Jornalismo literário no SindJor | Tais Laporta | Digestivo Cultural

busca | avançada
44947 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 4/4/2007
Jornalismo literário no SindJor
Tais Laporta

+ de 3800 Acessos
+ 1 Comentário(s)

"Esqueça (quase) tudo o que você aprendeu sobre jornalismo. Chega de leads no primeiro parágrafo, questionários mecânicos e informações previamente idealizadas." Com essa proposta, o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo abriu, este ano, o novo curso de jornalismo literário. As aulas - que contam com Monica Martinez, Alex Criado, Denise Casatti, entre outros - provocaram um alvoroço mental nos alunos. Eles encontraram um elo comum entre imprensa e literatura.

Na verdade, a dependência entre escritores e jornalistas vem de séculos. Charles Dickens (1812-1870) e Honoré de Balzac (1799-1850) influenciaram não só a literatura do século XVIII, como também grandes jornais e revistas da posteridade. Entre eles, a prestigiada New Yorker - que, aliás, publicou os melhores textos que o jornalismo conheceu, nas palavras de Monica Martinez. Ao mesmo tempo, alguns dos maiores romancistas buscaram inspiração nas laudas dos jornais para enriquecer suas obras.

Foram incontáveis os autores que, pela observação da realidade, construíram romances monumentais. Para citar alguns: Mark Twain (1835-1910), Fiodor Dostoievski (1821-1881), Léon Tolstoi (1828-1910) e Ernest Hemingway (1899-1961). Este último canalizou, oportunamente, os momentos mais agudos da Guerra Civil Espanhola para a produção literária. O resultado foi Por quem os sinos dobram, ficção consagrada pelo relato histórico e leitura obrigatória no meio acadêmico.

No Brasil, grandes talentos do jornalismo também enveredaram para a literatura. Euclides da Cunha (1866-1909), construiu em Os sertões um dos mais completos documentos sobre um Brasil até então desconhecido. Outro que radiografou o árido sertanejo foi o autor de Vidas secas, Graciliano Ramos. Ambos criaram retratos fiéis do real através da literatura. Mas o que importa no jornalismo literário não é a ficção realista. É a inversão dessa dinâmica: o romance de não-ficção.

Ele nasceu nos anos 50, quando um jornalista da New Yorker - que seria o futuro celeiro do new journalism - leu sobre um cruel assassinato no The New York Times e decidiu explorá-lo a fundo. Foi até a pacata cidade do crime, no Kansas, e por lá ficou até concluir A sangue frio, obra-prima que fundou um novo gênero no jornalismo. O autor era Truman Capote (1924-1984) e o gênero, o que conhecemos hoje como livro-reportagem.

Capote encontrou um jeito de fugir do jornalismo convencional. Para isso, reciclou o olhar sobre a realidade. A apuração dos fatos exigia não apenas o suor, mas comprometimento com o universo investigado. A informação crua e fria caiu do pedestal. "Mas isso não justifica um texto sem precisão", explica Monica. Ao contrário, a busca por detalhes, no jornalismo literário, é rigorosíssima. Não é a história que muda, mas a forma de contá-la.

Para Alex Criado, os "achismos" também não são bem-vindos. Já a observação crítica, sim. O romance de não-ficção permite ao autor um estilo próprio. Assim, a narrativa deve ser humanizada. "Deve assumir mais riscos em nome de uma história envolvente", completa. A liberdade na apuração resulta em textos bem mais complexos que no jornalismo tradicional. Permite criar identidades simbólicas (metáforas) a partir do real.

Os que defendem uma reprodução fria dos fatos ficam horrorizados: o new journalism matou o lead à queima-roupa. Além disso, a reportagem literária passa longe de uma mera reprodução do real: o autor escolhe o ângulo e as lentes que prefere usar. "São leituras possíveis da realidade", define Denise Casatti.

Como ensina Monica, o jornalista deve buscar o máximo de visões possíveis e, assim, tecer um texto saboroso. Isso exige uma imersão profunda na realidade. "Jornalistas são leitores do mundo", complementa Denise. O gênero permite o uso de uma voz mais autoral: do jornalista para o leitor. Também a relação entre fonte e entrevistador é mais humana. O autor deve saber ouvir. "É importante mostrar que você está lá para entendê-lo, não para julgá-lo", recomenda Denise.

Na imprensa brasileira, o exemplo mais próximo do new journalism foi a extinta revista Realidade. "Seu recheio trazia textos primorosos e uma equipe com alto nível de comprometimento", lembra Monica. Recentemente, a revista Piauí, de João Moreira Salles, está tentando alcançar uma fórmula bem próxima desse conceito.

Mas para começar a entender esse universo, os professores do Sindjor indicam obras norte-americanas "obrigatórias". Além de A sangue frio, O segredo de Joe Gould foi outro legado imortal para o romance de não-ficção. Joseph Mitchell (1908-1996) levou décadas para finalizá-lo. O mito que ronda sua vida está no filme Crônica de uma certa Nova York (Joe Gould's secret, 2000).

Gay Talese (1932), também americano, consagrou-se com o famoso perfil "Frank Sinatra está resfriado". Ao perceber que não conseguiria entrevistar o cantor, o jornalista apenas conversou com as pessoas do seu convívio. E construiu uma narrativa rica e envolvente. Depois, publicou o making-off de sua aventura em "Como não entrevistar Frank Sinatra". Uma recente coletânea deste e outros perfis de Talese está em Fama e anonimato, lançado há poucos anos no Brasil.

Pautada em sua própria experiência como jornalista, Denise mostrou como a relação com a fonte é fundamental na construção de um relato. "É uma viagem transformadora". A abertura entre as partes é primordial para que o entrevistado seja o mais sincero possível. Para ela, não há como ouvir uma história de vida sem se envolver. Muitas vezes, a fonte pode confundir a entrevista com uma terapia quando revela segredos profundos. E o jornalista não pode ser uma geladeira - até porque a frieza compromete a sinceridade do relato.

O curso de jornalismo literário no SindJor vai até maio. Até lá, contará com outros mestres das salas de aula e da imprensa. Além deste, o Sindicato abre todos os semestres novos cursos relacionados à área: assessoria de imprensa, redação criativa, jornalismo on-line, comunicação interna, fotografia digital, entre outros. Para saber mais, basta acompanhar a programação no site do SindJor. O Digestivo volta a falar sobre as próximas aulas.

Para ir além
Sindicato dos Jornalistas de São Paulo


Tais Laporta
São Paulo, 4/4/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Que Podemos Desejar; ou: 'Hope' de Duanne Ribeiro
02. Nós o Povo de Marilia Mota Silva
03. Tectônicas por Georgia Kyriakakis de Humberto Pereira da Silva
04. Gabo, os escritores e a política de Wellington Machado
05. Os dilemas de uma sociedade em Escudo de Palha de Guilherme Carvalhal


Mais Tais Laporta
Mais Acessadas de Tais Laporta em 2007
01. 10 livros de jornalismo - 20/6/2007
02. O engano do homem que matou Lennon - 16/11/2007
03. Qual é O Segredo? - 18/7/2007
04. Gleiser, o cientista pop - 24/1/2007
05. O melhor das revistas na era da internet - 10/1/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
4/4/2007
13h05min
A Academia Brasileira de Jornalismo Literário há algum tempo dá um curso de pós-graduação em Jornalismo Literário em Campinas (SP) e diversas capitais brasileiras, com duração de um ano. O curso tem como "pais" os professores Edvaldo Pereira Lima, Sérgio Vilas Boas e Celso Falaschi. Eles mantém ainda o portal TextoVivo, que publica narrativas e ensaios em/sobre Jornalismo Literário.
[Leia outros Comentários de André Julião]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




VÍCIOS NÃO SÃO CRIME
LYSANDER SPOONER
AQUARIANA
(2003)
R$ 13,41



ECO EMPREENDEDOR - OPORTUNIDADES DE NEGOCIOS DECORRENTES DA REVOL
STEVEN J. BENNETT
MAKRON
(1992)
R$ 9,90



O CONFLITO
MARY WESTMACOTT
NIVA FRONTEIRA
(1974)
R$ 10,00



A MÃO E A LUVA
MACHADO DE ASSIS
EDIGRAF
R$ 6,28



O LEITE VOL 3 OUTROS PRODUTOS LEITEIROS
F. M. LUQUET
EUROPA-AMÉRICA
(1985)
R$ 97,00



A MÁQUINA INFERNAL DO ENGENHEIRO GÁRIN
ALÉXIS TOLSTÓI
ED. BRASILIENSE
(1959)
R$ 13,90



RETRATO FOTOGRÁFICO
MICHAEL FREEMAN
LIVROS E LIVROS
(2005)
R$ 60,00



A REBELIÃO NA TERRA SANTA - 1935
MENAHEN BEGUIN
FREITAS BASTOS
(1970)
R$ 10,00



THEMEN 1 KURSBUCH
HARTMUT AUFDERSTRASSE / HEIKO BOCK / M. GERDES / H
EPU / HUEBER
(1991)
R$ 16,00



MERGULHE NA MAGIA - OS BASTIDORES DE ANIMAIS FANTÁSTICOS...
IAN NATHAN
HARPER COLLINS
(2016)
R$ 32,00





busca | avançada
44947 visitas/dia
1,2 milhão/mês