Cleópatra, a rainha enigmática | Gian Danton | Digestivo Cultural

busca | avançada
62542 visitas/dia
1,7 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Novos projetos do Festival de Dança de Joinville promovem atividades culturais para 120 alunos
>>> Toca do Morcego anuncia agenda primavera/verão 2022/2023
>>> Poeta Ivete Nenflidio lança obra 'Ataque - cale-se agora e para sempre'
>>> Alunos de Ribeirão Preto constroem maquete com trajetória das águas da cidade até o mar
>>> Coletivo oferece eventos de danças angolanas em outubro e novembro
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
Colunistas
Últimos Posts
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
Últimos Posts
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
>>> Conforme o combinado
>>> Primavera, teremos flores
>>> Além dos olhos
>>> Marocas e Hermengardas
>>> Que porcaria
>>> Singela flor
>>> O cerne sob a casca
>>> Assim é a vida
>>> Criança, minha melhor idade
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Acho que entendi o Roberto Setubal
>>> Layon pinta o silêncio da cidade em quarentena
>>> Francisco Alves, o esquecido rei da voz
>>> Francisco Alves, o esquecido rei da voz
>>> Bréqui Friday
>>> 19 de Outubro #digestivo10anos
>>> Etapas da criação de uma pintura digital * VÍDEO *
>>> Separar-se, a separação e os conselhos
>>> Genealogia da Moral, de Nietzsche
>>> Robinson Shiba do China in Box
Mais Recentes
>>> Comportamento Organizacional - Criando Vantagem Competitiva 3° Edição de Wagner e Hollenbeck pela Saraiva (2010)
>>> Viver sem Temor de J. Krishnamurti pela J. Krishnamurti (1959)
>>> Casa do Pesadelo - a Sonâmbula de Diane Hoh pela Rocco (2000)
>>> Choro Duetos: Volume 2 de Pixinguinha e Outros pela Irmãos Vitale (2011)
>>> O Brasil na Virada do Seculo: o Debate Daion) de Marco Antonio Gonçalves; Glaucia Villas Bôas pela Relume Dumara (1995)
>>> Clínica Lacaniana: Publicação de Psicanálise da Biblioteca Freudiana B de Outros pela Bfb
>>> Revista Jurídica do Ministério Público Catarinense (atuação) de Prêmio Nilton Leite da Costa pela N/d (2007)
>>> Os Riscos do Saber: Obstáculos do Desenvolvimento à Aprendizagem Esc.. de Karen Zelan pela Artes Médicas
>>> Coração, Cabeça e Estômago de Camilo Castelo Branco pela Globus (2011)
>>> Rainha de Copas de Colleen Oakes pela Universo dos Livros (2014)
>>> Mamografia: Posicionamentos Radiológicos - Com Cd Incluso de Nancy de Oliveira Costa pela Corpus (2008)
>>> A Oração Que Jesus nos Ensinou de Michael H. Crosby pela Paulus
>>> Uma Palavra... Tantas Palavras de Regina Costa pela Paulinas (1998)
>>> Por Que os Homens Têm Tetas? de Mark e Goldenberg Leyner pela Planeta (2005)
>>> Postfix de Richard Blum pela Sams
>>> A Nova Civilização do Terceiro Milênio de Pietro Ubaldi pela Fundápu (1982)
>>> São Tomé e Príncipe, África - Desafios Socioambientais Volume 2 ... de Norma Valencio Jacy Braga Rodrigues (org.) pela Rima (2010)
>>> Pensar El Bicentenario de Andrea Lázaro pela La Comuna (2010)
>>> Ética Teológica de Pe. João A. Konzen pela Paulinas (2007)
>>> A Vida no Aquário de Nilson Araujo e Gastão Botelho pela Nobel (1984)
>>> Brincando Com Palitos e Adivinhações de Marcos Teodorico Pinheiro de Almeida pela Vozes (2007)
>>> Memória de Elefante de António Lobo Antunes pela Folha de São Paulo (2012)
>>> Triste Fim de Policarpo Quaresma de Lima Barreto pela Objetivo
>>> Você Pode Curar Sua Vida: Como Despertar Ideias Positivas, Superar... de Louise L. Hay pela Bestseller (1984)
>>> Conclusoes 10 de Ivaldo Lopes pela Do Autor
COLUNAS

Segunda-feira, 26/11/2012
Cleópatra, a rainha enigmática
Gian Danton

+ de 3200 Acessos

Cleópatra é uma das figuras mais fascinantes na história. Sua vida mistura mito e história e tem inspirado pintores, cineastas e escritores. As dúvidas sobre ela são maiores que as certezas: Ela teria sido tão bonita quanto Elizabeth Taylor? Teria realmente morrido ao ser picada por uma cobra?

São essas algumas das perguntas que a jornalista Arlete Salvador tenta responder no livro Cleópatra, da editora Contexto. Arlete é jornalista especializada em política e mestre em relações internacionais pela Universidade de Birmingham, na Inglaterra. Trabalhou em alguns dos mais famosos órgãos de imprensa do Brasil, como a revista Veja e os jornais O Estado de São Paulo e Correio Braziliense. Seu trabalho com os bastidores da política fez com que ela se interessasse pela lendária rainha do Egito. "Além do aspecto político, a vida de Cleópatra tem amor, sexo e sedução. A rainha foi amante de dois dos homens mais poderosos do mundo naquele tempo. Teve um filho com Júlio César, mais velho e maduro do que ela, e três com Marco Antônio, jovem, audacioso e ambicioso".

O livro inicia com a desconstrução do mito e é um dos capítulos mais interessantes. Começa com a discussão sobre a morte da rainha. A versão mais conhecida é a de que ela, prisioneira de Otávio, após a derrota na guerra deste contra Marco Antônio, recebe um cesto de frutas nas quais há uma cobra, que a mata. Essa é a versão do filme de 1963 dirigido por Joseph Leo Mankiewcz.

Por mais inverossímil que pareça, essa é a versão aceita por vários historiadores.

Plutarco afirma que Cleópatra colecionava venenos e testava em prisioneiros condenados à morte. Segundo o historiador, ela logo descobriu que os que matavam mais rápido provocavam mais dor, enquanto os mais suaves demoravam mais a fazer efeito. Ela teria testado todas as serpentes até encontrar uma cuja picada induzia a um torpor e estremecimento sem espaços ou gemidos. A pessoa ia apenas relaxando, até morrer, como se estivesse em sono profundo. Mas Plutarco escreveu sobre a rainha muito depois de sua morte e sua versão pode ser mais baseada em fofocas do que em fatos. O historiador Cássio Dio, afirma que ninguém sabe ao certo como ela morreu. "as únicas marcas no seu corpo eram pequenos pontos escuros no braço. Alguns dizem que ela ofereceu o braço a uma serpente que lhe havia sido trazida num jarro de água, ou, talvez, escondida em flores. Outros declaram que ela tinha um camafeu de cabelo com um veneno especial".

Assim, as versões sobre sua morte são muitas. Uma delas afirma que ela teria sido assassinada por Otávio ou a mando dele. Como, mesmo após a derrota, ela não abaixou a cabeça e continuou lutando para readquirir o poder, seria muito conveniente para o imperador livrar-se dela simulando um suicídio.

Outro ponto de polêmica é sobre a beleza da rainha. O fato de ela ter encantado dois dos homens mais importantes do império romano fazem com que muitos acreditassem que ela fosse belíssima. As pinturas feitas sobre Cleópatra, como a de Alexandre Cabanel, a mostram bela e fútil. Mas moedas encontradas recentemente em pesquisas arqueológicas, a mostram nariguda e feia.

Arlete Salvador lembra que bustos, estátuas e moedas da época a mostram com representações diferentes. A razão é que esses objetos nem sempre eram feitos para mostrar o governante como ele de fato era. Sua função era muito mais política. Se quisesse parecer poderoso e rigoroso, o rei aparecia com semblante sério. Se quisesse aparecer complacente, era retratado com a face tranquila e juvenil. O nariz grande, por exemplo, era uma demonstração de poder. Além disso, como o imperador Otávio usou a estratégia de denegri-la, argumentando que ela havia enfeitiçado Marco Antônio para que este se virasse contra Roma, muitas das imagens a mostram como lasciva.

Se sua aparência física gera polêmica, seus atributos intelectuais são uma unanimidade. Inteligente, charmosa e culta, ela falava oito línguas, inclusive o egípcio, língua que seus outros parentes que chegaram ao poder nunca se preocuparam em aprender (Os Ptolomeus praticamente ganharam o Egito quando o império de Alexandre, o grande, se desmantelou). Ela era versada em filosofia, alquimia e matemática. Também era uma grande estrategista política, que conseguia dar a volta por cima mesmo quando parecia derrota, como quando ela, que havia sido alijada do poder, deu um jeito de entrar no palácio dentro de um tapete e apareceu nua na frente de Júlio César para seduzi-lo.

É essa figura inteligente, sedutora, esperta e enigmática que o livro desvenda em detalhes. Um capítulo imperdível é o epílogo, em que a autora trata da representação da rainha na cultura pop, dos quadrinhos de Asterix ao filme com Elizabeth Taylor, passando pela musa Theda Bara, com seu olhar superior, vestes ousadas e pose sexy do filme de 1917.

O texto de Arlete Salvador é leve e agradável e a edição é caprichada, com representação de imagens de filmes, achados arqueológicos e pinturas.

Certamente não é um livro aprofundado, mas serve como boa introdução para os que estão interessados nessa enigmática personagem e sua época.


Gian Danton
Goiânia, 26/11/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Garota do Livro: uma resenha de Heloisa Pait
02. A futebolização da política de Luís Fernando Amâncio
03. A proposta libertária de Gian Danton
04. Man in the Arena 100 (e uma história do Gemp) de Julio Daio Borges
05. Isto não é um trote de Marta Barcellos


Mais Gian Danton
Mais Acessadas de Gian Danton em 2012
01. Por que os livros paradidáticos hoje são assim? - 13/2/2012
02. O desenvolvimento dos meios de comunicação - 27/8/2012
03. A invenção da imprensa - 24/9/2012
04. Contos fantásticos no labirinto de Borges - 26/3/2012
05. Um conto de duas cidades - 7/5/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Um Vôo Solitário
Richard Bach
Arx
(2002)



Sem Lugar para de Esconder - Confira !!!
Glenn Greenwald
Primeira Pessoa
(2014)



O Processo da Comunicação: Introdução à Teoria e à Prática
David K. Berlo
martins fontes
(1979)



D de Dinossauro
Malgorzata Strazalkowska
Salvat
(2010)



Beleza À Flor da Pele
Adriana Vilarinho
Abril



O Alienista 2ªed (1993) Pocketbook
Machado de Assis
Principio
(1997)



As Belas Mentiras
Maria de Lourdes Chagas Deiró
Centauro
(2005)



Ciências Naturais. 2º Ano - Projeto Presente
Lilian Bacich
Moderna
(2015)



Às Margens do Amazonas - no Brasil, os Caboclos -
Laurence Quentin
Companhia das Letrinhas
(2010)



As Desventuras da Bruxa Leocádia - 2ª Ed
Nada Consta
Grande Cultural
(2016)





busca | avançada
62542 visitas/dia
1,7 milhão/mês