Um olhar desafiador | Vicente Escudero | Digestivo Cultural

busca | avançada
44238 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial 10 anos sem Francis

Segunda-feira, 5/3/2007
Um olhar desafiador
Vicente Escudero

+ de 3200 Acessos

Entrava no estúdio, cumprimentava a equipe e caminhava até a pequena sala de gravação. Tirava do bolso do paletó um pequeno papel com algumas anotações, lia com atenção uma ou duas vezes e caminhava para a frente da câmera. O operador perguntava:

- O que vai ser hoje, Francis?
- Cobertura das prévias dos democratas.
- Certo! Avise-me quando estiver pronto.
Empurrava o nó da gravata para cima levemente, apontava para os telespectadores os óculos com lentes grossas, após guardar as anotações.

- Pronto.
- Ok, Francis. Gravando...

E libertava a voz grave de crooner:

- Sumertiiiiime...

Assim conheci Paulo Francis. Entre o jantar e o descanso noturno ele entrava com toda sua fleuma na tela da televisão para comentar aquilo que acreditava ser relevante. O aparelho ficava pequeno com tamanha verborragia cheia de idéias e seus trinta segundos acabavam sendo mais úteis e agradáveis do que todo o resto da programação.

Jornalista, crítico e romancista, Francis viveu as próprias idéias e experiências como nenhum outro intelectual brasileiro do século que acabou de passar. Pertenceu a uma classe de jornalistas preocupada com a sofisticação do conteúdo, ao invés de seguir a tendência, hoje quase consolidada, de pasteurização das informações transmitidas pela imprensa, especialmente a cultural.

Foi um personagem controverso e contundente neste cenário. Começou como ator em uma companhia de teatro amador, passando a atuar como diretor e depois crítico. Feroz em seus comentários, dotado de um vasto conhecimento geral e sobre o tablado, seguiu por diversas vezes a linha da ironia socrática e também do crítico americano Saul Bellow, modernizando a linguagem adotada pelos críticos nacionais da época. Afastou os eufemismos para transmitir sua opinião de forma direta e clara, algumas vezes exagerando, partindo até para ataques pessoais, como no infame caso da crítica à atriz Tônia Carrero.

Sua crítica teatral foi engajada. Daí para comentarista político foi um pulo. Passou ainda pelo saudoso O Pasquim e alcançou o reconhecimento do público comum na sua coluna Diário da Corte, inicialmente publicada no jornal Folha de S. Paulo e depois em O Estado de S. Paulo.

Os dois romances que escreveu não foram bem recebidos pela crítica literária do final da década de 70, início de 80. Cabeça de papel (1977) e Cabeça de negro (1979) foram críticas ferozes à sociedade brasileira. Sua linguagem coloquial, recheada de citações e passagens vulgares não foi compreendida como um retrato fiel da elite que comandava o país antes do golpe militar. Os cânones preferiram tratar sua técnica como uma diminuição das idéias apresentadas, mesmo com as idéias do primeiro romance alcançando a condição de profecias realizadas. O segundo romance, Cabeça de negro, continuação do primeiro e contando ainda com o alter ego Hugo Mann, foi mais thriller do que crítica, mas teve o mesmo destino: razoável sucesso de público, ocasionado mais pelo reconhecimento de Francis angariado na mídia do que pela recepção da crítica especializada.

As duas novelas contidas em Filhas do segundo sexo (1982) marcaram o fracasso de sua tentativa de sobreviver apenas como escritor, deixando de lado o jornalismo. Francis manteve-se em pé e encarou corajosamente o trabalho na televisão, mesmo sendo contrário à massificação cultural, crescente na época. Suas participações no Manhattan Connection, transmitido na televisão a cabo, e nos jornais da Rede Globo o tornaram inesquecível.

As idéias de Francis me fascinavam. A maior parte do conteúdo que transmitia era atraente e, com a dose de sarcasmo implacável, passava a ser irresistível. Eu poderia aprender algo de duas formas, nos meados de 1990: sentando na cadeira da escola e assistindo a maioria das aulas enfadonhas ou pescando no jornal indicações de livros, teatro e cinema. A segunda opção venceu. Francis venceu. O autodidata pronto para questionar tudo e todos em qualquer ocasião.

Não conheci Francis pessoalmente, mas pela câmera de Bob Wolfenson pude vê-lo em suas duas formas preferidas: como contestador, em um olhar perfurante que se multiplicava pelas lentes grossas dos óculos, arrumados vagarosamente como se estivesse aguardando para transformar em pó, com seus argumentos, quem estivesse do outro lado da câmera e como Rei da Corte, pronto para criticar o marxismo abandonado e cantarolar uma canção qualquer. Diversas vezes imaginei ele repetindo Herzog, de Saul Bellow:

- Estou bem, se estou sem juízo.

Não tem significado. Foi dicionário, contendo "cada palavra com léguas de explicações e usagens" sem expressar "eruditismo hermético". Chacoalhou a inércia.

Fecham-se as cortinas.

Ecoam suas idéias.


Vicente Escudero
São Paulo, 5/3/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Alice in Chains, Rainier Fog (2018) de Luís Fernando Amâncio
02. De quantos modos um menino queima? de Duanne Ribeiro
03. O Brasil que eu quero de Luís Fernando Amâncio
04. A falta que Tom Wolfe fará de Rafael Lima
05. Precisamos falar sobre Kevin de Renato Alessandro dos Santos


Mais Vicente Escudero
Mais Acessadas de Vicente Escudero em 2007
01. Ascensorista para o arranha-céu da literatura - 13/7/2007
02. Blogs, livros e blooks - 31/5/2007
03. O senhor do YouTube - 24/4/2007
04. A imprensa dos ruivos que usam aparelho - 23/8/2007
05. Um olhar desafiador - 5/3/2007


Mais Especial 10 anos sem Francis
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




EM BUSCA DE ESPERANÇA
ELLEN G. WHITE
CASA PUBLICADORA BRASILEIRA
(2016)
R$ 10,00



CIBERNÉTICA E COMUNICAÇÃO
ISAAC EPSTEIN ORG.
CULTRIX
(1973)
R$ 15,17



ELETRICIDADE TOMO I ELETRODINÂMICA
GERHARD SENGBERG
ED. NOBEL
(1974)
R$ 6,00



O CANTOR DO PRAZER
MARY RENAULT
SICILIANO
(1994)
R$ 13,39



À BEIRA DA LOUCURA
ELISA MASSELLI
UNA
(2003)
R$ 12,00



SE A MEMÓRIA NÃO ME FALHA
SYLVIA ORTHOF
NOVA FRONTEIRA
(1987)
R$ 20,00
+ frete grátis



TRAGÉDIA EM 3 ACTOS
AGATHA CHRISTIE
N/D
R$ 20,00



TRAITÉ PRATIQUE DE GYNÉCOLOGIE
A. AUVARD
OCTAVE DOIN
(1892)
R$ 180,00



EN CHEMINANT AVEC HERODOTE
JACQUES LACARRIERE
SEGHERS
(1981)
R$ 27,28



MAGISTÉRIO E MEDIOCRIDADE
EZEQUIEL THEODORO DA SILVA
CORTEZ
(2001)
R$ 4,90





busca | avançada
44238 visitas/dia
1,1 milhão/mês