Patriotada às avessas | Luiz Rebinski Junior | Digestivo Cultural

busca | avançada
70192 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> “Um pé de biblioteca” estimula imaginação e ajuda a criar novas bibliotecas pelo Brasil
>>> Diálogos na Web FAAP: Na pauta, festivais de cinema e crítica cinematográfica
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
>>> Hugo França integra a mostra norte-americana “At The Noyes House”
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Relationships Matter
>>> Apesar da democracia
>>> Onze pontos sobre literatura
>>> A maçã de Isaac Newton
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Lucas vs. Spielberg
>>> Morando sozinha II
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> O Tigrão vai te ensinar
Mais Recentes
>>> Pequot de Vitor Ramil pela Artes e Ofícios (1995)
>>> Quando o espiritual domina de Simone de Beauvoir pela Record (1979)
>>> O resto é silêncio de Érico Veríssimo pela Globo (1998)
>>> Angústia de Graciliano Ramos pela Globo (2013)
>>> O Recurso de John Grisham pela Rocco (2015)
>>> Os doze mandamentos de Sidney Sheldon pela Record (2020)
>>> Direito Ambiental Positivo de Fabrício Gaspar Rodrigues pela Campus (2012)
>>> Mandado de Segurança de Luiz Fux pela Dir (2011)
>>> Lula: A opção mais que o voto de Cândido Mendes pela Garamond (2006)
>>> Latinomérica de Marcus Accioly pela Topbooks (2015)
>>> Levando a vida leve de Laura Medioli pela Justo Junior (2005)
>>> Les Filles du Feu / Les Chimères de Gérard de Nerval pela Garnier-Flammarion (1965)
>>> Revolucione sua qualidade de vida - Navegando nas ondas da emoção de Augusto Cury pela Sextante (2002)
>>> Mulheres certas que amam homens errados de Kristina Grish pela Gente (2007)
>>> Pequenos Poemas em Prosa de Charles Baudelaire pela Nova Fronteira (1981)
>>> E de Evidência de Sue Grafton pela Ediouro (1999)
>>> M - O Homem Sensual de Record pela Record (1997)
>>> Verdura? Não! de Claire Llewellyn; Mike Gordon pela Scipione (2011)
>>> @s [email protected] de [email protected] York - as Senhoritas de Nova York de Daniel Piza pela Ftd (1999)
>>> 1 Real de Federico Delicado pela Pulo do Gato (2014)
>>> 1 Real de Federico Delicado pela Pulo do Gato (2014)
>>> 10 Anos Brasil MTV de MTV pela Mtv
>>> 10 Contos de Natal de Gilberto de Nichile pela Scortecci (2015)
>>> 100 Jogos para Grupos de Ronaldo Yudi K. Yozo pela Agora (1996)
>>> 100 Magias para Aumentar Sua Autoconfiança - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2004)
>>> 100 Magias para Ter um Supergrupo - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2002)
>>> 100 Magias para Ter um Supergrupo - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2002)
>>> 100 Segredos das Pessoas de Sucesso de David Niven pela Sextante (2002)
>>> 1000 Formas de Interpretar o Seu Horoscopo de Girassol Edicoes pela Girassol (2006)
>>> 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer de Patricia Schultz pela Sextante (2006)
>>> 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer de Patricia Schultz pela Sextante (2006)
>>> 1000 Melhores Segredos Rapidos e Faceis para Voce de Jamie Novak pela Arx (2007)
>>> 1001 E-mails de Cynthia Dornelles pela Record (2003)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Maneiras de Enriquecer (livro Muito Raro!) de Joseph Murphy pela Record (1966)
>>> 1001 Maneiras de Enriquecer (livro Muito Raro!) de Joseph Murphy pela Record (1966)
>>> 101 Brasileiros Que Fizeram História de Jorge Caldeira pela Estação Brasil (2016)
>>> 101 Experiências de Filosofia Cotidiana de Roger Pol Droit pela Sextante (2002)
>>> 101 Livros Que Mudaram a Humanidade - Coleção Super Essencial de Superinteressante pela Superinteressante (2005)
>>> 101 Lugares para Fazer Sexo Antes de Morrer de Marsha Normandy; Joseph St. James; Alexandre Rosas pela Best Seller (2010)
>>> 102 Minutos: a História Inédita da Luta de Outros; Jim Dwyer pela Jorge Zahar (2005)
>>> 111 Poemas para Crianças de Sérgio Capparelli pela L&pm (2009)
>>> 117 Maneiras de Enlouquecer um Homem na Cama de Margot Saint-loup pela Ediouro (2005)
>>> 12 Anos de Escravidão de Solomon Northup pela Lafonte (2019)
>>> 12 Fábulas de Esopo de Fernanda Lopes de Almeida; Hans Gartner; pela Atica (2000)
>>> 12 Horas de Terror de Marcos Rey pela Global (2012)
>>> 12 Lições para Ser o Pai Ideal de Kevin Leman pela Portico (2015)
>>> 120 Minutos para Blindar Seu Casamento de Renato Cardoso; Cristiane Cardoso pela Thomas Nelson Brasil (2013)
COLUNAS >>> Especial Copa 2010

Quarta-feira, 16/6/2010
Patriotada às avessas
Luiz Rebinski Junior

+ de 3100 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Agora virou moda jornalista do eixo Rio-São Paulo, aqueles que têm as respostas para tudo ou quase tudo, declarar que, diante do pragmatismo de Dunga, vai mesmo é torcer contra o Brasil na Copa. Uns vão torcer para o Uruguai, um grande time, cujo maior destaque é um certo zagueiro, meio grosso é verdade, que jogou no tricolor paulista há alguns anos. Outros vão de Holanda, a eterna Laranja Mecânica, que encanta tanto que esquece que futebol é um jogo de perde e ganha. Até pra Argentina, nossos eternos rivais, já vi jornalista dizendo que vai torcer. Claro, eles têm Messi, Tevez e Verón. E nós temos Robinho, Kaká, Daniel Alves, Júlio César, Maicon e Luis Fabiano. Assim, lógico, a grama hermana só pode ser mais verde. Ainda que a geração de Messi e companhia tenha levado um baile do Brasil nos últimos confrontos. Ainda que a seleção principal da Argentina não ganhe um título desde a Copa América de 1993, há 17 anos. Ainda que a Argentina esteja na fila, em Mundiais, há 24 anos. Mesmo assim, os caras têm encantado muito mais.

Essa virada de casaca seria, para nossos periodistas, uma espécie de protesto contra Dunga e seus dez volantes. O time é burocrático, joga feio e tem muito defensor, dizem os rebelados. Por isso, o lance é torcer para times que encantam, como o Uruguai, que se classificou, como diz o clichê do jornalismo esportivo, na bacia das almas, com um gol de um cracasso de bola chamado Loco Abreu, que anda mostrando seu futebol refinado por aqui ultimamente. Ou para a Espanha, que nunca fez absolutamente nada em Copa do Mundo e só ganhou uma única vez o torneio europeu de seleções, depois de muito tentar.

A Copa do Mundo pode ser um torneio ordinário, com seleções que teriam dificuldade de ganhar a nossa segundona do Campeonato Brasileiro, mas é a única chance que se tem, em âmbito mundial, de saber quem é quem no mundo da bola. Então é no mínimo estranho escutar esse tipo de idiotice em um país onde o futebol é levado tão a sério. Claro, é preciso respeitar o livre arbítrio, mas nunca vi nenhum atleticano, aqui na minha cidade, dizendo que vai torcer para o Coxa porque o Furacão este ano não passa de uma brisa. Isso é simplesmente impossível. Mas com a seleção isso virou moda. Dunga é um cara tosco, que joga por resultado, então vamos torcer para a Argentina, que tem sete atacantes. Não consigo entender isso.

Estou pouco me lixando se o Júlio Baptista é reserva há séculos no time da Roma. Agora que o cara tá lá na África, vou torcer para que jogue mais que o Romário em 1994, pra que baixe um espírito muito louco no cara e o transforme em uma espécie de Garrincha com a classe de Zico. Que aquele toque de calcanhar que ele deu para o Daniel Alves no amistoso contra o Zimbábue vire regra em seu repertório. Que o Júlio Baptista faça outros gols como àquele por cobertura no Abbondanzieri na final da última Copa América, quando detonamos esse mesmo time argentino que encanta jornalistas brasileiros.

E não tô nem aí se o Dunga é grosso com a imprensa e é conservador em suas escolhas. Não tem como tirar o cara de lá agora, então pau na máquina, meu velho! Acho uma cretinice torcer contra o Brasil porque o técnico não convocou dois ou três figurões que se arrastaram durante quatro anos em seus respectivos clubes. Posso não entender nada de futebol, no que não estou sozinho, porque a maioria dos comentaristas também não entende, mas nunca afirmaria que o Júlio Baptista joga mais que o Ronaldinho Gaúcho. Mas acontece que o dentuço se arrastou durante quatro anos na ala esquerda do Milan e, faltando uns meses para a Copa, resolveu jogar. Já era tarde. O Adriano é melhor que o Nilmar e o Grafite juntos, mas pediu pelo amor de todos os funkeiros cariocas para que ficasse de fora. Faltou a treinos e caiu na farra.

Mas no Brasil qualquer um fala sobre futebol. Gostaria muito de escutar, por exemplo, um comentário de Diogo Mainardi, o grande reacionário de Veja, na rádio pela qual foi contratado. Imagino que, se o Brasil perder a Copa, Diogo Mainardi certamente vai dar um jeito de dizer que a culpa é da política externa do governo Lula, que não fez nada para barrar o pragmatismo de Dunga na seleção. No entanto, melhor do que imaginar o que o Diogo Mainardi vai falar sobre, por exemplo, um jogo entre Camarões e Dinamarca, é tentar desvendar o que passou pela cabeça de quem teve a ideia de contratá-lo para ser cronista esportivo. Falta de comentarista na praça não pode ser, porque no Brasil há mais dessa espécie do que praticantes de futebol. Então isso só pode ser fruto de uma epifania, sei lá?!

Nunca entendi muito esse negócio de jogo bonito. Bonito mesmo é ganhar, principalmente Copa do Mundo. Pergunte a um argentino se ele quer ganhar a Copa depois de 24 anos ou que Messi seja eleito melhor jogador e artilheiro do torneio. Os caras estão matando cachorro a grito. O time de 1994 do Brasil, que eu me lembre, não era nenhuma máquina. O meio campo tinha Mazinho, Zinho, também conhecido como enceradeira, e Mauro Silva. Raí, o craque do momento, amargou o banco depois de uma partida desastrosa. Mas nunca ouvi nenhum jornalista dizendo que tem vergonha daquele título porque o time de Parreira não encantou e ganhou a Copa nos pênaltis. Será que havia gente torcendo para que Baggio acertasse o pênalti só porque Dunga estava em campo?

Sempre achei a frase do Samuel Johnson que diz que "o patriotismo é o último refúgio dos canalhas" tão ruim (quando aplicada ao futebol) quanto o conceito da tal "pátria de chuteiras". Nem um nem outro. As cenas piegas que tomam conta do noticiário em tempos de Copa são realmente de doer. Mas futebol é um esporte em que você escolhe um time ou, no caso das seleções, é escolhido por ele. Por isso, não dá para deixar de torcer pelo Brasil, por pior que seja o time e o técnico.


Luiz Rebinski Junior
Curitiba, 16/6/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Bienal do Livro ― diário de bordo de Gian Danton


Mais Luiz Rebinski Junior
Mais Acessadas de Luiz Rebinski Junior em 2010
01. O pior Rubem Fonseca é sempre um bom livro - 20/1/2010
02. A morte anunciada dos Titãs - 3/3/2010
03. Os diários de Jack Kerouac - 8/9/2010
04. Dalton Trevisan ou Vampiro de Curitiba? - 14/4/2010
05. Strange days: a improvável trajetória dos Doors - 18/8/2010


Mais Especial Copa 2010
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
16/6/2010
21h56min
Concordo. Fiquei negativamene surpreso quando vi a capa de esportes do O Globo: foto do gol... da Coreia.
[Leia outros Comentários de Flávio Sousa]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PEQUIM
ANTHONY GRAY
RECORD
(1988)
R$ 10,00



O QUE É FÍSICA - COLEÇÃO PRIMEIROS PASSOS
ERNEST W. HAMBURGER
BRASILIENSE
(2001)
R$ 17,87



A CURA ESTÁ NA NATUREZA MEDICINA NATURAL
CLARA TWATA/JOÃO ANTÔNIO/RUTH CORDEIRO
TRÊS
R$ 28,00



DOSSIÊ GÊNIOS DA CIÊNCIA - GALILEU GALILEI & ALBERT EINSTEIN
DANIEL AURÉLIO
UNIVERSO DOS LIVROS
(2009)
R$ 5,00



RÉQUIEM PARA UM BUROCRATA
ARNALDO CAMPOS
MERCARDO ABERTO
(1983)
R$ 8,88



REVISTA DE LINGUA PORTUGUESA N°2
LAUDELINO FREIRE
EDIÇÃO DO AUTOR
(1919)
R$ 58,33



GANGORRAS DO AMOR 8805
MARIA HELENA MATARAZZO
RECORD
(2003)
R$ 8,00



PARA FILOSOFAR - VOLUME ÚNICO
ANA MARIA LAPORTE
SCIPIONE
(2010)
R$ 29,90



LES ORIGINES COSMIQUES DE LA VIE: UNE HISTOIRE DE LUNIVERS DU
ARMAND DELSEMME
FLAMMARION
(1994)
R$ 68,28



O CAMAFEU
WILSON FRUNGILO JR.
IDE
(2005)
R$ 19,90





busca | avançada
70192 visitas/dia
2,2 milhões/mês