2008, o ano de Chigurh | Vicente Escudero | Digestivo Cultural

busca | avançada
71136 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Oficina de Objetos de Cena nas redes do Sesc 24 de Maio
>>> Lançamento: livro “A Cultura nos Livros Didáticos”, de Lara Marin
>>> Exposição coletiva 'Encorpadas - Grandes, largos, políticos: corpos gordos'
>>> Clássicos da Literatura Unesp ganha mais cinco títulos
>>> Bertolt Brecht inspira ÉPICO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
>>> A Velhice
>>> Casa, poemas de Mário Alex Rosa
>>> Doutor Eugênio (1949-2020)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
>>> Clownstico de Antonio Ginco no YouTube
>>> A Ceia de Natal de Os Doidivanas
>>> Drag Queen Natasha Sahar interpreta Albertina
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Palavras impressas
>>> Teoria da Conspiração
>>> Movimento Literatura Urgente
>>> O fim das mídias físicas
>>> Ayn Rand ou o primado da razão
>>> Viagem ao Âmago da Palavra
>>> Modelos plus size: as novas mulheres irreais
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> Escrever não é para amadores
Mais Recentes
>>> Quem me roubou de mim? de fabio de Melo pela Canção Nova (2010)
>>> Se conto ninguem acredita- autografado de Rafael pedrosa pela pandogA (2018)
>>> The Young Riders of Mongolia de Rob Waring pela Footprint (2011)
>>> Let’s Do It Together de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2008)
>>> A Matter of Prejudice de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2007)
>>> Depois do Funeral de Agatha Christie pela Círculo do Livro
>>> Strange Noises de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2007)
>>> A Casa Vazia de Rosamunde Pilcher pela Bertrand Brasill (2006)
>>> Lost in the Woods de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2007)
>>> Devastação Ou a Volta à Natureza de Rene Barjavel pela Círculo do Livro (1976)
>>> Os segredos da mente milionária de T harv eker pela Sextante (2010)
>>> A Day on the Farm de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2007)
>>> Economia Solar Global de Hermann Scheer pela Cresesb (2002)
>>> Alguém Que já Não Fui de Artur da Távola pela Nova Fronteira (1986)
>>> Enquanto Eu Estivesse Fora... de Sue Miller pela Bertrand Brasill (2000)
>>> Infâncias Roubadas o Ser Criança Como Desafio para o Reino de Silvana Bezerra de Castro Magalhães pela Coiô Coiô (2016)
>>> Já Pensou Se Alguém Acha e Lê esse Diário? de Nilza Rezende pela Record (2007)
>>> O Quiabo Comunista de Carlos Eduardo Novaes pela Nordica (1977)
>>> Mulheres ajudando mulheres de elyse Fitzpatrick e carol Cornish pela c p a D (2005)
>>> O poder dos Quietos de Susan Cain pela Agir (2012)
>>> O segredo de Luísa de Fernando Dolabela pela Sextante (2008)
>>> Marley & eu de John Grogan pela Ediouro (2010)
>>> O grande conflito de Ellen G. White pela Casa (2004)
>>> Problemas? OBA ! de Roberto Shinyahiki pela Gente (2011)
>>> Ali and his Camera de Raymond Pizante pela Penguin Readers (2008)
>>> Os 10 hábitos da memorização de Renato Alves pela Gente (2009)
>>> Billy and the Queen de Stephen Rabley pela Penguin Readers (2008)
>>> O código da inteligência de Augusto Cury pela Ediouro (2008)
>>> Manual de Normas Internacionais de Contabilidade: IFRS versus Normas Brasileiras de Ernst & Young - FIPECAFI pela Atlas (2010)
>>> Quem mexeu no meu queijo ? de Spencer Johnson,M.D pela Record (2010)
>>> Desenvolvimento Pessoal e Profissional de Josiane C. Cintra; Keli C. de L. Campos; Tatiane R. Bonfim; Yaeko Ozaki; Rodolfo L. de F. Olivo pela Anhanguera Publicações (2011)
>>> Simon and the Spy de Elizabeth Laird pela Penguin Readers (2008)
>>> 0870707329 de Paola Antonelli pela The Museum of Modern Art (2008)
>>> Contabilidade Financeira de Alessandra Cristina Fahl; José Carlos Marion. pela Anhanguera Publicações (2013)
>>> Perícia Contábil de Antônio Lopes de Sá pela Atlas (2011)
>>> Contabilidade Gerencial: Um Enfoque em Sistema de Informação Contábil de Clóvis Luís Padoveze pela Atlas (2010)
>>> Administração de Idalberto Chiavenato pela Elsevier (2010)
>>> João santana , um marqueteiro no poder de luiz Maklouf carvalho pela Record (2015)
>>> Custos e Formação de Preços de Eunir de Amorim Bomfim; João Passarelli; pela IOb (2011)
>>> Estrutura e Análise das Demonstrações Financeiras de Marcelo Cardoso de Azevedo; Fernando Coelho; José Carlos Ruiz; Paulo Neves. pela Alínea (2010)
>>> Desenvolvimento Econômico de Aderbal O. Damasceno; Ana Paula Avellar; Claúdio César de Paiva; Fernando C. B. Oliveira; Flávio V. Vieira; Michele P. Veríssimo; Suzana F. de Paiva. pela Alínea (2013)
>>> Educação Corporativa: Fundamentos, Evolução e Implantação de Projetos de Marisa Eboli; André Luiz Fischer; Fábio Cássio Costa Moraes; Wilson Ap. Costa de Amorim. pela Atlas (2012)
>>> 100 cronicas Escolhidas de Mauro Mota pela Cepe (2011)
>>> Mole at the Seaside de Julie Davies pela Richmond (2009)
>>> Contabilidade Avançada: Texto e Testes com as Respostas de José Hernandez Perez Junior; Luís Martins de Oliveira. pela Atlas (2012)
>>> Revista Civilização Brasileira 9 - 10 de Revista (Dias Gomes-Moacir Felix diretores) pela Civilização Brasileira (1966)
>>> Smellybear de John Foley pela Richmond (2009)
>>> Modelo de Competências e Gestão dos Talentos de Maria Rita Gramigna pela Pearson (2013)
>>> Contabilidade Pública de Heilio Kohama pela Atlas (2012)
>>> Fundamentos do Mercado de Capitais de Umbelina Cravo Teixeira Lagioia pela Atlas (2011)
COLUNAS >>> Especial Melhores de 2008

Sexta-feira, 2/1/2009
2008, o ano de Chigurh
Vicente Escudero

+ de 3800 Acessos


La Muerte

Em Onde os velhos não têm vez (Alfaguara, 2006, 256 págs.), de Cormac McCarthy, os personagens seguem o mesmo destino das rajadas de vento que esfriam o deserto do Texas no fim do dia: sopros de vida, cruzando audaciosamente a terra seca até o esgotamento, para morrerem num vale qualquer, sem vestígios.

O ano é 1980, o local, sudoeste do Texas, fronteira com o México. Um caçador, veterano da Guerra do Vietnã, chamado Llwelyn Moss, depara-se com o resultado de uma transação entre narcotraficantes mexicanos malsucedida: carros e corpos de cães e homens crivados de balas, abandonados no deserto. Distante dali, um corpo jazendo sob uma árvore guarda o destino dos envolvidos na história: uma mala com dois milhões de dólares que desencadeará uma caçada sanguinária envolvendo Llwelyn, a polícia, traficantes e um assassino psicopata.

A narrativa é conduzida por Ed Tom Bell, xerife do Condado de Terrell, desolado com a escalada da violência na região da fronteira entre Estados Unidos e México. Veterano da Segunda Guerra Mundial, que abandonou os parceiros durante uma batalha e ainda assim fora condecorado, é incapaz de enfrentar o recrudescimento dos criminosos, cada vez mais violentos.

A caçada flui sem arrependimentos, sem as vidas se cruzarem, mas colidindo. Num ambiente quase completamente masculino, o mal envolve o homem sem valores morais ou consciência como uma tempestade de areia no deserto, entrando pelas narinas, separando-se do pó nos pulmões e subindo pelo pescoço num ritmo vertiginoso até a destruição. Anton Chigurh, assassino em busca do dinheiro, age como um fantasma, incorporando terror aos espíritos dos homens que cruza, deixando a loucura escrupulosa decidir seus destinos em um insignificante cara ou coroa, matando-os da mesma forma como os frigoríficos matam bois: através um dispositivo que projeta uma barra de ferro retrátil, impulsionada pelo ar comprimido de um cilindro portátil.

McCarthy, crítico dos personagens cerebrais, das análises psicológicas profundas, já desqualificou a obra de Henry James, dizendo que seus livros não são literatura. Tal crítica é despropositada, sendo Onde os velhos não têm vez um contraponto ao estilo do escritor naturalizado inglês. Sem utilizar vírgulas, a caçada pelo dinheiro acompanha o estilo das narrativas bíblicas, descritivas, sem descanso para qualquer exame apurado dos conflitos, carregando a tensão a uma continuidade quase insuportável. Esta aridez da linguagem, apesar de funcionar como estilo, representar o desamparo dos personagens e a escassez das vidas secas no deserto, sobrecarrega a narrativa, mas não a compromete.

Ainda que algumas qualidades de sua escrita, como as ricas descrições das paisagens, estejam ausentes, o exercício literário de Onde os velhos não têm vez, último livro da Trilogia da fronteira de McCarthy, acertou em cheio a crise de valores que cerca a atual miscigenação da cultura americana, representada na transformação silenciosa, e quase psicotrópica, da área de fronteira delimitada pelo Rio Grande. E talvez tenha se equiparado ao silêncio e isolamento de seu autor: assim como seus personagens práticos, sem reflexão e aparentemente sem consciência, McCarthy segue solitário, dando entrevistas duas vezes a cada década.

A caçada vista pelos olhos dos irmãos Coen
A controvérsia acerca da qualidade literária dos livros de McCarthy não se repete nos trabalhos cinematográficos dos irmãos Coen. Desde Fargo, até o atual Queime depois de ler, a crítica vê seus trabalhos com bons olhos. Em Onde os fracos não têm vez, tradução equivocada ou corruptela do título original, retirado por McCarthy do poema "Velejando para Bizâncio", de Yeats, os irmãos não fizeram concessões para o público que torce pelos mocinhos no cinema.

Os acontecimentos são acompanhados pelas câmeras até o fim. Se a vítima, atingida por chumbinhos disparados de uma espingarda, agoniza, a cena acompanha a vida até seu final. As planícies, morros e despenhadeiros são apresentados até onde a vista alcança, pintando a desolação impenetrável do deserto. O paraíso acabado, como metáfora, surge no traficante e sua mala cheia de dinheiro, abandonado morto ao pé de uma árvore, simbolizando a tentação da mordida no fruto proibido. Uma simples garrafa de leite ou o reflexo em um televisor preenchem a consciência vazia dos personagens: é a garrafa que sua enquanto o xerife, tenso, está inerte; é o reflexo dele na televisão, distorcido, que revela a ele o caráter de Chigurh. A coisificação do ser humano, presente no livro de McCarthy, é reproduzida com perfeição, construindo a premonição do pior inimigo possível e a incapacidade dos personagens diante do destino.

Também não há música. A caminhada de Llwelyn pelo deserto, que em outros tempos seria acompanhada por uma flauta e um banjo, tem como companhia o barulho rascante das botas apertando a terra. Mortos, sem marcha fúnebre, são velados pelo zunido das moscas. Um pitbull persegue Llwelyn em uma corredeira, mas a sensação de afogamento é produzida pela barulho incessante da correnteza. A exceção é uma balada, tocada durante a agonia de Llwelyn, quando adormece em uma praça, baleado, e é acordado por mariachis entoando uma canção sobre arrependimento. Este é universo cômico dos irmãos Coen.

Pois é esse humor negro, que permeia o filme até o fim, a característica marcante da dupla e a conjunção entre o livro e o filme. Se McCarthy tirou o título de um poema de Yeats sobre o vigor do amor e dos jovens, justamente da estrofe que descreve uma paisagem romântica onde a juventude viceja, para dar nome a um livro em que um assassino, Chigurh, incorpora a morte inevitável num deserto abandonado, os irmãos Coen completaram a obra e deram à peste o rosto de totem de Javier Bardem, coberto por um penteado de coroinha.

Hoje, estima-se que o México tenha trinta por cento de suas terras cultiváveis ocupadas por plantas psicotrópicas. Em 1980, época em que o tráfico cresceu de forma descontrolada na fronteira com os EUA, não havia a narcocultura, movimento que enraizou as drogas na juventude sem perspectivas do México, uma década depois. Daí surgiu o culto a La Muerte, figura santa em forma de caveira, coberta por um manto vermelho, protetora dos chicanos que esquartejam e violentam os rivais na disputa pelo tráfico. Chigurh, na profecia de McCarthy e dos irmãos Coen, é a prece atendida daqueles ajoelhados nesse altar.

Para ir além






Vicente Escudero
Campinas, 2/1/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Eleições 2014: intrigas, infâmias, alucinações de Jardel Dias Cavalcanti
02. O romance policial e picaresco de Denis Johnson de Luiz Rebinski Junior
03. Algumas leituras marcantes de 2009 de Luis Eduardo Matta
04. Meu eu escritora de Taís Kerche
05. @mores bizarros de Pilar Fazito


Mais Vicente Escudero
Mais Acessadas de Vicente Escudero em 2009
01. Amor aos pedaços - 7/5/2009
02. O naufrágio é do escritor - 12/3/2009
03. E a lei cedeu diante dos costumes - 11/6/2009
04. 2008, o ano de Chigurh - 2/1/2009
05. Amantes, tranquila inconsciência - 8/10/2009


Mais Especial Melhores de 2008
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




AS SOBRINHAS DA BRUXA ONILDA & CINDERELA - (LITERATURA INFANTIL)
M. COMPANY E R. CAPDEVILA
SCIPIONE
(1997)
R$ 10,00



A AGENDA DE CAROL
INÊS STANISIERE
LEITURA
(2007)
R$ 10,00



CURSO DE DIREITO CIVIL VOL. 1
WASHINGTON DE BARROS MONTEIRO
SARAIVA
(1997)
R$ 10,00



EMA LADY HAMILTON A DIVINA DAMA
F. W. KENYON
ITATIAIA
(1930)
R$ 10,00



O SORRISO DO GATO
FRANÇOIS MASPERO
NOVA FRONTEIRA
(1988)
R$ 10,00



FULL FRONTAL FASHION
MELISSA SONES
PENGUIN BOOKS
(2005)
R$ 10,00



A VIDA DE ALLAN KARDEC PARA AS CRIANÇAS 9600
CLÓVIS TAVARES E NINA ARUEIRA
LAKE
(2009)
R$ 10,00



SCRIPTA: LINGUISTICA E FILOLOGIA VOL2 NÚMERO 4
PTOF. PE. GERALDO MAGELA TEIXEIRA
PUC MINAS
(1999)
R$ 10,00



PARA QUERER BEM
MANUEL BANDEIRA
MODERNA
(2005)
R$ 10,00



REENCARNAÇÃO E VIDA
AMÁLIA DOMINGO SOLER
INSTITUTO DE DIFUSÃO ESPIRITA
R$ 10,00





busca | avançada
71136 visitas/dia
2,4 milhões/mês