Magia Verde | Vera Moreira | Digestivo Cultural

busca | avançada
63997 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 19/2/2001
Magia Verde
Vera Moreira

+ de 3100 Acessos

Por pouco a "fada verde" não amarga passagem meteórica nestes prados. De uma esvoaçada, aguçou a curiosidade de um bando resoluto em conferir sua magia antes que fosse tarde: liberada a importação em outubro e proibida a venda em dezembro, o Absinto rapidinho virou vedete do câmbio negro. Discussões pra lá, argumentos pra cá e os míseros 3º alcoólicos da discórdia evaporaram, o limite dos 54% de álcool permitidos por bebida no Brasil ficou comprovado e o líquido maldito voltou à lei no mês passado, para alegria do importador Lalo Zanini, que está vendendo à revelia. Comprei um Absinto em São Paulo (esperava que a garrafa fosse sofisticada, mas parece de vinagre), presente de aniversário para meu irmão, que é o médico típico: experimenta tudo, não tem medo de nada. Eu, confesso, não tenho coragem de chegar perto de um copinho dele, ou de um long drink, servido por cima de um torrão de açúcar em uma colher com furos pequenos, gelo picado e água gelada, como apreciavam os enfants terribles do século XIX: Picasso, Van Gogh, Degas, Toulouse-Lautrec, Verlaine, Rimbaud, Eça de Queiroz, Fernando Pessoa, Oscar Wilde... Fico ressabiada: e se eu "pirar"? Até o roqueiro e gourmet Marcelo Fromer, que também me parece ser dos corajosos, hesitou: "Nos encaramos. O Absinto parecia decidido, eu não. Olhei-o de volta, levei-o ao nariz e percebi seu perfume de anis".

Na sala de jantar da casa dos meus pais, tem uma reprodução do quadro impressionista de Degas (1876) - todos os artistas da época eram amantes da bebida esverdeada e a retrataram em telas e letras. Jamais tentaria falar sobre Degas - adoro arte mas não entendo nada (acho lindíssimo quem conhece) -, mas a mulher sentada em frente ao copinho até as bordas de Absinto sempre me intrigou. Os pés dela não se apóiam ao chão, estão suavemente abandonados, assim como os braços. Os ombros desistiram de sustentar o peito. O olhar é de esperanças perdidas, de uma aceitação singela ao que jamais virá a realizar. No entanto, depois que me inteirei (literariamente) do Absinto, fico pensando também que ela podia estar idiotizada. Na mesa ao lado jaz uma garrafa vazia - e o homem que a acompanha não está bebendo Absinto. De qualquer forma, se tivesse esvaziado a garrafa, o mais coerente é que não estivesse ainda ali sentada...

O Absinto é uma bebida preparada com folhas de pequena erva da família das compostas (flores unidas em capítulos, num receptáculo comum), dotada de propriedades amargas, que conjugada com outras ervas e com um teor alcoólico de 70 a 80%, se torna alucinógena, dada sua poderosa ação sobre o sistema nervoso central, causando delírios e em alguns casos seguidos por idiotia. A planta também é conhecida como losna e era muito valorizada pelos egípcios devido ao seu poder curativo. A Artemísia absinthium (em espanhol: ajenjo; em francês: absinthe; em italiano: assencio; em inglês: wormwood; em alemão: wermu) pode ser encontrada fresca e, apesar de seu gosto amargo, é usada no tempero de omeletes, saladas, assados e sopas ou ainda para perfumar o vermute e vinagres aromáticos.

As lendas e mitos sobre a "fada verde" se multiplicam há mais de um século. Está proibida em todo o mundo desde 1915, com exceção de Portugal, República Tcheca e agora Brasil, do nosso mercado foi banida em 1935. Depois da recente proibição e liberação por aqui, ganhou até um Clube do Absinto, em São Paulo. Muitos acreditam que tem poder afrodisíaco - mas aí a discussão vai longe: como diz a poeta Adélia Prado, erótica é a alma. Outros dizem que faz mal a saúde, mas isso é óbvio, qualquer coisa em excesso faz mal a saúde, até água, me garantiu um amigo médico (se você entupir alguém de água, pode matar). E o Absinto que chegou ao Brasil não é propriamente o Absinto criado pelo Dr. Pieere Ordinaire, em 1792, na Suíça, é um licor de Absinto, com 53,5º GL, amaciado, portanto.

Do que ouvi falar até agora, quem provou, gostou. Marcelo Fromer descreve: "... foi levá-lo à boca e deixar que escorresse goela abaixo, me dando um choque térmico e um estalo imediato em todos os sentidos". O publicitário Sérgio Augusto de Andrade diz que foi experimentando seu gosto que entendeu o espanto de Barnaby Conrad III, antigo editor da Horizon, ao provar seu primeiro Absinto. "O aroma não era perigoso ou degenerado ou depressivo como pode sugerir sua história. Não. Era como se alguém tivesse engarrafado o verão". É o que estão falando: que a bebida tem a cara do verão. Com o Carnaval pela frente, é possível que se torne também marca registrada da folia 2001 - só fique esperto pra não enfiar o pé na jaca...


Vera Moreira
Gramado, 19/2/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Algo de sublime numa cabeça pendida entre letras de Elisa Andrade Buzzo
02. O holismo conformado de David Butter
03. Millôr e eu de Vitor Diel
04. Maria Erótica e o clamor do sexo de Gian Danton
05. Exógeno & Endógeno de Guilherme Pontes Coelho


Mais Vera Moreira
Mais Acessadas de Vera Moreira em 2001
01. Para pecar, vá de manga - 16/10/2001
02. Pense no que vai engolir - 24/7/2001
03. Proibida ou não, é musa inspiradora - 11/9/2001
04. Fome de ler - 31/5/2001
05. A morte do respeito - 26/6/2001


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




NO VERÃO, A PRIMAVERA
LUCILIA DE ALMEIDA PRADO
MELHORAMENTOS
R$ 10,00



O GUIA DOS CURIOSOS
MARCELO DUARTE
CIA DA SLETRAS
(1995)
R$ 6,90



PONTOS DE PHILOSOPHIA SEGUNDO OS PROGRAMMAS OFFICIAES - TOMO I - PS...
F. T. D.
PAULO AZEVEDO
(1921)
R$ 35,00



O ESCRITOR E O FANTASMA
ARNALDO ONÇA
INTELIGENTES
(2008)
R$ 5,00



PODER DA TRIADE
KENICHI OHMAE
PIONEIRA
(1989)
R$ 5,00



MEMÓRIA DA NOITE REVISITADA & OUTROS POEMAS
ABELARDO RODRIGUES
CICLO CONTÍNUO EDITORIAL
(2013)
R$ 30,00



COACHING MINISTERIAL
ARIEL NOBRE
LITERARE BOOKS INTERNATIONAL
(2017)
R$ 34,90



O EXÍLIO DO SILÊNCIO
R. ROLDAN-ROLDAN
ILUMINURAS
(1995)
R$ 7,90



REVISTA FLAP INTERNACIONAL Nº 335 - ANO 37 - AGOSTO 2000
CARLOS ANDRÉ SPAGAT DIRETOR
EDITORIAL SPAGAT
(2000)
R$ 7,00



SCIENCE AND COMMON SENSE
JAMES B. CONANT
YALE
R$ 52,74





busca | avançada
63997 visitas/dia
1,8 milhão/mês