De Cuba, com carinho | Alexandre Inagaki | Digestivo Cultural

busca | avançada
51839 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Livro beneficente ensina concurseiros a superar desafios e conquistar sonhos
>>> Cia Triptal celebra a obra de Jorge Andrade no centenário do autor
>>> Sesc Santana apresenta SCinestesia com a Companhia de Danças de Diadema
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Queen na pandemia
>>> A história do Olist
>>> Kubrick, o iluminado
>>> Mr. Sandman
>>> Unchained by Sophie Burrell
>>> Reflexões na fila
>>> Papo com Alessandro Martins
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
Mais Recentes
>>> A Ciência Médica de House de Andrew Holtz pela Best Seller (2008)
>>> Três Mistérios de Lelis; Telma Guimarães Castro Andrade pela Atual Didáticos (2009)
>>> Cure Seu Corpo as Causas Mentais dos Males Físicos... de Louise L. Hay pela Best Seller (1988)
>>> Vinho Tinto para Leigos de Ed Maccarthy pela Mandarim (1998)
>>> Os Direitos Humanos na Sala de Aula - a Ética Como Tema Transversal de Ulisses F. Araújo e Júlio Groppa Aquino pela Moderna (2001)
>>> Radiologia Odontologica de Aguinaldo de Freitas e Outros pela Arte Medicas (1984)
>>> Infinity da Scorlatti de John Mcnally pela Irado (2014)
>>> Quero Viver de Fernando Carraro; Lima pela Ftd (2007)
>>> Vale a Pena Esperar de Tim Stafford pela Vida (1992)
>>> Além dos Marimbus de Herberto Sales pela Aché
>>> Conecte Matematica - 1 - Primeira Parte de Osvaldo Dolce; David Degenszajn; Nilze de Almeida pela Atual Didáticos (2014)
>>> Jack Sparrow - a Espada de Cortés Vol 4 de Rob Kidd pela Melhoramentos (2007)
>>> Mwninas e Meninos de Domingos Pellegrini pela Ática (2011)
>>> Out of This Century: Confessions of An Art Addict de Peggy Guggenheim pela Anchor Books (1980)
>>> Padre Germano- Memórias de Amalia Domingo Soler; Germano; Eudaldo Pages pela Instituto Lachatre (2011)
>>> Reflexoes politica-poeticas de Jose Olinto pela marx (2000)
>>> As Mil e uma Noites - as Paixões Viajantes de Rene Khawam pela Brasiliense (1991)
>>> Infância de Graciliano Ramos pela Folha de São Paulo (2008)
>>> Shanghai Girls de Lisa See pela Random House (2010)
>>> Larousse Ortografia de Reglas y 4ejercicios pela Larousse (1996)
>>> O Colecionador de Crespúsculos de Anna Maria cascudo Barreto pela Do Autor (2003)
>>> Law of Attraction de Allison Leotta pela Touchstone Books (2010)
>>> Truques, Trotes, Brincadeiras de Robert Nyberg; Lasse Rade pela Callis (1996)
>>> Sociedade dos Pais Mortos de Matt Haig pela Record (2011)
>>> Biologia para um Planeta Sustentável (em Portuguese do Brasil) de Armênio Uzunian pela Harbra (2016)
COLUNAS

Quinta-feira, 24/12/2009
De Cuba, com carinho
Alexandre Inagaki

+ de 5000 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Lamento ver certas discussões, seja na internet ou na vida off-line, que acabam por dicotomizar simpatizantes de ideologias opostas. De repente, tudo no mundo torna-se branco ou preto, sem que haja espaço para o cinza; você é 8 ou 80, esclarecido ou alienado, "petralha" ou "tucanalha". Cada lado defende suas posições com agressividade típica de torcidas organizadas de futebol, e o resultado torna-se tão deprimente quanto o estrago cometido pelos falsos torcedores do Coritiba no estádio Couto Pereira, semanas atrás. Sem espaço para discussões ponderadas e críticas construtivas, vejo muita gente que só quer saber de ler textos que reiteram suas opiniões, tapando olhos e mentes para visões conflitantes com suas convicções arraigadas. Triste esse paulatino processo de amesquinhamento intelectual, que faz com que debates tornem-se meras rinhas de neurônios murchos lutando na lama.

Querem um exemplo prático do que falo? As discussões em torno da Revolução Cubana, que celebrou 50 anos em 2009. Creio que o melhor texto já escrito sobre o assunto foi escrito por Idelber Avelar em fevereiro de 2008. Sua simpatia pelas causas esquerdistas não o impediu de fazer um balanço lúcido e sereno sobre o legado deixado por Fidel Castro. Transcrevo aqui suas palavras:

"Cuba se transformou numa espécie de espelho distorcido onde cada um projeta uma visão que já traz de antemão. Amigos de esquerda viajam à ilha e voltam com relatos acerca de um povo muito orgulhoso do que fez. Mas também não dá para negar uma outra realidade: a da quase prostituição das relações pessoais com estrangeiros e a dura vida dos presos políticos. Aí eu não posso deixar de lamentar que as pessoas dedicadas a defender a Revolução Cubana ― causa mui legítima ― simplesmente não mencionem o fato. Vira uma ladainha: os defensores mencionam educação e saúde; os detratores mencionam a falta de imprensa livre e os presos políticos. Ambos têm razão. Ambos vão perdendo a razão na medida em que se recusam a olhar a coisa de uma maneira mais trimensional".

Fiz todo este preâmbulo para falar da mais notória blogueira cubana: Yoani Sánchez, filóloga de 34 anos que desde abril de 2007 relata em seu blog Generación Y seu cotidiano e seus imbróglios com o regime ditatorial na ilha. Volta e meia vejo simpatizantes da revolução cubana acusando Yoani de ser uma agente internacional da CIA patrocinada pelo governo americano, embora não apresentem provas disso. Recentemente, foi noticiado que Sánchez foi detida e espancada por autoridades cubanas no dia 6 de novembro, mas relatos compilados por um artigo do Global Voices Online mostram que há muita gente que contesta a veracidade desse incidente, assunto de uma matéria da CNN. Um deles foi Frei Betto, que publicou um artigo intitulado "A blogueira Yoani e suas contradições" (aliás, sobre esse texto, recomendo a leitura do post "Frei Betto, Yoani Sanchéz e o Copyright", de Leandro Beguoci).

Ou seja: ao mesmo tempo que Yoani Sánchez ganhou prestígio no exterior, a ponto de ter sido considerada pela revista Time uma das 100 pessoas mais influentes do mundo, e de ter recebido prêmios como o Ortega y Gasset de jornalismo (concedido pelo jornal espanhol El País) e o The BOBs de melhor blog de 2008, há várias pessoas contestando as ações e motivações desta blogueira, movidas essencialmente por razões ideológicas. Creio, pois, que não há nada mais apropriado do que ouvir Yoani Sánchez em pessoa: seja por meio deste vídeo, produzido pela trupe do Garapa.org, seja pela entrevista realizada por André Deak.

Por fim, recomendo fortemente a leitura do livro De Cuba, com carinho (Contexto, 2009, 208 págs.). Em seus textos, Yoani, que foi impedida de vir ao Brasil para o lançamento da edição por estas bandas (motivando inclusive um pronunciamento no Congresso do senador Eduardo Suplicy), mostra ser uma observadora atenta da realidade que a cerca. E não me refiro apenas ao que Sánchez chama de "utopia imposta"; cito, por exemplo, um breve texto no qual ela fala, com viés otimista, da juventude de seu país:

"Esses jovens que vejo hoje, ensimesmados nos seus MP3 e com a calça abaixo da cintura, anseiam ― como nós já ansiamos ― pelo momento de estar 'no comando da casa' e trocar os móveis, renovar a pintura e convidar os amigos. Eles têm a mesma aversão ao que é herdado e o mesmo deleite com o proibido que todos que já passamos por essa idade também tivemos. Gosto da maneira como fazem de conta que nada lhes interessa, quando na realidade aguardam o momento de tomar o microfone, brandir a caneta, levantar o indicador. O hedonismo os salva da entrega incondicional e certo toque de frivolidade os protege contra a sobriedade das ideologias".

Antes de criticarem ou elogiarem o blog e as atitudes de Yoani Sánchez, gostaria muito que as pessoas ao menos se dispusessem a ler seus textos antes de emitir julgamentos apressados e conspurcados por certezas inexpugnáveis.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado em seu blog, o Pensar Enlouquece, Pense Nisso. Leia também "Yoani Sánchez no Brasil".

Para ir além






Alexandre Inagaki
São Paulo, 24/12/2009


Mais Alexandre Inagaki
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
25/12/2009
15h49min
Toda a avaliação que se faça sobre Cuba é organizada com uma ideologia, ou de esquerda ou de direita. O importante é enteder que lá, mesmo com bloqueio econômico, não há analfabeto, e temos um sistema de saúde por lá que é o melhor atendimento segundo a Organização Mundial de Saude, e o que eles precisam são de verbas pra melhorar os equipamentos (mas os Estados Unidos, pretendem boicotar)... Portanto: que liberdade é essa que nunca reconhecemos o que foi feito lá? E aqui somos capitalistas, temos liberdade, uma escola que não funciona, cheia de violência, um serviço de saude, que está acostumado a ter pessoas morrendo nas filas, e medicos falsos fazendo cirugias, e matando pacientes... (Quando não estuprando as pacientes...) E somos livres e capitalistas! Bem diferente(s) de Cuba...
[Leia outros Comentários de Manoel Messias Perei]
27/12/2009
07h49min
A filha de um amigo estudou em Cuba, fez medicina. Tempos depois, ela ficou grávida de um brasileiro e, na dúvida, veio ter o filho aqui, para ser brasileiro também. Quando ela voltava, a bagagem era enorme: papel higiênico, absorvente, pasta de dente, essas coisa básicas... Perguntei: "Lá não tem isso?" "Não; nos mercados até que tem, mas são itens caros e só os americanos compram (é tudo em dólar)". Ela falava da saúde de Cuba com uma ponta de orgulho, como quem diz: "Lá ninguém morre na fila, lá tem remédio para controlar o vitiligo; aliás, lá tem tudo dividido, pouco, mas tem; e aqui é o contrário: só os poucos têm tudo, a maioria não tem nada, nem saúde". Fiquei sem argumentos, calado, e me perguntando qual será melhor: a ditadura de Cuba, com tudo dividido, ou a "democracia" brasileira, onde só se divide as balas perdidas e a miséria? Ainda não encontrei a resposta.
[Leia outros Comentários de Candido Rubim Rios]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Diário da Corte - Crônicas do Maior Polemista da Imprensa ...
Paulo Francis
Três Estrelas
(2012)



Pato Donald N 2143
Editora Abril
Abril



Como Se Preparar para o Exame de Ordem - 11 Ambiental
Fernanda Luiza e Marcelo Hugo
Método
(2015)



Au Arquitetura & Urbanismo Nº 214
Pini
Pini



Devaneios Sobre a Atualidade do Capital
Clóvis de Barros Filho, Gustavo F. Dainezi
Sanskrito
(2014)



O que é psicologia
Maria Luiza S. Teles
Brasiliense
(1994)



A Profecia Celestina
James Redfield
Fontanar
(2009)



Dicionário do Antiquariato
Codex
Codex
(1968)



O Sócio
John Grisham
Rocco
(1997)



O Que São Direitos Humanos
João Ricardo W. Dornelles
Brasiliense
(2013)





busca | avançada
51839 visitas/dia
1,8 milhão/mês