Contato com o freguês | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
33901 visitas/dia
891 mil/mês
Mais Recentes
>>> CRIANÇAS DE HELIÓPOLIS REALIZAM CONCERTO DE GENTE GRANDE
>>> Winter Fest agita Jurerê Internacional a partir deste final de semana
>>> Coletivo Roda Gigante inicia temporada no Jazz B a partir de 14 de julho
>>> Plataforma Shop Sui dança dois trabalhos no Centro de Referência da Dança
>>> Seminário 'Dança contemporânea, olhares plurais'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
>>> Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
Últimos Posts
>>> Saudades não envelhecem
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> É cena que segue...
>>> Imagens & Efeitos
>>> Segredos da alma
>>> O Mundo Nunca Foi Tão Intenso Nem Tão Frágil
>>> João Gilberto
>>> Retalhos ao pôr do sol
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 2011 e meus álbuns
>>> A arte da crítica
>>> Livros e Saúde
>>> Além do Mais em 2005
>>> O enigma de Lindonéia
>>> O enigma de Lindonéia
>>> The Guardian contrata blogueiros para fazer jornalismo
>>> Discutir, debater, dialogar
>>> I Fink U Freeky
>>> Além do Mais em 2009
Mais Recentes
>>> Os Elefantes não esquecem de Agatha Christie pela Nova Fronteira (2019)
>>> A construção do Brasil de Jorge Couto pela Forense Universitária (2011)
>>> Medicina de Reabilitação nas Lombalgias Crônicas de Julia Maria D' Andréia Greve e Marcos Martins Amatuzzi pela Roca - Brasil (2003)
>>> O exercício e a cardiologia do esporte de Paul D. Thompson pela Manole (2003)
>>> Medicina do Esporte de W. Hollman e T. Hettinger pela Manole (2005)
>>> Derrame Pleural de Franscisco S. Vagas , Lisete R. Teixeira e Evaldo Marchi pela Roca - Brasil (2003)
>>> 50 Anos a Mil de Lobão pela Nova Fronteira (2010)
>>> Furacão Anitta - Biografia Não Autorizada de Leo Dias pela Agir (2019)
>>> A Bela e a Fera - Edição Oficial do Filme de Elizabeth Rudnick pela Universo dos Livros (2017)
>>> A organização dirigida por valores de Richard Barrett pela Alta Books (2017)
>>> A Filiação Divina de Carlos Lema Garcia pela Quadrante (2002)
>>> Onde Cantam os Pássaros de Evie Wyld pela DarkSide (2013)
>>> O Espírito Santo na Experiência Cristã de James D Crane pela Juerp (1978)
>>> O Homem Moderno e a Imagem Bíblica do Homem de Leo Scheffczyk pela Edições Paulinas (1976)
>>> 50 Histórias de Ninar de Thomas Tig pela Girassol (2009)
>>> A Arte e a Ciência do Amor de Dr. Albert Ellis pela Record (1966)
>>> Acupuntura Coreana da Mão - Atlas de Bolso de Choo H. Kim pela Ícone (2019)
>>> Competência: Repertório de Jurisprudência e Doutrina de Arruda Alvim/ Teresa Arruda Alvim Pinto/ Ubiratan do Couto Mauricio pela Revista dos Tribunais/ SP. (1986)
>>> Manifesto Judeu Messiânico de David H. Stern pela Louva-a-Deus (2006)
>>> Responsabilidade Tributária dos Sócios no Mercosul de João Luis Nogueira Maria pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2001)
>>> O conquistador de Almas de C. H. Spurgeon pela Pes (2014)
>>> Helena - Clássicos da literatura - Texto Integral de Machado de Assis pela Ciranda Cultural (2017)
>>> 100 Anos de Comunicação Espírita em São Paulo - 1881 a 1981 de Eduardo Carvalho Monteiro pela Madras (2003)
>>> Herança- Orientações Práticas de Celso Laet de Toledo Cesar (desembargador/ Tj/ Sp) pela Oliveira Mendes/ Del Rey (1997)
>>> Herança- Orientações Práticas de Celso Laet de Toledo Cesar (desembargador/ Tj/ Sp) pela Oliveira Mendes/ Del Rey (1997)
>>> Sermões de spurgeon sobre as grandes orações da biblia de Charles Haddon Spurgeon pela RBC Publicações (2018)
>>> The Virtues of Aristotle de D. S. Hutchinson pela Routledge (1986)
>>> Dia a dia com Tozer de A. W. Tozer pela Publicações pao diário (2017)
>>> Mundo Animal Caldas Fofinhas de Não Informado pela TodoLivro
>>> Mundo Animal Caldas Fofinhas de Não Informado pela TodoLivro
>>> Meu Livrinho de Pano Animais de Não Informado pela TodoLivro
>>> Canções Classicas Toque e Sinta Seu Lobato Tinha um Sítio de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Canções Classicas Toque e Sinta Seu Lobato Tinha um Sítio de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Canções Classicas Toque e Sinta Seu Lobato Tinha um Sítio de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Canções Classicas Toque e Sinta Seu Lobato Tinha um Sítio de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Banho Divertido Os Três Porquinhos de Não Informado pela TodoLivro
>>> Banho Divertido Os Três Porquinhos de Não Informado pela TodoLivro
>>> Banho Divertido Pinóquio de Não Informado pela TodoLivro
>>> Banho Divertido Pinóquio de Não Informado pela TodoLivro
>>> Banho Divertido Chapeuzinho Vermelho de Não Informado pela TodoLivro
>>> Banho Divertido Chapeuzinho Vermelho de Não Informado pela TodoLivro
>>> Contos com Abas Chapeuzinho Vermelho de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Contos com Abas Chapeuzinho Vermelho de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Contos com Abas Três Porquinhos de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Contos com Abas Três Porquinhos de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Primeiras Palavras no Banho - Formas Primeiro Livro do Bebê de Não Informado pela TodoLivro
>>> Primeiras Palavras no Banho - Formas Primeiro Livro do Bebê de Não Informado pela TodoLivro
>>> Primeiras Palavras no Banho - Formas Primeiro Livro do Bebê de Não Informado pela TodoLivro
>>> Primeiras Palavras no Banho - Formas Primeiro Livro do Bebê de Não Informado pela TodoLivro
>>> Aprendendo a Desenhar de Não Informado pela TodoLivro
COLUNAS

Sexta-feira, 4/5/2007
Contato com o freguês
Ana Elisa Ribeiro

+ de 4500 Acessos
+ 5 Comentário(s)

No tempo em que meu pai teve um bar e mercearia, o que hoje se chama "cliente" era conhecido como "freguês". Nem toda a razão estava com ele e ainda existia um caderninho onde se anotavam as compras do mês e se cobrava tudo depois. Era o "põe na conta", a caderneta em que se depositava a confiança no comprador, numa época em que ele pagava.

Meu pai foi "microempresário" por pouco tempo. Minha avó pegava queijo e leite sem pagar e acabou quebrando a empresa. Como nem meu pai, nem meu avô e nem meus tios sabiam cobrar, ficaram sem graça e se tornaram um balcão de caridade. Meu pai, logo, logo, trocou a mercearia por um Chevrolet 51 (que já mencionei aqui). Depois dessa incursão pelo mundo dos negócios, meu progenitor virou médico e continuou recebendo, pelas consultas de clínico, galinhas e cachaça dos fregueses que não podiam pagar.

Freguês no século XXI
Numa das festas de final de ano, arranjei um canto confortável e travei uma conversa com JH, um amigo do meu marido que conheceu Belo Horizonte, quando esteve na capital mineira, por três vezes, a trabalho.

Dizia JH que tinha de Minas ótima impressão. Fiquei intrigada com a afirmação peremptória, sem traço de controvérsia, e achei que era gentileza. Mais adiante alguns milésimos de segundo, resolvi perguntar: por quê? Não que eu ache os mineiros ríspidos, mas fiquei curiosa com a eventualidade de alguém falar com tão bons olhos da minha capital.

Disse JH que esteve na cidade para reuniões de negócios. Uns amigos dele o chamaram para jantar e foram se encontrar num cinema. JH não se lembrava mais do nome do cine, mas pela descrição, tive certeza de que era o Belas Artes, uma espécie de galeria em que é possível comer e beber bem, pagar caro por uma trufa gostosa, comprar balangandãs de bom gosto, observar exposição de artistas contemporâneos e visitar uma livraria de bons livros.

Foi nessa livraria que JH viveu o inesperado. Escolheu, entre várias possibilidades interessantes, 5 livros caros e bons. Não me disse quais e nem me interessei em saber. Pelo local, já deduzia que seriam livros de cultura. Quando foi ao balcão pagar os achados, o atendente (que desconfio ser o primo do dono) disse que: perdão, mas não temos aqui máquina de cartão, nem de débito automático e nem de crédito.

Lastimaram ambos o problema. JH, com o cartão magnético na mão, pensou em brandi-lo e chamar a cena de absurda. Mas não o fez porque percebeu a cara de desculpas sinceras do moço da livraria. JH disse, então, que: uma pena, não tenho cheque nem dinheiro vivo. Não poderei levar os livros porque não tenho como pagá-los.

Para surpresa do visitante, o livreiro sacou logo uma proposta. Disse a JH que, de maneira alguma aquilo ficaria daquele jeito. Você vai levar os livros. Dê-me aqui o nome e o endereço do seu hotel ou do seu trabalho. (JH havia dito que não era de Belo Horizonte).

Hotel, avenida, quarto e será possível que isso aconteça? Sim, o livreiro envolveu os cinco livros numa sacola, entregou a JH e prometeu: amanhã cedo meu funcionário procurará você no seu trabalho com a máquina manual de crédito. Pode ir e obrigado, desculpe qualquer coisa.

JH saiu atônito. Enquanto andava pelo corredor em direção à sala de filmes, encontrou o casal amigo. Contou a história e o amigo logo se apressou em tirar dinheiro da carteira. Por favor, vá lá e pague o livreiro. Amanhã a gente acerta. JH correu até a livraria com as notas na mão. Antes mesmo que pudesse explicar, já indicando o pagamento, o livreiro advertiu: alto lá, nosso trato é outro, meu amigo. Pode guardar seu dinheiro. Amanhã meu funcionário vai te procurar.

JH ficou perplexo, quase comovido. Não é possível. Tem certeza? Sim, absoluta, dizia o livreiro com os olhos pontiagudos. E JH foi embora com os livros na sacola.

No dia seguinte, fez a transação no modo crédito com o menino da livraria que o procurou no trabalho. E me contava isso com os olhos incrédulos de quem viu milagre, mas não acreditou. Embora essa boa impressão tivesse se mantido, JH contava, lastimoso, que, no mesmo dia, já à noite, foi com o mesmo casal comer num bom restaurante, desses freqüentados pela mineirada de elite, restaurante com cara de padaria chique, café bacana, cardápio caro, músicos e artistas plásticos repetidos pela mídia impressa, fregueses de revistas de colunas sociais. O lugar era agradável, o clima era bom, os amigos eram simpáticos, mas a mesa custou a vagar. Assim que conseguiram uma, JH esbarrou na cadeira de trás quando tentou se sentar. O esbarrão abalou um milímetro o moço sentado de costas, que logo se levantou e, com o dedo em riste, ameaçou, com cara de demônio: se você esbarrar na minha cadeira novamente, eu te darei um tiro. JH pediu desculpas surradas, que não foram aceitas com um "não me interessa" seguido da reiteração da ameaça de morte.

JH me conta que o livreiro fala mais alto na memória, mas que ainda se pergunta: que cidade é aquela em que tipos tão diferentes me recebem de formas tão opostas? Alucinado pela esquizofrenia da capital mineira, JH ainda pensa em voltar à livraria. É isso mesmo: viva a diversidade, não é não?


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 4/5/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A vida se elabora no Ano Novo de Elisa Andrade Buzzo
02. A Poesia em Noir de André Luiz Pinto de Jardel Dias Cavalcanti
03. Essa São Paulo que ri, essa São Paulo que chora de Elisa Andrade Buzzo
04. Memórias de ex-professoras de Carla Ceres
05. Aos cérebros novidadeiros de Carla Ceres


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2007
01. Dar títulos aos textos, dar nome aos bois - 27/7/2007
02. Leituras, leitores e livros – Final - 30/3/2007
03. Leituras, leitores e livros – Parte I - 9/2/2007
04. Leituras, leitores e livros — Parte II - 23/2/2007
05. Guia para escrever bem ou Manual de milagres - 8/6/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
3/5/2007
12h17min
Olá, Ana! Não há como negar que o meio influencia o comportamento das pessoas, não é mesmo? Os relacionamentos familiares antigos, tao comuns em Minas, facilitavam o fortalecimento da "boa índole", acredito eu. E a boa índole, se não é mãe, é parteira das gentilezas. Os relacionamentos familiares atuais, tão desencontrados, não permitem mais esse fortalecimento recíproco da boa índole. Logo, cada vez mais dependemos menos do jeito do lugar e ficamos mais e mais vinculados (vítimas?) ao "jeito" das pessoas. Esse mineiro-livreiro ainda existe por aí, até mesmo em Sampa, eterno símbolo da cidade-das-não-gentilezas, mas é espécie em extinção (e não é culpa do aquecimento global, mas - se permite um trocadilho piegas - do esfriamento local)... Abs, Bernardo B Carvalho, Goiânia-GO
[Leia outros Comentários de Bernardo B Carvalho]
4/5/2007
15h20min
AnaElisa: e não é que um livreiro também belo-horizontino ali da avenida Getúlio Vargas agiu outro dia tal & qual esse livreiro do seu saboroso relato? E até ofereceu funcionário para ir comigo ao banco, quando, desolado, resignou-se diante de suas máquinas de cartão em destrambelhada pane? Sim, esses livreiros ainda existem. Em Belo Horizonte e algures. Eles são, acho eu, livreiros acumpliciados com os livros e, não, acumpliciados com as caixas registradoras. Melhor ainda: freguês (ou cliente) para esses livreiros tem outro nome. O nome é leitor. Parabéns pela história.
[Leia outros Comentários de Paulinho Assunção]
5/5/2007
20h36min
Ana, ainda outro dia usei com uma amiga a expressão "tempos miseráveis" que de tão usada virou clichê. A sociedade na sua forma atual celebrizou acima de tudo o sucesso na sua expressão patrimonial, que chamamos de riqueza, acumulação ou mobilidade social. A civilidade caiu de moda, a confiança ficou enclausurada em ambientes estanques, das confrarias e facções. Porém, isto não acontece sem o elemento moderador da tolerância com o intolerável; as pequenas violências são as sementes das grandes transgressões. Acredito que a sociedade deva se depurar e substituir valores e conceitos que já não se justificam diante dos propósitos vigentes. O que não significa revogar a sensação de realização ao tratar o semelhante com dignidade, não submete-lo a uma avaliação preconceituosa, buscar garantias e não a pratica da violência preventiva a pretexto de legítima defesa. Os dois comportamentos são exemplares de um tempo muito duro, quando cada um deva fazer uma opção, tendo o outro como espelho.
[Leia outros Comentários de Carlos E. F. Oliveir]
11/5/2007
13h49min
Ser Gentil já se tornou uma questão de estílo: alguns têm gentileza e outros, não. O atendimento, já de muito tempo, vem perdendo a sua cordialidade. Hoje é o barulhinho das caixas registradoras que mandam mais e mais. Uma pena.
[Leia outros Comentários de Humberto Firmo]
24/5/2007
10h42min
Oi, Ana: Mais uma vez, o seu texto ajudou a digerir algumas coisas. Bom saber que há gente assim, no comércio. E, infelizmente ainda existem também esses trogloditas que pensam que o mundo é só deles. Na verdade esses dois tipos de comportamento se repetem em várias esferas da vida social. Até mesmo nas Faculdades encontramos exemplares dessas duas "espécies". Ou seja, não é a qualificação que garante esse tipo de "civilidade". Como se diz: o buraco é mais embaixo...
[Leia outros Comentários de Áurea Thomazi]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




BRANCO COMO A NEVE
SALLA SIMUKKA
NOVO CONCEITO
(2017)
R$ 31,84



DIÁRIO DE UM ADOLESCENTE APAIXONADO
RAFAEL MOREIRA
NOVAS PAGINAS - NOVO CONCEITO
(2015)
R$ 31,84



TIRO DE MISERICÓRDIA
FLÁVIO RICARDO VASSOLER
NVERSOS
(2014)
R$ 32,00



NÓS , AS GAROTAS O MUNDO DAS MULHERES
NATHALIE ROQUES
SCIPIONE
(1994)
R$ 4,00



PROCESSO PENAL- PROCEDIMENTOS, NULIDADES E RECURSOS-SINOPSE JURÍDICAS
ALEXANDRE CEBRIAN- VICTOR EDUARDO RIOS
SARAIVA
(2005)
R$ 29,90
+ frete grátis



FADINHA ANINHA. MUSICA MÁGICA
MARGARET RYAN
FUNDAMENTO
(2008)
R$ 25,82



TÉCNICAS OPERANTES NA SALA DE AULA
LLOYD HOMME E OUTROS AUTORES
DE BRASÍLIA
(1971)
R$ 4,00



AÇÕES AFIRMATIVAS
GREGÓRIO DURLO GRISA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 489,00



PIRANDELO Y SU TEATRO
JOSÉ MARÍA MONNER SANS
EDITORIAL LOSADA
(1947)
R$ 12,00



PRETO E BRANCO: A IMPORTANCIA DA COR DA PELE
FRENETTE
PUBLISHER BRASIL EDITORA
(2001)
R$ 23,14





busca | avançada
33901 visitas/dia
891 mil/mês