Eleição para boi dormir? | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
74210 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Contos do Índio e da Floresta estreia dias 03 e 04 de outubro na Sympla Streaming
>>> “Conversa de Criança – Coronavírus” discute o acolhimento das emoções das crianças durante pandemia
>>> São Paulo ganha grafitti gigante que propõe reflexão sobre igualdade racial
>>> Buena Onda Reggae Club faz maratona de shows online a partir de 1ª de outubro
>>> Filó Machado e Felipe Machado dividem o palco em show online pelo CulturaEmCasa
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Two lost souls living in a fish bowl
>>> Brochadas, romance inquietante de Jacques Fux
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> A agonia das semanais nos EUA
>>> Entre a simulação e a brincadeira
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Iron Maiden com Clive Burr
Mais Recentes
>>> O mar, o Marujo de Mauro a. L. Hespanhol pela Chiado (2012)
>>> Os 4 pilares da lucratividade de Leslie H. Moeller; Edward C. Landry pela Campus (2010)
>>> A fuga de João Goulart de Hélio Silva pela Três (1998)
>>> A Majestade do Xingu de Moacyr Scliar pela Deagostini (2004)
>>> Memórias Sentimentais de João Miramar de Oswald de Andrade pela José Olympio (1973)
>>> Noventa e Três de Victor Hugo pela Otto (1980)
>>> A Queda de Albert Camus pela Circulo do Livro (1986)
>>> Você - A idéia mais fantástica de Deus de Max Lucado pela Thomas Nilson (2007)
>>> The abolition of the Brazilian slave trade de Leslie Bethell pela Cambridge University Press (2009)
>>> O processo de Franz Kafka pela Globo (1997)
>>> A brincadeira de Milan Kundera pela Circulo do Livro (1967)
>>> Vôo Noturno de A. de Saint - Exupery pela Circulo do Livro (1985)
>>> A Segunda Dama de Irving Wallace pela Circulo do Livro (1980)
>>> O RETRATO DE dORIAN gray de Oscar Wilde pela Circulo do Livro (1975)
>>> Os Condenados da Terra de Frantz Fanon pela Ufjf (2006)
>>> Imaginologia e radiologia odontológica - 4D de Plauto Watanabe pela GEN Guanabara Koogan (2013)
>>> Ten Cate Histologia oral - 4D de Antonio Nanci pela Elsevier (2013)
>>> sturdevant arte e ciência da dentística operatória - 4C de Harald pela Elsevier (2013)
>>> O Folclore da Caixa = Contos de Gil Gouvêa Macieira pela Dupligráfica (1984)
>>> Craig Materiais Dentários Restauradores - 3C de Ronald L. Powers, John M.^Sakaguchi pela Elsevier (2012)
>>> Curso de Folclore Musical Brasileiro de José Teixeira D'Assumpção pela Livraria Freitas Bastos (1967)
>>> Como Desenhar Mangá Método Profissional de Produção Nobu Chinen / Daniel de Rosa pela Escala (2009)
>>> Danças Folclóricas da Europa de Maria Amalia Corrêa Giffoni pela Melhoramentos (1974)
>>> A Linguagem Secreta dos Relacionamentos de Gary Goldschneider; Joost Elffers pela Elsevier (2000)
>>> Aquela Canção de Vários autores pela Publifolha (2005)
>>> Histologia veterinária de Dellmann - 3C de Jo Ann Eurell pela Manole (2012)
>>> Terapia assistida por animais - 3D de Marie Odile Monier Chelini pela Manole (2015)
>>> Manual Saunders Terapia Veterinaria - Pequenos E Grandes Animais - 6B de Mark G. Papich pela Elsevier (2012)
>>> Comportamento e bem-estar de animais domésticos - 6D de D. M. Broom pela Manole (2010)
>>> Cirurgia de Pequenos Animais - 7C de Theresa Theresa Fossum pela GEN Guanabara Koogan (2014)
>>> ...E Nossos Filhos Cantam as Mesmas Canções 8800 de Malcolm Montgomery pela Integrare (2008)
>>> ...E o Mundo Silenciou de Ben Abraham pela Wg Comunicações (1972)
>>> ...E Quem Quiser Que Conte Outra de Tatiana Belinky pela Imprensa Oficial (2007)
>>> ...Uma Proposta Irrecusável de Jill Manselll pela Novo Conceito (2011)
>>> 1, 2... Feijão Com Arroz - Educação Alimentar de Maria José Paes Leme & Maria da Luz F. Perim pela Mercado das Letras (1997)
>>> 1. 000 Perguntas e Respostas de Direito Internacional Público e Privad de José Cretella Júnior / José Cretella Neto pela Forense (2002)
>>> 1° Festival Internacional de Humor do Rio de Janeiro 2008 de Vários Autores pela Gráfica Minister (2008)
>>> 10 Minutos de Exercício por Dia - 10385 de Jacqueline Lysycia pela Texto Editores (2005)
>>> 10 Questões Sobre a Educação Inclusiva da Pessoa Com Deficiência de Cláudia Prioste / Darcy Raiça e Maria Luiza Gomes pela Avercamp (2006)
>>> 100 Anos de Arte na Alemanha 1885-1985 de Patrícia Rochard pela Boehringer Ingelheim (1985)
>>> 100 Anos de República de 1889 a 1989 - 10 Volumes de Diversos pela Nova Cultural (1989)
>>> 100 Comentários de Eduardo Palmerio (camarada Lorotoff) - 8902 pela José Olympio (1949)
>>> 100 Dicas Infalíveis para Emagrecer e Se Manter Em Forma de Dr. Fred A. Stutman pela Sextante (2010)
>>> 100 Escovadas Antes de Ir para a Cama de Melissa Panarello pela Objetiva (2004)
>>> 100 Músicas Inesquecíveis - Letras das Músicas de Vários Autores pela Europa (1997)
>>> 100 Problemas de Fé de P. C. Landucci pela Paulinas (1969)
>>> 1000 Faces do Homem Leitura das Linhas Faciais e da Estrutura Corporal de Ahron Lev Ari pela Maptone (1991)
>>> 1000 Maiores Esportistas do Século 20 - 6736 de Diversos pela Isto É
>>> 1000 Perguntas Direito das Coisas 3ª Edição de Laerson Mauro pela Forense Universitária (1992)
>>> 1000 Que Fizeram 100 Anos de Cinema - 5214 de Diversos pela Isto É
COLUNAS >>> Especial Eleições 2010

Terça-feira, 7/9/2010
Eleição para boi dormir?
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 4100 Acessos
+ 1 Comentário(s)


LIANA TIMM© (http://timm.art.br/)

A eleição para Presidente da República está marcada pela preferência majoritária por três candidatos: Dilma Rousseff, José Serra e Marina Silva. Eles são o ponto nevrálgico da disputa. É em torno deles que se constitui toda a retórica das eleições. Vou comentar abaixo individualmente sobre cada um deles.

Dilma Rousseff
Já saindo com uma vantagem invejável, a candidata do PT, Dilma, tem por trás dessa posição um governo que, querendo ou não, caiu nas graças da população. A economia sobcontrole (ao menos aparentemente, pois há muita água suja por trás desse controle) satisfaz um eleitorado que há muito não ouve estatísticas assustadoras sobre desemprego, inflação galopante, desestabilização da economia. Isso gera uma sensação de conforto que discurso opositivo nenhum consegue desmontar. Ninguém quer sair desse conforto produzido pelos 8 anos de PT no poder. As classes média, baixa e alta estão despreocupadas. E isso é bom para a candidatura de Dilma.

Depois de eleito, Lula (e o PT, consequentemente) conseguiu afastar de si a imagem do operário, proletário, radical, sendo reconhecido mundialmente por sua história sindical (não revista criticamente ainda) e por ter se tornado líder "operário" de um país com aspirações liberais e democráticas e em estado de franco desenvolvimento. A imagem do Brasil no exterior cresceu em importância (somos um potencial em consumidores, ora bolas) e pensa-se que isso se deve a Lula unicamente, esquecendo-se das várias atuações de Fernando Henrique Cardoso fora do Brasil, anos atrás, preparando o terreno para o que Lula computou para si mesmo como atributo positivo de sua política de relações exteriores e não virtude do governo anterior.

Dilma, substituta de Lula escolhida pelo PT, aproveita a boa imagem do governo Lula e já tem quase certa sua vitória. Ninguém mexeria em time que está ganhando. Há um componente simbólico também na eleição de uma mulher, o primeiro presidente do sexo feminino no Brasil, como aconteceu no Chile com Michelle Bachelet. (Antes de ser presidente, Bachelet apoiou o Partido Socialista na clandestinidade e, por este motivo, foi presa com sua mãe em 10 de janeiro de 1975, sendo torturada e interrogada. Depois de um ano de reclusão, mãe e filha partiram ao exílio na Austrália, para partir mais tarde para a Alemanha Oriental). Isso em tempos que temos como memória recente a emocionante vitória de Barack Obama como primeiro presidente negro dos EUA... Uma vitória que simbolicamente redime décadas do estúpido racismo americano. Portanto, os tempos são outros, com ventos favoráveis a uma democracia que afasta velhos clichês, sejam eles sexistas ou racistas. Mulheres e negros no poder são sintomas de que o velho mundo não vale mais nada e que se assentava em preconceitos marcadamente equivocados e medíocres.

Evidente que tudo isso por si só não garante qualidade governamental, mas torcemos que sim. Dilma é uma candidata que, se não tivesse a garantia de um governo por trás de si, talvez não aguentasse sozinha o páreo da disputa com Serra e Marina, pois tem dificuldades visíveis para se confrontar com entrevistadores, opositores, deixando claras as suas contradições e insegurança. As plásticas que a rejuvenesceram (sugestão de nossa querida Marta Suplicy?; essa, sim, a candidata de meus sonhos) lhe deram segurança quanto à aparência, mas não quanto a exposição clara de seu programa de governo. Afinal, vamos avançar em relação aos buracos deixados por Lula ou não? Pois sabemos que estamos ainda num país onde se concentra uma grande riqueza nas mãos de poucos e muita miséria na vida da maioria da população. Conseguir pagar um carro em centenas de prestações não nos livra da falta de hospitais e médicos para a população, da falta de escolas públicas de qualidade e professores bem pagos, de salários decentes para todos (ou seja, distribuição de renda).

Dilma, nossa próxima presidenta, representa o PT moderado, que expulsou seus radicais de seu quadro e se adéqua bem ao liberalismo moderno exigido pela democracia europeia e americana, sem prejuízos maiores para os donos do poder (banqueiros e industriais, principalmente).

José Serra
O candidato José Serra tem para si o segundo lugar garantido. Ele conjuga votos de pessoas geralmente de classe média, que se sentem mal com o cheiro do povo representado num partido como o PT (e seu ícone operário Lula) com afeições pelo MST, Cuba, Hugo Chaves etc. Além disso, Serra representa a classe alta paulista, antipopular em sua representação, e o passado do governo FHC, com sua tentativa de privatizar nossas empresas e riquezas, universidades, que fez o povo sentir na pele a alta dos preços de tudo etc. Uma péssima lembrança para uma população que via todo dia a maquininha de marcar preço em produtos de supermercado em ação.

Para professores ele é uma péssima impressão também, de um governante que deixou policiais espancarem os educadores dos filhos da classe pobre e média deste país. Professor mal pago e magoado não é boa política. Tratar manifestação de professores como caso de polícia é cutucar onça com vara curta. E Serra carrega essa imagem nas costas. Não quero discutir o valor de Serra ― que ele tem, com certeza ―, mas o efeito que sua imagem causa no eleitorado.

Portanto, o candidato preferido pelo PSBD, que afastou a liderança mineira menos carrancuda de Aécio Neves, não tem uma impressão tão positiva como Dilma a passar para o eleitorado. Ou o PSDB renova sua atitude, se tornando humilde e escolhendo um candidato mais popular, ou vai derrapar na areia movediça de seu ego inflado (aristocrático?).

Marina Silva
A Marina Silva, terceiríssimo lugar, com uma margem de voto pequena e o peso de ser evangélica, vai conseguir votos de fiéis da sua igreja e ingênuos defensores do ambiente, que veem nela uma espécie de terceira via para o quadro acima esboçado.

À imagem da mulher pobre, magricela, desnutrida, alfabetizada depois de adulta, se junta aquela de uma guerreira, heroína, que venceu os dissabores da vida e aponta para uma área de interesse coletivo: a proteção do meio ambiente.

Fugindo nos debates de questões modernas e de interesse geral, como, por exemplo, o aborto e as drogas, Marina tem se esquivado de ser ela mesma, de defender seus próprios pontos de vista, acionando, como político velho de guerra, estratégias de falsa retórica para se desviar do perigo de ser tachada de atrasada, religiosa e perigosa para a democracia liberal.

Vendendo a imagem de "pura", como se sua política se opusesse a do governo Lula por não aceitar suas ligações com setores do poder para lá de comprometidos com corrupção, com roubalheira, crimes do colarinho branco etc., Marina não conseguiria governar sem fazer os mesmo conchavos que o PT tem feito (até com pessoas como Collor, Sarney e Maluf, filhotes da ditadura, que hoje defendem o governo Lula em troca de benesses governamentais).

A lisura de Marina não se sustentaria (se sustenta com o vice que escolheu, o presidente da Natura?), tendo que conseguir governar ao preço de vender sua suposta pureza de caráter para velhos políticos, sedentos não de impor suas ideologias, mas de permanecer a todo custo no poder onde mamam desavergonhadamente em tetas bem gordas e que dão leite como o mel que nasce no paraíso: a custo de nada e do esforço de toda a população.

Conclusão
Nessa guerra onde está antecipadamente definida a vitória de Dilma, talvez não tenhamos a esperança de uma renovação mais radical do fato mais urgente desse país: a distribuição de renda.

Continuamos com problemas seriíssimos a resolver e que custariam ao menos os dedos e os braços dos donos do poder. Mas estes não estão dispostos a perder a posição em que se encontram, preferindo sonhar com a benevolência de um governo petista acomodado ao poder e distante do pesadelo que poderiam produzir se constestassem de uma vez por todas o poder daqueles que exploram a vida e o trabalho dos mal pagos trabalhadores brasileiros. Esse pesadelo eles não vão ter, pois a rédea curta que prende o PT é construída com o legítimo e refinado coro da conformidade que o poder cria.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 7/9/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Superficiais de Guilherme Pontes Coelho
02. 2011: a queda do império? de Gian Danton
03. Maurice de Guilherme Pontes Coelho
04. O Auto da Paixão de Rennata Airoldi
05. Ler: um hábito corruptor de Rodrigo Gurgel


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2010
01. Poesia sem ancoradouro: Ana Martins Marques - 23/3/2010
02. Rimbaud, biografia do poeta maldito - 10/8/2010
03. 29ª Bienal de São Paulo: a politica da arte - 12/10/2010
04. A letargia crítica na feira do vale-tudo da arte - 5/1/2010
05. Inhotim: arte contemporânea e natureza - 2/3/2010


Mais Especial Eleições 2010
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
7/9/2010
22h53min
E pensar que política já foi discutida por Platão, Maquiavel, Hobbes, Rousseau, Marx. E hoje vemos tipos como Netinho, Ronaldo Esper, Tiririca, Batoré, Marta, Mulher Melão, pastor fulano e Padre Beltrano. Alguém acredita ainda em política? Dilma, Serra ou Marina, que importa? Quem governa é Deus (Barack).
[Leia outros Comentários de Marcos Ribeiro]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




BIOQUIMICA
VALTER T. MOTTA
MEDBOOK
(2011)
R$ 80,00



O DIA QUE A GUERRA PASSOU POR CASA BRANCA
GANYMÉDES JOSÉ
FTD
(1985)
R$ 5,00



ARQUITETURA - DA TAIPA AO ARRANHA-CÉU
OSCAR PILAGALLO E PITRA DIWAN
FOLHA DE SÃO PAULO
(2012)
R$ 14,80



AS MULHERES FRANCESAS NÃO ENGORDAM
MIREILLE GUILIANO
CAMPUS
(2010)
R$ 12,00



ICHEF - HISTORIAS E RECEITAS DE UM CHEF CONECTADO
BERTOLAZZI CARLOS
EDICOES TAPIOCA
(2014)
R$ 32,00



QUIMICA NA ABORDAGEM DO COTIDIANO VOLUME ÚNICO
TITO & CANTO
MODERNA
(1997)
R$ 25,00



HISTÓRIAS ÍNTIMAS SEXUALIDADE E EROTISMO NA HISTÓRIA DO BRASIL
MARY DEL PRIORE
PLANETA
(2011)
R$ 45,00



ESPIANDO O MUNDO PELA FECHADURA
LAÉ DE SOUZA
ECO ARTE
(2016)
R$ 7,00



GUIA PRÁTICO DE SÁUDE E BEM ESTAR PRIMEIROS SOCORROS - ACIDENTES
DRAUZIO VARELLA
GOLD
(2009)
R$ 6,90



L ART DE CONJUGUER DICTIONNAIRE A ARTE DE CONJUGAR
EDITORA ITATIAIA
ITATIAIA
(2010)
R$ 5,00





busca | avançada
74210 visitas/dia
2,2 milhões/mês