Eleição nas prateleiras (ou todo dia tem eleição) | Marcelo Spalding | Digestivo Cultural

busca | avançada
74501 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Péricles Cavalcanti - lançamento de SALTANDO COMPASSOS
>>> Espetáculo “Canções Para Pequenos Ouvidos” chega ao Teatro Clara Nunes, em Diadema
>>> (Abre 11/10) Mostra BAÚ DA DGT_curadores Francisco Gaspar,Tuna Dwek, Donny Correia e Diego da Costa
>>> Escrever outros Corpos - Criar outras Margens || BELIZARIO Galeria
>>> SESC 24 DE MAIO RECEBE EVENTO DE LANÇAMENTO DA COLEÇÃO ARQUITETOS DA CIDADE
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
Colunistas
Últimos Posts
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
Últimos Posts
>>> Universos paralelos
>>> Deseduquei
>>> Cuidado com a mentira!
>>> E agora? Vai ter pesquisa novamente?
>>> Cabelos brancos
>>> Liberdade
>>> Idênticos
>>> Bizarro ou sem noção
>>> Sete Belo
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
Blogueiros
Mais Recentes
>>> perversão sexual
>>> Trailer do Fim do Mundo
>>> Uísque ruim, degustador incompetente
>>> O bom e velho jornalismo de sempre
>>> Apresentação
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> A fragilidade dos laços humanos
>>> Anomailas, por Gauguin
>>> Felicidade
>>> Ano novo, vida nova.
Mais Recentes
>>> A Jornada Para Casa Uma Parabola De Kryon - A Historia De Michael Thomas E Os Sete Anjos de Lee Carroll pela Madras (2011)
>>> No Vale Dos Suicidas - Madras de Evaristo Humbertto De Araujo pela Madras (2009)
>>> Os Segredos Do Karate Shotokan de Robin L Rielly pela Madras (2011)
>>> História social da criança e da família de Philippe Ariés pela Guanabara (1981)
>>> A revolução da palavra - Uma visão do homo loquens de Pedro Paulo Filho pela Siciliano (1987)
>>> A Sombra de uma Paixão de Tanya Oliveira pela Lúmen (2007)
>>> A evolução da consciência de Robert Ornstein pela Best Seller (1991)
>>> Iracema de José de Alencar pela L&Pm Pocket (2009)
>>> Ciência e fé: O reencontro pela- Física quântica de Bispo Rodovalho pela Lua de mel (2013)
>>> A ponte clandestina - Teorias de cinema na América Latina de José Carlos Avelar pela 34 (1995)
>>> As Fortunas do Cortesão de Peter Burke pela Unesp (1997)
>>> O barão das árvores de Italo Calvino pela Companhia Das Letras (1991)
>>> Cultura Brasileira - Temas e Situações de Alfredo Bosi pela Atica (1992)
>>> Poemas de Rainer Maria Rilke pela Companhia Das Letras (1993)
>>> A Feira das Vaidades - I e II Volume de William Makepeace Thackeray pela Civilização Brasileira (1963)
>>> Cinema marginal (1968/1973) - A representação em seu limite de Fernão Ramos pela Brasiliense (1987)
>>> O Circo da Noite de Erin Morgenstern pela Intrínseca (2012)
>>> A vida viaja na luz de Carlos A. Baccelli Inácio Ferreira pela Leepp (2011)
>>> Por que perdeu ?: Dez desfiles derrotados que fizeram história de Marcelo de Mello pela Record (2018)
>>> Cultura de Massa e Cultura Popular de Ecléa Bosi pela Vozes (1973)
>>> Antes de dormir de S. J. Watson pela Record (2012)
>>> História da Civilização - Idade Média, Moderna e Contemporânea de António G. Mattoso pela Lisboa - Livraria Sá da Costa (1956)
>>> Uma história da república de Lincoln de Abreu Penna pela Nova Fronteira (1989)
>>> Adestramento de Cães para Leigos de Jack Volhard / Wendy Volhard pela Alta Books (2005)
>>> Capitalismo, trabalho e educação de José Claudinei Lombardi pela Autores Associados (2004)
COLUNAS >>> Especial Eleições 2006

Terça-feira, 26/9/2006
Eleição nas prateleiras (ou todo dia tem eleição)
Marcelo Spalding

+ de 4000 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Levei um susto quando entrei no meu quarto: na televisão passava o horário eleitoral gratuito e nas prateleiras o Orwell discutia ferrenhamente com o Górki. Era o velho e - dizem - já superado debate sobre capitalismo e comunismo, aquele debate em que um venceu mas nenhum convenceu. Teriam se acalmado logo não fosse o Sartre falar em moscas e o Saramago em Jesus Cristo: aí a Adélia interviu, o Wolff retrucou, instalou-se o caos. Confesso que fiquei sem ação, mas não de todo surpreso (com exceção de uma briga entre o Chico e o Caetano que até agora não entendi). No fundo eu sabia que logo eles se acalmariam se eu mantivesse os teóricos fechados em outra prateleira.

Brincadeiras à parte, montar uma biblioteca é politicamente muito mais importante do que dar um voto. Porque são os livros que você lê ao longo da vida, os filmes e programas a que assiste, as conversas que trava, as pessoas com quem escolhe conviver que formarão o ser pensante que você é, o ser ideológico. Não há voto sem ideologia. Mesmo os que se vangloriam de não ter ideologia alguma, de estarem livres das politiquices, devem rezar para algum Deus ou carregar nos braços uma tatuagem simbólica (seja este símbolo um ideograma oriental ou uma guitarra de rock). Votar é apenas um gesto, um singelo gesto.

Singelo porque votar é como escolher entre o lilás, o violeta ou o roxo. Cá pra nós, não é o presidente quem governa o país. Em tempos de capital globalizado e "instituições sólidas", não há homem ou mulher, negro ou pobre que possa fazer muito mais do que se tem feito. Está nas manchetes dos jornais: a classe média cresceu e a miséria diminuiu. Mas em que níveis? Quantos anos mais levaremos para erradicar essa miséria? A que preço? E será que ainda se pode esperar? Mais ainda: algum país que em 1900 era subdesenvolvido tornou-se de "primeiro mundo"? Os Estados Unidos, sim, mas para isso precisaram duas Grandes Guerras. Não há nenhum caso entre a África e a América Latina - continentes explorados primeiro pelo colonialismo, depois pelo capital - em que se desfez a desigualdade e se instaurou uma paz social ao longo de cem anos!

Ocorre que infelizmente a democracia num país periférico parece estar restrita a este dia de outubro em que vamos todos votar, em fila. Alguns com bandeiras, outros com adesivos, a maioria silenciosa e mesmo enfadada. Mal sabem que um voto se constrói ao longo de uma vida - pelo menos um bom voto, um voto consistente - e um país se faz no dia-a-dia. Mal sabem que as decisões sobre nossas questões fundamentais sequer são tomadas aqui, e que qualquer decisão aqui tomada está sujeita a uma intervenção além-fronteiras (que o digam os bolivianos sobre os brasileiros).

Por outro lado, quantos votaram pela Independência do Brasil? E pela proclamação da República? Quantos votaram pela mudança da capital para Brasília? E pelo fim da ditadura militar? As mudanças mais importantes de nosso país foram construídas sem voto popular, sem sangue mas com muita palavra, muita disputa ideológica. Disputa em que comumente livros e escritores têm papel fundamental.

Não estou sendo original, é verdade. Já Barthes dizia: todo texto é ideológico. "Alguns querem um texto (uma arte, uma pintura) sem sombra, cortada da 'ideologia dominante', mas é querer um texto sem fecundidade, sem produtividade, um texto estéril". Por isso insisto que montar uma biblioteca é muito mais importante do que dar um voto.

Biblioteca, aqui, é o sentido figurado para aquele conjunto de livros que lemos ao longo da vida. E mais do que isso, aqueles que lemos e nos dizem alguma coisa, de algum modo influenciam nossa forma de pensar. Já dissera um sábio: livros não mudam o mundo, livros mudam pessoas, e as pessoas mudam o mundo. De fato. Mas e quando as pessoas não têm acesso ao livro? E quando a média de leitura é menor do que dois livros por pessoa por ano, caso do Brasil? Não é casual que todos os países desenvolvidos tenham índices de leitura altíssimos, seja isso causa ou conseqüência: assim como o conjunto de leituras de uma pessoa forma o ser pensante, o conjunto de leituras de uma nação forma a nação pensante, uma nação independente de fato, não apenas de direito.

Em outubro, iremos às urnas, em fila, escolher entre matizes da mesma cor. O arco-íris é mais amplo (e dizem que há cores que sequer o olho humano consegue ver). Mas mesmo essas diversas matizes da mesma cor são suficientemente diferentes para não sortearmos nosso voto ou deixá-lo nas mãos dos marqueteiros. Votar é diferente de comprar refrigerante. Não pode ser a propaganda eleitoral a balizar nossa escolha, afinal em propagandas as suspeitas viram acusações, o passado é esquecido, os depoimentos gravados e regravados à exaustão.

Em outubro, irei à urna, e lá depositarei um singelíssimo gesto de esperança, um voto que será centelha entre milhões e que provavelmente não será decisivo para as eleições. Depois, por quatro anos, assistirei à mídia pautando as prioridades presidenciais, o congresso negociando urgências e barrando reformas, os magistrados julgando aumento dos seus salários e o capital chantageando a nação com seu entra-e-sai especulativo. Confesso que assistirei sem ação, mas não de todo surpreso: no fundo eu sei que ao fim todos se entendem se mantivermos os livros trancados em suas prateleiras. Junto com suas idéias.


Marcelo Spalding
Porto Alegre, 26/9/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Carta aberta a quem leu Uma Carta Aberta ao Brasil de Adriane Pasa
02. Ossos, mulheres e lobos de Eugenia Zerbini
03. O pródigo e o consumo de Eugenia Zerbini
04. Tempo vida poesia 3/5 de Elisa Andrade Buzzo
05. Mens sana... um ano depois de Julio Daio Borges


Mais Marcelo Spalding
Mais Acessadas de Marcelo Spalding em 2006
01. O centenário de Mario Quintana, o poeta passarinho - 8/8/2006
02. Romanceiro da Inconfidência - 10/1/2006
03. Um defeito de cor, um acerto de contas - 31/10/2006
04. As cicatrizes da África na Moçambique de Mia Couto - 5/12/2006
05. A literatura feminina de Adélia Prado - 25/7/2006


Mais Especial Eleições 2006
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
6/10/2006
10h55min
Talvez, no Brasil, tenhamos ideologia em excesso e pragmatismo em falta. Um pouco de pragmatismo na hora de votar não faz mal a ninguém. E quanto ao ato de votar, não pode ser somente um ato de transferir a responsabilidade para outro... Quem faz seu país é você. Será que nós, jovens, estamos dispostos a refazer nossas vidas da forma necessária? Precisamos de empreendedores, de pessoas que pensam por experiência e não por ideologia. Daqueles que estão dispostos a ler um livro para pôr uma idéia em prática... Não para se tornarem meramente letrados. Nosso voto tem que ser em nós mesmos. E todas as grandes mudanças supracitadas foram feitas por grupos com interesses particulares. Se fizéssemos o mesmo hoje... Quantos jovens eu conheço que detestam seu ambiente de trabalho, mas nunca imaginam que podem se reunir e começar um novo ambiente!
[Leia outros Comentários de Ram]
6/10/2006
13h23min
Ram, mas será que sua própria opinião não é ideológica? O pragmatismo liberal não é por si só uma ideologia? Será mesmo que sempre podemos começar num novo ambiente? Poderia citar diversos exemplos em que isso não é possível, infelizmente...
[Leia outros Comentários de Marcelo Spalding]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Encontro com o Mestre
DeRose
matrix
(2002)



Iluminação Interior
John White. Org
Cultrix
(1998)



O Sonhador a Fábrica de Sonhos
João Berbel
Farol das Três Colinas
(2014)



O Melhor da Cronica
Lindolfo Paoliello
Del Rey
(2003)



A Teia do Homem Aranha - Vol. 5
Marvel
Panini Comics
(2011)



Simpatias e Segredos Populares - 4ª Edição
Nivio Ramos Sales
Pallas
(2008)



Histórias "Animais" que as Pessoas Contam
Marcel Benedeti
mundo maior
(2006)



Brincando Com Colagens, Recortes e Dobraduras
Rosangela P. Nascimento
Global
(2002)



Livro - Série Bom Livro - o Alienista
Machado de Assis
Ática
(2002)



Sangue e Esplendor
Daniel Myerson
ediouro
(2003)





busca | avançada
74501 visitas/dia
2,0 milhão/mês