Sobre palavras mal ditas | Rafael Rodrigues | Digestivo Cultural

busca | avançada
55507 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 28/8/2006
Sobre palavras mal ditas
Rafael Rodrigues

+ de 5400 Acessos
+ 6 Comentário(s)

Não foi fácil tomar a decisão de escrever este texto. Eu não gosto de falar mal de ninguém, não sou disso. Ainda mais publicamente, e com o alcance que têm os textos publicados no Digestivo. Isso pode ser o início de uma polêmica chata e boba, que eu poderia evitar, se me calasse.

Não sou escritor. Talvez, quem sabe, um dia venha a ser. Mas agora, não. Tampouco sou um crítico literário. Ainda não. Daqui a algum tempo, com certeza. Mas me falta ainda muita experiência, muita leitura, muita estrada. Respondo a alguns poucos que chegam a me dar tal alcunha dizendo que sou um "recomendador" de livros. Eu recomendo livros que gostei de ler e que considero bons. É isso o que faço. Nunca dediquei uma resenha a um livro que não tenha gostado.

É claro que nem tudo que gostamos, é bom. E nem tudo que não gostamos, não é bom. Um exemplo: tentei ler dois livros de João Ubaldo Ribeiro, bom baiano, meu conterrâneo. Mas não consegui passar das primeiras páginas. Não gostei, e pronto. Decidi que não tentaria mais ler nada dele. A não ser as crônicas. Romances, não. Mas posso dizer que João Ubaldo Ribeiro é um escritor ruim? Quem sou eu para dizer isso! João Ubaldo é um dos maiores escritores do país, autor de alguns romances já considerados clássicos de nossa literatura. O máximo que posso dizer é que não gostei do pouco que li dele, mais nada.

Agora um exemplo de algo que gostei, mas dizem por aí que não é bom: Paulo Coelho. Há alguns anos li "O diário de um mago", com o propósito de tentar descobrir por que minha namorada admira tanto o mago. A história do livro é boa, não se pode negar isso. Não é uma obra-prima literária, não tem uma escrita primorosa, mas é melhor que muita coisa que anda sendo publicada por aí...

Mas então. Eu ia dizendo que não gosto de falar mal de ninguém. Disse isso porque, pela primeira vez, me sinto na obrigação de criticar uma pessoa. Queria que fosse um livro, mas não, é uma pessoa.

Antes da crítica, mais uma explicação.

Já dizia Ezra Pound que os escritores são as antenas do mundo (na verdade, a frase correta é "Os artistas são as antenas da raça"). O que ele quis dizer com isso? Que os escritores são aqueles que precisam estar a par do que acontece ao seu redor. Que também são aqueles que têm uma sensibilidade maior, e podem prever (leia-se sentir) algo que está por vir. Se é algo de bom ou de ruim, não importa. O que importa é que os escritores são aqueles que, se presume, detêm o saber. São inteligentes, cultos, dinâmicos, interessados, polivalentes. Ou deveriam ser. Os escritores são homens que, com suas palavras, podem mudar vidas.

(Para embasar as minhas palavras, fui até o ABC da Literatura, de Ezra Pound. Na introdução, Augusto de Campos, que também traduziu o livro, transcreve um trecho de uma outra introdução, do livro Os meios de comunicação como extensões do homem, também de Ezra Pound, escrita por Marshall McLuhan, na qual ele diz que "A arte, como o radar, atua como se fosse um verdadeiro 'sistema de alarme premonitório', capacitando-nos a descobrir e a enfrentar objetivos sociais e psíquicos, com grande antecedência.")

Sabendo dessa afirmação de Pound, e da explicação de McLuhan, fico assustado quando leio declarações estapafúrdias de escritores. Alguns deles parecem perder o bom senso, e desatam a falar e escrever besteiras. Ora, se os artistas são as antenas da raça, escritores não deveriam falar ou escrever bobagens, certo?

Mas eles falam. E escrevem. Coisas do tipo: "Torço para o futebol acabar", ou "Chico Buarque só fala m...." ou ainda "o presidente da república é um débil mental".

O autor das afirmações acima é um escritor brasileiro. Ele faz parte da nova "geração de escritores", dos ditos "novos autores". Eu tentarei, humilde e respeitosamente, rebater tais afirmações.

A primeira: "Torço para o futebol acabar". De longe, a mais fácil de ser contra-argumentada. Por mais que alguns torcedores - vândalos e marginais, na verdade - causem estragos, cometam atos de vandalismo, e briguem entre si, colocando em risco pessoas de bem que vão aos estádios com a melhor das intenções, o futebol é bem maior do que isso. O futebol faz parte da cultura não só brasileira, mas do mundo. É o esporte mais popular e mais rentável do planeta. O futebol movimenta centenas de bilhões de dólares ao redor do mundo e é o sustento de centenas de milhares de pessoas. Definitivamente, torcer para o futebol acabar não é uma boa.

A segunda: "Chico Buarque só fala m...". Quem já viu ou leu uma única entrevista do Chico, sabe que isso não é verdade. Em uma delas, ao ser perguntado sobre as críticas sofridas pelo governo Lula, Chico diz: "Acho que há um desrespeito ao presidente Lula. Há um componente, sim, de preconceito de classe muito forte. As pessoas não diriam 'vagabundo', 'burro' e 'imbecil' para um professor como Fernando Henrique Cardoso, sociólogo e poliglota, ou mesmo para um representante da elite nordestina como o Collor. As pessoas se dão ao direito de se referir ao Lula dessa forma. Esses preconceitos estão arraigados. Dizem: 'Nós lhe prestamos um favor, para você ocupar o palácio por um tempo. Como não se portou direito, vai embora'. Isso é grave." Essa declaração pode ser chamada de "falar m..."?

E vamos à terceira: "o presidente da república é um débil mental". Faço minhas as palavras de Chico Buarque: "As pessoas não diriam 'vagabundo', 'burro' e 'imbecil' para um professor como Fernando Henrique Cardoso". As pessoas não diriam "débil mental" para FHC. Ou diriam? Se sim, não deveriam. Por pior que seja um governo, por pior que seja o presidente, não se deve ofendê-lo dessa maneira. Há de se respeitar o cargo. E há de se respeitar o cidadão que foi eleito para governar o nosso país. Não importando quem ele seja. Sendo o presidente um corrupto, e sendo isto comprovado, aí sim, poderíamos até chamá-lo, em conversas acaloradas, de ladrão. A ofensa gratuita é um crime, pois pode ser considerada como calúnia ou difamação. Além de ser desnecessária.

Fiquei triste ao ler essas frases, de autoria do escritor Marcelo Mirisola. Eu queria muito ler Joana, a contragosto, romance dele publicado em 2005, ou algum outro livro de sua autoria. Mas depois das declarações que li, minha vontade de ler seus livros diminuiu. Sei que não se deve misturar a vida pessoal de um artista ou suas opiniões e declarações com sua obra, mas isso às vezes acaba acontecendo.

Não digo que nunca lerei um livro do Marcelo Mirisola. Mas agora eu só compro um se eu achar em um sebo. E bem barato.


Rafael Rodrigues
Feira de Santana, 28/8/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. 8.Heroes of the World de Heloisa Pait
02. O espírito de 1967 de Celso A. Uequed Pitol
03. Os dinossauros resistem, poesia de André L Pinto de Jardel Dias Cavalcanti
04. O que vai ser das minhas fotos? de Ana Elisa Ribeiro
05. 80 anos de Alfredo Zitarrosa de Celso A. Uequed Pitol


Mais Rafael Rodrigues
Mais Acessadas de Rafael Rodrigues em 2006
01. A história do amor - 24/7/2006
02. Livro dos Homens - 7/8/2006
03. O soldado absoluto - 18/9/2006
04. O encontro marcado: 50 anos - 16/10/2006
05. Carta de um jovem contestador - 9/5/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
28/8/2006
00h27min
Política nada mais é do que "A maneira qual se divide o dinheiro arrecadado da população" e devido aos (Políticos) que arrecadam somente viverem disso, acabam criando entre si grupos de interesses iguais ou diferentes de como vão distribuir as rendas, o que construir com o dinheiro arrecadado, que firma usar para construir as estradas, se parentes ou amigos, que forma de favorecer uns conhecidos, enfim, tudo o que se relaciona a criar o ambiente do convivio social à moda deles. É raro a gente acreditar num político, porque eles se condenam entre si. Quando a gente vê, a sujeira já bateu no ventilador e se espalhou. Acho eu que, devido a esta má distribuição de renda, temos espaço para autores e escritores ventilarem a própria ira ao sistema, às vezes extrapolando com a linguagem usada. Talvez o Marcelo Mirisola tenha ventilado sua frustração em algum outro assunto que nem saibamos direito. Depois de ler o seu texto, me deu uma vontade de ler mais sobre este autor, que rasgou o verbo. Amei o texto.
[Leia outros Comentários de Milton Laene Araujo]
28/8/2006
14h16min
Infelizmente este texto me leva à mesma opinião sobre seu autor. Ele tem o direito a não querer ler Marcelo Mirisola depois de conhecer suas idéias. Eu acho que criticar os romances do João Ubaldo e elogiar "O Diário de Um Mago" são coisas bem mais graves do que as idéias do Mirisola a respeito do futebol, Chico Buarque e Lula. Nem por isso deixarei de ler Rafael Rodrigues incondicionalmente. Aliás, o Mirisola não parece estar tão equivocado como este último...
[Leia outros Comentários de Juca Azevedo]
29/8/2006
16h54min
Rafael, você está melhor que eu, sô: conseguiu ler um e quase outro de dois autores que eu não consigo... Quanto ao terceiro... nunca tinha ouvido falar... Abraços.
[Leia outros Comentários de Guga Schultze]
30/8/2006
19h35min
Também não consigo ler alguns autores que vendem muito, mas como vendem... Paulo Coelho, um chato, idem para Jô Soares, FHC e, agora na moda, os livros sobre prostitutas, sem preconceito, também não dá. Autores de sucesso, mas não entro nessa, não. E alguns atores também conseguem sucesso, dá para entender um Francisco Cuoco... fazendo sucesso? E as caretinhas lindas da Ana Paula Arósio, dona do pedaço global, linda, linda, mas, como projeto de atriz, só perde para a Claudia Raia.,Vou parar por aqui porque é muito feio falar mal da vida dos outros.
[Leia outros Comentários de Ivo Samel]
2/9/2006
22h33min
As pessoas normais não chamam FHC de imbecil simplesmente por ele não se portar como tal. Quanto ao outro, de tanto fazer por onde, ganhou suas belas alcunhas. Mas, mesmo aos argutos críticos de ambos os lados, têm escapado o que me parece ser o mais óbvio: o grande mal não é a imbecilidade (coisa que simula com maestria), mas a hipocrisia muito bem destilada. Ora, a multidão de parvos certamente ainda não se deu conta disso, incluindo o Chico e o Rafael Rodrigues.
[Leia outros Comentários de Werber Cesar]
14/9/2006
18h48min
Olha, futebol, música, literatura... é tudo questão de opinião. Marcelo Mirisola usou vocabulário, digamos, bem forte. Continua ótimo escritor. E o vocábulo usado faz parte da língua portuguesa, que, até onde sei, pode ser utilizada da maneira como se achar apropriada. Ao que me parece, Rafael não discordou de Marcelo, mas de suas frases, que nem chegam a ser absurdas (questão de opinião...). Quanto ao cargo do presidente, quanto à categoria "fazer parte da cultura brasileira" a que foi elevado o futebol e quanto à opinião do ilustre Chico, realmente não creio que sejam paradigmas que devam ser "respeitados". Pelo menos, não devem NECESSARIAMENTE ser respeitados. Cada um acha o que quer sobre isso. Por fim, a Ezra Pound, ao que me parece, foi a que disse a pior asneira de todas as elencadas. Artista é um visionário? Desde que rico e famoso, certo? O que dizer de um lixeiro? O que dizer de um padeiro? Será que não é aí que está o tal do preconceito de classe?
[Leia outros Comentários de Víktor Waewell]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SAFARI DE ESTRATÉGIA
HENRY MINTZBERG; BRUCE AHLSTRAND; JOSEPH LAMPEL
BOOKMAN COMPANHIA
(2005)
R$ 60,00



RECEITA PARA A MORTE
NERO BLANC
EDIOURO
(2004)
R$ 17,00
+ frete grátis



FRANÇA
GLOBO
LONELY PLANET
(2012)
R$ 16,00



FUNDAMENTOS DE PERÍCIA CONTÁBIL VOL 18
VÁRIOS AUTORES
ATLAS
(2006)
R$ 20,00



INFLAÇÃO E DEFLAÇÃO - TEORIA DA DINÂMICA ECONÔMICA - COLEÇÃO OS PENSAD
JOHN MAYNARD KEYNES MICHAL KAECKI PAULO ISRAE...
ABRIL
(1978)
R$ 23,69



PEQUENOS GUIAS DA NATUREZA - MAR E VIDA MARINHA LITORAL ...
PÂMELA FOREY E CECÍLIA FITZSIMONS
PLATANO
(1994)
R$ 37,00



ABLA 35 ANOS EM MOVIMENTO
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE LOCADORAS DE VEICULOS
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE LOCAD
(2012)
R$ 65,00



O TESTAMENTO
DENCAN JONNY
CLUBE DO LIVRO
(1966)
R$ 6,00



RESISTÊNCIA E SUBMISSÃO
DIETRICH BONHOEFFER
PAZ E TERRA
(1968)
R$ 95,00



VENTO SUDOESTE
LUIZ ALFREDO GARCIA ROZA
COMPANHIA DAS LETRAS
(1999)
R$ 12,00





busca | avançada
55507 visitas/dia
1,4 milhão/mês