A arte de narrar a História | Marcelo Spalding | Digestivo Cultural

busca | avançada
44867 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 19/11/2009
A arte de narrar a História
Marcelo Spalding

+ de 3500 Acessos

Escritores contam histórias, inventam histórias. Mas não só. Airton Ortiz, por exemplo, é um jornalista e escritor que viaja pelo mundo em busca da História com "H" maiúsculo para transformá-la em histórias de gentes e lugares distintos, distantes, por vezes esquecidos. Sua série Viagens Radicais já percorreu Egito, Himalaia, Índia, Everest, Kilimanjaro, Amazônia, Tibete, Alasca, o mundo Maia. E agora chega ao palco da guerra mais simbólica do século XX, a guerra que plantou a semente do pacifismo numa nação sempre belicosa e manchou de sangue a bandeira norte-americana.

Vietnã Pós-Guerra: uma aventura no sudeste asiático (Record, 2009, 266 págs.) começa quase como um diário de bordo, relatando desde o embarque de Ortiz (o autor-narrador-personagem) com seu amigo e fotógrafo Ferreira (que o acompanhará pela aventura) em Porto Alegre até a parada em Amsterdã, a chegada na Tailândia, depois a ida para Laos e, finalmente, a viagem ao Vietnã, quando a história toma novo rumo.

A partir daqui o livro é muito mais do que uma aventura, um relato de viagem, é uma contundente lição de história e humanismo. Ortiz, mais do que procurar no país o exótico de uma cultura outra ou deixar-se maravilhar pelas muitas belezas naturais, ao longo da viagem conhece o palco das mais importantes batalhas da Guerra do Vietnã (ou Guerra Americana, como chamam os vietnamitas) e apresenta ao leitor passagens da milenar (e guerreira) história daquele povo, suas divisões e unificações, a influência/invasão francesa, a influência/invasão comunista, a influência/invasão chinesa.

Com um apanhado amplo, ajuda-nos a compreender como a guerra pôde ser vencida, o que estava em jogo, de que forma a luta influenciou na história mundial e, de quebra, nos leva a questionar que civilização é essa que mata, tortura, destrói o outro e sua cultura em prol de interesses políticos e econômicos.

"Antes de sair do parque, no final do dia, fomos conhecer o pagode de um só pilar, um dos símbolos de Hanói, construído em 1049 pelo imperador Ly Thaí Tong. Em 1954, um dos últimos atos de vandalismo dos franceses, ao abandonarem a colônia, foi destruir o prédio de madeira construído em volta de um único pilar de pedra. Livres dos franceses, os vietnamitas o reconstruíram a partir do material original."

Não espere, porém, uma leitura difícil. O maior mérito do livro, que pode ser encarado por outros como sua fraqueza, é a leveza da abordagem, pois não esqueçamos que se trata do relato de um viajante inserido num contexto de "aventura". Em meio a retomadas históricas temos cenas do prosaico cotidiano local, jantares em restaurantes típicos, diálogos com outros brasileiros que passam por lá. A pretensão de Ortiz, afinal, não é fazer um livro de História, e sim contar histórias a partir da História, e daí o humanismo do texto, que olha para as pessoas ao longo do trajeto, repara na menina descalça que os conduz no topo de uma montanha, no argentino que há anos joga futebol no país, no jovem que oferece até mesmo sua moto para ganhar algum dólar.

Ao jornalista e viajante soma-se ao longo do texto o escritor, capaz de condensar em cenas como essa toda uma trajetória:

"Durante a viagem tínhamos visto muitas fotos mostrando os horrores das batalhas, mas nada se igualava às cenas das pessoas fugindo com os corpos em chamas, outras sendo assassinadas enquanto pediam misericórdia deitadas no chão. Muitas, inclusive crianças, umas sem pernas, outras sem braços, algumas com as entranhas de fora, afogadas em sangue, tinham as feições retorcidas pelo horror ― os olhos pareciam querer saltar do rosto. Os corpos mutilados, espalhados pela aldeia, provavam que haviam sido torturados, por certo para confessarem onde estavam os vietcongues. Ao fundo do cenário, as casas queimavam. Em primeiro plano, soldados bem nutridos. Com pesadas botas e grossas roupas de guerra a proteger seus corpos, manuseavam armas de última geração. Orgulho da tecnologia industrial da América, eram capazes de matar dezenas de seres humanos em poucas rajadas. Impossível não chorar."

Já em outros trechos é o olhar crítico do jornalista que aparece ao analisar a situação do país pós-guerra, de uma geração que parece não ter vivido no palco de tantas atrocidades:

"Simpático e prestativo, Chung representava o padrão do jovem vietnamita nascido após a guerra, cuja única ideologia era ganhar dinheiro. Se durante anos infindáveis o Vietnã esteve dividido entre Norte e Sul, entre comunistas e capitalistas, entre cristãos e budistas, agora estava dividido entre os jovens empreendedores, ávidos por ganhar dinheiro, e os velhos, saudosistas da antiga utopia."

E aos poucos esse narrador-viajante, tão caro a Walter Benjamin, nos envolve com suas experiências e converte-se em personagem da própria história.

O jornalismo de aventura
A peculiaridade estética das obras de Ortiz renderam-lhe o mérito de criador de um novo gênero, o "Jornalismo de Aventura". Conversando com o autor, ele explica como surgiu esse termo e por que o adotou: "Não fui eu que criei esse nome para definir o tipo de jornalismo que faço nos livros, foram alguns alunos que assim passaram a chamá-lo em seus TCCs sobre os meus livros. Dizem eles que se trata de um gênero onde o jornalista é, ao mesmo tempo, repórter e protagonista da reportagem, e isso não existia antes. Coloquei esse título no meu site e parece que pegou".

Outra discussão que seus livros suscitam é a velha questão do que seja literatura. Pergunto se isso o preocupa de alguma forma, e Ortiz responde que todo texto belo, do ponto de vista estético, é literatura. "Quanto a linguagem em si", sintetiza Ortiz, "gosto de definir assim: a) Jornalismo: você informa; b) Romance: você sugere; c) Poesia: você insinua".

Pergunto, então, se não seria tentador "apimentar" os relatos de viagem com episódios ficcionais, fazendo algo mais próximo do jornalismo literário à Capote. Ortiz responde que não quer misturar as coisas e revela seu próximo projeto: "Acho que criei algo novo no jornalismo, o tal Jornalismo de Aventura, então que ele fique assim como está: puro. Mas estou criando uma nova coleção, que se chamará Expedições Urbanas. Serão crônicas sobre lugares interessantes em cidades interessantes. Como cronista, vou apimentar meus relatos, puxando para um texto mais literário. O primeiro livro será sobre Havana".

Para ir além






Marcelo Spalding
Porto Alegre, 19/11/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Terra, chão de primavera de Elisa Andrade Buzzo
02. Se ele não me lê de Ana Elisa Ribeiro
03. O risco de se tornar um sem-noção de Marta Barcellos
04. Sincretismo imprevisível de Elisa Andrade Buzzo
05. O homem-show da língua alemã de Franco Caldas Fuchs


Mais Marcelo Spalding
Mais Acessadas de Marcelo Spalding em 2009
01. Quanto custa rechear seu Currículo Lattes - 5/3/2009
02. O melhor da década na literatura brasileira: prosa - 31/12/2009
03. Literatura para quê? - 17/12/2009
04. Era uma vez o conto de fadas - 2/4/2009
05. Aranhas e missangas na Moçambique de Mia Couto - 6/8/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TEATRO INFANTIL
RUBEM ROCHA FILHO
LIDADOR
(1970)
R$ 12,00



O DESMONTE DE VÊNUS - CONTOS E CRÔNICAS
ALEXANDRU SOLOMON
TOTALIDADE
(2009)
R$ 15,17



A ROTA SANGRENTA
SVEN HASSEL
RECORD
(1977)
R$ 20,00



ANÁLISE DA INTELIGÊNCIA DE CRISTO: O MESTRE DA SENSIBILIDADE-LIVR
AUGUSTO JORGE CURY
ACADEMIA DE INTELIGENCIA
(2000)
R$ 10,00



MAIS FORTE EM MENOS TEMPO, EXERCÍCIOS DIÁRIOS PARA GANHAR O MÁXIM
BRIAN PAUL KAUFMAN E SID KIRCHHEIMER
LYON
(2001)
R$ 67,98



CATEGORIAS CONCEITUAIS DA SUBJETIVIDADE
FABIO THÁ
ANNABLUME
(2007)
R$ 18,00



CONTOS E CAUSOS DO RIO ARAGUAIA
FERNANDO ANTÔNIO SGRECCIA
EDIÇÃO DO AUTOR
R$ 8,00



SERVIÇO SOCIAL - DOCUMENTO HISTÓRICO
MARIA ESOLINA PINHEIRO
CORTEZ
(1985)
R$ 34,90



A QUESTÃO AMBIENTAL
LUIZ EDMUNDO DE MAGALHÃES COORDENADOR
TERRAGRAPH
(1994)
R$ 50,00



ARQUITETURA CIVIL III MOBILIÁRIO E ALFAIAS
VÁRIOS AUTORES
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
(1975)
R$ 45,00





busca | avançada
44867 visitas/dia
1,2 milhão/mês