Ruy Castro e seus orgasmos amestrados | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
47273 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Talvez...
>>> 2007 e os meus CDs ― Versão Internacional 1
>>> A felicidade, segundo Freud
>>> Memória das pornochanchadas
>>> Magia além do Photoshop
>>> Meu Telefunken
>>> Meu Telefunken
>>> Vida Virtual? Quase 10 anos de Digestivo
>>> Sombras Persas (X)
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Mais Recentes
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Fotoleitura de Paul R. Scheele pela Summus (1995)
>>> O Rosto Materno de Deus de Leonardo Boff pela Vozes (2000)
>>> Terapia do Abraço 2 de Kathleen Keating pela Pensamento (2012)
>>> História Resumida da Civilização Clássica - Grécia/Roma de Michael Grant pela Jorge Zahar (1994)
>>> Cães de Guerra de Frederick Forsyth pela Record (1974)
>>> Jogo Duro de Mario Garnero pela Best Seller (1988)
>>> Psicologia do Ajustamento de Maria Lúcia Hannas, Ana Eugênia Ferreira e Marysa Saboya pela Vozes (1988)
>>> Uma Mulher na Escuridão de Charlie Donlea pela Faro (2019)
>>> Pra discutir... e gerar boas conversas por aí de Donizete Soares pela Instituto GENS (2015)
>>> Educomunicação - o que é isto de Donizete Soares pela Projeto Cala-boca já morreu (2015)
>>> Ficções fraternas de Livia Garcia-Roza - organizadora pela Record (2003)
>>> Prisioneiras de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (2017)
>>> O diário de Myriam de Myriam Rawick pela Dark Side Books (2018)
>>> Contos de Rubem Fonseca pela Nova Fronteira (2015)
>>> Notícias - Manual do usuário de Alain de Botton pela Intrínseca (2015)
>>> Um alfabeto para gourmets de MFK Fisher pela Companhia das Letrs (1996)
>>> Os Mitos Celtas de Pedro Paulo G. May pela Angra (2002)
>>> A vida que ninguém vê de Eliane Brum pela Arquipélago Editorial (2006)
>>> As Cem Melhores Crônicas Brasileiras de Joaquim Ferreira dos Santos - organizador pela Objetiva (2007)
>>> O tigre na sombra de Lya Luft pela Record (2012)
>>> Elza de Zeca Camargo pela Casa da Palavra (2018)
>>> Sexo no cativeiro de Esther Perel pela Objetiva (2007)
>>> O clube do filme de David Gilmour pela Intrínseca (2009)
>>> Coisa de Inglês de Geraldo Tollens Linck pela Nova Fronteira (1986)
>>> As mentiras que os mulheres contam de Luis Fernando Veríssimo pela Objetiva (2015)
>>> Equilíbrio e Recompensa de Lourenço Prado pela Pensamento
>>> Cadernos de História e Filosofia da Ciência de Fátima R. R. Évora (org.) pela Unicamp (2002)
>>> Revista Internacional de Filosofia de Jairo José da Silva (org.) pela Unicamp (2000)
>>> Dewey um gato entre livros de Vicki Myron pela Globo (2008)
>>> Ilha de calor nas metrópoles de Magda Adelaide Lombardo pela Hucitec (1985)
>>> Sua santidade o Dalai Lama de O mesmo pela Sextante (2000)
>>> Meninas da noite de Gilberto Dimenstein pela Ática (1992)
>>> Paulo de Bruno Seabra pela Três (1973)
>>> Grandes Enigmas da Humanidade de Luiz C. Lisboa e Roberto P. Andrade pela Círculo do livro (1969)
>>> A História de Fernão Capelo Gaivota de Jonathan Seagull pela Nórdica (1974)
>>> Os Enigmas da Sobrevivência de Jacques Alexander pela Edições 70 (1972)
>>> Mulheres visíveis, mães invisíveis de Laura Gutman pela Best Seller (2018)
>>> Construir o Homem e o Mundo de Michel Quoist pela Duas cidades (1960)
>>> Vida Positiva de Olavinho Drummond pela Olavinho Drummond (1985)
>>> Força para Viver de Jamie Buckingham pela Arthur S. DeMoss (1987)
>>> Consumidos de David Cronemberg pela Alfaguara (2014)
>>> Viver é a melhor opção de André Trigueiro pela Correio Fraterno (2015)
>>> O Caso da Borboleta Atíria de Lúcia Machado de Almeida pela Ática (1987)
>>> Cânticos de Cecília Meireles pela Moderna (1995)
>>> Caminho a Cristo de Ellen G. White pela Cpb - Casa Publicadora Brasileira (2019)
>>> Um Estranho no Espelho de Sidney Sheldon pela Nova Cultural (1986)
>>> Le Divorce de Diane Johnson pela Record (1999)
COLUNAS

Quinta-feira, 9/12/2004
Ruy Castro e seus orgasmos amestrados
Adriana Baggio

+ de 6100 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Considerando as coisas que tenho lido por aí e percebendo o sucesso que elas fazem, acho que consegui descobrir dois dentre os muitos segredos que tornam um escritor ou cronista famoso: falar de coisas que fazem parte do universo das pessoas; falar de sexo.

(Foi o título que chamou sua atenção para esta coluna, não é verdade?)

Eu mesma, com toda a inexperiência e cara-de-pau de uma reles e iniciante cronista, já percebi que os textos que mais fizeram sucesso dentre a minha humilde produção foram aqueles que, de alguma forma, falaram de sexo.

Longe de ter a audácia de me comparar com Ruy Castro, mas acredito que ele sabe disso e usa essa estratégia muito bem. Ele é, ao mesmo tempo, um escritor excelente na forma e no conteúdo. Não, eu não o conheço nem em carne, nem em osso, somente em letras. Quero dizer que o que ele escreve é interessante e também parece interessante. Afinal, quem não sentiria curiosidade em dar uma espiada num livro com o título de Amestrando orgasmos - bípedes, quadrúpedes e outras fixações animais e que tem na capa o que os gays chamariam de uma "racha" vermelha? Pois bem, a obra é uma seleção de contos e crônicas publicados na imprensa entre 1997 e 2003 e mais alguns inéditos, reunidos no livro lançado este ano pela Editora Objetiva.

Como título sugere, a maior parte dos textos fala de sexo - fixação assumida do autor. Outros têm como assunto os animais. Quase todos usam um gancho bem comum: parte-se de uma notícia ou acontecimento real, do tipo que as pessoas comentam no trabalho ou na mesa do bar, e imagina-se um outro caminho para a situação. No caso de Castro, ele constrói diferentes rumos e desfechos para episódios intrigantes como um tipo de epilepsia que se assemelha a um orgasmo, a criação de embriões híbridos de coelho e homem ou a descoberta da substância que seria responsável pelo prazer feminino. Todos esses ganchos são notícias publicadas pela imprensa e das quais o autor fez sua limonada.

São textos irreverentes, bem-humorados, com uma pegada leve. Que a aparente amenidade não seja confundida com idéias superficiais: cada texto leva a uma crítica, às vezes sutil, às vezes explícita.

Outro ponto forte do livro é a acidez e a ironia de algumas de suas tiradas. A meu ver, são os melhores momentos dos textos. Veja só:

* sobre os ingleses: "exceto pelo café da manhã, comem muito mal. E são também muito malcomidos";

* sobre os surfistas: "as pulgas são espertas. Diz-se delas que têm um Q.I. superior ao de alguns surfistas";

* sobre espermatozóides defeituosos: "eles escapam [da seleção natural], fecundam óvulos inocentes e daí nascem certos políticos, duplas caipiras, autores de livros de auto-ajuda, apresentadores de televisão, especuladores imobiliários, advogados de traficantes e dirigentes de futebol";

* sobre dinossauros soltando puns: "bem, pode-se imaginar a trilha sonora da Terra naquele tempo - algo parecido com um show do também extinto Guns N' Roses, só que acústico".

Agora, podem me chamar de implicante, mas tem uma coisa que se repete nesses textos e que incomoda demais: o uso generoso de palavras e estruturas "difíceis". Pode até ser engraçadinho, mas não folha após folha... O que me deixa preocupada, já que a orelha do livro afirma que os texto foram "impiedosamente reescritos" para esta publicação. Tenha piedade dos leitores!

Não fiquei catando essas expressões, mas como elas se repetem bastante, é fácil identificar. Uma delas é o advérbio "donde", usado para concluir alguma coisa. Praticamente todos os textos trazem um exemplar dele, donde sua utilização deixa de fazer parte da categoria do estilo e passa a entrar para o time dos vícios.

Acho que quando os textos são lidos um de cada vez, isso passa batido. Na verdade, essas expressões difíceis em meio a textos amenos podem até conferir um certo charme. O recurso reflete um pouco a personalidade paradoxal que o autor parece querer passar: um cara experiente mas atualizado; culto porém engraçado; amante à moda antiga e, ao mesmo tempo, conquistador barato.

Quando lemos o livro todo de uma vez só, percebemos o lugar-comum que faz parte de muitas dessas publicações. Antologia de crônicas virou uma forma fácil de ganhar dinheiro se você já tem algum nome. É só juntar a produção de alguns anos, envolver em uma bela embalagem, colocar um título bem apetitoso e lançar no mercado com uma boa divulgação. Não acrescenta muito para a literatura brasileira, mas pode ser uma opção para a diversão dos leitores de verão (e para alavancar o faturamento das editoras).

Para ir além






Adriana Baggio
Curitiba, 9/12/2004


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A guerra dos tronos de Gian Danton


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio em 2004
01. Maria Antonieta, a última rainha da França - 16/9/2004
02. Do que as mulheres não gostam - 14/10/2004
03. O pagode das cervejas - 18/3/2004
04. Publicidade gay: razão ou sensibilidade? - 19/8/2004
05. ¡Qué mala es la gente! - 27/5/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
11/12/2004
10h44min
Gostei de seus comentários sobre uma certa antologia do cronista Ruy Castro, e sobre o próprio jornalista/autor. Gostaria de acrescentar algo. Difícil sacralizar alguém que parece pensar que o Brasil começa nas praias cariocas e termina na serra das Araras e que, não poucas vezes, comentou que nos anos 60 e 70, 99% da vida inteligente no Brasil se localizava numa pequena área de quatro quarteirões em Ipanema. Quase todo mundo sabe que, de maneira geral, a intelectualidade do RJ tem a tendência de considerar o resto do Brasil uma "Caipilândia". Isso não é nada novo. Mas o pior de tudo é que sou obrigado a confessar que gosto de boa parte do que ele escreve. Acho que gostaria ainda mais, se não o conhecesse, há muitos anos, de entrevistas e outras participações televisivas.
[Leia outros Comentários de Roberto Morrone]
15/11/2007
20h45min
A writer writes best about what he/she knows personally. Mr. Castro should be forgiven for writing so well about Rio. I imagine he is not expecting his book "Amestrando orgasmos – bípedes, quadrúpedes e outras fixações animais" to be key to his admittance to the Academia Brasileira de Letras.
[Leia outros Comentários de Tenney Naumer]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MATEMÁTICA FINANCEIRA
JOSÉ DUTRA VIEIRA SOBRINHO
ATLAS
(1982)
R$ 5,50



OS 500
MATTHEW QUIRK
PARALELA
(2013)
R$ 22,00



AIRBRUSHING FOR FINE & COMMERCIAL ARTISTS
ROBERT PASACHAL
VRN
(1982)
R$ 30,00



DEUS: TESE, ANTÍTESE, SÍNTESE
PAULO RESENDE
SAGA
(1969)
R$ 25,82



INVOCAÇÃO - TRILOGIA DARKEST POWERS
KELLEY ARMSTRONG
NOVO SÉCULO
(2012)
R$ 10,00



CONFISSÕES DE UM COMEDOR DE ÓPIO
THOMAS DE QUINCEY
L&PM POCKET
(2002)
R$ 12,00



COMENTÁRIOS AO NOVO CÓDIGO CIVIL - VOL. XIV ART. 966 A 1195
ARNOLDO WALD
FORENSE
(2005)
R$ 200,00



SEGMENTAÇÃO OPÇÕES ESTRATÉGICAS PARA O MERCADO BRASILEIRO
RAIMAR RICHERS / CECÍLIA PIMENTA LIMA
NOBEL
(1991)
R$ 13,00



UM MILHÃO N°39 BATMAN PLANETA PRISÃO!
DC COMICS
ABRIL 50 ANOS
R$ 20,00



O OUTRO DESAFIO
JULIO LOBOS
DO AUTOR
(1987)
R$ 27,00





busca | avançada
47273 visitas/dia
1,3 milhão/mês