Um software em crise existencial | Wellington Machado | Digestivo Cultural

busca | avançada
32696 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Plágio
>>> O filho eterno e seus prêmios literários
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> Espírito de porco
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nine Eleven
Mais Recentes
>>> Viagem ao Centro do Computador de Edith Modesto pela Ática (2000)
>>> A Rosa de Sarajevo de Margaret Mazzantini pela Companhia das Letras (2011)
>>> Um Pedaço de TI de Patricia Bittencourt pela Ledriprint (2017)
>>> Bala XXI - Casos, Crônicas, Piadas e Contos de Augusto José Vieira Neto pela Mandamentos (2000)
>>> Filhos Especiais Para Pessoas Especiais - O Milagre do Dia-a-dia de Neusa Maria pela Paulinas (2010)
>>> Pensées Étranglées de E. M. Cioran pela Gallimard (2014)
>>> Le Voyageur et son Ombre de F. NNietzsche pela Denoel (1979)
>>> Colder than Ice de David Patneaude pela Albert Whitman & Company (2003)
>>> Misericordiae Vultus / O Rosto da Misericórdia de Papa Francisco pela Paulinas (2015)
>>> Manual do Agricultor Brasileiro de Carlos Augusto Taunay pela Companhia das Letras (2001)
>>> O Ingenuo de Voltaire pela Dcl (2013)
>>> O Evangelho Segundo O Espiritismo de Allan Kardec pela Feb (1999)
>>> A Princesa de Babilonia de Voltaire pela Dcl (2013)
>>> A Campanha Abolicionista de Jose do Patrocinio pela Dcl (2013)
>>> Zollinger - Atlas de Cirurgia de E. Christopher Ellison, Robert M. Zollinger pela Guanabara Koogan; (2017)
>>> O Hobbit: A batalha dos cinco exercítos : guia ilustrado de Jude Fisher pela WMF Martins Fontes (2014)
>>> Radiografia da Alma de Pe. Hewaldo Trevisan pela Planeta (2010)
>>> Convênios e outros instrumentos de "Administração Consensual"na Gestão Pública do século XXI - Restrições em Ano Eleitoral de Jessé Torres Pereira Junior e Marinês Restelatto Dotti pela Fórum (2010)
>>> Estalos e Rabiscos - Mãos à Obra Literária de Walter Galvani pela Novaprova (2011)
>>> Distrito Federal Paisagem, População e Poder de Marília Peluso e Washington Candido pela Harbra (2006)
>>> Parto de Mim de Vera Pinheiro pela Pallotti (2005)
>>> Deuses americanos de Neil Gaiman pela Intrínseca (2016)
>>> A Ilha dos Prazeres de André Rangel Rios pela Uapê (1996)
>>> A pequena pianista de Jane Hawking pela Única (2017)
>>> Tradição e Novidade na Ciência da Linguagem de Eugenio Coseriu pela Presença- Usp (1980)
>>> Jovens Sem-Terra - Identidade em movimento de Maria Teresa Castelo Branco pela Ufpr (2003)
>>> Os Segredos das Mulheres Inteligentes de Julia Sokol e Steven Carter pela Sextante (2010)
>>> Lettres et Maximes de Épicure pela Librio (2015)
>>> Um Mundo a Construir de Marta Harnecker pela Expressão Popular (2018)
>>> Da RegenciaÀ Queda de Rozas (Rosas)/ Encadernado de Pandiá Calógeras pela Cia. Ed. Nacional (1940)
>>> Psicoterapia y Relaciones Humanas de Carl Rogers e G. Marian Kinget pela Alfaguarra (1971)
>>> O Vinho no Gerúndio de Júlio Anselmo de Sousa Neto pela Gutenberg (2004)
>>> Michel Foucault, Filosofia e Biopolítica de Guilherme Castelo Branco pela Autêntica (2015)
>>> Vidas Provisórias de Edney Silvestre pela Intrínseca (2013)
>>> Introdução À Arqueologia Brasileira: Etnografia e História de Angyone Costa pela Cia. Ed. Nacional (1938)
>>> A Glória de Euclides da Cunha ; Edição Ilustrada/ Brasiliana de Francisco Venancio Filho pela Cia. Ed. Nacional (1940)
>>> A Glória de Euclides da Cunha ; Edição Ilustrada/ Brasiliana de Francisco Venancio Filho pela Cia. Ed. Nacional (1940)
>>> Viñas, Bodegas & Vinos de Argentina de Austral Spectator pela Austral Spectator (2007)
>>> Alexandre, o Conquistador de Airton de Farias pela Prazer de Ler (2013)
>>> A Fiandeira de Ouro de Sonia Junqueira pela Positivo (2008)
>>> Feudalismo de Airton de Farias pela Prazer de Ler (2013)
>>> Alfabeto de Histórias de Gilles Eduar pela Ática (2008)
>>> As Obsessões de um Executivo Extraordinário: as Quatro Disciplinas... de Patrick Lencioni pela Record/ RJ. (2002)
>>> As Obsessões de um Executivo Extraordinário: as Quatro Disciplinas... de Patrick Lencioni pela Record/ RJ. (2002)
>>> As Obsessões de um Executivo Extraordinário: as Quatro Disciplinas... de Patrick Lencioni pela Record/ RJ. (2002)
>>> Marketing Nas Empresas Brasileiras: Organização de Vendas de Joaquim Carlos da Silva pela Record/ RJ.
>>> Dicionário da Língua Portuguesa de Malthus Oliveira de Queiroz pela Sucesso (2014)
>>> Salgueiro 50 Anos de Glória de Haroldo Costa pela Record (2003)
>>> Mitologia Grega de Pierre Grimal pela L&PM (2009)
>>> Além do Bem e do Mal de F. Nietzsche pela Escala (2005)
COLUNAS

Quarta-feira, 12/3/2014
Um software em crise existencial
Wellington Machado

+ de 2600 Acessos

É provável que a ocorrência de uma fusão entre homem e máquina seja somente uma questão de tempo. A proliferação de dispositivos eletrônicos que nos cerca, cuja primeira função é facilitar nossas vidas, nos dá a sensação de conforto e satisfação. Sorrateiramente, esses gadgets estão se acoplando ao nosso corpo - sem falar nos experimentos científicos em nanotecnologia, com microchips surfando em nossas veias.

O mais recente filme de Spike Jonze, Ela (2013), leva-nos a refletir sobre a nossa condição num futuro não muito longínquo, diante da crescente autonomia das máquinas e sua aproximação com o homem. Sabemos que a discussão não é recente. É impossível não lembrar da ousadia de Hal 9000, o computador acoplado à nave Discovery em 2001: uma odisseia no espaço, de Stanley Kubrick, por exemplo. Vimos ali a primeira manifestação de uma máquina com sensibilidade para ver, conversar com os tripulantes, sugerir caminhos e, o que causou espanto, tomar decisões.

Mas essa autonomia das máquinas, retratada no filme de Jonze, atinge um campo bem caro ao ser humano: a afetividade. O filme narra a história do escritor Theodore (Joaquin Phoenix), que está em vias de se divorciar da esposa, mas sofre com toda essa situação, pois algo diz que havia ainda amor na relação, e ele pouco fez para salvar o casamento. Theodore é um cara solitário e vive num enorme apartamento - vazio! -, onde os espaços parecem ser metáfora para seu abismo interior. Desolado, ele se depara na rua com o anúncio de um sistema operacional (Samantha), uma espécie de inteligência artificial, cuja promessa é justamente proporcionar uma maior interatividade e, por que não, companhia para as pessoas.

Ao instalar o programa em seu computador, os dois iniciam um diálogo minucioso e investigativo, no qual o sistema colhe informações sobre vários aspectos da vida do escritor: amizades, profissão, leituras, preferências musicais; detalhes íntimos, fetiches, preferências sexuais etc. Tamanho é o número de informações trocadas entre os dois, que eles acabam se enveredando pela intimidade dele, se excitando e se apaixonando.

O modus operandi virtual
Ainda que pareça exagero, sabemos da real possibilidade de as máquinas adquirirem uma racionalidade própria. Grosso modo, basta haver uma combinação de memória (acúmulo de informações) com uma Unidade Lógica para combinar dados - ou seja, a base simples de qualquer computador. Samantha, a musa do filme, após conhecer Theodore a fundo, ganha autonomia para sugerir-lhe músicas de acordo com o seu estado de humor. Ela detecta seus momentos de tristeza e lhe propõe antídotos.

Dentro deste contexto um tanto exótico, podemos deixar fluir a imaginação. No filme A garota ideal (EUA, 2007), por exemplo, o protagonista adquire uma boneca inflável - pela qual se apaixona. A opção por adquirir o artefato é a saída encontrada pelo personagem para sanar suas dificuldades em conviver na sociedade e se relacionar com as pessoas. A boneca é um antídoto contra a sua timidez e uma solução para os problemas conjugais inerentes a qualquer relação. Se imaginarmos a mesma boneca com o "cérebro" de Samantha, chegaríamos a uma pessoa (homem ou mulher) perfeita.

A paixão entre Samantha e Theodore em Ela é recíproca. Caberia, portanto, uma análise nessa relação contemporânea entre o homem e as máquinas. Em que sentido caminhamos? Quem mais se aproxima em direção ao outro? Estamos presenciando uma "humanização das máquinas" ou uma "virtualização do homem"? No primeiro caso, poderíamos até cogitar pontos positivos, como as opções de lazer que Samantha oferecia a Theodore, mas ficaríamos sempre sob a ameaça de um rompante autônomo a Hall 9000. No segundo, um "homem-máquina" por definição seria menos afeito ao outro e um ser menos sensível, levando-nos a pensar sobre a solidão moderna.

Humanização da máquina
O computador autônomo, tal como é demonstrado no filme de Spike Jonze, pode nos auxiliar nas tarefas do dia a dia, como responder a email, anotar recados, controlar agenda, organizar listas de tarefas. Samantha entende a angústia de Theodore. Além de propor e compor músicas para ele, ela pronuncia palavras de incentivo e motivação, aponta-lhe caminhos onde ele possa encontrar a felicidade. Ela chega a sugerir-lhe um encontro "deles" com uma garota, apresentando-lhe uma variedade de opções, de mulheres com as quais eles pudessem se divertir.

A relação entre os dois ganha corpo e eles fazem amor com intensidade. A "racionalidade" de Samantha começa a se humanizar. Com o passar dos dias, ela passa a sentir ciúmes de Theodore, a ter seus próprios segredos; ela consegue tocar-se, sentir na pele a excitação. Samantha chega ao cúmulo de entrar em crise existencial, "quero ser complicada como as pessoas", diz. E como predizia o autônomo Hal 9000, ela trai Theodore. Com sua capacidade de processamento, Samantha consegue administrar vários parceiros ao mesmo tempo. Um tapa de luvas na ambição humana de encontrar um parceiro perfeito.

Virtualização humana

Mas o que está no cerne dessa ambição humana, dessa busca desenfreada por uma interação cada vez mais profunda entre homem e máquina, não é nada mais do que uma discussão sobre a solidão. E Spike Jonze percebe isto. Se observarmos as cenas externas do filme, vemos seres autocentrados andando pelas ruas, conversando com seus computadores (estes estão reduzidos a uma espécie de ponto eletrônico no ouvido). Seria o futuro próximo constituído de pessoas solitárias, buscando uma satisfação personalizada nas máquinas, talvez com uma explosão na venda de bonecos infláveis?

Se considerarmos as estatísticas de casamentos falidos, os inúmeros relacionamentos fracassados e a nossa atenção voltada cada vez mais para as telas, há de se perguntar até que ponto - ou o quanto - o outro nos importa. A busca de um parceiro ideal, idealizado em Samantha e na boneca inflável, aponta para uma certa impaciência em nos envolvermos em situações conflitantes. A nossa incapacidade de negociar desvela um hedonismo solitário permeado por um insensível aviltamento do outro.

Por outro lado, talvez estejamos realmente adotando um certo modo de operar cerebral e comportamental semelhante ao das máquinas, qual seja, uma constante curiosidade ágil pelo novo, um ciscar de um lado para o outro sem cometimento, uma desconcentração consciente. Transpondo essa lógica para o âmbito afetivo, parecemos vacilantes entre o que tínhamos como "tradicional" e as atuais relações curtas, superficiais e diversificadas; muitas delas tendentes a serem abertas e liberais. O risco é ficarmos saudosos de um pouco de imperfeição.


Wellington Machado
Belo Horizonte, 12/3/2014


Mais Wellington Machado
Mais Acessadas de Wellington Machado em 2014
01. Marcador de página inteligente - 3/9/2014
02. Gullar X Nunos Ramos: o dilema da arte - 6/8/2014
03. Ninfomaníaca: um ensaio sob forma de cinema - 12/2/2014
04. Proust, rugas e colesterol - 9/4/2014
05. O luto e o luto de Valter Hugo Mãe - 2/7/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




JURISPRUDÊNCIA DA NOVA LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E FALÊNCIAS
MANOEL JUSTINO / BEZERRA FILHO
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(2006)
R$ 25,00



CURSO BÁSICO DE ESPIRITISMO
ALIANÇA
ALIANÇA
(1994)
R$ 5,00



LA REVOLUTION COPERNICIENNE DU LANGAGE: DANS LOEUVRE DE WILHELM
OLE HANSEN LOVE
LIBRARIE PHILOSOPHIQUE J VRIN
(1972)
R$ 58,28



(RE) PENSANDO A PESQUISA JURÍDICA
MIRACY BARBOSA DE SOUZA GUSTIN (...)
DEL REY/ BELO HORIZONTE
(2006)
R$ 87,90



REFLEXÕES PARA OS QUE OUSAM PENSAR E QUESTIONAR
ANNA SHARP
ROCCO
(1997)
R$ 7,50



199 PROBLEMAS RESOLVIDOS DE MECÂNICA -CURSO SUPERIOR
BENEDITO FLEURY SILVEIRA
S/N
R$ 5,50



ESTADO NOVO: A CONSTRUÇÃO DE UMA IMAGEM
CPDOC
FGV (RJ)
(1997)
R$ 30,82



COMO PINTAR CAMISETAS
ARNALDO BELMIRO
EDIOURO
R$ 7,00



OS AMERICANOS ESTÃO CHEGANDO - CAPA DURA ILUSTRADA
DAPHNE DU MAURIER
CÍRCULO DO LIVRO
R$ 9,00



A ASTRONOMIA NO BRASIL
ABRAHÃO DE MORAES
USP/IAG
(1984)
R$ 50,00





busca | avançada
32696 visitas/dia
1,3 milhão/mês