Manauara ou Manauense | Marcela Ortolan | Digestivo Cultural

busca | avançada
64869 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Conto HAYEK, de Maurício Limeira, é selecionado em coletânea da Editora Persona
>>> Os Três Mosqueteiros - Um por Todos e Todos por Um
>>> Sesc 24 de Maio recebe o projeto Parlavratório - Conversas sobre escrita na arte
>>> Cia Caravana Tapioca faz 10 anos e comemora com programação gratuita
>>> Eugênio Lima dirige Cia O GRITO em novas intervenções urbanas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
>>> A história de Chieko Aoki
>>> Uma história do Fogo de Chão
>>> BDRs, um guia
>>> Iggor Cavalera por André Barcinski
>>> Dave Brubeck Quartet 1964
Últimos Posts
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
>>> Indistinto
>>> Mais fácil? Talvez
>>> Riacho da cacimba
>>> Mimético
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Uma vida bem sucedida?
>>> A morte da Capricho
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Bienal do Livro Bahia
>>> A primeira hq de aventura
>>> Como Passar Um Ano Sem Facebook
>>> Mulheres de cérebro leve
>>> O curioso caso de Alberto Mussa
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> Digestivo Cultural: 10 anos de autenticidade
Mais Recentes
>>> Dicionário espanhol + Bônus: vocabulário prático de viagem de Melhoramentos pela Melbooks (2007)
>>> Memorias De Um Sargento De Milicias de Manuel Antônio de Almeida pela Ática (2010)
>>> Turma da Mônica Jovem: Escolha Profissional de Maurício de souza pela Melhoramentos (2012)
>>> Xógum Volume 1 e 2 de James Clavell pela Círculo do Livro
>>> Viva à Sua Própria Maneira de Osho pela Academia
>>> Virtudes - Excelência Em Qualidade na Vida de Paulo Gilberto P. Costa pela Aliança
>>> Violetas na Janela de Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho pela Petit
>>> Vida sem Meu Filho Querido de Vitor Henrique pela Vitor Henrique
>>> Vida Nossa Vida de Francisco Cândido Xavier pela Geem
>>> Vida Depois da Vida de Dr. Raymond e Moody Jr pela Circulo do Livro
>>> Vícios do Produto e do Serviço por Qualidade, Quantidade e Insegurança de Paulo Jorge Scartezzini Guimarães pela Revista dos Tribunais
>>> Viagem na Irrealidade Cotidiana de Umberto Eco pela Nova Fronteira
>>> Uma Só Vez na Vida de Danielle Steel pela Record (1982)
>>> Uma Família Feliz de Durval Ciamponi pela Feesp
>>> Um Roqueiro no Além de Nelson Moraes pela Speedart
>>> Um Relato para a História - Brasil: Nunca Mais de Prefácio de D. Paulo Evaristo pela Vozes
>>> Um Longo Amor de Pearl S Buck pela Circulo do Livro
>>> Um Estranho no Espelho de Sidney Sheldon pela Circulo do Livro
>>> Tudo Tem um Porquê de Marcelo Cezar pela Vida e Consciência
>>> Tragédias 1 de Shakespeare pela Abril Cultural (1981)
>>> Tragédia Em Três Atos de Agatha Christie pela Nova Fronteira
>>> Themen Aktuell 1 de Maria Helena Voorsluys Battaglia pela E. P. U./ Hueber
>>> Testemunha da Acusação de Agatha Christie pela Record
>>> Terra Nua de Morris West pela Círculo do Livro
>>> Terceiro Milênio - Decida-se ! de Valéria Cazeloto pela Valéria Cazeloto
COLUNAS

Quinta-feira, 2/5/2013
Manauara ou Manauense
Marcela Ortolan

+ de 8000 Acessos

Toda cidade ou região tem vocábulos que a caracterizam. Manaus não escapa a regra, pelo contrário, o vocabulário de Manaus é tão vasto que tem até nome: Amazonês.

Em Manaus, bombom é bala e bala pode ser outra coisa (vide bala de cupuaçu). Cuidado quando o prato tiver mangarataia, afinal, pode ser que você não goste tanto assim de gengibre. Se a comida tiver murupi é melhor nem arriscar - a não ser que você seja muito fã de pimenta.

Pedir um guaraná pode ser um dilema, já que poderá escolher entre Real, Baré, Magistral, Regente... todos refrigerantes de guaraná, cada um com um sabor diferente. Bombom - aquele de chocolate - pode ter recheio de: açaí, bacuri, buriti, cupuaçu, araçá-boi, camu-camu. Também pode ter recheio de castanha da amazônia - nunca chamada de castanha-do-Pará porque "se for do Pará rouba o gosto", já que em Manaus "paraense" é sinônimo de ladrão (isso é um fato linguístico, nesse texto não estou fazendo juízo de valor). Aliás, chamar alguém de paraense em Manaus é xingamento - e dos piores! -, sendo, inclusive, a causa declarada de algumas mortes.

Rotatória é bola; lagartixa é osga; mosquito é carapanã; cajá é taperebá; grande é maceta; galeroso é pivete; idiota é leso e idiotice é leseira.

Costas é costa com toda a conjugação decorrente da retirada do "s". Ponto de ônibus sempre será parada de ônibus, e é melhor não se confundir e dizer que vai para o ponto porque ponto é outra coisa.

Se falarem que você é pai-d'égua não se preocupe: não estão te chamando de cavalo. O que estão dizendo é que você é muito legal.

Maninho é uma espécie de vocativo do tipo "cara", mas é de um jeito carinhoso. Aliás, se você gosta de carinho pode ir a Manaus, que lá todo mundo é chamado de querido, amado, amor...

Garantido e Caprichoso são mais do que adjetivos e, se alguém perguntar "qual é o seu boi?", cuidado para não dizer o nome do seu marido. Se for convidado para ir aos currais dos bois, provavelmente não estão o chamando para ir a uma fazenda e sim a um ensaio de Boi-Bumbá. Se aceitar o convite é melhor não falar o nome de um boi no meio da torcida do outro. Ao invés do nome, o boi concorrente é sempre chamado "o contrário". E a torcida de boi é a galera.

Inverno não é uma época do ano em que faz frio, mas sim em que chove muito. E seca não é uma época em que não chove e sim quando chove um pouco menos. É por isso que a Amazônia é chamada de "rain forest". Frio, em Manaus, é um conceito abstrato e distante e sua definição só é possível com auxilio da tecnologia: frio é aquilo que você sente quando o ar-condicionado está no máximo.

"Morreu de cola" pode ser algo como "estou dentro" ou "já é", se é que você me entende. Até o tucupi significa "até o talo" - isso está ficando complicado...

Pirarucu a casaca não é um peixe vestindo smoking.

Farinha com peixe é uma delicia, mas cuidado para não quebrar o dente com a farinha do Uarini, típica da região. Aliás, em Manaus se come qualquer coisa com farinha. Tanto é assim, que farinha com água e açúcar é um prato típico que tem até nome: chibé.

Adultos chamam o intervalo para lanche de merenda - sim, igual no jardim de infância - e pai e mãe sempre serão papai e mamãe, independente da idade do filho, em um falar tão carinhoso que enche de ternura filial o desaviso interlocutor!

Maninho, se você leu até aqui você é pai-d'égua!

E se estiver se perguntando como foi que eu aprendi tudo isso, a resposta é simples: barezei até o tucupi!

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado no blog Metamorfose Pensante.


Marcela Ortolan
Manaus, 2/5/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A poesia afiada de Thais Guimarães de Jardel Dias Cavalcanti
02. Do amanhecer ao adormecer: leitura, ato de amor de Marcela Ortolan


Mais Marcela Ortolan
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Olhar, Escutar, Ler - 1ª Edição
Claude Lévi-strauss
Companhia das Letras
(1997)



Treinamentos Comportamentais:
Douglas de Matteu, Massaru Ogata, M. Sita
Ser Mais Ltda
(2013)



O Jogo das Palavras - Aprendendo Português
Amélia Lacombe
Brasiliense
(1991)



Tio Pedro
Orígenes Lessa
Do Brasil



Fique sadio e esbelto sem sair do lugar - Isometria
Ilse Buck
Hemus



Rumor da Casa
Telma Scherer
7 Letras
(2008)



Os Homens do Mundaú
Valter Pedrosa
Rotero Editorial
(1984)



Gestão da Estratégia Experiências e Lições de Empresas Brasileiras
André Ribeiro Coutinho/david Kallás
Campus
(2005)



Na Margem do Rio Piedra
Paulo Coelho
Rocco
(1994)



Engage Starter Student Book
Gregory J. Manin Alicia Artusi
Oxford
(2010)





busca | avançada
64869 visitas/dia
2,2 milhões/mês