Por uma arquitetura melhor | Eduardo Carvalho | Digestivo Cultural

busca | avançada
62339 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projetos culturais e acessibilidade em arte-educação em cursos gratuitos
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
>>> Natália Carreira faz show de lançamento de 'Mar Calmo' no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
>>> Fé e dúvida
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Sideways Rain: Pausa, Choque, Fluxo e Corpo
>>> Capitu, a melhor do ano
>>> Bowie, David
>>> A guerra das legendas e o risco da intolerância
>>> À beira do caminho
>>> Monteiro Lobato, a eugenia e o preconceito
>>> Vale Emprego
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> internet jornalismo revolução
>>> Façam suas apostas
Mais Recentes
>>> Olhos Virtuais de 1lucas Diemer pela Abdr (2018)
>>> O Dom Supremo de Paulo Coelho / Henry Drummond pela Rocco (1994)
>>> Supply Chain Trust de Osvaldo de Salles Guerra Cervi pela Dvs (2006)
>>> Licitação - Teoria e Prática de João Carlos Mariense Escobar pela Livraria do Advogado (1999)
>>> 1° Ato de Renan Chiaparini pela Modo (2016)
>>> Manual do Advogado de Valdemar P. da Luz pela Sagra-d. C. Luzzatto
>>> Comece Em Propaganda Com uma Idéia de Alexandre Peralta pela Jaboticaba (2006)
>>> O Cavaleiro da Ilha do Corvo de Joaquim Fernandes pela Bussola (2011)
>>> Os Mandamentos da Qualidade Total de Alvaro José de Almeida Calegare pela Inter Qual
>>> Pegadas de Roberto Adami Tranjan pela Gente (2005)
>>> Defending the History of Economic Thought de Steven Kates pela Edward Elgar (2013)
>>> Desnutrição Intra-uterina de Nóbrega Tonete Trindade pela Panomed Editorial (1982)
>>> Nietzche para Estressados de Allan Percy pela Sextante (2011)
>>> Mensalão de Merval Pereira pela Record (2013)
>>> O Fã Clube de Irving Wallace pela Nova Cultural (1987)
>>> Um Coach Grego de Eduardo Bomfiglio pela Besourolux (2015)
>>> Jdbc 2 - Guia de Consulta Rápida de Fábio Ramon pela Novatec
>>> O Segredo do Quadro de Carey Roberts pela Nova Cultural (1989)
>>> Terapia - Avareza de Ariel Dorfman pela Objetiva (1999)
>>> Os Trabalhadores do Mar de Victor Hugo pela Nova Cultura
>>> Lula: a Opção Mais Que o Voto de Candido Mendes pela Garamond (2002)
>>> Out of the Blue - Blueprint One Video Workbook de Nick Dawson pela Longman do Brasil (1996)
>>> Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século de Italo Moriconi; Diversos Autores pela Objetiva (2001)
>>> American Headway 3 - Second Edition - Teachers Pa de Liz Soars; John Soars pela Oxford do Brasil (2010)
>>> As Campânulas Azuis - Crônicas e Poesias de Maria do Céu Coutinho Louzã pela Rumo Editorial (2015)
COLUNAS

Segunda-feira, 29/11/2010
Por uma arquitetura melhor
Eduardo Carvalho

+ de 5300 Acessos
+ 1 Comentário(s)

A melhor arquitetura contemporânea brasileira está curiosamente longe do mercado imobiliário. Nossos arquitetos mais interessantes projetam casas, museus, espaços públicos. E, enquanto isso, os projetos de edifícios aprovados em São Paulo não correspondem à vocação moderna, cosmopolita, que a cidade assume em outros setores.

Alguns dos nossos restaurantes mais caros, por exemplo, vivem na lista de melhores do mundo; mas grande parte dos nossos apartamentos mais valorizados são inspirados numa distorção do estilo neoclássico, do qual não se respeita nem a regra mais básica ― a de proporcionalidade ― e com figuras romanas moldadas em gesso.

Isso acontece porque, antes do atual boom imobiliário, durante aproximadamente 15 anos o mercado ficou quase parado. As incorporadoras lançavam poucos empreendimentos e, com razão, arriscavam pouco. Quando o mercado retomou o crescimento, na segunda metade dos anos 2000, os produtos foram lançados mais ou menos como estavam. E raramente um empreendimento saiu interessante do ponto de vista arquitetônico ou urbanístico.

O que se vê, em geral, são projetos gigantes que fecham quarteirões e/ou empreendimentos cujos próprios nomes ― na busca desastrada de remeter o cliente a outro país ― só expressam a vergonha de ser o que são.

A justificativa para as decisões menos inteligentes ou elegantes arquitetonicamente é em geral mercadológica. "O cliente quer" etc. Mas é difícil acreditar que esse argumento resista por muito tempo.

As iniciativas imobiliárias que apostaram na educação e no bom gosto do cliente paulistano estão muito bem. Um dos casos é a Axpe, uma imobiliária que só trabalha com imóveis selecionados criteriosamente, que "cultua a estética" e acredita na importância da "vida com arquitetura".

Outros bons exemplos são as incorporadoras Idea!Zarvos, que desenvolve projetos assinados pelos melhores nomes da arquitetura brasileira, como Isay Weinfeld e Andrade Morettin, e a Stan, que em 2002 lançou a série Arte e Arquitetura, com projeto do arquiteto Rocco e intervenções de artistas como os irmãos Campana. Numa escala maior, a Even ― que trabalha com arquitetos como Aflalo & Gasperini e Konigsberger Vannucchi ― desmistifica o preconceito de que só arquitetura pastiche vende.

Esses são casos, é verdade, pontuais ― e não representam exatamente o que o mercado imobiliário está produzindo em maior volume. Mas é verdade também que o sucesso dessas iniciativas ilustra uma tendência: a de que o cliente paulistano está mais preparado para julgar um detalhe de isopor que finge que é mármore e para valorizar a criatividade de um escritório como o Triptyque.

Nesse contexto, aliás, estão surgindo uma série de novos arquitetos brasileiros que estão trabalhando lado a lado com incorporadores ― como o FGMF, eleito em 2009 pela revista Wallpaper como um dos trinta novos escritórios mais bacanas do mundo. E escritórios paulistanos mais tradicionais e muito interessantes, como o UNA, e iniciativas bacanas (como a do gruposp) estão também aparecendo em projetos de incorporação imobiliária.

A proposta de trazer os melhores nomes da arquitetura para o mercado imobiliário não é nova ― ou não teríamos edifícios residenciais projetados por Rino Levi e Paulo Mendes da Rocha. E nem é exclusivamente brasileira. Na verdade, incorporadores que se destacam principalmente pela qualidade arquitetônica dos seus empreendimentos fazem sucesso em vários países. Nos Estados Unidos, o arquiteto Jonathan Segal tem a sua própria incorporadora na Califórnia e organiza anualmente um seminário em que ensina arquitetos a incorporar.

Na Inglaterra, a urbansplash, fundada em 1993, tem £130 milhões em projetos em andamento ― que faz com "um pouco de imaginação e some top of notch architecture". E, no México, a JSa é consequência da fusão de um escritório de arquitetura com uma construtora que, em sociedade com a Prudential Financial, desenvolve empreendimentos imobiliários ― residenciais, comerciais, hoteleiros etc. ― até na China.

É realmente uma pena que durante muito tempo os nossos melhores arquitetos tenham se dedicado pouco ao mercado imobiliário. Hoje, porém, a arquitetura brasileira e o mercado imobiliário estão os dois em boa fase. Este é o melhor momento para diminuir essa distância ― que por enquanto é curiosamente longa, mas que naturalmente deveria ser curta. Será.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado no jornal O Estado de São Paulo. Eduardo Andrade de Carvalho é sócio da Moby Incorporadora e autor do blog ecarvalho.typepad.com.


Eduardo Carvalho
São Paulo, 29/11/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O jornalismo que dá nojo de Adriana Baggio


Mais Eduardo Carvalho
Mais Acessadas de Eduardo Carvalho
01. Com a calcinha aparecendo - 6/5/2002
02. Festa na floresta - 9/9/2002
03. Hoje a festa é nossa - 23/9/2002
04. Preconceito invertido - 4/7/2003
05. Por que eu moro em São Paulo - 8/7/2005


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
7/12/2010
10h53min
Tudo bem que os prédios são feios. Não vamos ter que aguentar por muito tempo. No primeiro terremoto desabam todos ;-)
[Leia outros Comentários de Felipe Pait]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Aprendiz
Bill Rancic
Landscape
(2005)



A Grammar of Spoken Brazilian Portuguese
Earl W. Thomas
Vanderbilt University Press
(1974)



A Viagem ao Sucesso
Pedro Cardoso
Gente
(2007)



Magnificat iii
Silvia Maria D. Domingos
Scortecci
(2014)



Competindo na Terceira Onda
Jeremy Hope e Tony Hope
Campus



Planos e Adaptações de Deus
Otto S. Joas
Adventista
(1999)



Pânico em Nova Iorque
Irwin Lewis
Edameris
(1966)



Pré-vestibular Matemática - Livro 3
Sistema de Ensino Poliedro
Sistema de Ensino Poliedro
(2015)



Coleção Octa + - Volume 2.
Cassia Cristina S. Pereira e Outros.
Poliedro
(2018)



A Estranha Tia da Rua dos Maracujás
Liliana Iacocca
Ftd
(1991)





busca | avançada
62339 visitas/dia
1,8 milhão/mês