Os meninos da rua Paulo | Gian Danton | Digestivo Cultural

busca | avançada
31131 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Acordei que sonhava
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> Um Furto
>>> Nasi in blues no Bourbon
>>> De vinhos e oficinas literárias
>>> Michael Jackson: a lenda viva
>>> Gente que corre
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 13/8/2007
Os meninos da rua Paulo
Gian Danton

+ de 14200 Acessos
+ 4 Comentário(s)

Existem obras que ultrapassam em muito seus objetivos iniciais, que começam singelas, sem grandes pretensões, mas acabam se tornando clássicos. No Brasil, tivemos Narizinho Arrebitado, de Monteiro Lobato, uma tímida incursão do autor pela literatura infantil (que não existia no Brasil na época), mas revelou-se um verdadeiro divisor de águas, fazendo com que posteriormente o escritor passasse a se dedicar apenas ao Sítio do Pica-pau Amarelo. Mas um caso muito mais extremo é Os meninos da rua Paulo (Cosac Naify, 2005, 256 págs.), de Ferenc Molnár. Este não só se tornou um sucesso mundial como ultrapassou as barreiras da literatura infantil. Tornou-se leitura adulta e virou até tema de uma música do Ira! ("Sou menino da rua Paulo, de um bairro em Budapeste, sou menino de São Paulo, lá da vila Mariana").

A música do Ira! explica, em parte, o sucesso do livro. Embora a história se passe na Hungria, no final do século XIX, ela fala sobre garotos de qualquer época, em qualquer lugar. Ela trata de temas universais: honra, coragem, traição, lealdade. Quando se tem 12 anos, esses são os temas mais relevantes do mundo. A lealdade ao grupo é o valor mais importante numa época em que crianças deixam a barra da saia da mãe e precisam encontrar novos modelos e novas formas de enfrentar o mundo. O grupo passa a ser a família, e os pequenos fatos envolvendo esse grupo refletem o mundo.

Em Os meninos da rua Paulo, um grupo de garotos usa um terreno baldio, um grund, como base de operações, um local em que jogam péla, brincam de clube, fingem participar de um exército, arremedam eleições. O grund é o império deles. Mas em outro local, numa ilhota no Jardim Botânico, existe um outro grupo com as mesmas características, com uma diferença: esses não têm um lugar próprio para brincar. A maneira encontrada para resolver a situação é invadir o grund do outro grupo.

A guerra tem uma espécie de aspecto mítico que fascina meninos nessa idade. A camaradagem, a coragem e a aventura que ela desperta podem ser vistas em diversos episódios da cultura pop. Do filme Conta comigo (baseado na novela O Corpo, de Stephen King) passando por episódios dos Simpsons e de Anos Incríveis, temos a missão militar como um ideal imaginado por garotos. Em Conta comigo os garotos precisam chegar ao local de um acidente para encontrar um corpo. Em Anos Incríveis os meninos precisam chegar a uma festa para adolescentes. Em Simpsons os meninos mais fracos precisam brigar contra os que os maltratam. O caráter militar é destacado até por marchas militares.

Em todos esses casos, a missão militar estilizada é um rito de passagem para a vida adulta. É um teste severo pelo qual muitos não passarão e continuarão sendo crianças para sempre, e outros sucumbirão. Os meninos da rua Paulo parece ser a obra que melhor expressou essa condição, daí o fascínio que sempre irá provocar. Junta-se a isso uma narrativa simples, mas fluente, com diálogos reveladores. Mólnar escreve como se estivesse simplesmente se lembrando de fatos acontecidos - o que leva vários pesquisadores a acreditarem que a história é auto-biográfica.

O autor, cujo verdadeiro nome é Ferenc Neumann, nasceu na Hungria, em 1878, numa família judia de classe média. Em decorrência de uma lei do Império Austro-Húngaro, foi obrigado a mudar seu nome para o idioma local. Trabalhou como jornalista, mas ficou famoso com o teatro. Suas peças foram encenadas em toda a Europa, muitas delas adaptadas para o cinema. Durante a primeira guerra, ele foi correspondente e viu rapazes defendendo suas trincheiras, o que pode, em parte, ter influenciado a obra.

No entanto, se o livro pode ser baseado em guerras de verdade, certamente o comportamento dos combatentes é idealizado. Há um rigoroso código de ética entre os rapazes, que não permite, por exemplo, que dois meninos ataquem só um. Em determinado momento a bandeira dos meninos da Rua Paulo é tomada pelos inimigos. Um dos meninos a traz de volta e é repreendido, sendo a bandeira devolvida. O general Boka, líder da patota, explica que só poderiam tomá-la em batalha. Quem dera nossos governantes tivessem metade do senso de honra e ética desses meninos.

Na Hungria o livro ficou tão famoso que um homem apareceu dizendo-se a inspiração para o personagem Nemecsek. Como resultado, começou a ser convidado a fazer conferências e contar reminiscências, ganhou presentes e até um apartamento, até ser desmascarado. De adorado, passou a ser odiado, pois ninguém lhe perdoava por mexer em um mito.

Se o livro vale apenas por seus méritos literários, o ótimo tratamento da Cosac Naif o valoriza ainda mais. A editora aproveitou a tradução feita por Paulo Rónai, ele mesmo um imigrante húngaro que, fugindo do nazismo, veio ao Brasil tornar-se um dos nossos mais importantes intelectuais. Aqui, traduziu A comédia humana, de Balzac, e organizou o volume de contos universais Mar de histórias, em colaboração com o amigo Aurélio Buarque de Holanda.

Além de manter a ótima tradução, a editora colocou textos introdutórios, posfácio, biografia do autor, do desenhista e do tradutor. Até a encadernação é caprichada, com orelhas longas, que firmam o livro e uma bela capa que flagra um momento de infância e reflete bem o conteúdo do volume.

É livro para comprar, ler e recomendar aos filhos.

Para ir além






Gian Danton
Macapá, 13/8/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Eleições 2014: intrigas, infâmias, alucinações de Jardel Dias Cavalcanti
02. O experimento de J. K. Rowling de Marta Barcellos
03. Mano Juan, de Marcos Rey de Gian Danton
04. O fim do (meu) automóvel de Marta Barcellos
05. Marketing de cabras de Wellington Machado


Mais Gian Danton
Mais Acessadas de Gian Danton em 2007
01. Os meninos da rua Paulo - 13/8/2007
02. Orwell na pior em Paris e Londres - 8/3/2007
03. Wikipedia e a informação livre - 2/5/2007
04. Logan's run - 21/5/2007
05. Lugar Nenhum - 31/12/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
3/8/2007
13h43min
Boa lembrança, Os meninos da rua Paulo é um pequeno clássico. Li, quando era adolescente, e foi quase como ler sobre os meninos da rua São Paulo, Belo Horizonte, onde passei a maior parte da infância. As ruas são as mesmas, quando a gente é menino. Mas suponho que essa era terminou. Boa pedida, Gian. Abraços.
[Leia outros Comentários de Guga Schultze]
4/8/2007
19h15min
É um livro que me marcou muito. E sempre que posso dou um de presente para os meus sobrinhos. Realmente, um pequeno clássico que mexe com a imaginação do leitor, seja criança ou adulto. O filme também é fantástico, pena que não sei quem é o diretor. E vale a pena (re)ver ambos (o livro e o filme). Boa dica!
[Leia outros Comentários de Adriana]
13/8/2007
08h40min
Os Meninos, de Ferenc Molnar, nos enchem de uma esperança de um tempo arredio que foi se esvaindo quando determinadas virtudes foram desmoronando. Quando criança foi neste clássico que me foi apresentada a perda e tomei conhecimento da dor irreparável. São estas alegorias que fazem um pequeno livro a tradução possível de um universo para crainças e adultos; e, da matéria ordinária de qualquer livro, a consolidação de um clássico.
[Leia outros Comentários de Carlos E. F. Oliveir]
13/8/2007
21h19min
Li um livro quando guri, chamava-se "A Guerra dos Botões", autor não lembro... tratava-se da mesma historia, dois grupos de crianças, brigas, verdadeira guerra declarada... companheirismo, honra, coragem... muito parecidas as duas historias para ser mera coicidencia...
[Leia outros Comentários de Luciano Borba Stecke]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DIAS AZUIS
MOACIR SADER
FLOR&CULTURA
(2017)
R$ 12,00



A VIDA NOS MUNDOS INVISÍVEIS
ANTHONY BORGIA
PENSAMENTO
(1960)
R$ 40,00



AMOR DE PERDIÇÃO
CAMILO CASTELO BRANCO
CIRANDA CULTURAL
(2008)
R$ 9,90



INTELIGÊNCIA PRÁTICA - ARTE E CIÊNCIA DO BOM SENSO
KARL ALBRECHT
M. BOOKS
(2008)
R$ 59,90



ABSINTO - UMA HISTÓRIA CULTURAL
PHIL BAKER
NOVA ALEXANDRIA
(2010)
R$ 26,00



SUN CERTIFIED - JAVA PROGRAMMER
CAMILO LOPES
CIÊNCIA MODERNA
(2010)
R$ 37,00



UMA VEZ SÓ É POUCO
JACQUELINE SUSAN
NOVA CULTURAL
(1986)
R$ 6,90



SALTO PARA O FUTURO, EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
VÁRIOS
MEC
(1999)
R$ 7,50



ALGUÉM QUE JÁ NÃO FUI
ARTUR DA TÁVOLA
SALAMANDRA
(1978)
R$ 10,00



LA MEMORIA DE LOS SERES PERDIDOS
JORDI SIERRA I FABRA
EASY READER
(2006)
R$ 70,00





busca | avançada
31131 visitas/dia
1,3 milhão/mês