Ruy Castro n'O B_arco ― parte 1/2 | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
68983 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Chamada Vale recebe cadastro de cerca de 3 mil projetos
>>> Lançamento do Mini Doc Tempo dell'Anima
>>> Cinema in Concert com João Carlos Martins une o cinema à música sinfônica em espetáculo audiovisual
>>> Editora Unesp lança 20 livros para download gratuito
>>> Bruno Zolotar ensina como fortalecer a marca e ampliar vendas no mundo editorial
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
Colunistas
Últimos Posts
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Genealogia da Moral, de Nietzsche
>>> Virtual cai na real
>>> Literatura universal do Sul
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> André Bazin e a crítica como militância
>>> Em Cena: Um Casal Admirável
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> O elogio da narrativa
>>> Acordo Internetês Ortográfico
>>> Take me higher
Mais Recentes
>>> Nintendo world--25--2 anos--fomos ao japao e trouxemos todas as informaçoes sobre os dois novos consoles de Conrad pela Conrad
>>> Nintendo world--12--shadow man de Conrad pela Conrad
>>> Xbox--87--xbox one de Europa pela Europa
>>> Xbox--113--call of duty de Europa pela Europa
>>> Xbox--103--the witcher rild hunt 3 de Europa pela Europa
>>> Xbox--109--74 jogos matadores de Europa pela Europa
>>> Xbox--104--tomb raider de Europa pela Europa
>>> Xbox--107--star wars--battlefront de Europa pela Europa
>>> Xbox 360--80--assassins creed iv:black flag de Europa pela Europa
>>> Xbox 360--76--devil may cry de Europa pela Europa
>>> Xbox--96--battlefield hardline de Europa pela Europa
>>> Xbox 360--82--titanfall de Europa pela Europa
>>> Playstation--21--tudo sobre a loirinha sensual de Europa pela Europa
>>> Playstation--194--assassi creed:unity de Europa pela Europa (2014)
>>> Xbox--106--mortal kombat x de Europa pela Europa
>>> Xbox--111--quantum break de Europa pela Europa
>>> A quinta raça de Trigueirinho pela Pensamento
>>> A sabedoria interior de Irving oyle/susan jean pela Cultrix/pensamento
>>> Os sonhos de Quevedo pela Escala
>>> Tempo de retiro e tempo de vigilia de Trigueirinho pela Pensamento
>>> Erich von daniken em julgamento--polemica e discussao em todo o mundo--os deuses habtitaram a terra? de Melhoramentos pela Melhoramentos
>>> Projeçoes da consciencia de Waldo vieira pela Ak (1981)
>>> Ide e evangelizai os batizados de Jose h. prado flores pela Loyola
>>> Voce e aquilo que pensa de Jose sometti pela Cidade nova
>>> Guia pratico do zodiaco chines de Melanie claire pela Pensamento
>>> Em busca da vitoria de Darwin junior pela Ab
>>> O fogo criador de J. j. van der leeuw pela Pensamento
>>> Isaac Newton e sua Maçã de Kjartan Poskitt pela Cia das Letras (2011)
>>> Hei de vencer de Arthur riedel pela Pensamento
>>> Tráfico de Anjos de Luiz Puntel pela Ática (2010)
>>> Sou uma adolescente de Nuria roca pela Arxjovem
>>> O Grande Desafio de Pedro Bandeira pela Ática (2008)
>>> Bernardo o higgins de Gabriel passeti pela Nao consta
>>> Cadernos do beiral de Euclides sandoval pela Camara clara
>>> Papai Não é Perfeito de Sonia Salerno Forjas pela FTD (2007)
>>> Quatro num fusca de Esdras do nascimento pela Ediçoes de ouro
>>> O Fantástico Mistério de Feiurinha de Pedro Bandeira pela FTD (1999)
>>> Sozinha no Mundo de Marcos Rey pela Ática (2001)
>>> Bat Pat - O Vampiro Dançarino de Roberto Pavanello pela Fundamento (2010)
>>> O Mistério dos Diamantes de Martin Widmark pela Callis (2011)
>>> Liga da Justiça da América #13 (Universo DC Renascimento) de Steve Orlando pela Panini Comics (2019)
>>> Jovens Titãs #19 (Universo DC Renascimento) de Benjamin Percy pela Panini Comics (2019)
>>> Superman # 1 (Universo DC) de Brian Michael Bendis pela Panini Comics (2019)
>>> Superman # 21 (Universo DC Renascimento) de James Robinson pela Panini Comics (2018)
>>> A Turma dos Tigres - Cavalos Assombrados de Thomas C.Brezina pela Ática (2014)
>>> Titãs #3 (Universo DC Renascimento) de Dan Abnett pela Panini Comics (2018)
>>> Quem Tem Medo de Escuro ? de Sidney Sheldon pela Record (2004)
>>> Manhã, Tarde & Noite de Sidney Sheldon pela Record (2005)
>>> Um Capricho dos Deuses de Sidney Sheldon pela Record (2006)
>>> A Ira dos Anjos de Sidney Sheldon pela Record (2006)
COLUNAS

Quarta-feira, 11/11/2009
Ruy Castro n'O B_arco ― parte 1/2
Rafael Fernandes

+ de 6400 Acessos

Em julho deste ano Ruy Castro ministrou um curso sobre biografias no Espaço O B_arco, em São Paulo. Na ocasião disse que estava adorando a oportunidade. E não estava sendo demagogo. Afinal, a partir da próxima segunda-feira (16/11) volta ao mesmo local, agora falando sobre Bossa Nova. O B_arco (Brasil Arte Contemporânea) é um centro cultural localizado no bairro de Pinheiros. Segue um tendência interessante dos últimos anos na cidade: locais agradáveis que oferecem cursos ligados às artes. No curso sobre biografias, as exposições de Ruy Castro deixaram ainda mais claro seu árduo trabalho e a seriedade e comprometimento com os fatos. A seguir, alguns dos pontos de suas "aulas".

Aspectos gerais e preparação
Para Ruy, fazer uma biografia não se trata, de forma alguma, do que o biógrafo "acha", mas sim da apuração dos fatos. Ele acredita que os biógrafos não têm o tempo, nem o espaço, muito menos o direito de fazer suposições. Além disso, acha importante "ocultar" a presença do biográfo. Em suas palavras ele "não existe, é um vidro entre o leitor e os fatos". Prefere esse gênero porque acredita ter dificuldade em criar tramas que não existem, além de ter fascínio por "desencavar" histórias que aconteceram. Mesmo quando faz ficção não consegue se desvencilhar da realidade. Considera que na biografia o desenvolvimento do texto equivale à montagem no cinema, ou seja, é um processo posterior.

Na coleta das informações opta por não usar equipe. Acha que a parte mais gostosa é apurar ― "a graça está em descobrir". Também porque crê que o livro é dele e está na cabeça dele. Ainda que não seja ficção, ele sabe o que quer e o que precisa. E muitas vezes as pesquisas em relação a um determinado fato histórico podem levar a outras descobertas de um período (como comportamento, política, roupas etc.). Biografias nas quais personagens pensem ou sintam podem ser uma "fria" ― a não ser que eles contem para outra pessoa. João Gilberto, por exemplo, comentou com cinco pessoas suas influências e a origem da batida da bossa nova. Sua irmã também o ouviu regularmente estudando no banheiro. Da mesma forma, não se deve reproduzir diálogos por aproximação. Citou uma certa revista que, em suas palavras, "inventa absurdos e quer que as pessoas acreditem".

Para manter as informações "vivas" ele faz backups, imprime e sempre lê e relê o tempo todo. Afirma que tudo deve estar inteiro na sua cabeça. Não começa a escrever antes de terminar a apuração. Sabe que isso aconteceu quando faz para ele mesmo uma pergunta difícil, que ele não saiba responder. Se não existir tal pergunta, esse processo está finalizado. Em geral, faz entrevistas com cerca de duzentas pessoas por livro. Já o número total de entrevistas por empreitada pode chegar a mil. O primeiro encontro com um entrevistado é casual, com Ruy tomando nota das informações. Não há nenhuma gravação. E logo que chega em casa ele coloca tudo no computador. Ele afirma que em Carmen, por exemplo, cada um dos anos de 1938 a 1940 tinha três arquivos contendo entre quarenta e cinquenta mil caracteres.

Fontes, informações e desafios
Se ele "compra" a história de uma fonte, não atribui a ninguém. Ou seja, não entrega essa fonte. Assim, se após a publicação do livro alguém resolver abrir um processo, a "bomba" explode nas mãos dele, Ruy. Com as informações "melindrosas" tem o cuidado de ligar novamente para a fonte cerca de seis meses depois e perguntar as mesmas coisas. A intenção é comparar e notar se saem as mesmas respostas. Sobre a pergunta mais difícil que já fez, afirmou ser à Elza sobre o suposto estupro de Garrincha em sua filha.

Procura escrever as biografias com riqueza de informações, como descrever um certo ambiente com detalhes. Ficou quase um ano para descobrir a marca da escarradeira que ficava no jornal do pai de Nelson Rodrigues. Brincou e disse que quando encontrou foi como a sensação de um gol do Brasil em Copa do Mundo. Dessa forma também foi possível descrever o assassinato do irmão de Nelson. Conseguiu isso por ter acesso aos autos do processo através da ajuda, em suas palavras, "do grande criminalista Dr. Evandro Lins e Silva, que era "foca" do Diário Carioca quando aconteceu o crime, em 1930, e cobriu o julgamento".

Uma de suas artimanhas é a de se colocar certos desafios ao começar um livro. Em Anjo Pornográfico foi reconstitiur a noite de estreia de Vestido de Noiva: o antes, o durante, o depois, a plateia, o palco, backstage, ensaios, o que aconteceu com as pessoas envolvidas etc. Com Ela é carioca, pelo livro ter verbetes mais conhecidos do leitor (como Leila Diniz, Tom, Vinicius etc.), o desafio foi ganhar o leitor na primeira frase dos desconhecidos, além de escrever algo de diferente nos chavões. Para Carmen ele queria responder para si mesmo "quando ela se tornou Carmen?". O que aconteceu na sua vida e em seu desenvolvimento para isso? Acabou descobrindo que um dos motivos foi ter vivido a infância e adolescência num momento de transformação da Lapa (no Rio), que estava se tornando um bairro diverso e urbano.

A escrita
Na hora de escrever, Ruy Castro segue uma linha cronológica. Começa por antes de o personagem nascer: por pais, avós e até bisavós. Isso para não perder informações importantes que podem de alguma forma ter influenciado o personagem. Um exemplo é a importância da República Velha para entender o contexto do Brasil que Nelson Rodrigues vivenciou. Essa regressão pode ser um problema na leitura, já que Ruy acredita que o leitor médio quer reconhecer o que já sabe. Uma informação nova pode "ofendê-lo". Portanto, ele aposta sempre na boa informação e em contar boas histórias. Uma amostra da importância disso é que muita coisa aconteceu cerca de dez antes de João Gilberto gravar "Chega de saudade". Tanto que a gravação da música está registrada já quase na metade do livro homônimo da canção.

Sobre seu estilo, pensa que as biografias que escreve parecem "romances" por causa da bagagem acumulada ("livros, poemas, letras, quadros, conversas..."). Mas nunca por trair a informação. Ele pode até fazer uso de técnicas e macetes para intrigar o leitor, mas sempre usando os fatos coletados. Como no final de Anjo Pornográfico: "matou" Nelson antes e depois publicou a crônica dele sobre o anjo da morte. Mas isso é apenas um recurso literário que não prejudica a qualidade da informação. Quando está escrevendo, acorda às sete horas da manhã e escreve até de madrugada, até cansar. Numa biografia acha interessante "botar o herói no chão, tirar do pedestal" e ver se o biografado continua sendo uma pessoa extraordinária. Revelar coisas horríveis e no final você ainda gostar do personagem. Mas, novamente, sem nunca prejudicar a informação. Por fim, acha que é muito mais fácil fazer uma biografia para derrubar do que para enaltecer.

Notas do Autor
― Fica um agradecimento especial ao próprio Ruy pelos papos antes e depois do curso e por dois adendos importantes ao texto.
― Em breve a segunda parte deste texto, com informações do escritor sobre cada uma de suas biografias.

Para ir além
Curso "Chega de Saudade ― A História da Bossa Nova". A partir do dia 16 de novembro de 2009, das 20:00 às 22:00hs. Espaço O B_arco. Rua Dr. Virgílo de Carvalho Pinto ― Pinheiros, São Paulo/SP. Informações no (11) 3081-6986.


Rafael Fernandes
Sorocaba, 11/11/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Capitalismo Selvagem de Daniel Bushatsky


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes em 2009
01. 10 músicas: Michael Jackson - 22/7/2009
02. A Crise da música ― Parte 1/3 - 25/3/2009
03. A Crise da música ― Parte 2/3 - 29/4/2009
04. Chinese Democracy: grande disco - 25/2/2009
05. A Crise da música ― Parte 3/3 - 8/7/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CONTANDO
FERNANDA OTONI DE BARROS
DEL REY
(2001)
R$ 25,00



INVENTÁRIO PARTILHA E AÇÕES DE HERANÇA
PINTO FERREIRA
SARAIVA
(1986)
R$ 5,00



MÃE - ANTOLOGIA MEDIÚNICA
FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER
O CLARIM
(1974)
R$ 6,00



THE WICKED + THE DIVINE - FANDÊMONIO
KIERON GILLEN
GEEKTOPIA
(2017)
R$ 35,00



OBRAS COMPLETAS DEL PSEUDO DIONISIO AREOPAGITA (OBRA)
TEODORO H. MARTÍN (ED)
BIBLIOTECA AUTORES CRISTIANOS
(2017)
R$ 295,00



ESTRATÉGIAS 2. 0 PARA A MÍDIA DIGITAL
BETH SAAD
SENAC - SP
(2003)
R$ 60,00



UM VESTIDO PERIGOSO
JULIA HOLDEN
SARAIVA
(2007)
R$ 12,00



AS VEIAS ABERTAS DA AMERICA LATINA
EDUARDO GALEANO
PAZ E TERRA
(1992)
R$ 63,00



SEQUESTRO!
RICHARD CLUTTERBUCK
AGENTS
(1981)
R$ 26,82



MOMENTOS ÍNTIMOS Nº 155 - ARDENTE REENCONTRO
CATHY WILLIAMS
NOVA CULTURAL
(2003)
R$ 5,00





busca | avançada
68983 visitas/dia
2,1 milhões/mês