Simplesmente tive sorte | Daniel Bushatsky | Digestivo Cultural

busca | avançada
49568 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 8/2/2010
Simplesmente tive sorte
Daniel Bushatsky

+ de 4900 Acessos
+ 4 Comentário(s)

Estou confuso! Não sei como começar esse artigo. Pensei em uma frase de efeito, de autoria de Janina Bauman, sobre ela ter escapado do Holocausto e Anne Frank, não: "Simplesmente tive sorte".

Outro começo atordoante também me ocorreu: 6 milhões de judeus morreram no Holocausto. Acho que deveria existir uma lei obrigando todos os artigos minimamente relacionados a Segunda Guerra Mundial a ter esse fato e esse número em nota de roda pé!

Porém, vou começar com a frase da homenageada do mês que passou, morta no último dia 11 de janeiro, com esplendidos 100 anos de idade, e que recebeu pouca atenção da mídia tradicional (1 página em Veja, por exemplo), mas que foi um exemplo de humildade e coragem: "Não sou uma heroína".

Humildade porque escreveu em seu livro de memórias que não é nenhuma heroína! E coragem porque, apesar de não ser nenhuma heroína, foi capaz de esconder 8 judeus em um anexo secreto durante 2 anos de ocupação nazista na Holanda, bem como guardar o famoso diário de Anne Frank durante a guerra, entregando-o a Otto Frank, pai de Anne, após o término do conflito.

Gostaria de saber quantos teriam essa coragem. Na certa, não muitos, até porque o anexo foi descoberto após a denúncia anônima de um "ser humano" a fim de receber uma recompensa financeira. Típico, não? Inclusive o dinheiro valer mais que a vida de alguém!

Essas reflexões que parecem tão fáceis de fazer e tão simples de seguir não são. Quanto tempo, caro leitor, você parou para pensar no incrivelmente grande número de 6 milhões de judeus mortos? E as razões disso? Há um povo pior do que o outro? Não, mas em vários países do mundo há uma tendência dos partidos de direita assumirem o poder. Sem comentar o massacre na década de 90 nos Balcãs, sob a idéia de pureza racial e limpeza étnica, e lembrando, também, os novos skinheads.

Mas será que ao ler os sofrimentos de Anne Frank não deveríamos sentir desprezo por qualquer tipo de discriminação e lutar contra ela?

Primo Levi fez importante declaração sobre o diário de Anne Frank: "Uma única Anne Frank comove-nos muito mais do que a quantidade infindável de todos aqueles que sofreram tanto quanto ela, mas cujas imagens permaneceram nas sombras. Talvez tenha que ser assim: se tivéssemos e pudéssemos experimentar o sofrimento de todos eles, seria impossível continuarmos a viver".

Só gostaria de saber se até agora alguém sabe quem é a homenageada do mês? Aposto que não. Temos a cultura de idolatrar somente quem faz o gol! Ninguém se importa se o goleiro defendeu um pênalti ou se o zagueiro tirou em cima da linha. O importante é ser um fenômeno!

Miep Gies estava certa de não ser uma heroína. Para isto teria que ter morrido por Anne Frank ou, talvez, matado 300 soldados inimigos, em uma encruzilhada, da mesma forma que o soldado alemão em Bastardos Inglórios, de Quentin Tarantino.

A história e a escola tradicional não reservam muito espaço para os pequenos heróis. Que pena! Há tanto para aprender com essas pessoas...

Não que não acredite na possibilidade de um garoto de Krypton, criado no interior dos EUA, tornar-se jornalista e depois salvar o mundo. Somente acho mais fácil cada um de nós ser um pouco Miep Gies. Não precisa colocar um desabrigado haitiano na sua casa, mas pequenos gestos seriam extremamente gratificantes e já dariam bastante resultado prático.

Não fazer piadas racistas. Dizer "com licença" para todos, não só para seus amigos e seu patrão. Não desmerecer ninguém pela roupa que está usando etc.

Essas poucas noções de cidadania deveriam estar disseminadas em todos os momentos. Temos uma falta de heróis, mas mais do que isto, temos uma falta de caráter.

A lição que Miep Gies nos dá é justamente que precisamos construir melhor a nossa personalidade. Opiniões diferentes, sim! Genocídio, jamais!

Vale um pequeno parêntese : no museu da Anne Frank (Anne Frank House) em Amsterdã há um jogo interativo, onde a plateia vota sobre assuntos polêmicos, como o uso de véu nas escolas francesas ou o casamento homossexual. A ONG que promove isto chama-se: Free2choose e é impressionante como as respostas que você acha que seriam óbvias, não são. Há também um retrospecto de todas as respostas e elas variam de público para público. O mais impressionante é que naquele auditório pode estar sentado, ao seu lado, alguém com uma opinião contrária à sua, mas nem por isso um quererá matar o outro.

Não sabia começar, mas sei terminar. Simplesmente tive sorte de ler o que Otto Frank escrevia quando lhe enviavam cartas questionando sobre como os horrores do Holocausto começaram e se disseminaram. Ele não só tentava responder da melhor forma possível, como sempre tentava terminar todas as suas cartas com uma frase. Vou terminar da mesma forma e acho que Miep Gies concordaria. Nela o conceito do pequeno herói está implícito e, assim, não vejo prejuízo em citar mais um pequeno herói, com caráter e personalidade: "Espero que o livro de Anne tenha uma influência permanente para o resto de sua vida, e que trabalhes dentro do possível e com o uso de suas capacidades, para a união e a paz".


Daniel Bushatsky
São Paulo, 8/2/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O espírito de 1967 de Celso A. Uequed Pitol
02. Literatura, quatro de julho e pertencimento de Guilherme Carvalhal
03. Notas confessionais de um angustiado (IV) de Cassionei Niches Petry
04. Antonia, de Morena Nascimento de Elisa Andrade Buzzo
05. A coerência de Mauricio Macri de Celso A. Uequed Pitol


Mais Daniel Bushatsky
Mais Acessadas de Daniel Bushatsky em 2010
01. Big Brother da Palmada - 9/8/2010
02. Simplicidade ou você quer dormir brigado? - 31/5/2010
03. A interpretação dos chatos - 1/3/2010
04. Simplesmente tive sorte - 8/2/2010
05. Dilma e o Big Mac - 1/11/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
16/2/2010
12h05min
Matérias assim deviam ser postadas todos os dias. O ser humano em si possui um péssimo defeito: fixar apenas os momentos impostos pela mídia, tornando-se a cada dia escravo do consumismo desenfreado. Os heróis da atualidade são aqueles que lideram o ibope e vencem os "reality shows" ganhando absurdos milhões que poderiam ser investidos em causas nobres. Parabéns pela matéria. Posso dizer que "simplesmente tive sorte" de encontrá-la e ler com o coração.
[Leia outros Comentários de J. Domingues]
17/2/2010
16h38min
Gostei muito, Daniel. Textos assim e as reflexões que eles nos proporcionam ajudam a construir um caráter. Parabéns.
[Leia outros Comentários de Roberta Resende]
21/4/2010
17h01min
Miep Gies não pode salvar a vida de Anne Frank, mas salvou aquilo que Anne mais queria naquele momento, "viver", mesmo que depois de sua morte: "O diário de Anne Frank". Ela não se considerava uma HEROÍNA... e com uma certa razão, pois heróis foram aqueles que ela ajudou até enquanto pôde... Miep Gies os denominou dessa forma também. Parabéns, Daniel, por nos fazer recordar isso tudo nesta tua matéria. Beijos.
[Leia outros Comentários de fernanda flores ]
25/5/2010
18h03min
O ser humano é muito estranho. Da bondade extrema à crueldade sem precedentes. Ainda tento viver minha vida sendo um pouco heroína do meu microcosmos. Não jogo papel no chão, por exemplo. Mas xingo no trânsito... Difícil ser humano!
[Leia outros Comentários de Hellen]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




EASY DEATH
ADI DA SAMRAJ
NORTH ATLANTIC BOOKS
(2007)
R$ 130,00



FORCA NA POLITICA ( ESTUDOS DE HISTORIA VOL 1 N: 1 = 2001)
DIVERSOS
OLHO DAGUA/UNESP
(2001)
R$ 20,00



ARTE RUSSA & MATRIOSCAS PARA COLORIR
MALU VIANNA & CAROLINA VENTURINI
ESCALA
(2015)
R$ 23,00



A HISTÓRIA DO AVIVAMENTO AZUSA
FRANK BARTLEMAN
IMPACTO PUBLICAÇÕES
(2018)
R$ 27,75
+ frete grátis



O LADO SADIO DAS GORDURAS
JEANNETTE EWIN
CAMPUS
(1997)
R$ 11,90



TRAVESSIAS & OUTRAS TURBULÊNCIAS
KEMI OSHIRO (ORG.)
FACTASH
(2009)
R$ 5,00



HORIZONTE Nº 98 OURO PRETO
VÁRIOS AUTORES
HORIZONTE
R$ 5,90



UMA ESPOSA CONFIÁVEL
ROBERT GOOLRICK
ALFAGUARA
(2010)
R$ 5,00



A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
ROBERTO ANTONIO IANNONE
MODERNA
(1992)
R$ 4,75



O ÚNICO E ETERNO REI VOLUME 1 - A ESPADA NA PEDRA
T. H. WHITE
FRANCIS
(2007)
R$ 15,00





busca | avançada
49568 visitas/dia
1,2 milhão/mês