A vida de 4 em 4 anos | Marcelo Spalding | Digestivo Cultural

busca | avançada
87108 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Contos do Índio e da Floresta estreia dias 03 e 04 de outubro na Sympla Streaming
>>> “Conversa de Criança – Coronavírus” discute o acolhimento das emoções das crianças durante pandemia
>>> São Paulo ganha grafitti gigante que propõe reflexão sobre igualdade racial
>>> Buena Onda Reggae Club faz maratona de shows online a partir de 1ª de outubro
>>> Filó Machado e Felipe Machado dividem o palco em show online pelo CulturaEmCasa
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Minhas Férias (reloaded)
>>> Poema em Linha Reta - Pessoa
>>> Perturbador e cosmogônico
>>> O Fino da Fina
>>> Poesia, no tapa
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Um safra de documentários de poesia e poetas
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Leitura, curadoria e imbecilização
>>> Robinson Shiba do China in Box
Mais Recentes
>>> Contos de Machado de Assis pela Agir (1963)
>>> Contos de Machado de Assis pela L&PM Pocket (1999)
>>> O Alienista de Machado de Assis pela L&PM Pocket (1998)
>>> Helena de Machado de Assis pela Tecno Print (1967)
>>> Uma mulher na escuridão de Charlie Donlea pela Faro Editorial (2017)
>>> Morte Súbita de J.K. Rowling pela Casa dos Livros (2012)
>>> Ressurreição de Machado de Assis pela Sociedade (1962)
>>> Levando a Vida Numa Boa de Ernie J. Zelinski pela Sextante (2003)
>>> Corpos Inversos de Rodrigo Noval pela LP-Books (2017)
>>> Parábolas Eternas - Reflexões para enriquecer a vida com sabedoria, alegria e emoção de Legrand pela Soler (2004)
>>> Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis pela Ciranda Cultural / W. Bucb (2007)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Abril Cultural (1981)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Ática (1976)
>>> Fundamentos em Ecologia de Colin R. Townsend, Michael Begon e JohnL. Harper pela Artmed (2006)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Zero Hora / Click (1997)
>>> Folhas do Jardim de Morya Livro 2 de Mestre Morya pela Agna Yoga (1973)
>>> O banquete dos sentidos de Lúcia faria Nascimento e Edir Nascimento e Silva pela Bei (1998)
>>> Revista da Faculdade de Direito da FMP nº 06 de Fundação Escola Superior do Ministério Público (org) pela Fmp (2011)
>>> Repartição da renda - pobres e ricos sob o regime militar de Paulo Singer pela Zahar (1986)
>>> O código Da Vinci de Dan Brown pela Sextante (2004)
>>> O Grande Conflito de Ellen G. White pela Casa (2004)
>>> Tropical Sol da Liberdade de Ana Maria Machado pela Nova Fronteira (1988)
>>> Manuscritos do Mar Morto de Adam Blake pela Novo Conceito (2013)
>>> Estudios del Trabajo - nº 37/38 de Asociación Argentina de Especisalistas en Estudios del Trabajo (org) pela Aset (2009)
>>> Contos de amor rasgados de Marina Colasanti pela Rocco (1986)
>>> Quincas Borga de Machado de Assis pela Tecno Print
>>> Ciranda de pedra de Lygia Fagundes Telles pela José Olympio (1981)
>>> Amplitude 1- Você onde se põe -só para quem quer a verdade de Gasparetto pela Vida E Consciencia (1997)
>>> O que é psicologia de Richard H. Henneman pela José Olympio (1982)
>>> Amar, verbo intransitivo de Mário de Andrade pela Ime (1980)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (2010)
>>> Quincas Borba de Machado de Assis pela Globo (1997)
>>> Estudios del Trabajo - nº 34 de Asociación Argentina de Especisalistas en Estudios del Trabajo (org) pela Aset (2007)
>>> Magno de Maria Luiza de Queiroz pela José Olympio (2007)
>>> Filhotes de Cube Book pela Sextante (2010)
>>> A extinção do crédito tributário por decurso de prazo de José Hable pela Brasília Jurídica (2004)
>>> Procedimentos Básicos em Microbiologia Clínica de Vários pela Sarvier (2000)
>>> Canine - Feline Nutricion de Vários pela Mosby (2010)
>>> Você é Insubstituível - este livro revela a sua biografia de Augusto Cury pela Sextante (2002)
>>> Da ação cautelar fiscal de Carlos Henrique Abrão pela Universitária de direito (1992)
>>> Adão e Eva Voavam em Atlântida de José Francisco pela Futurama (2013)
>>> O mundo mudou ... bem na minha vez! de Dado Schneider pela Integrare (2013)
>>> Coreção monetária: concordata e créditos fiscais de Eros roberto Grau pela Revista dos Tribunais (1984)
>>> O Lugar dos Inocentes - A Trilha levava até a entrada dessa clareira de Núbia Moura Ribeiro pela Pensamento (1999)
>>> Memorial de Aires / Ressurreição de Machado de Assis pela Iracema (1975)
>>> Quincas Borba de Machado de Assis pela Iracema (1975)
>>> Iaiá Garcia / Helena de Machado de Assis pela Iracema (1975)
>>> Esaú e Jacó de Machado de Assis pela Iracema (1975)
>>> A aventura de Miguel Littin clandestino no Chile de Gabriel García Márquez pela Record (1986)
>>> A chave do tamanho de Monteiro Lobato pela Brasiliense (1950)
COLUNAS >>> Especial Copa 2010

Quinta-feira, 1/7/2010
A vida de 4 em 4 anos
Marcelo Spalding

+ de 5100 Acessos
+ 3 Comentário(s)


LIANA TIMM© (http://timm.art.br/)

Gui, eu também nasci numa Copa, a Copa na Espanha, em 1982. Era para eu ter nascido dia dois de julho, mas como havia jogo do Brasil no dia os médicos anteciparam para o dia primeiro de julho e eu pude ver o encantado escrete canarinho perder para os italianos e voltar mais cedo para casa.

Vinte e oito anos depois, em 2010, ano da Copa na África, você nasce, meu primeiro filho. Os tempos são outros, nosso escrete de encantado virou rabugento mas já temos cinco, isso mesmo, cinco!, e não mais três estrelas bordadas em nosso uniforme. Cinco estrelas e muitos milhões, mas isso é outra história. Até porque não quero te escrever para falar do Mundial e da questionável qualidade técnica dos times neste 2010, nem sobre os méritos do país anfitrião ou a desigualdade da divisão dos países classificados, ficando os europeus com quase metade das vagas. Quero propor que você aproveite essa bela coincidência de nascer no ano de um evento grandioso como a Copa do Mundo para pensar um pouco sobre sua vida de quatro em quatro anos. Sim, eu sei quatro anos é muito tempo, ainda mais para jovens acostumados a pensar a vida em longo prazo, apenas viver intensamente cada dia, cada ano, parando para refletir no réveillon sobre os 365 dias anteriores e tentando traçar metas para os dias que virão.

Eu, por exemplo, em 2006 sequer conhecia a tua mãe, ainda morava com meus pais e teu avô, o meu pai, andava pra cima e pra baixo antes de ter um AVC que paralisou suas pernas. É, filho, quatro anos mudam muito a vida da gente, diria o poeta que um minuto pode mudar tudo, mas se pensarmos na vida de quatro em quatro anos veremos como é importante planejar.

Quando você começar a pensar nas grandes questões da vida, lá pela Copa de 2030, a Copa do centenário, no Uruguai, leia esta crônica e passe a pensar a vida de 4 em 4 anos. A cada Copa pense o que quero estar fazendo na Copa que vem, onde quero assistir, com quem, estarei trabalhando, terei terminado uma faculdade, terei filhos, cachorros, ainda terei meus avós ao meu lado? Provavelmente você terá muitas surpresas ao longo dos quatro anos seguintes, mas é provável que se realmente desejar estar debaixo dos cobertores com alguém especial, por exemplo, isso tem tudo para acontecer, enquanto se quiser muito estar em pleno estádio cercado por belas holandesas, é bom começar uma academia de ginástica logo.

Falando sério, é claro que planejar a vida pessoal não é nada fácil, ainda mais para quatro anos adiante, mas é fundamental que você faça isso com a vida profissional e financeira, porque nosso mundo cada vez mais gira em torno do dinheiro, que compra muito pouca coisa mas quando falta pode destruir tantas outras. Acontece que somos hoje o reflexo de atitudes que tivemos há 4, 5 anos atrás, e precisarão outros 4 ou 5 anos para mudarmos alguns aspectos importantes de nossa vida. Se até a Copa do Uruguai, de 2030, você estiver procurando um emprego, estudando para um concurso, enrolado numa faculdade, endividado num negócio ou odiando um chefe tenho certeza que vai querer resolver todos problemas para ontem, mas o melhor é você planejar uma saída para que na outra Copa, a de 2034, não esteja exatamente no mesmo lugar com as mesmas queixas.

Uma vez um professor me ensinou que para resolver um grande problema não basta uma grande sacada, muito menos um milagre, precisa apenas começar. E começar às vezes é prestar um vestibular, conversar seriamente com alguém, trocar a camionete e suas intermináveis prestações por um carro popular, matricular-se numa aula de yoga, inciar um blog, enfim, milhares são os caminhos porque milhares são os destinos. Mas poucos desses destinos são alcançados de um dia para o outro, filho.

Pense que neste momento a grande revelação da próxima Copa está em algum recanto distante e não sabido treinando muito para daqui a quatro anos ser a grande revelação da Copa, sem ter certeza nenhuma de que tanto esforço vai valer a pena, porque certo mesmo é dizer que das dezenas de milhares de jovens que vivem num clube de futebol, treinam todos os dias e acalentam o sonho de se tornaram craques mundiais, poucos, muito poucos realmente terão essa chance. Da maioria não saberemos sequer os nomes.

Para você, Guilherme, desejo que guarde alguma lembrança da Copa de 2014, a Copa no Brasil, afinal poucos sortudos podem ver a primeira Copa de sua vida de dentro do estádio. Desejo que na Copa de 2018 colecione com interesse o álbum e troque figurinhas com o pai bobalhão aqui. Que na Copa de 2022 já participe do nosso bolão com tua mesada e, de preferência, ganhe dos teus tios e arremate a bolada. Que na Copa de 2026 encha a casa de amigos e amigas para todos verem juntos os jogos do Brasil, que a esta altura já vai ser octacampeão. E que na Copa de 2030 esteja no Centenário rodeado de holandesas.

Tudo o que eu posso garantir é que de 4 em 4 anos o mundo vai parar bem na época do nosso aniversário, e que por um motivo muito particular a Copa da África, esta Copa, para mim vai permanecer para sempre como a mais emocionante de todas.


Marcelo Spalding
Porto Alegre, 1/7/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Bibliotecários de Ricardo de Mattos
02. Sua Excelência, o Ballet de Londrina de Jardel Dias Cavalcanti
03. Herzog e o grito de desespero humanista de Jonas Lopes
04. Público, massa e multidão de Gian Danton


Mais Marcelo Spalding
Mais Acessadas de Marcelo Spalding em 2010
01. O hiperconto e a literatura digital - 8/4/2010
02. A quem interessa uma sociedade alienada? - 2/9/2010
03. Free: o futuro dos preços é ser grátis - 11/11/2010
04. Bastardos Inglórios e O Caso Sonderberg - 27/5/2010
05. O espiritismo e a novela da Globo - 30/9/2010


Mais Especial Copa 2010
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
2/7/2010
14h45min
Olá, Marcelo! Belo texto. É bem por aí mesmo, nada acontece por acaso, tudo é fruto de planejamento, dedicação e perseverança. Um abraço e fica com DEUS!!!
[Leia outros Comentários de Wellington Ferreira]
2/7/2010
15h13min
Marcelo, seu texto foi um antídoto para nossa derrota de hoje! Nos fez refletir que a vida se renova em ciclos e que temos sempre a chance de planejar e recomeçar nossas vidas. Sou mãe de um Guilherme que hoje faz 16 anos, ficou meio triste mas percebeu que nascer na copa é sempre uma emoção a mais! Parabéns pelo seu pequeno Gui!
[Leia outros Comentários de Ana Gonzales]
2/7/2010
17h21min
Olá, Marcelo! Voltei só para fazer um ressalva no seu texto. O Brasil em 82 foi eliminado pela Itália e não pela França, como está no começo do artigo. Um abraço!
[Leia outros Comentários de Wellington Ferreira]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A FAMÍLIA MODERNA E A SOLUÇÃO DOS SEUS PROBLEMAS
SÉRGIO COLLINS
BRASILIENSE
(1968)
R$ 7,50



INSPEÇÃO AMBIENTAL IMOBILIÁRIA
FERNANDO COELHO DE CASTRO E ELOIZA LUTERO ALVES
LEUD
(2004)
R$ 30,00



PERIGO ENTRE ESPIÕES, OS MESTRES DA LITERATURA POLICIAL
PETER CHEYNEY
LIVROS DO BRASIL
(1999)
R$ 18,98



AMOR DE PERDIÇÃO
CAMILO CASTELO BRANCO
CIRANDA CULTURAL
(2017)
R$ 9,00



CLÁSSIICOS DA LITERATURA JUVENIL - O CAPITÃO TORMENTA
EMÍLIO SALGARI
ABRIL
(1972)
R$ 7,90



RUI BARBOSA E JOSÉ MARCELINO
MARIA MERCEDES LOPES DE SOUZA
CASA DE RUI BARBOSA
(1950)
R$ 70,00



A REVOLUÇÃO DA DIALETICA
SAMAEL AUN WEOR
AEF
(2015)
R$ 28,00



MACHADO DE ASSIS, MAS ESTE CAPÍTULO NÃO É SÉRIO
FOLHETO
NÃO INFORMADA
R$ 10,00



JULIA ESTRANHA FASCINAÇÃO
LAURA MARTIN
NOVA CULTURAL
R$ 9,00



A VIUVINHA ENCARNAÇAO
JOSE DE ALENCAR
MARTIN CLARET
(2001)
R$ 5,00





busca | avançada
87108 visitas/dia
2,2 milhões/mês