As mulheres de Rubem Fonseca | Gabriela Vargas | Digestivo Cultural

busca | avançada
32696 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Companheiro dileto
>>> O Vendedor de Passados
>>> Eugène Delacroix, um quadro uma revolução
>>> Meus Livros
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Plágio
>>> O filho eterno e seus prêmios literários
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
Mais Recentes
>>> Diário de uma Paixão de Sparks,Nicholas pela Novo Conceito (2019)
>>> Gestão de pessoas de Idalberto Chiavenato pela Campus (1999)
>>> Administração de Marketing de Philip Kotler pela Atlas (1998)
>>> Cinquenta Tons de Liberdade de James,E. L. pela Intrínseca (2012)
>>> Cinquenta Tons Mais Escuros de James,E. L. pela Intrínseca (2012)
>>> Mecânica vetorial para engenheiros Estática (vol. I) de ferdinand P. Beer e E. Russell Johnston, Jr. pela McGraw-Hill (1980)
>>> Cinquenta Tons de Cinza de James,E. L. pela Intrínseca (2012)
>>> A quinta disciplina de Peter M. Senge pela Best Seller
>>> Marketing Internacional de Edmir Kuazaqui pela Makron Books (1999)
>>> A cozinha das crianças (espertas) de Hervé This pela Degustar (2006)
>>> O Sagrado Selvagem de Roger Bastide pela Companhia das Letras (2006)
>>> Alternativas à Crise de José Oscar Beozzo (Org.) pela Cortez (2009)
>>> Dentro da Noite Veloz (1a Edição) de Ferreira Gullar pela Civilização Brasileira (1975)
>>> Poesia Comprometida com a Minha e a tua Vida de Thiago de Mello pela Civilização Brasileira (1980)
>>> Que País É Este? e Outros Poemas de Affonso Romano de Sant'Anna pela Civilização Brasileira (1980)
>>> Uma Razão para Respirar de Rebecca Donovan pela Pandorga (2014)
>>> Par Delà le Bien et le Mal de Frédéric Nietzsche pela Mercure de France (1907)
>>> Poesia de Alphonsus de Guimaraes pela Agir (1976)
>>> Princesa à Espera / Princesa Apaixonada de Meg Cabot pela Saraiva (2010)
>>> Portugal e seus Sabores de Angélica Santa Cruz (Org.) pela Abril (2017)
>>> La Volonté de Puissance Tome I de Frédéric Nietzsche pela Mercure de France (1909)
>>> Viagem ao Centro do Computador de Edith Modesto pela Ática (2000)
>>> A Rosa de Sarajevo de Margaret Mazzantini pela Companhia das Letras (2011)
>>> Um Pedaço de TI de Patricia Bittencourt pela Ledriprint (2017)
>>> Bala XXI - Casos, Crônicas, Piadas e Contos de Augusto José Vieira Neto pela Mandamentos (2000)
>>> Filhos Especiais Para Pessoas Especiais - O Milagre do Dia-a-dia de Neusa Maria pela Paulinas (2010)
>>> Pensées Étranglées de E. M. Cioran pela Gallimard (2014)
>>> Le Voyageur et son Ombre de F. NNietzsche pela Denoel (1979)
>>> Colder than Ice de David Patneaude pela Albert Whitman & Company (2003)
>>> Misericordiae Vultus / O Rosto da Misericórdia de Papa Francisco pela Paulinas (2015)
>>> Manual do Agricultor Brasileiro de Carlos Augusto Taunay pela Companhia das Letras (2001)
>>> O Ingenuo de Voltaire pela Dcl (2013)
>>> O Evangelho Segundo O Espiritismo de Allan Kardec pela Feb (1999)
>>> A Princesa de Babilonia de Voltaire pela Dcl (2013)
>>> A Campanha Abolicionista de Jose do Patrocinio pela Dcl (2013)
>>> Zollinger - Atlas de Cirurgia de E. Christopher Ellison, Robert M. Zollinger pela Guanabara Koogan; (2017)
>>> O Hobbit: A batalha dos cinco exercítos : guia ilustrado de Jude Fisher pela WMF Martins Fontes (2014)
>>> Radiografia da Alma de Pe. Hewaldo Trevisan pela Planeta (2010)
>>> Convênios e outros instrumentos de "Administração Consensual"na Gestão Pública do século XXI - Restrições em Ano Eleitoral de Jessé Torres Pereira Junior e Marinês Restelatto Dotti pela Fórum (2010)
>>> Estalos e Rabiscos - Mãos à Obra Literária de Walter Galvani pela Novaprova (2011)
>>> Distrito Federal Paisagem, População e Poder de Marília Peluso e Washington Candido pela Harbra (2006)
>>> Parto de Mim de Vera Pinheiro pela Pallotti (2005)
>>> Deuses americanos de Neil Gaiman pela Intrínseca (2016)
>>> A Ilha dos Prazeres de André Rangel Rios pela Uapê (1996)
>>> A pequena pianista de Jane Hawking pela Única (2017)
>>> Tradição e Novidade na Ciência da Linguagem de Eugenio Coseriu pela Presença- Usp (1980)
>>> Jovens Sem-Terra - Identidade em movimento de Maria Teresa Castelo Branco pela Ufpr (2003)
>>> Os Segredos das Mulheres Inteligentes de Julia Sokol e Steven Carter pela Sextante (2010)
>>> Lettres et Maximes de Épicure pela Librio (2015)
>>> Um Mundo a Construir de Marta Harnecker pela Expressão Popular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 28/6/2007
As mulheres de Rubem Fonseca
Gabriela Vargas

+ de 5600 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Nascido em Minas Gerais no ano de 1925, Rubem Fonseca se formou em Direito e exerceu várias funções antes de dedicar-se inteiramente à literatura. Em 1952, iniciou sua carreira na polícia do Rio de Janeiro, no 16º Distrito Policial. Essa vivência fez com que ele se inspirasse e abordasse em seus livros muito dos fatos vividos naquela época, ficando famoso por uma ficção descontínua e agressiva, povoada de anti-heróis impulsionados por desejos carnais e efêmeros sendo, na maioria das vezes, movidos pelo ódio.

No seu mais novo livro, Ela e outras mulheres (Companhia das Letras, 2006, 176 págs.), Rubem Fonseca segue com sua temática violenta, sexual, compulsiva e forte, abordando um cotidiano cruel; porém, não tão distante da nossa realidade. Entretanto, cabe-se dizer aqui que o autor tem como forte característica a originalidade, não deixando seus contos caírem na mesmice, tornando-os muito bem sucedidos com suas típicas reviravoltas.

Nesse livro, são as mulheres as principais geradoras de tramas que, normalmente, sucumbem em finais pesados; ora infelizes, ora perversos. São 27 contos breves, cheios de impetuosos finais. Começamos a ler e é como se ficássemos presos a cada página do livro, em que o léxico nada rebuscado e pesado junto a cenas fortes aumenta intensamente o realismo dos contos, nos fazendo querer saber o final de cada um, como se deles participássemos.

Cada um dos contos leva o nome de uma mulher, que participam da história como protagonistas, vilãs, vítimas ou meras coadjuvantes. O conto "Ela" é o único que não leva nome, sendo um breve relato sobre o começo e o fim de um relacionamento, marcado pelo desejo carnal e que tem como frase principal e arrebatadora: "Na cama não se fala de filosofia".

O primeiro conto já chega como exemplo de uma série de ótimas construções, cheias de muitas surpresas, impulsos, e mulheres, é claro. A narrativa começa muito tranqüila. Um garoto gago e pobre, aluno exemplar em todas as matérias, com exceção do português. Uma nova professora, Alice, se dispõe a ajudá-lo. O garoto muda completamente, deixa de gaguejar e até Machado de Assis começa a ler. Com direito a aulas à noite na casa da professora. Tempos depois o pai do garoto recebe um telefonema de um comissário de menores dizendo que a professora fora acusada de abusar sexualmente de um menino de outra cidade. Surpresa! O comissário quer falar com o garoto, e se este confessar que a professora abusa dele, ela será processada. O pai busca o filho no colégio e o leva para conversar com o tal homem. Depois da conversa de quase duas horas o comissário diz que conforme sua experiência em interrogar menores, o menino falava a verdade quando dizia que a professora nunca havia sequer tocado nele, e vai embora. Pai e filho ficam sozinhos. O menino diz para o pai que seguira suas instruções, que gostava da professora e que não era nenhum pecado o que eles faziam na cama. Os dois se abraçam e não falam mais no assunto. E eu quase caio pra trás da cadeira ao ler esse final. Simplesmente brilhante, obra digna de um grande autor.

A temática de matadores de aluguel, presente em outros livros do autor, também aparece aqui, com um mesmo assassino em alguns contos. Ele primeiramente aparece como um namorado bandido, louco por sexo, que mata sem escrúpulos segundo as ordens do Despachante - o grande chefão -, até a namorada rica de dezoito anos pedir para ele matar o pai dela para eles ficarem com a herança do velho. Então ele mata a menina e acaba o conto dizendo: "Como alguém pode querer matar o pai ou mãe?". Aí notamos, mesmo que infimamente, algum tipo de ética, mesmo que suja.

Em outro conto, o mesmo homem aparece querendo deixar o trabalho de assassino profissional e o despachante manda uma mulher em um restaurante para seduzi-lo e depois matá-lo, mas ele acaba matando-a primeiro. No seguinte ele "salva" uma velhinha do seu prédio dos filhos interesseiros de seu falecido marido, e o final é a morte, novamente. No último conto o mesmo despachante envia uma matadora disfarçada de garçonete para tentar matá-lo, mas nunca dá certo. Ele sempre acaba matando alguém, mas diz que não gosta de fazê-lo com mulheres, embora seja seu ofício e tenha de cumpri-lo.

Os outros contos também são povoados de pessoas doentias, infelizes ou rancorosas: uma cleptomaníaca que começa roubando folhas de papel e acaba na prisão, um pai e um tio que torturam um bandido friamente após ele ter estuprado uma menina e a espancado até a morte, um homem que por um impulso sobrenatural abusa sexualmente de uma garota estrangeira até matá-la, além de muitas outras histórias surpreendentes.

Tudo isso, de certa forma, faz lembrar o real-naturalismo (movimento literário da segunda metade do século XIX), pois o autor usa bastante do psicologismo e de personagens patológicos, além do determinismo do instinto, em que o instinto está sempre a frente da razão, como nos casos de estupros, vinganças, assassinatos.

Essas são apenas algumas das muitas surpresas que esse livro pequeno; porém, denso, nos trás. Com uma capa verde e um design simples, mas sedutor, Ela e outras mulheres foi publicado no final de 2006 causando grandes rumores entre resenhistas, críticos, comentaristas, entre outros, não diferente de outras obras do autor como Feliz Ano Novo, por exemplo, que foi proibido de 1976 a 1989, sendo liberado somente após uma cansativa ação judicial.

Muitos dizem que Rubem Fonseca abusa de narração e linguajar com doses cavalares de brutalidade; entretanto, creio que essas sejam apenas técnicas para aproximar o leitor, fazendo-o andar conforme os passos da história, em que o desfecho dá sentido a tudo que o antecede. Além do mais, lembro aqui que o autor ganhou em 2003 dois prêmios de grande importância pelo conjunto de suas obras: o prêmio Camões e o prêmio Juan Rulfo de Literatura Latino-Americana. Com certeza, vale a pena conferir esse instigante livro tomando uma boa xícara de café num dia frio de inverno.

Para ir além






Gabriela Vargas
Porto Alegre, 28/6/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Claudio Willer e a poesia em transe de Renato Alessandro dos Santos
02. Fake news, passado e futuro de Luís Fernando Amâncio
03. O que te move? de Fabio Gomes
04. O Natal de Charles Dickens de Celso A. Uequed Pitol
05. Lançamento de Viktor Frankl de Celso A. Uequed Pitol


Mais Gabriela Vargas
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
7/7/2007
00h26min
essa menina tem futuro!!! prodígia! um dia ocupará o lugar de Arnaldo Jabor, hein??? vai fundo, Gabi!
[Leia outros Comentários de Diego Augusto]
17/8/2012
11h16min
Rubem Fonseca? Precisa dizer mais alguma coisa...
[Leia outros Comentários de Rebeca]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




GETÚLIO VARGAS, MEU PAI
ALZIRA VARGAS DO AMARAL PEIXOTO
GLOBO
(1960)
R$ 16,00



TÉCNICAS INDUSTRIAIS JAPONESAS
RICHARD J. SCHONBERGER
PIONEIRA
(1984)
R$ 13,00



OUTROS HÁBITOS - A HISTÓRIA DO AMOR PROIBIDO ENTRE DUAS FREIRAS
ANNA FRANÇA
GARAMOND
(2000)
R$ 13,39



PROBLEMAS DE VOZ EM CRIANÇAS - 3A EDIÇÃO
D. KENNETH WILSON
MANOLE
(1994)
R$ 22,00



OSWALD CANIBAL
BENEDITO NUNES
PERSPECTIVA
R$ 13,00



ALEIJADINHO - PASSOS E PROFETAS
MYRIAM ANDRADE RIBEIRO DE OLIVEIRA
ATATIAIA
(1985)
R$ 50,00



FUTEBOL INESQUECÍVEL - OS ANOS 90 2000
VÁRIOS AUTORES
GLOBO
(2013)
R$ 39,00



COMPLEXO DE PORTNOY
PHILIP ROTH
ABRIL CULTURAL
(1982)
R$ 23,00
+ frete grátis



BEDA FOMM UMA VITÓRIA CLÁSSICA
KENNETH MACKSEY
RENES
(1978)
R$ 24,79
+ frete grátis



PASSES E CURAS ESPIRITUAIS
WENEFLEDO DE TOLEDO
PENSAMENTO
R$ 12,00





busca | avançada
32696 visitas/dia
1,3 milhão/mês