Entretenimento dá dinheiro, sim! | Pilar Fazito | Digestivo Cultural

busca | avançada
37059 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 24/12/2007
Entretenimento dá dinheiro, sim!
Pilar Fazito

+ de 2800 Acessos
+ 1 Comentário(s)

"O show não pode parar" e o dinheiro não pode parar de circular




Há mais de um mês, os roteiristas de Hollywood cruzaram os braços, demandando uma participação maior nos royalties pagos por venda de filmes e seriados através de DVDs e da internet.

Talk-shows noturnos, que têm roteiros escritos em cima da hora e baseados nos fatos ocorridos ao longo do dia, foram os primeiros a serem afetados. Foi o caso do Late Show with David Letterman e do Saturday Night Live, que está suspenso desde o dia 3 de novembro e teve boa parte da equipe demitida pela emissora NBC.

As grandes redes de TV exibiram, inicialmente, um estoque de episódios inéditos das séries. Mas como a greve tem se prolongado, os canais aderiram a reprises fora de época e pelo menos sete produções já foram interrompidas, entre elas: Two and a half man, The Office, Til death, The new adventures of old Christine e Desesperate Housewives.

A paralisação de pelo menos 12 mil profissionais segue a determinação do Writers Guild of America (WGA). O sindicato, que anda peitando grandes estúdios e canais de TV, acaba de negar o pedido de liberação dos roteiristas para a escrita dos textos das cerimônias de entrega do Oscar e do Globo de Ouro.

Isso faz pensar que a queda-de-braço entre roteiristas e produtores não deverá terminar antes do Natal, como vazou na internet. A última greve de roteiristas nos EUA ocorreu em 1988 e durou 22 semanas. Com a continuidade da paralisação, os efeitos serão sentidos com mais intensidade a partir de março, quando espectadores chegarem ao limite do bombardeamento de reprises e de realitys shows.

Os produtores de realitys shows, aliás, são os únicos que têm rezado todo dia para essa greve não acabar. Com produção barata, baseada em improviso e total falta de criatividade, o gênero do lixo democrático, inaugurado pelo Big Brother, poderá ser uma das poucas opções de entretenimento ("entretenimento"?!) televisivo.

O calendário cinematográfico também já está comprometido. Com a paralisação das produções, grandes astros do cinema se vêem às voltas com férias forçadas. Johnny Depp, Penélope Cruz, Edward Norton e George Cloney são alguns dos cotados para filmes que não saíram completamente da cabeça dos roteiristas para o papel. Os atores tiveram que por as barbas de molho, à espera da resolução do impasse.

O caso de Brad Pitt é mais grave, já que o bonitão abandonou o projeto do suspense político State of play, da Universal, e deverá ser processado por isso. O qüiproquó se deu porque as alterações de roteiro, estabelecidas num acordo entre o ator e o diretor, Kevin MacDonald, não puderam ser efetivadas.

Mais do que uma simples greve de roteiristas, a paralisação gera um efeito cascata que afeta a indústria do entretenimento e tudo o que depende dela: turismo, anúncios publicitários e empresas de diversos ramos. A cidade de Los Angeles pode perder, sozinha, mais de U$ 1 bilhão com isso.

O fato é que os roteiristas norte-americanos formam uma classe bastante unida e lutam há anos para conquistarem um maior reconhecimento, tanto financeiro quanto autoral.

É claro que há roteiristas de elite, que chegam a faturar U$ 5 milhões por ano, mas a maioria não chega a embolsar U$ 5 mil. Em discussões recentes, os produtores ofereceram uma quantia fixa inferior a U$ 250 por um ano de utilização para cada episódio de série ou programa exibido online. A oferta não foi aceita e não é difícil imaginar o porquê, uma única reprise na TV rende US$20 mil.

Em termos autorais, embora a produção de filmes e séries seja um trabalho coletivo, é comum que produtores, diretores e público acabem se "esquecendo" de quem concebeu a idéia toda. Sem um bom roteiro é praticamente impossível haver um bom filme ou série. Ainda assim, a classe teve que brigar para incluir os créditos do roteiro no início dos filmes, ao lado do diretor e do produtor executivo.

Não só a remuneração de um diretor e de um produtor ultrapassa (às vezes, estratosfericamente) à de um roteirista como os principais prêmios do cinema e da TV são dedicados aos dois primeiros. Isso contribui para que o público guarde na memória o nome de todos os que aparecem, seja na tela ou nos eventos, e sequer imagine quem deu início a todo o processo.

A greve dos roteiristas põe em xeque a auto-suficiência das grandes produtoras, dos canais de TV, de diretores, elenco e equipes de filmagem, de anunciantes, agências de publicidade, empresários que dependem do entretenimento e dos meios de comunicação. Ela desperta a consciência de outros tipos de profissionais que, do mesmo modo, são relegados à falta de holofote. Exemplo disso são os contra-regras da Broadway que, há pouco tempo, conseguiram fechar teatros e deixar todo um país de cabelo em pé só de imaginar a perda econômica que poderia sofrer com a interrupção das temporadas.

A paralisação dos roteiristas mostra, finalmente, que entretenimento (e, eventualmente, arte) dá dinheiro, sim. O entretenimento é uma indústria e o dinheiro gerado deve ser mais bem distribuído para que o show possa continuar. E enquanto ele não continua, a greve continua...


Pilar Fazito
Belo Horizonte, 24/12/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Teste-se a si mesmo de Carla Ceres
02. Professoras, maçãs e outras tentações de Ana Elisa Ribeiro
03. O filho eterno e seus prêmios literários de Marcelo Spalding
04. As minas de ouro (ou Os sebos) de Ivan Bilheiro
05. Meu assassino de Guilherme Pontes Coelho


Mais Pilar Fazito
Mais Acessadas de Pilar Fazito em 2007
01. Ferreira Gullar em dose única - 29/10/2007
02. Auto-ajuda e auto-engano - 30/7/2007
03. Literatura, cinema e adaptações - 23/5/2007
04. Curso superior de auto-ajuda empresarial - 10/9/2007
05. Youtube, o mega-saldão de verão - 19/4/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
6/1/2008
15h17min
Como fã confessa dos enlatados americanos, posso dizer que esta greve está me prejudicando diretamente... Mas é impossível negar a desigualdade "salarial" que atinge qualquer produção holliwoodiana: para mim ainda é inconcebível atores ganharem uma montanha de dinheiro enquanto aqueles que produzem suas falas receberem uma ínfima fração dessa receita. Quando a série "Friends" foi cancelada li um artigo que dizia que cada reprise geraria US$1 milhão para cada um dos 6 amigos. Nada mal, mas uma disparidade incrível quando comparado ao que ganha o roteirista. Indo além, a apresentação do Oscar já estava gradativamente menos interessante nos últimos 10 anos, 2008 pode marcar uma mudança histórica na maneira de premiar os melhores do ano. Que seja... Essa fórmula de quase 80 anos já está dando nos nervos de quem só quer mesmo ver umas caras famosas e reclamar das injustiças no dia seguinte. Adorei o texto Pilar, relevante e inteligente. Até breve!
[Leia outros Comentários de Claudia Serretti]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O MAGICO DESINVENTOR
MARCO TÚLIO COSTA
RECORD
(1981)
R$ 7,00
+ frete grátis



SHUNKO
JORGE W. ABALOS
CLUBE DO LIVRO
(1969)
R$ 14,00



POLITICA - REVISTA DE CIÊNCIA POLÍTICA VOL 17 N. 4
FUNDAÇÀO GETULIO VARGAS
FGV
(1974)
R$ 11,50



STOREIUA DELL ATOMO LA FISICA NUCLEARE NELLA GUERRA E NELLA PACE
PIERRE ROUSSEAU
GHERARDO CASINI
(1950)
R$ 79,37



A TERCEIRA XÍCARA DE CHÁ
GREG MORTENSON
EDIOURO
(2007)
R$ 9,80



A TURMA DA MÃO PRETA
HANS JURGEN PRESS; THEREZINHA MONTEIRO DEUTSCH
ATICA
(1997)
R$ 9,00



DOSSIÊ COLÔMBIA; SALAS DE BATE PAPO VIRTUAIS
COMUNICAÇÃO E POLÍTICA VOL 21 - N.º 1
CEBELA (RJ)
(2008)
R$ 15,82



O NOVO TESTAMENTO DO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO
JOÃO FERREIRA DE ALMIDA
IGREJA PENTECOSTAL
R$ 5,00



A FUNÇÃO DE MARKETING: VOLUME 1
EDITORA EDEB
EDEB
(1972)
R$ 6,90



ASSESSORA DE ENCRENCA
GILDA MATTOSO
EDIOURO
(2006)
R$ 10,00





busca | avançada
37059 visitas/dia
1,4 milhão/mês