
(1979)
R$ 10,00



A MORTE DO CAPITÃO AMERICA
LARRY HAMA
NOVO SÉCULO
(2016)
R$ 36,00



POR QUE OS GATOS SÃO ASSIM ? VOL1
KAREN ANDERSON E WENDY CHRISTENSEN
PUBLIFOLHA
(2005)
R$ 7,00



DO JORDÃO A BETÂNIA
ÁLVARO BARREIRO, S. J.
LOYOLA
(1993)
R$ 7,80



UMA MISSA PARA A CIDADE DE ARRAS
ANDRZEJ SCZYPIORSKI
ESTAÇÃO LIBERDADE
(2001)
R$ 14,90





busca | avançada
50836 visitas/dia
1,8 milhão/mês