Senhores turistas, apressem-se! | Carla Ceres | Digestivo Cultural

busca | avançada
45185 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 26/1/2012
Senhores turistas, apressem-se!
Carla Ceres

+ de 2900 Acessos

Em geral, quando falamos sobre turismo ligado à arqueologia, temos poucos motivos para pensar em pressa. Ruínas podem nos esperar e múmias são famosas exatamente por resistir ao tempo. Nenhuma agência anuncia "Visite as pirâmides do Egito antes que se acabem". Parques arqueológicos não costumam apresentar novas atrações ou deixar de existir depois de alguns meses.

Esse quadro muda quando pensamos no patrimônio arqueológico de países como o Peru, onde ainda há muitos sítios importantes a estudar e locais que aguardam escavação. De um ano para outro, podem surgir novidades. Não estou falando apenas de alguns fragmentos de cerâmica, importantes e reveladores somente do ponto de vista dos cientistas. Refiro-me à possível descoberta de templos ou até de cidades, como Machu Picchu, que comemorou, em 2011, um século de descobrimento científico.

Quando foi descoberta pela ciência, Machu Picchu, a Cidade Perdida dos Incas, não estava tão perdida assim. Os camponeses dos arredores sabiam de sua existência e localização. Mas quem conhecia mesmo as ruínas eram as duas famílias de pastores que moravam no local.

Machu Picchu movimenta o turismo, atraindo legiões de arqueólogos amadores e viajantes místicos. A cada terremoto que atinge o Peru, revistas de viagem aventam a hipótese de que a cidadela esteja em risco. Nada mais infundado. As construções incas, por suas paredes inclinadas e outras técnicas de edificação, resistem a abalos sísmicos. Nem mesmo os inúmeros visitantes representam ameaça. Por enquanto, o único perigo real identificado é a presença de um líquen, que corrói as pedras. Esse inimigo age lentamente, dando aos pesquisadores tempo para estudar uma forma de combatê-lo.

Se, a médio prazo, Machu Picchu se encontra a salvo, o mesmo não acontece com as famosas Linhas de Nasca e com suas semelhantes menos ilustres e mais antigas, as Linhas de Palpa.

Somente no final da década de 1930, o pesquisador americano Paul Kosok apresentou à comunidade científica as linhas de Nasca, enormes e misteriosos desenhos feitos no solo árido do Departamento de Ica. Já conhecidos anteriormente por pilotos de avião, os geoglifos atraem turistas do mundo todo à cidade de Nasca, para sobrevoar as figuras ou visitá-las a pé.

A pesquisadora alemã Maria Reiche, que começou como assistente de Paul Kosok, foi a principal especialista a estudar as linhas, tendo lutado até o fim da vida, por sua preservação. A Dra. Reiche classificou os geoglifos em imagens representativas (de animais, plantas, humanos...) e desenhos geométricos (linhas retas, espirais, triângulos, trapézios, ziguezagues...). Atribuiu sua autoria à civilização Nasca, uma cultura pré-inca, habitante do local entre 100 a.C. e 750 d.C..

A cultura Nasca foi herdeira da cultura Paracas, que ocupou a mesma região entre 500 a.C. e 100 d.C. e criou as linhas de Palpa. Ao contrário das linhas de Nasca, os geoglifos de Palpa localizam-se nas laterais de colinas, sendo, portanto, de fácil visualização para pessoas em terra.

Segundo Maria Reiche, as linhas de Nasca formariam um gigantesco calendário astronômico. Figuras como o colibri de 96 metros, o condor e a baleia serviriam para marcar os movimentos dos astros e auxiliar a agricultura. A ciência atual não confirma essa hipótese.

Ídolo dos turistas místicos e/ou fãs da ficção científica, o escritor Erich von Däniken, autor de Eram os deuses astronautas? , sugere que as linhas seriam um enorme campo de pouso para discos-voadores e que alienígenas teriam orientado, do alto, sua construção. Certo, existe um geoglifo chamado "o astronauta", bem como largas e longuíssimas linhas retas em Nasca. Mas o mesmo geoglifo também é conhecido como "o xamã", ou "o homem com cabeça de coruja". As numerosas linhas retas cruzam-se e atravessam outras figuras. Se os OVNIs sem freio as seguissem, colidiriam.

A teoria de von Däniken demonstra desprezo pela inteligência humana. Com técnicas simples, os Nascas poderiam ampliar um desenho o quanto quisessem. Ninguém precisa de alta tecnologia para fazer um geoglifo ali e mantê-lo por séculos. Basta empilhar umas pedrinhas para desenhar em alto relevo. Para um baixo relevo, é só esfregar o pé no chão até sair a primeira camada de solo escuro. O substrato mais claro aparece rápido. As linhas de Nasca são apenas isso: pedrinhas empilhadas ou solo "arranhado" formando desenhos de finalidade misteriosa, que se mantêm graças à falta de chuva naquela região desértica.

A mera passagem de um carro marca o solo de Nasca. Imagine então o que aconteceria se 450 famílias fizessem assentamentos ilegais nessa área arqueológica. Lamento informar que isso aconteceu no fim de 2011. Um trapézio e várias linhas já foram irremediavelmente destruídos. Senhores turistas, apressem-se!

Nota do Editor
Carla Ceres mantém o blog Algo além dos Livros. http://carlaceres.blogspot.com/


Carla Ceres
Piracicaba, 26/1/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Crônica em sustenido de Ana Elisa Ribeiro
02. Assunto de Mulher de Marilia Mota Silva
03. Apresentação - Luís Fernando Amâncio de Luís Fernando Amâncio
04. Por que a discussão política tem de evoluir de Julio Daio Borges
05. Pantanal de Marilia Mota Silva


Mais Carla Ceres
Mais Acessadas de Carla Ceres em 2012
01. Na calada do texto, Bentinho amava Escobar - 8/11/2012
02. Liberdade de crença e descrença - 4/10/2012
03. Memórias de ex-professoras - 8/3/2012
04. O céu tornou-se legível - 3/5/2012
05. Dono do próprio país - 31/5/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ARTE E NOVAS ESPECIALIDADES: RELAÇÕES CONTEMPORÂNEAS
EDUARDO DE JESUS ORGANIZAÇÃO
F10
(2011)
R$ 18,00



EMAGREÇA DE VERDADE
CLAUDETE TROIANO
COMPANHIANACIONAL
(2005)
R$ 4,05



O GARANHAO
HAROLD ROBBINS
CIRCULO DO LIVRO
R$ 6,00



AMPHIBIO - CONTOS
CARLOS BIASOLI
OUTROS
(2015)
R$ 10,00



COLECCIÓN LABOR MINERALOGÍA 9717
PROF DR R BRAUNS
LABOR
(1927)
R$ 19,00



ESPAÑOL ACTUAL
MARÍA DEL CARMEN ALADRÉN
SAGRA LUZZATTO
(1995)
R$ 14,00



LAMPIÃO/A BEATA MARIA DO EGITO - RACHEL DE QUEIROZ (TEATRO BRASILEIRO)
RACHEL DE QUEIROZ
SICILIANO
(1995)
R$ 13,00



NOVOS ESTUDOS CEBRAP 76
VARIOS
EDIÇÕES CEBRAP
(2006)
R$ 11,90



COLEÇÃO BEM-ESTAR - PLANTAS MEDICINAIS - REMÉDIOS NATURAIS E SEUS BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE
FABIÁN CASSAN E OUTROS
SOL 90
(2006)
R$ 10,00



AS ESTRELAS CANTAM - Nº 2
NATSUKI TAKAYA
PANINI / PLANET MANGA
(2010)
R$ 7,90





busca | avançada
45185 visitas/dia
1,2 milhão/mês