Sobre política e políticos | Rafael Rodrigues | Digestivo Cultural

busca | avançada
83119 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Terreiros Nômades leva arte, história e saberes das culturas africanas e originárias a escolas
>>> Luarada Brasileira lança primeiro EP com participação especial de Santanna, O Cantador
>>> Quilombaque acolhe 'Ensaios Perversos' de fevereiro
>>> Espetáculo com Zora Santos traz a comida como arte e a arte como alimento no Sesc Avenida Paulista
>>> Kura retoma Grand Bazaar em curta temporada
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
Colunistas
Últimos Posts
>>> Bill Ackman no Lex Fridman (2024)
>>> Jensen Huang, o homem por trás da Nvidia (2023)
>>> Philip Glass tocando Opening (2024)
>>> Vision Pro, da Apple, no All-In (2024)
>>> Joel Spolsky, o fundador do Stack Overflow (2023)
>>> Pedro Cerize, o antigestor (2024)
>>> Andrej Karpathy, ex-Tesla, atual OpenAI (2022)
>>> Inteligência artificial em Davos (2024)
>>> Bill Gates entrevista Sam Altman, da OpenAI (2024)
>>> O maior programador do mundo? John Carmack (2022)
Últimos Posts
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
>>> Um verdadeiro romântico nunca se cala
>>> Democracia acima de tudo
>>> Podemos pegar no bufê
>>> Desobituário
>>> E no comércio da vida...
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ler muito e as posições do Kama Sutra
>>> Lockdown Sessions No. 3
>>> Mundo negro, branco na capa
>>> Puro Guapos no Tom Jazz
>>> Google Music Search
>>> Nostalgia do país inventado
>>> Manifesto Infeliz
>>> Bill Gates entrevista Sam Altman, da OpenAI (2024)
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> A música que surge do nada
Mais Recentes
>>> O terraço dos Benardini de Suzanne Prou pela Civilização Brasileira (1978)
>>> Robin Hood A Lenda Da Liberdade - Série Deixa Que Eu Conto de Pedro Bandeira pela Moderna (paradidaticos) (2012)
>>> Estudos Espíritas de Divaldo Franco; Joana de Ângelis (Espírito) pela Feb (1983)
>>> Livro Religião Atos Introducao e Comentario de Howard Marshall pela Mundo Cristão (1980)
>>> Livro Literatura Estrangeira O Cortiço em Quadrinhos de Aluisio Azevedo pela Principis (2019)
>>> A Contadora De Historias de Pedro Bandeira pela Melhoramentos (2005)
>>> Nova Bíblia Viva de Vários Autores pela Mundo Cristão (2010)
>>> O poeta e o cavaleiro de Pedro Bandeira pela Ftd (1998)
>>> Livro Pedagogia Interdisciplinaridade Formação de Profissionais da Educação de Célia Maria Haas; Ecleide Cunico Furlanetto pela Pioneira (2000)
>>> Livro Infanto Juvenis O Pequeno Príncipe de Antoine de Saint Exupery pela Agir (2009)
>>> A Hora Da Verdade. Voo Livre de Pedro Bandeira pela Atica (paradidaticos) (1998)
>>> Livro Esportes Jogo Sujo O Mundo Secreto da Fifa Compra de Votos e Escândalo de Ingressos de Andrew Jennings pela Panda Books (2011)
>>> Emaranhados em mim - autografado de Fernanda Maia pela Ruja (2020)
>>> Dicionário Visual De Bolso 3 Em 1 de Dorling Kindersley pela Blucher (2011)
>>> Pântano de Sangue de Pedro Bandeira pela Moderna (1987)
>>> Livro Auto Ajuda Quando Termina é Porque Acabou de Greg Behrendt / Amira Ruotola-behrendt pela Rocco (2006)
>>> Livro Música Song and Circumstance The Work of David Byrne from Talking Heads to the Present de Sytze Steenstra pela Continuum (2010)
>>> Lusco Fusco - Vida e morte de um desconhecido de Marcello Mathias pela Bertrand Brasil (1991)
>>> A violencia na contemporaneidade: o olhar da psicologia de Sandra amorim pela Crv (2015)
>>> Livro Filosofia Guia Politicamente Incorreto da Filosofia Ensaio de Ironia de Luiz Felipe Pondé pela Leya (2012)
>>> O ludico e a cognição de Margarete Bertolo Boccia pela Oikos (2014)
>>> Pantano De Sangue de Pedro Bandeira pela Moderna (1992)
>>> Livro Turismo Guia Visual Folha de São Paulo Cuba de Dorling Kindersley pela Publifolha (2004)
>>> Livro Artes A Arte de Fazer um Jornal Diário de Ricardo Noblat pela Contexto (2007)
>>> O Grande Conflito Ellen G White Uma Saga Milenar Novo de Ellen G. White pela Casa Publicadora Brasileira (2022)
COLUNAS >>> Especial Eleições 2008

Terça-feira, 14/10/2008
Sobre política e políticos
Rafael Rodrigues
+ de 4100 Acessos
+ 1 Comentário(s)

1 O que falar sobre as eleições? Que de dois em dois anos a história se repete? Qual história? Nossa história, ora: nós procurando alguém confiável e honesto para votar, feito quem procura agulha em palheiro, só para usar um ditado popular (rimou!). E aí ouvimos alguém dizer que não existe político honesto, que ser político virou sinônimo de vida fácil, uma maneira de ganhar um bom dinheiro sem fazer muito esforço etc. O pior é que é verdade. Não é isso que vemos no horário eleitoral: uma porção de gente que está doidinha para ser eleita e começar a mamar nas tetas do governo?

2 Mas, sim, é verdade: eu já quis ser político. Isso foi há um bom tempo, faz bem uns oito anos. E não tenho vergonha de admitir isso. Afinal, eu tinha as mais nobres intenções. Como eu disse: "Dos 17 aos 19 anos pensei no que faria de minha vida dali por diante. Ser historiador? Jornalista? Político? Sim, pensei na política. Foi no que pensei primeiro, aliás. Todo jovem é ingênuo, e eu já fui, um dia. Ainda sou, um pouco. Mas enfim. Quis ser político. Resolver os problemas da minha cidade, do meu estado, do meu país. Se não me engano, foi Rimbaud quem disse que não se é sério aos dezessete anos. Querer, aos 17 anos, ser político, é uma piada. Aliás, querer ser político é sempre uma piada, em qualquer idade".

3 As propostas dos candidatos são sempre as mesmas. Lutar pela educação, pela segurança e pela saúde. Mas sempre tem um ou outro engraçadinho que foge do padrão, do discurso cansado, batido. Vi no YouTube um que dizia mais ou menos o seguinte: "estou desempregado, doente, com a casa caindo aos pedaços e quero o seu voto para resolver os meus problemas". Acreditem ou não (eu mesmo me pego duvidando), o cara foi eleito, para vereador. E depois ainda concorreu ao cargo de deputado federal. Se eu fosse candidato, seria original também. Meu discurso seria mais ou menos o seguinte: "Meu amigo, minha amiga. Meus companheiros! Peço o seu voto não para lutar pela saúde, pela segurança ou pela educação. Não entendo nada de política, não farei projeto nenhum. Apoiarei alguns, tentarei barrar outros. Minha verdadeira intenção é servir de bode expiatório na câmara de vereadores. Sim, amigos, eu seria o dedo-duro, um espião. Eu ficaria de olho em todos os meus colegas e os denunciaria sempre que percebesse alguma irregularidade. Vote em Rafael, por uma política mais medrosa". Teria que deixar o discurso mais bonitinho, mas seria basicamente isso aí.



4 Engana-se quem pensa que corrupção é um mal apenas dos políticos. Bem capaz de aquele seu vizinho que tem um mercadinho ou lan-house ser corrupto. Até abril deste ano trabalhei em uma empresa de cartões de crédito. Minha função era a de analista de crédito. O cliente queria adquirir o cartão ― ou o arrastávamos para a cadeira e preenchíamos sua proposta meio que a contragosto (dele, claro) ― e, para adquiri-lo, era necessário fazer uma entrevista com ele. Ficávamos sabendo de tudo: endereço, estado civil, escolaridade, profissão etc. Alguns eram microempresários. Destes, não eram poucos os que afirmavam, numa boa, mas falando bem baixinho, que fazem o possível para não declarar imposto de renda. Ou declarar o mínimo possível. Isso é uma falta de respeito com as leis, com o País e com aqueles que poderiam ser beneficiados com o dinheiro que seria arrecadado deles (isso se os políticos corruptos não desviassem uma parte considerável da grana que entra nos cofres públicos). Mas como tem sempre alguém que consegue abrir um duto ou fazer um mensalão (ou mensalinho) com o dinheiro do povo, melhor mesmo que a arrecadação não seja maior ainda do que já é.

5 Sorte dos políticos eu não ter vontade alguma de me candidatar. Porque, se fosse eleito, tentaria aprovar um projeto que obrigaria os candidatos a passarem por uma espécie de triagem. Um treinamento à la BOPE. Não haveria necessidade de treinamento físico ― se bem que seria até interessante. O treinamento, basicamente, filtraria políticos que não têm boa oratória, não sabem o que significa a palavra "retórica", abusam dos erros de português e não leram pelo menos 10 livros sobre política em toda a vida. Nessa primeira etapa, mais da metade dos parlamentares seriam obrigados a pedir pra sair. Os restantes passariam para a segunda etapa, que consistiria em todos eles assistirem, amarrados em uma cadeira, a todas as sessões das câmaras do senado e dos deputados e a todas as sessões de CPI's feitas nos últimos 10 anos. Os que conseguissem sobreviver a isso passariam para a terceira etapa. Como essa hipótese, a de algum deles sair vivo depois desta sessão de tortura, é somente um devaneio, uma espécie de ficção científica, não me darei o trabalho de pensar em uma "terceira etapa".

6 Em A promessa da política Hannah Arendt diz assim: "E não podemos mudar o mundo mudando as pessoas que vivem nele ― à parte a total impossibilidade prática de tal empresa ― tanto quanto não podemos mudar uma organização ou um clube tentando, de alguma forma, influenciar seus membros. Se queremos mudar uma instituição, uma organização, uma entidade pública qualquer existente no mundo, tudo que podemos fazer é rever sua constituição, suas leis, seus estatutos e esperar que o resto cuide de si mesmo". Eu sei, eu sei, ela está coberta de razão. Mas não deixemos de fazer nossa lição de casa, por favor. Tentemos ser pessoas melhores todos os dias; quem sabe os que nos rodeiam não sigam nosso exemplo. Porque, se formos esperar por reformas políticas, desse atoleiro não sairemos nunca.


Rafael Rodrigues
Feira de Santana, 14/10/2008

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Alameda de água e lava de Elisa Andrade Buzzo
02. O senhor das gotas de Arcano9


Mais Rafael Rodrigues
Mais Acessadas de Rafael Rodrigues em 2008
01. Caio Fernando Abreu, um perfil - 28/10/2008
02. Meus melhores filmes de 2008 - 30/12/2008
03. As horas podres, de Jerônimo Teixeira - 21/3/2008
04. Jovens blogueiros, envelheçam (extras) - 2/5/2008
05. Jovens blogueiros, envelheçam - 18/4/2008


Mais Especial Eleições 2008
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/10/2008
09h03min
Por causa de pensamentos como o teu (e de tantos outros), Rafael, é que a política brasileira está desse jeito. Se somente pessoas como tu se candidatassem a cargos eletivos para as câmaras, assembléias legislativas, senado, prefeituras, governadorias de Estados e presidência da República, certamente que teríamos uma "política" bem melhor do que a que temos. Não diria perfeita, mas menos corrupta. Acontece, que os "bons" não querem se arriscar, e aí acaba dando isso: os "maus" ocupam o lugar dos politicamente corretos. Se a nossa política está impregnada de desonestos, é porque os honestos não têm coragem de assumi-la.
[Leia outros Comentários de Américo Leal Viana]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Aventuras Maravilhosas do Capitão Cororan
Alfred Assolant
Companhia Nacional
(2007)



Diários do Vampiro Anoitecer
L.J. Smith
Galera
(2010)



As Certezas Perdidas da Psicanálise Clínica
Stefania Turillazzi Manfredi
Imago
(1998)



Guia da Paris Impressionista
Patty Lurie
Record
(1998)



Livro de Bolso Literatura Estrangeira A Noite do Professor
Jean Pierre Gattégno
Companhia das Letras
(1995)



Amarras do Passado
Emile Rose
Harlequin
(2013)



Dom Casmurro - Coleção Literatura Brasileira - Nova Ortografia
Machado de Assis
Ciranda Cultural
(2008)



Mercado Financeiro Produtos e Serviços
Eduardo Fortuna
Qualitymark
(2002)



Livro Sociologia Dez Lições para o Mundo Pós-pandemia
Fareed Zakaria
Intrínseca
(2021)



Pedagogia Social - Educação e Trabalho...
Noêmia de Carvalho Garrido et al. (Org.)
Expressão e Arte
(2011)





busca | avançada
83119 visitas/dia
1,8 milhão/mês