Pequenas editoras e bundalelê cultural | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
79202 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> 7ª edição do Fest Rio Judaico acontece no domingo (16 de junho)
>>> Instituto SYN realiza 4ª edição da campanha de arrecadação de agasalhos no RJ
>>> O futuro da inteligência artificial: romance do escritor paranaense Roger Dörl, radicado em Brasília
>>> Cursos de férias: São Paulo Escola De Dança abre inscrições para extensão cultural
>>> Doc 'Sin Embargo, uma Utopia' maestro Kleber Mazziero em Cuba
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
Últimos Posts
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Bate-papo com Jeanette Rozsas
>>> Mais Kaizen
>>> O Cabotino reloaded
>>> Deleter
>>> O roteirista profissional: televisão e cinema
>>> Clínica de Guitarra de Brasil
>>> Vestibular, Dois Irmãos e Milton Hatoum
>>> Circo Roda Brasil
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> O corpo-reconstrução de Fernanda Magalhães
Mais Recentes
>>> Um Ano Para Enriquecer de Napoleon Hill pela Record (1998)
>>> Leituras De Escritor de Moacyr Scliar pela Sm (2015)
>>> Formaciones Económicas Precapitalistas de Carlos Marx pela Anteo (1973)
>>> A Revolução das Bonecas de José Carlos Oliveira pela Sabiá (1967)
>>> Por Que Ninguém Me Disse Isso Antes?: Ferramentas Para Enfrentar Os Altos E Baixos Da Vida de Julie Smith pela Mixfly (2022)
>>> O Positivismo Jurídico: Lições Da Filosofia Do Direito de Norberto Bobbio pela Icone (1995)
>>> O Falecido Mattia Pascal de Luigi Pirandello pela Civilização Brasileira (1971)
>>> Inovaçao: A Arte De Steve Jobs de Carmine Gallo pela Lua De Papel (2010)
>>> Illustrated Directory Of Guitars de Ray Bonds pela Barnes & Noble (2006)
>>> Dinamite Mental de Napoleon Hill pela Citadel
>>> Amar e Ser Amado de Pierre Weil - Roland Tompakow Ilustrações pela Civilização Brasileira (1965)
>>> Manual De Introdução Ao Estudo Do Direito de Rizzatto Nunes pela Saraiva (2009)
>>> Maneiras De Amar - Como A Ciencia Do Apego Adulto Pode Ajudar Voce A Encontrar ¿ E Manter ¿ O Amor de Amir Levine pela Sextante (2021)
>>> Guia Atemporal Das Noivas Com Estilo de Carol Hungria pela 3R Studio (2018)
>>> Os Cinco Príncípios Essenciais De Napoleon Hill de Napoleon Hill pela Citadel Press (2022)
>>> Os Dez Mandamentos Da Etica de Gabriel Chalita pela Nova Fronteira (2003)
>>> O Quarto Em Chamas de Michael Connelly pela Suma (2018)
>>> Dinamite Mental de Napoleon Hill pela Citadel
>>> Venda À Mente, Não Ao Cliente de Jurgen Klaric pela Planeta Estrategia (2017)
>>> Processo Decisório de Max H. Bazerman pela Elsevier (2004)
>>> O que é leitura de Maria helena martins pela Brasiliense (1982)
>>> Atriz de Mônica de castro pela Vida E Consciencia (2009)
>>> Trilhando a linha do tempo da reforma de Aecep pela Aecep
>>> Reflexões Sobre a Vaidade dos Homens de Matias Aires pela Martins (1966)
>>> Infinitos de John Banville pela Nova Fronteira (2011)
COLUNAS

Quarta-feira, 20/10/2004
Pequenas editoras e bundalelê cultural
Ana Elisa Ribeiro
+ de 3000 Acessos

Escreva um texto, meta-se a escritor, pense que é literatura e envie para uma editora conhecida, dessas de que você ouve falar há anos. Faça uma carta de apresentação para enviar junto com o original de sua obra e aguarde um tempo para obter resposta.

Enquanto isso, curta seus pais, trabalhe muito, forme-se na faculdade, compre um carro, troque por outro mais novo, compre um apartamento, case-se, tenha dois filhos e faça bilubilu nos seus netinhos lindos. A carta da editora poderosa ainda não terá chegado.

Essa é uma possibilidade. Mas há outras: você pode receber uma gentilíssima carta pedindo mil desculpas, mas sua obra, maravilhosa, por sinal, não pode ser publicada porque... não há mais vagas na grade de lançamentos até o ano que vem ou está fora do tema e da linha de publicação atual ou precisa de modificações importantes, que você não dará conta de fazer.

Também é possível chegar uma carta generosa, dizendo que você não deve desistir jamais, que tem futuro e que deve tentar os concursos literários.

Sei de tudo isso porque sou editora, trabalho em editora e vivo enviando cartas com esse teor, só que minhas vítimas são os advogados, e não os escritores. Quando eu era editora de fanzine (impresso ou digital), me dedicava, de fato, a ler o que me chegava às mãos, e foi assim que conheci gente muito interessante. Alguns publicaram livros, outros...

Quando alguém me pergunta sobre publicação eu digo que não sei, desconverso e pronto. Não há modo ideal. As editoras grandes querem lançar livros que considerem "seguros", ou seja, que vendam bem, que ganhem páginas de jornal, que sejam escritos por nomes batidos e rebatidos.

Com quem fica, então, o trabalho de edição "investigativa"? Com os pequenos selos, que, em sua maioria, não têm nada de precário mais. São as pequenas, micro e nanoeditoras que vêm garimpando bons escritores, seja fazendo-os migrar da Internet ou de suas gavetas, publicando obras que podem concorrer a um lugar nas listas de livros admiráveis e/ou de cabeceira. É preciso frisar que essas editoras trabalham, em sua maioria, com capital do próprio autor. Pensou que fosse fácil? Faça aí uma poupancinha de uns 3000 reais.

Prefiro não citar nomes, mas em São Paulo, no Rio, em Curitiba, em Porto Alegre, na Bahia e em Belo Horizonte, pra citar apenas as capitais, com alguma frequencia alguém é abduzido da condição de escritor embrionário a candidato a canônico.

Os pequenos selos têm furado o bloqueio das grandes editoras, têm alcançado páginas de grandes jornais (com resenhas e matérias), além de estarem renovando, aos poucos, a mesmice da literatura nacional.

São esses pequenos selos que animam o deserto da produção recente e jogam de grila os autores novos, para quem quiser pegar. No entanto, quem manda na permanência deles são dois fatores randômicos: o leitor e a política.

Ao leitor cabe ler. E se não lê e nunca ouviu falar em João Filho ou em Sérgio Fantini é porque a distribuição dessas editoras pequenas é sofrível, como quase toda a distribuição de livros no Brasil. Esse perrengue tem sido diminuído com a Internet, que oferece uma janelinha por onde escoar o traseiro e dar a cara a tapa, sem ter que passar pelos senhores mediadores.

Não digo que essa literatura vasta e pululante, tão profusa, seja toda ela boa. De forma alguma. Há os talentos perceptíveis, há os duvidosos e há os corajosos de publicar aquela tranqueira horrorosa. Há os que serão neobeats e os que serão moda por uns dias. Mas, em todo caso, eles estão aí, seja porque saíram da Internet, seja porque surgiram de gavetas ocultas.

Também ocorre que esse movimento de guerrilha parece funcionar como "olheiro" das grandes editoras. Quando alguém aparece, ganha jornais e é elogiado mais de meia dúzia de vezes... nhac, a editora compra o passe. Essa compra envolve uma grana que o autor nunca tinha visto e a famigerada distribuição. Também ocorre de o felizardo entrar num catálogo interessante e de virar celebridade, mas isso é coisa pra quem já está há mais tempo na roda.

Então, nesse sistema complexo, as pequenas editoras agem num esforço de garimpagem e as grandes dão a lapidada final. Mas nada que garanta quem vai ficar no Who's Who.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 20/10/2004

Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2004
01. Ler muito e as posições do Kama Sutra - 2/6/2004
02. Autor não é narrador, poeta não é eu lírico - 24/3/2004
03. Para gostar de ler - 11/8/2004
04. Em defesa dos cursos de Letras - 6/10/2004
05. Mulheres de cérebro leve - 13/2/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Nirvana
George S. Arundale
Pensamento
(1993)



A procura do feminino
Marisa Sanabria
Idéias & Letras
(2005)



A Iara em Os seixos encantados 583
Jorge Saad
Ftd
(1997)



Direito de Familia - Vol 2
Carlos Roberto Gonçalves
Saraiva
(2003)



Pedagogia Científica
Maria Montessori
Flamboyant
(1965)



Era Clássica
A. Soares Amora
Bertrand Brasil
(2001)



Portugal A Missão que Falta Cumprir
Eduardo Amarante
Nova Acrópole
(1994)



Livro Esoterismo O Caminho da Energia domine a arte chinesa da força interior com exercícios de Chi Kung
Mestre Lam Kam Chuen
Manole
(1991)



Mc Fly Unsaid Things... Nossa Historia
Tom Fletcher / Danny Jones / Harry Judd / Dougie P
Best Seller
(2013)



Pensar Sobre a Alimentação á Base de Carne e a Paz Mundial II
Seicho no Ie
Seicho no Ie





busca | avançada
79202 visitas/dia
2,3 milhões/mês