Escrevendo | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
37104 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Como se escreve

Quarta-feira, 12/8/2009
Escrevendo
Rafael Fernandes

+ de 4100 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Criação
Acho que o processo da produção intelectual desperta curiosidade em todos nós. Sempre me interessei bastante pela criação musical. A construção a partir do nada, uma fagulha de ideia que surge quando se está tocando, ou num momento qualquer (num almoço ou no banho) ou a partir de um "conceito". A procura de um motivo musical, uma melodia, um riff. O modo como uma canção começa a estruturar: as escolhas, as construções das diversas partes, as transições, o encaixe da letra. E quando os pilares da música já estão quase prontos vem a parte dos arranjos: achar o andamento certo, os instrumentos que podem ser usados, as dinâmicas etc. Em seguida, as interpretações, gravações e finalização. A labuta da escrita tem algo disso ― e tenho tido interesse por ela também, por motivos óbvios. Da folha em branco, passando por algumas frases soltas, um parágrafo se formando, o estilo, a edição. E o ritmo de um texto ― que me parece um conceito bem mais difícil de trabalhar e de acertar do que na música.

***

A produção intelectual, claro, depende do conhecimento. E isso vem tanto do estudo, quanto da experiência. É também fruto da invenção e da repetição. Como na música: um ótimo improviso esconde horas de estudos de harmonia, ritmo, frases e afins, para, no momento em que o músico precisar, ter os recursos necessários. A criação a partir de uma "epifania" não me convence. Essa "epifania" na verdade é resultado de trabalho anterior, da constante procura de soluções; do estudo e pensamento contínuos.

Organizando ideias
Li certa vez uma declaração de Woody Allen de que ele teria uma gaveta em que guarda pequenos pedaços de papel, com anotações diversas de ideias, gags, frases etc. Quando essa gaveta enche, ele considera ter a base de um filme e começa a organizar tudo. Não tenho uma gaveta assim, muito menos sou um Woody Allen, mas anotar sempre as pequenas ideias, mesmo as quase estúpidas, ajuda muito. Às vezes penso em temas para textos; aí, em geral, eles viram títulos e entram numa lista, que cresce continuamente. Se vão se tornar um texto completo já é outra história. Também tenho um hábito não muito prático de anotar no meu caderno, sem preocupação com ordem, sentenças ou pequenos parágrafos para incluir nos textos em que estou trabalhando ― umas dez linhas deste apareceram assim. O problema é que às vezes me esqueço disso. Recentemente cheguei às últimas páginas de um caderno e achei dois parágrafos de um texto que já publiquei, mas não lembrei de colocar.

Escrevendo
Eu, em geral, enfrento três problemas básicos ao escrever. O texto empaca no meio e tenho que me virar para "destravar". Ou fica gigante e a edição tem que ser ainda mais intensa e rigorosa. Ou, ainda, não sai de meia dúzia de frases avulsas e encalha para sempre. Ultimamente tenho achado a edição uma das partes mais interessantes, na busca por textos mais enxutos, só deixando as partes que considero as mais importantes, sem tantos excessos. Porém, não é lá uma tarefa fácil. Afinal, tudo parece ser imprescindível, e cortar frases, um sacrilégio. Mas aos poucos vou percebendo o quanto isso é bobagem e como as ideias fluem melhor quando são mais diretas, embora fique entre o "cortar mais" e "isso aqui é muito bom" ― raramente é.

***

Prefiro escrever em silêncio, com foco. Até porque percebo que distrações externas (música, MSN, e-mail...) muitas vezes travam uma linha de raciocínio que estava fluindo, quase como um vinil riscado. Isso é um problema não só por perder o fio da meada, mas porque traz, como outra consequência, um balde de água fria naquela empolgação de ter achado um atalho. Por outro lado, não são poucas as vezes que escrever ouvindo música ajuda a levantar a bola e, por mais paradoxal que pareça, me dá energia quando estou cansado. Uma música mais pesada para aumentar a empolgação ou uma mais calma de fundo para relaxar. Ou ainda qualquer uma no fone de ouvido só para encobrir a dupla sertaneja tocando na festa junina na igreja da esquina.

***

Para escrever, o que busco na procura da evolução é o que funciona para todo mundo: ler muito ― livros, revistas, sites, blogs e o Digestivo, claro. E escrever muito: textos, parágrafos, frases. Para treinar apenas ou para publicar no meu blog ― voltei recentemente com ele. Porque, além de ajudar no exercício da escrita, o hábito de blogar pode gerar pequenos textos que acabam sendo usados em outros maiores.

***

Só recentemente comecei a reler meus textos mais antigos. Confesso que a sensação é um pouco como a de ouvir a própria voz numa gravação ou a de assistir ao vídeo daquela festa de aniversário de 1989. Não é exatamente vergonha, mas aquele sentimento de incômodo de olhar o que era e o que fiz com uma avaliação mais fria e distante. Quase como se fosse outra pessoa. Apesar disso, é um mal necessário, pois é um processo vital para a melhora na escrita, tanto no conteúdo quanto na forma.

Finalizando...
Acontece de, uma vez ou outra, eu desenvolver dois textos ao mesmo tempo. Isso costuma funcionar quando eles têm algum tipo de relação e quando ambos estão num estágio inicial, naquele momento em que as ideias ainda estão se formatando. A busca por soluções para um pode gerar uma fagulha de inspiração para o outro. Sim, é confuso. Por isso esse processo tende a não funcionar mais na etapa de finalização, que requer muita atenção. Aí, essa ida e vinda a textos distintos é um convite ao desespero.

***

Ter uma pressão externa ajuda. A obrigatoriedade de entrega faz com que eu priorize minhas atividades e dá aquele empurrãozinho que faltava. Por outro lado, tenho tentado me disciplinar, aos poucos, em criar objetivos e metas, tanto em número de textos mensais quanto em relação a temas que precisam ser tratados antes que outros. Pequenos planejamentos são recomendáveis, desde que realistas.

***

Terminar um texto me traz sentimentos diversos. Alguns, de satisfação, por ter sido bom de fazer ― até divertido ― e fluído bem, apesar do trabalho de sempre. Outros trazem uma sensação de alívio por terem terminado, pelo alto grau de dificuldade. Os piores são aqueles que trazem um misto de alívio e tensão: foi bom terminar, mas tão desgastante que o cansaço fica evidente. Há os que termino com certa indiferença, mas são raríssimos. Afinal, não quero divulgar algo que não ache que tenha qualidade. E, afinal, não faz nenhum sentido publicar um texto que nem eu gosto ― como achar que qualquer leitor deveria perder o tempo lendo algo assim? Se você chegou até aqui, fique tranquilo, este texto se encaixou na primeira categoria.


Rafael Fernandes
São Paulo, 12/8/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meu Sagarana de Renato Alessandro dos Santos
02. O Vosso Reino de Luís Fernando Amâncio
03. Houston, we have a problem de Renato Alessandro dos Santos
04. Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes de Jardel Dias Cavalcanti
05. O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes em 2009
01. 10 músicas: Michael Jackson - 22/7/2009
02. A Crise da música ― Parte 1/3 - 25/3/2009
03. A Crise da música ― Parte 2/3 - 29/4/2009
04. Chinese Democracy: grande disco - 25/2/2009
05. A Crise da música ― Parte 3/3 - 8/7/2009


Mais Especial Como se escreve
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
12/8/2009
17h47min
Rafael, há pouco eu estava me "debatendo" ao escrever um texto. Coloco um ponto final e entro no Digestivo: eis o seu delicioso texto "Escrevendo" como amparo para que eu possa recuperar o fôlego!
[Leia outros Comentários de Sílvio Medeiros]
24/8/2009
20h06min
A maneira como cada escritor trabalha é tão íntima, instransferível e característica que se pode dizer que faz parte do seu DNA. Certa vez perguntaram a Paulo Mendes Campos sobre o processo dele para criar crônicas e poemas. Mendes Campos foi curto e grosso: "Escrever é a arte de sentar o traseiro numa cadeira". Você nos brindou com o depoimento pessoal de como enfrenta a tela em branco. Eu lhe digo, Rafael, é um texto primoroso - e fascinante.
[Leia outros Comentários de João Athayde]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DIAMANTE NEGRO HISTÓRIA DE UM CAVALO
ANNA SEWELL
NACIONAL
(2007)
R$ 12,00



A GRANDE COZINHA - SALADAS
EDITORA ABRIL
ABRIL
(2007)
R$ 14,00



CONTRIBUIÇÃO PROPEDÊUTICA AO ENSINO DA ARQUITETURA
LINABOBARDI
INSTITUTO LINA BO P. M. BARDI
(1957)
R$ 360,00



MANUAL DE DIREITO TRIBUTÁRIO
HUGI DE BRITO
ATLAS
(2017)
R$ 90,00



O ROMANCE SOCIAL BRASILEIRO
BENJAMIN ABDALA JUNIOR
SCIPIONE
(1993)
R$ 15,00



O AMOR VENCEU
ZIBIA GASPARETTO
EDICEL
(1984)
R$ 9,20



MRS. DALLOWAY
VIRGINIA WOOLF
COSAC NAIFY
(2012)
R$ 168,33



O CAÇADOR DE PIPAS
KHALED HOSSEINI
NOVA FRONTEIRA
(2005)
R$ 12,00



EU SEI TUDO ANO 40 - N° 6
CIA. EDITORA AMERICANA
CIA. EDIT. AMERICANA
(1956)
R$ 40,00



GUIA DE LEITURA DE A PROFECIA CELESTINA
JAMES REDFIELD / CAROL ADRIENNE
OBJETIVA
(1995)
R$ 7,90





busca | avançada
37104 visitas/dia
1,3 milhão/mês