Primavera dos Livros do Rio 2005 | Cassiano Viana | Digestivo Cultural

busca | avançada
46024 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> De quantos modos um menino queima?
>>> Mastigar minhas relações
>>> Vaguidão específica
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> Festa na floresta
>>> A crítica musical
>>> 26 de Julho #digestivo10anos
>>> Por que escrevo
>>> História dos Estados Unidos
Mais Recentes
>>> Coleção para gostar de ler de Varios pela Atica (1985)
>>> Grande Enciclopédia de Modelismo - Cor e Pintura de Walquir Baptista de Moura - Produção pela Século Futuro
>>> Meu pequeno fim de Fabrício Marques pela Segrac (2002)
>>> Grande Enciclopédia de Modelismo - Materiais e Ferramentas de Walquir Baptista de Moura - Produção pela Século Futuro
>>> Livro Dicionário Enciclopédico Veja Larousse - Volume 1 de Eurípedes Alcântara , Diretor Editorial pela Abril (2006)
>>> O diário de Larissa de Larissa Manoela pela Harper Collins (2016)
>>> Corpo de delito de Patricia Cornwell pela Paralela (2000)
>>> A Arte da guerra de Sun Tzu pela Pé da letra (2016)
>>> O fio do bisturi de Tess Gerritsen pela Harper Collins (2016)
>>> A garota dinamarquesa de Davdid Ebershoff pela Fabrica 231 (2000)
>>> Uma auto biografia de Rita Lee pela Globo livros (2016)
>>> Songbook Caetano Veloso Volume 2 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> A Sentinela de Lya Luft pela Record (2005)
>>> O teorema Katherine de John Green pela Intriseca (2006)
>>> Louco por viver de Roberto Shiyashiki pela Gente (2015)
>>> A ilha dos dissidentes de Barbara Morais pela Gutemberg (2013)
>>> Sentido e intertextualidade de Emanuel Cardoso Silva pela Unimarco (1997)
>>> Mistérios do Coração de Roberto Shinyashiki pela Gente (1990)
>>> Interrelacionamento das Ciências da Linguagem de Monica Rector Toledo Silva pela Edições Gernasa (1974)
>>> Sociologia e Desenvolvimento de Costa Pinto pela Civilização Brasileira (1963)
>>> O Coronel Chabert e Um Caso Tenebroso de Honoré de Balzac pela Otto Pierre Editores (1978)
>>> O golpe de 68 no Peru: Do caudilhismo ao nacionalismo? de Major Victor Villanueva pela Civilização Brasileira (1969)
>>> Recordações da casa dos mortos de Fiodor Dostoiévski pela Nova Alexandria (2006)
>>> Elric de Melniboné: a traição ao imperador de Michael Moorcock pela Generale (2015)
>>> O Príncipe de Nicolau Maquiavel pela Vozes de Bolso (2018)
>>> Deuses Americanos de Neil Gaiman pela Conrad (2002)
>>> Deus é inocente – a imprensa, não de Carlos Dorneles pela Globo (2003)
>>> Memórias do subsolo de Fiodor Dostoiévski pela 34 (2000)
>>> Songbook - Tom Jobim, Volume 3 de Almir Chediak pela Lumiar (1990)
>>> Comunicação e contra-hegemonia de Eduardo Granja Coutinho (org.) pela EdUFRJ (2008)
>>> Caetano Veloso Songbook V. 1 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> Origami a Milenar Arte das Dobraduras de Carlos Genova pela Escrituras (2004)
>>> O vampiro Lestat de Anne Rice pela Rocco (1999)
>>> Nova enciclopédia ilustrada Folha volume 2 de Folha de São Paulo pela Publifolha (1996)
>>> Esperança para a família de Willie e Elaine Oliver pela Cpb (2018)
>>> Leituras do presente de Valdir Prigol pela Argos (2007)
>>> Insight de Daniel C. Luz pela Dvs (2001)
>>> Política e relações internacionais de Marcus Faro de Castro pela UnB (2005)
>>> Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> Infinite Jest de David Foster Wallace pela Back Bay Books (1996)
>>> Nine Dragons de Michael Connelly pela Hieronymus (2009)
>>> The Innocent de Taylor Stevens pela Crown Publishers (2011)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> Filosofia Para Crianças e Adolescentes de Maria Luiza Silveira Teles pela Vozes (2008)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> Vida de São Francisco de Assis de Tomás de Celano pela Vozes (2018)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
COLUNAS

Quinta-feira, 29/9/2005
Primavera dos Livros do Rio 2005
Cassiano Viana

+ de 4400 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Terminou nesse domingo (25), aqui no Rio, a quinta edição da Primavera dos Livros, feira anual promovida pela Liga Brasileira de Editores (Libre).

A Primavera não é um evento concorrido, cheio de marra e celebridade como a Flip, por exemplo. Os leitores estão ali pelos descontos; os jornalistas pelas "barbadas"; os autores pelo contato com os donos das editoras; os editores, por um espaço maior do que aqueles reservados nas Bienais de megastands.

Na quinta-feira, a Cristina Warth fez um retrospecto do evento, falando em consolidação. Angel Bojadsen (agora ex-presidente da Libre) foi direto e disse que o grande desafio pra qualquer editora é colocar livros nas livrarias (não é tão óbvio assim, leia os próximos parágrafos), informando que, em São Paulo (a Primavera terá sua versão paulista durante os dias 20 e 23 de outubro na OCA - Ibirapuera), será realizada uma assembléia geral da Liga, onde serão consolidadas propostas que indiquem qual o futuro desse segmento do mercado editorial no futuro.

Já Galeno Amorim, coordenador do programa Fome de Livro, do Viva Leitura e da Política Nacional da Leitura e de Bibliotecas Públicas, disse que as ações isoladas em todo país apontam a necessidade de construir uma política nacional do livro e da leitura. Para o representante do Ministério da Cultura é a pequena editora que garante a diversidade, pluralismo e riqueza editorial. Ele mesmo, em outros tempos, um pequeno editor (logo, um conhecedor das dificuldades dessa fatia do mercado editorial no país), anunciou um plano Pró-leitura que contemplará os próximos cinco anos e a perspectiva de 40, 45 milhões de reais em recursos anuais para viabilizar políticas públicas para o setor.

Tudo isso será anunciado, pelo que entendi, agora em dezembro, junto com uma agenda macro-política e a criação da tal Câmara Setorial do Livro, da qual a Libre já é um dos nomes e assentos garantidos. Essa, uma boa notícia.

Daí veio o melhor.

Os professores Fábio Sá Earp e George Kornis, economistas do Grupo de Pesquisas em Economia do Entretenimento da UFRJ, apresentaram os resultados do trabalho realizado sob encomendada pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

A partir de dados comparativos, tanto do Brasil como do Brasil em relação a outros países, eles mostraram que existe sim uma crise (a venda das editoras foi reduzida praticamente à metade, entre 1995 e 2003), mesmo levando em consideração o tal crescimento de 5% da economia e a tão declarada hype literária.

Algumas das causas dessa crise: 1) preço do livro (segundo eles, um livro deveria custar ao menos 1/3 do que custa hoje); 2) queda do poder aquisitivo/renda bruta de quem compra livro com freqüência; 3) Problemas de distribuição. Fora isso, o governo comprando menos a preços menores, pirataria, uso da Internet etc.

Alguém ainda veio me dizer: "a culpa da crise não é das editoras e sim dos poucos leitores".

Se esse mesmo alguém tivesse participado do debate saberia do efeito "Tostines" (ilógico e injustificável) que um dos pesquisadores identificou: segundo as editoras "o livro é caro porque vende pouco. E vende pouco porque é caro". Mané justificativa. É caro porque é caro, e as editoras (pequenas editoras) ainda não sabem administrar seus negócios de forma empreendedora e corporativa, de uma forma que gerem lucro, sem prejudicar o leitor e as vendas.

Os pesquisadores deram exemplos da similar da Libre na França, sempre deixando claro: é preciso aprender, organizar, profissionalizar o setor e abolir a idéia romântica de que a indústria do livro se resume a antologias, romances, livros de contos, poesias, manuais de estilo. Talvez por isso o nariz torcido da maioria. O professor Fábio deu a dica dos livros científicos de pesquisadores brasileiros, que poderiam ser mais baratos e poderiam render traduções para outras línguas. Outro dado: juntos, publicações religiosas e obras técnicas ainda perfazem a maior parte das vendas. Dentro do item "obras gerais", todo o resto: auto-ajuda e ficção.

Rolou um debate, sim. Debate caloroso, com descontentamento e muita gente desconfortável. Afinal, aquele seria dia de festa, certo? O que não deixa de ser produtivo: babar ovo é uma merda (desculpem). E quem baba dono de editora é autor, escritor fazendo lobby, implorando "pelamordedeus me publique!".

Pena que - até agora não encontrei - em nenhum jornal, site, blog, qualquer repercussão para esse debate, que vai além do que eles chamam, na pesquisa, de starsystem.

Parece que o melhor debate ainda é aquele que tem como objetivo confirmar o valor ou não de certos grupos de autores (sempre em detrimento a outros), ou aquele, que repercute a "multiplicação de novos escritores". Picuinhas literárias. Guerrinha de ego. Coisa de mulherzinha.

Alguém escreverá: sempre foi assim.

E eu, mentalmente, fico aqui pensando: é verdade: e é justamente por essas e outras que vivemos essa bosta que é até hoje.

No mais, na mesa sobre D.Quixote para Jovens, que contou com a presença de alunos de várias escolas daqui do Rio, Marina Colasanti foi só delicadeza em suas respostas. Já o Gullar parecia que falava para uma platéia de adultos. "Não: essa sua pergunta já foi respondida e não há nenhuma referência a Quixote em minha obra". Alguém deveria avisá-lo do quão prejudicial uma resposta como essa pode ser nessas horas; João Ubaldo por ele próprio: disse que não fazia mais palestras. Agora só respondia perguntas. Logo, faltou microfone; Borges e literatura fantástica: destaque para o Bráulio Tavares. O melhor (e provavelmente o mais esperado) lançamento foi o do livro de poemas do Chico César. Desculpe: não tenho saco pra isso de palestra sobre "blog é literatura?". (Esse tema realmente ainda rende algum debate?)

A oficina (palestra) sobre encadernação deveria ser melhor divulgada. Alguns (se não todos) debates deveriam ser registrados, sistematizados e disponibilizados ao público, no site do evento ou numa publicação.

É preciso que a Primavera dos Livros tenha vida longa porque é uma resposta de um grupo de editoras ao monopólio das maiores, dos grandes grupos, que, aparentemente, gastam muito repetindo um catálogo de vendas garantidas. O trabalho das pequenas, por sua vez, é garimpar títulos, novidades, apostar, abrir espaço. Não é à toa que essas maiores andam criando selos de "novos" e edições pocket. Eventos como a Primavera dos Livros e instituições como a Libre causam desconforto. Fico imensamente feliz que seja assim.


Cassiano Viana
Rio de Janeiro, 29/9/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meio Sol Amarelo de Guilherme Carvalhal
02. Lares & Lugares de Ricardo de Mattos
03. Pelo meio de Os Sertões de Carla Ceres
04. Convocação para uma outra luta de Marilia Mota Silva
05. Jornalismo literário: a arte do fato? de Luiz Rebinski Junior


Mais Cassiano Viana
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
5/10/2005
22h38min
Estamos super orgulhosos de vc! muitos beijos...
[Leia outros Comentários de Ludmilla Viana]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PASSAGEM NA VIDA
FERNANDO ILHARCO MORGADO
MAGINAR
(2004)
R$ 29,90



POLÍTICA E GOVERNO
KARL DEUTSCH
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
(1983)
R$ 65,00



DISPARIDADES ECONÔMICAS INTER- REGIONAIS, CAPACIDADE DE OBTENÇÃO
FERNANDO ANDRÉS BLANCO COSSIO
BNDES (RJ)
(1998)
R$ 29,00



MAIS COMEDIAS PARA LER NA ESCOLA
LUIS FERNANDO VERISSIMO
OBJETIVA
(2012)
R$ 9,90



PRINCÍPIOS DE ORGANIZAÇÃO APLICADOS ÀS ATIVIDADES INDUSTRIAIS
HENRY P DUTTON
ATLAS
(1956)
R$ 4,90



CONVENÇÃO EUROPÉIA DE DIREITOS HUMANOS
JOSÉ A F LOPES DE LIMA
MIZUNO
(2007)
R$ 10,00



HISTORIA DEL HOMBRE
G. H. R. V. KOENIGSWALD
ALIANZA
(1972)
R$ 10,00



AS CINCO PESSOAS QUE VOCÊ ENCONTRA NO CÉU
MITCH ALBOM
SEXTANTE
(2004)
R$ 7,00



UM OLHAR DOCENTE PARA UMA EDUCAÇÃO FÍSICA CONTEMPORÂNEA
NESTOR BERTINI JUNIOR
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00



VERITAS
WILLIAM LASHNER
RECORD
(2000)
R$ 10,00





busca | avançada
46024 visitas/dia
1,1 milhão/mês