Simplesmente tive sorte | Daniel Bushatsky | Digestivo Cultural

busca | avançada
29791 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O apanhador no campo de centeio
>>> Curriculum vitae
>>> O Salão e a Selva
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> A massa e os especialistas juntos no mesmo patamar
>>> Entrevista com Jacques Fux, escritor e acadêmico
>>> Nuno Ramos, poesia... pois é
>>> Literatura e interatividade: os ciberpoemas
Mais Recentes
>>> Constituição da República Federativa do Brasil de Senado Federal pela Senado Federal (2006)
>>> Eterna Sabedoria de Ergos pela Fraternidade Branca Universal do Arcanjo Mickael (1974)
>>> Leasing Agrário e Arrendamento Rural como Opção de Compra de Lucas Abreu Barroso pela Del Rey/ Belo Horizonte (2001)
>>> Contratos Internacionais de Seguros de Antonio Marcio da Cunha Guimarães pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> Amor de Perdição / Eurico, o Presbítero de Camilo Castelo Branco / Alexandre Herculano pela Círculo do livro (1978)
>>> Carajás de Paulo Pinheiro pela Casa Publicadora Brasileira (2007)
>>> Menopausa de Diversos pela Nova Cultural (2003)
>>> Guia de Dietas de Diversos pela Nova Cultural (2001)
>>> Seguros: Uma Questão Atual de Coordenado pela EPM/ IBDS pela Max Limonard (2001)
>>> O Significado dos Sonhos de Diversos pela Nova Cultural (2002)
>>> A Dieta do Tipo Sanguíneo - A B O AB de Peter J. D'Adamo pela Campus (2005)
>>> Cem Noites - Tapuias de Ofélia e Narbal Fontes pela Ática (1982)
>>> Direito do Trabalho ao Alcance de Todos de José Alberto Couto Maciel pela Ltr (1980)
>>> Manon Lescaut de Abade Prévost pela Ediouro (1980)
>>> A Reta e a Curva: Reflexões Sobre o Nosso Tempo de Riccardo Campa (com) O. Niemeyer (...) pela Max Limonard (1986)
>>> Introdução às Dificuldades de Aprendizagem de Vítor da Fonseca pela Artes Médicas (1995)
>>> Dos Crimes Contra a Propriedade Intelectual: Violação... de Eduardo S. Pimenta/ Autografado pela Revista dos Tribunais (1994)
>>> O Cortiço de Aluísio Azevedo pela Ática (1988)
>>> A Voz do Mestre de Kahlil Gibran pela Círculo do livro (1973)
>>> O Jovem e seus Assuntos de David Wilkerson pela Betânia (1979)
>>> Emília no País da Gramática de Monteiro Lobato pela Brasiliense (1978)
>>> The Art Direction Handbook for Film de Michael Rizzo pela Focal Press (2005)
>>> A Escrava Isaura de Bernardo Guimarães pela Melhoramentos (1963)
>>> O Grande Conflito de Ellen G. White pela Casa Publicadora Brasileira (1983)
>>> Filosofia do Espírito de Jerome A. Shaffer pela Zahar (1980)
>>> Muito Além das Estrelas de Álvaro Cardoso Gomes pela Moderna (1997)
>>> A Grande Esperança de Ellen G. White pela Casa Publicadora Brasileira (2011)
>>> É Fácil Jogar Xadrez de Cássio de Luna Freire pela Ediouro (1972)
>>> O Espião que saiu do Frio de John Le Carré pela Abril cultural (1980)
>>> A Primeira Reportagem de Sylvio Pereira pela Ática (1988)
>>> Distúrbios Psicossomáticos da Criança de Haim Grunspun pela Atheneu
>>> Aprenda Xadrez com Garry Kasparov de G. Kasparov pela Ediouro (2003)
>>> Poemas para Viver de P. C. Vasconcelos Jr. pela Salesiana Dom Bosco (1982)
>>> A Casa dos Bronzes de Ellery Queen pela Círculo do livro (1976)
>>> Warcraft Roleplaying Game de Christopher Aylott e outros pela Blizzard / Arthaus / wizards (2004)
>>> A Dama do Lago de Raymond Chandler pela Abril cultural (1984)
>>> ABC do Vôo Seguro de Manoel J. C. de Albquerque Filho pela O Popular (1981)
>>> A Relíquia de Eça de Queirós pela Klick (1999)
>>> Manual Completo de Aberturas de Xadrez de Fred Reinfeld pela Ibrasa (1991)
>>> Para Sempre - Os Imortais - volume 1 de Alyson Noel pela Intrínseca (2009)
>>> A Máscara de Dimítrios de Eric Ambler pela Abril cultural (1984)
>>> Rômulo e Júlia - Os Caras-Pintadas de Rogério Andrade Barbosa pela Ftd (1993)
>>> O Nariz do Vladimir de José Arrabal pela Ftd (1989)
>>> Perigosa e Fascinante de Merline Lovelace pela Nova Cultural (2002)
>>> Brincar de Viver de Maggie Shayne pela Nova Cultural (2001)
>>> O Grande Conquistador de Rita Sofia Mohler pela Escala (1978)
>>> Comédias para se Ler na Escola de Luis Fernando Veríssimo pela Objetiva (2001)
>>> As 21 Irrefutáveis Leis da Liderança de John C. Maxwell pela Agir (2007)
>>> Dungeon master guide de Jonathan Tweet / Skip Williams pela Core Rulebook II (2000)
>>> Disfunção Cerebral Mínima de Antonio Branco Lefévre - Beatriz Helena Lefevre pela Sarvier (1983)
COLUNAS

Segunda-feira, 8/2/2010
Simplesmente tive sorte
Daniel Bushatsky

+ de 4800 Acessos
+ 4 Comentário(s)

Estou confuso! Não sei como começar esse artigo. Pensei em uma frase de efeito, de autoria de Janina Bauman, sobre ela ter escapado do Holocausto e Anne Frank, não: "Simplesmente tive sorte".

Outro começo atordoante também me ocorreu: 6 milhões de judeus morreram no Holocausto. Acho que deveria existir uma lei obrigando todos os artigos minimamente relacionados a Segunda Guerra Mundial a ter esse fato e esse número em nota de roda pé!

Porém, vou começar com a frase da homenageada do mês que passou, morta no último dia 11 de janeiro, com esplendidos 100 anos de idade, e que recebeu pouca atenção da mídia tradicional (1 página em Veja, por exemplo), mas que foi um exemplo de humildade e coragem: "Não sou uma heroína".

Humildade porque escreveu em seu livro de memórias que não é nenhuma heroína! E coragem porque, apesar de não ser nenhuma heroína, foi capaz de esconder 8 judeus em um anexo secreto durante 2 anos de ocupação nazista na Holanda, bem como guardar o famoso diário de Anne Frank durante a guerra, entregando-o a Otto Frank, pai de Anne, após o término do conflito.

Gostaria de saber quantos teriam essa coragem. Na certa, não muitos, até porque o anexo foi descoberto após a denúncia anônima de um "ser humano" a fim de receber uma recompensa financeira. Típico, não? Inclusive o dinheiro valer mais que a vida de alguém!

Essas reflexões que parecem tão fáceis de fazer e tão simples de seguir não são. Quanto tempo, caro leitor, você parou para pensar no incrivelmente grande número de 6 milhões de judeus mortos? E as razões disso? Há um povo pior do que o outro? Não, mas em vários países do mundo há uma tendência dos partidos de direita assumirem o poder. Sem comentar o massacre na década de 90 nos Balcãs, sob a idéia de pureza racial e limpeza étnica, e lembrando, também, os novos skinheads.

Mas será que ao ler os sofrimentos de Anne Frank não deveríamos sentir desprezo por qualquer tipo de discriminação e lutar contra ela?

Primo Levi fez importante declaração sobre o diário de Anne Frank: "Uma única Anne Frank comove-nos muito mais do que a quantidade infindável de todos aqueles que sofreram tanto quanto ela, mas cujas imagens permaneceram nas sombras. Talvez tenha que ser assim: se tivéssemos e pudéssemos experimentar o sofrimento de todos eles, seria impossível continuarmos a viver".

Só gostaria de saber se até agora alguém sabe quem é a homenageada do mês? Aposto que não. Temos a cultura de idolatrar somente quem faz o gol! Ninguém se importa se o goleiro defendeu um pênalti ou se o zagueiro tirou em cima da linha. O importante é ser um fenômeno!

Miep Gies estava certa de não ser uma heroína. Para isto teria que ter morrido por Anne Frank ou, talvez, matado 300 soldados inimigos, em uma encruzilhada, da mesma forma que o soldado alemão em Bastardos Inglórios, de Quentin Tarantino.

A história e a escola tradicional não reservam muito espaço para os pequenos heróis. Que pena! Há tanto para aprender com essas pessoas...

Não que não acredite na possibilidade de um garoto de Krypton, criado no interior dos EUA, tornar-se jornalista e depois salvar o mundo. Somente acho mais fácil cada um de nós ser um pouco Miep Gies. Não precisa colocar um desabrigado haitiano na sua casa, mas pequenos gestos seriam extremamente gratificantes e já dariam bastante resultado prático.

Não fazer piadas racistas. Dizer "com licença" para todos, não só para seus amigos e seu patrão. Não desmerecer ninguém pela roupa que está usando etc.

Essas poucas noções de cidadania deveriam estar disseminadas em todos os momentos. Temos uma falta de heróis, mas mais do que isto, temos uma falta de caráter.

A lição que Miep Gies nos dá é justamente que precisamos construir melhor a nossa personalidade. Opiniões diferentes, sim! Genocídio, jamais!

Vale um pequeno parêntese : no museu da Anne Frank (Anne Frank House) em Amsterdã há um jogo interativo, onde a plateia vota sobre assuntos polêmicos, como o uso de véu nas escolas francesas ou o casamento homossexual. A ONG que promove isto chama-se: Free2choose e é impressionante como as respostas que você acha que seriam óbvias, não são. Há também um retrospecto de todas as respostas e elas variam de público para público. O mais impressionante é que naquele auditório pode estar sentado, ao seu lado, alguém com uma opinião contrária à sua, mas nem por isso um quererá matar o outro.

Não sabia começar, mas sei terminar. Simplesmente tive sorte de ler o que Otto Frank escrevia quando lhe enviavam cartas questionando sobre como os horrores do Holocausto começaram e se disseminaram. Ele não só tentava responder da melhor forma possível, como sempre tentava terminar todas as suas cartas com uma frase. Vou terminar da mesma forma e acho que Miep Gies concordaria. Nela o conceito do pequeno herói está implícito e, assim, não vejo prejuízo em citar mais um pequeno herói, com caráter e personalidade: "Espero que o livro de Anne tenha uma influência permanente para o resto de sua vida, e que trabalhes dentro do possível e com o uso de suas capacidades, para a união e a paz".


Daniel Bushatsky
São Paulo, 8/2/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Um parque de diversões na cabeça de Renato Alessandro dos Santos
02. A imaginação do escritor de Renato Alessandro dos Santos
03. Sobre mais duas novelas de Lúcio Cardoso de Cassionei Niches Petry
04. Aqui sempre alguém morou de Elisa Andrade Buzzo
05. Afinidade, maestria e demanda de Fabio Gomes


Mais Daniel Bushatsky
Mais Acessadas de Daniel Bushatsky em 2010
01. Big Brother da Palmada - 9/8/2010
02. Simplicidade ou você quer dormir brigado? - 31/5/2010
03. A interpretação dos chatos - 1/3/2010
04. Simplesmente tive sorte - 8/2/2010
05. Dilma e o Big Mac - 1/11/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
16/2/2010
12h05min
Matérias assim deviam ser postadas todos os dias. O ser humano em si possui um péssimo defeito: fixar apenas os momentos impostos pela mídia, tornando-se a cada dia escravo do consumismo desenfreado. Os heróis da atualidade são aqueles que lideram o ibope e vencem os "reality shows" ganhando absurdos milhões que poderiam ser investidos em causas nobres. Parabéns pela matéria. Posso dizer que "simplesmente tive sorte" de encontrá-la e ler com o coração.
[Leia outros Comentários de J. Domingues]
17/2/2010
16h38min
Gostei muito, Daniel. Textos assim e as reflexões que eles nos proporcionam ajudam a construir um caráter. Parabéns.
[Leia outros Comentários de Roberta Resende]
21/4/2010
17h01min
Miep Gies não pode salvar a vida de Anne Frank, mas salvou aquilo que Anne mais queria naquele momento, "viver", mesmo que depois de sua morte: "O diário de Anne Frank". Ela não se considerava uma HEROÍNA... e com uma certa razão, pois heróis foram aqueles que ela ajudou até enquanto pôde... Miep Gies os denominou dessa forma também. Parabéns, Daniel, por nos fazer recordar isso tudo nesta tua matéria. Beijos.
[Leia outros Comentários de fernanda flores ]
25/5/2010
18h03min
O ser humano é muito estranho. Da bondade extrema à crueldade sem precedentes. Ainda tento viver minha vida sendo um pouco heroína do meu microcosmos. Não jogo papel no chão, por exemplo. Mas xingo no trânsito... Difícil ser humano!
[Leia outros Comentários de Hellen]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ESCOLHAS ESCOLARES, HERANÇAS SOCIAIS: ORIGENS, EXPECTATIVAS
CRISTINA GOMES DA SILVA
CELTA
(1999)
R$ 4,00



CINQUENTA TONS MAIS ESCUROS
E. L. JAMES
INTRÍNSECA
(2012)
R$ 35,90



UM NOVO AMANHECER
RITA DE CÁSSIA
EMC
(1998)
R$ 4,07



DICIONÁRIO ESCOLAR INGLÊS-PORTUGUÊS PORTUGUÊS-INGLÊS
OSWALDO SERPA
FAE
(1992)
R$ 18,00



AS HORAS DO DECLÍNIO VOL 173 COL . CAMINHO FICÇÃO CIENTÍFICA
JOÃO BOTELHO DA SILVA
CAMINHO
(1996)
R$ 44,00



CÁLCULO VETORIAL
R. BRICARD
AO LIVRO TÉCNICO
(1958)
R$ 28,82



LEONARDO DA VINCI
TONY HART & SUSAN HELLARD
CALLIS
(2007)
R$ 27,00



O DESENVOLVIMENTO DO SER HUMANO
ERIC RAYNER
EDIÇÕES 70
(2000)
R$ 11,00



TARO O JOGO DA VIDA FELICIDADE DESTINO E DIVINACAO
MANTOVANNI,ANDRE
GHEMINI - ALFABETO
(2017)
R$ 23,94



AMOR E SEXUALIDADE
MOACIR COSTA
GENTE
(1994)
R$ 4,98





busca | avançada
29791 visitas/dia
1,1 milhão/mês