Natureza Humana Morta | Vicente Escudero | Digestivo Cultural

busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Cinema é filosofia
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Mulher no comando do país! E agora?
>>> YouTube, lá vou eu
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Bar azul - a fotografia de Luiz Braga
>>> Eu + Você = ?
>>> Virtudes e pecados (lavoura arcaica)
>>> Pela estrada afora
>>> A vida sem computador
Mais Recentes
>>> Coleção Os Pensadores de Vários pela Abril Cultural (1973)
>>> Passando a Limpo: a Trajetória de um Farsante: História Completa... de Pedro Collor de Mello/ Coord. Dora Kramer pela Record (1993)
>>> Passando a Limpo: a Trajetória de um Farsante: História Completa... de Pedro Collor de Mello/ Coord. Dora Kramer pela Record (1993)
>>> Um Diplomata da Regeneração - O 1º Conde de Villa Franca do Campo de Fernando Abecassis pela Tribuna da Historia (2007)
>>> Inspeção do Trabalho de Nelson Mannrich pela LTr (1991)
>>> Jurupari - Estudos de Mitologia Brasileira de Silvia Maria S. de Carvalho pela Ática (1979)
>>> Sport in the 21st Century de John Mehaffey & Reuters pela Thames & Hudson (2007)
>>> Matemática para economistas de Alpha Chiang pela Unesp (1982)
>>> Memórias do cárcere 3º volume Colônia Correlaccional de Graciliano Ramos pela José Olympio (1954)
>>> As hortaliças na medicina doméstica de A. Balbach pela Edel
>>> Caderno de teses vol.2 28ºCongresso Nacional procuradores Estado de Helena Maria Silva Coelho pela Metropole industria gráfica ltda (2002)
>>> Casais Inteligentes Enriquecem Juntos de Gustavo Cerbasi pela Gente/ SP. (2004)
>>> Ordem Juridico-econômica e trabalho de Ricardo Antonio Lucas Camargo pela Sergio antonio fabris (1998)
>>> Capo Verde. Una storia lunga dieci isole de Marzio Marzot & Maria de Lourdes de Jesus et alii pela D'Anselmi (1989)
>>> Investimentos Inteligentes: Para Conquistar e Multiplicar o seu Primeiro Milhão de Gustavo Cerbasi pela Thomas Nelson do Brasil (2008)
>>> Esquecidos e Renascidos - Historiografia Acadêmica Luso-americana de Iris Kantor pela Hucitec (2004)
>>> Nova York anos 40 de Andreas Feininger pela Museu Lazar Segall (2011)
>>> O Intelectual e o Poder de Eduardo Portella pela Tempo Brasileiro/ RJ. (1983)
>>> Indivíduo e Cosmos na Filosofia do Renascimento de Ernest Cassirer pela Martins Fontes (2001)
>>> Fundamentos Culturales de Civilizacion Industrial de John U. Nef pela Editorial Paidós/ Buenos Aires (1964)
>>> Noções Preliminares de Direito Previdenciário de Wagner Balera pela Quartier Latin (2004)
>>> Salvador Negro Amor de Sérgio Guerra pela Maianga (2007)
>>> Ensaios de Biologia Social - Encadernado de Josué de Castro pela Brasiliense/ SP (1957)
>>> A imprensa na História do Brasil & Fotojornalismo no século XX de Oswaldo Munteal & Larissa Grandi pela Desiderata/PUC (2005)
>>> Roteiro de Macunaíma (Encadernação de Luxo) de M. Cavalcanti Proença/ Autografado pela Ahembi/ SP. (1955)
>>> Alferes Teófilo Olegário de Brito Guerra -Um Memorialista Esquecido de Raimundo Soares de Brito pela Coleção Mossoroense (1980)
>>> HQ Os Grandes Inimigos do Mandrake Nº 2 + A Volta do Camelo de Barro de Lee Falk pela Globo (1989)
>>> Lugar de Fala de Djamila Ribeiro pela Polen (2019)
>>> Administração Financeira Internacional de David K. Eiteman, ArthurStonehill, e Michael Moffett pela Bookman (2002)
>>> HQ Os Grandes Inimigos do Mandrake Nº 1 + o Retorno do Cobra de Lee Falk pela Ebal (1989)
>>> História da Literatura Portuguesa/ Encadernado de Antonio José Saraiva e Oscar Lopes pela Porto Ed.
>>> Cortez -A Saga de Um sonhador de Teresa Sales -Goimar Dantas pela Cortez (2010)
>>> HQ Os grandes inimigos do Mandrake Nº 4 + Os Oito Tentáculos da Morte de Lee Falk pela Ebal (1989)
>>> HQ Rastros de ódio - Revista Cinemin Nostalgia 3 de Diversos Autores pela Ebal (1989)
>>> Regulamento do ICMS do Rio de Janeiro de Ana Cristina Martins Pereira pela Lex (2006)
>>> A cidade do sol de Khaled Hosseini pela Nova froteira (2007)
>>> HQ Revistsa Elipse nº 1 + Crepúsculo dos Super-heróis de David Campiti & Kevin Juaire & Bart Sears pela Ebal (1992)
>>> Cinquenta tons mais escuros de E L James pela Intrínseca (2012)
>>> As mil e uma noites- os corações desumanos de René Khawam pela Brasiliense (1991)
>>> HQ Quem foi? Os prisioneiros de Sulma de Diversos Autores pela Ebal (1982)
>>> Autoritarismo e Participação Política da Mulher de Fanny Tabak pela Graal/ RJ. (1983)
>>> Cartas entre amigos - sobre os medos contemporâneos de Fábio de melo e Gabriel chalita pela Ediouro (2009)
>>> A Civilização Romana de Pierre Grimal pela Edições 70 (2001)
>>> Centenário de José Bezerra Gomes de Joabel R. de Souza pela Fcjbg (2011)
>>> Alienação na Univesidade - a Crise dos Anos 80 de Paulo L. Hoffmann pela Edit. da UFSC (1985)
>>> O castelo da intriga de Paulo Stewart pela Scipicione (1996)
>>> No Tempo dos Faraós (Crianças Na História) de Ginette Hoffmann - Françoise Lebrun pela Scipione (1993)
>>> No Tempo dos Faraós (Crianças Na História) de Ginette Hoffmann - Françoise Lebrun pela Scipione (1996)
>>> As asas do joel de Walcir Carrasco pela Quinteto Editorial (2019)
>>> No Tempo dos Faraós (Crianças Na História) de Ginette Hoffmann - Françoise Lebrun pela Scipione (1998)
COLUNAS

Quinta-feira, 15/3/2012
Natureza Humana Morta
Vicente Escudero

+ de 2500 Acessos

David Fincher tornou-se o primeiro grande diretor de cinema a interpretar de forma convincente o mundo pós-internet, com uma estética baseada na reprodução sombria de lugares reconhecidos por altos valores morais e humanos, como a Universidade de Harvard em A Rede Social e a Suécia de Os Homens que Não Amavam as Mulheres, habitados por personagens lutando sem descanso contra a superfície medíocre e corrupta do cotidiano. São como os caranguejos da fábula, tentando escalar para fora do aprisionamento do balde, mas puxados de volta pela ação conjunta dos mais fracos para forçá-los a compartilhar o destino trágico da maioria. David Fincher produziu nestes últimos filmes os dois personagens mais próximos da mística de um indivíduo construído exclusivamente pelos valores prevalecentes na internet, como a solidão compartilhada e o ativismo anarquista. Em um mundo onde a vida orgânica dos personagens não entra em contato com a paisagem, que serve apenas para reprimir os desejos, a resistência individual apresenta-se como o único oxigênio a impulsionar a vida.

Lisbeth Salander e Mark Zuckerberg, personalidades danificadas e muito inteligentes, que não atuam dentro das regras tradicionais da sociedade e arriscam tudo para transformá-la, são diferentes nos limites da origem ficcional e real de cada um, mas compartilham o mesmo caráter e a moral relativista de justificativa dos meios pelos fins. Lisbeth Salander, a garota da tatuagem de dragão, não se preocupa em extrapolar os limites éticos e legais do que poderia ser uma investigação policial convencional, nem se preocupa em reprimir o desejo sádico no momento de punir seu algoz sexual. Abandonada no labirinto da burocracia pública, retratado por David Fincher como uma coleção de corredores silenciosos e salas vazias com portas trancadas, Lisbeth é a única pulsão de vida dentro de um organismo em decomposição. Seu moicano serve como uma couraça de espinhos contra a repressão da tutela exercida pelo Estado e suas tatuagens são verdadeiros símbolos religiosos servindo de proteção contra o mal. Nesse exercício de sobrevivência, não surpreende que muitas vezes acabe criando mesmo mal que combate.

Mark Zuckerberg também não se conecta com o mundo real, em A Rede Social, e consegue manter o equilíbrio nas suas relações apenas enquanto não existem disputas. A Harvard onde programa as primeiras linhas de código do Facebook não passa de um desfile de membros de fraternidades pelo prêmio do homem mais popular. Estranho imaginar os irmãos gêmeos Winklevoss, que completam as frases um do outro e se vestem da mesma forma, como pessoas reais e não uma invenção ficcional macabra. O cacoete aristocrático da dupla, no filme, transforma as instalações da Universidade, por onde passam, em vestíbulos de um castelo. Quando nasce o conflito pelo controle do Facebook, a personalidade arrogante e controladora dos irmãos vem à tona e encontra um páreo imbatível na mistura de coragem e impertinência de Zuckerberg. A narrativa da história, a partir da sala de negociações onde são ouvidas as testemunhas preliminares da disputa judicial pelo controle do Facebook é reproduzida por Fincher no mesmo estilo da Suécia de Millenium. As luzes são fracas e as cores, sem vida. Os personagens estão sentados lado a lado, mas a hostilidade dos diálogos, principalmente das falas de Zuckerberg, retratam uma disputa entre o moderno e o antigo, entre o mundo da produção burocrática do século XX e o território de conquistadores disléxicos do século XXI.

Em circunstâncias normais estas características modernas dos personagens não seriam relevantes, mas dentro da estética desenvolvida por David Fincher, em que a luz parece nunca ser suficiente para vencer a escuridão, mesmo durante o dia, elas representam a expressão mais forte da resistência, da pulsão da vida, uma espécie de adaptação genética às condições hostis de um ambiente extremamente repressivo e resistente a transformações. Essa mesma luz imobiliza os dramas e esconde da cena tudo que é acessório aos conflitos. Na Suécia de Millenium os únicos espaços iluminados são a redação da revista de Blomkvist e a casa do reencontro de Henrik e Anita Vanger. Já em A Rede Social, os momentos de claridade são o surgimento de Sean Parker, na cama com uma estudante, e seu primeiro encontro com Zuckerberg e Eduardo Saverin, num restaurante.

As personalidades de Lisbeth e Zuckerberg, nas produções de Fincher, revelam-se apenas quando retratadas no contraste com o ambiente sombrio, como pinturas da natureza morta, de objetos imóveis e solitários, iluminados por uns poucos raios de luz. A simplicidade e a falta de sentido da pintura de objetos vulgares assemelha-se à estética adotada na reprodução destes personagens por Fincher. Objetos e personagens transformam-se em arte apenas quando revelados pela luz precisa de um grande artista.


Vicente Escudero
Campinas, 15/3/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O chamado de Cthulhu de Gian Danton
02. Lições literárias de Gian Danton
03. O enigma da 21ª letra de Luis Eduardo Matta


Mais Vicente Escudero
Mais Acessadas de Vicente Escudero em 2012
01. A mitologia original de Prometheus - 2/8/2012
02. Ao Sul da Liberdade - 14/6/2012
03. Uma nova corrida espacial? - 17/5/2012
04. Deixa se manifestar - 20/12/2012
05. Tolos Vorazes - 19/4/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




UM IR E VIR COTIDIANO
SIVA BIANCHI
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



TRAÍDA SÉRIE HOUSE OF NIGHT - LIVRO 02 8898
P C CAST E KRISTIN CAST
NOVO SÉCULO
(2009)
R$ 10,00



OSTEOPOROSE
M. A. DAMBACHER E E. SCHATCHT
ALFAD
R$ 9,00



MANEJO REPRODUTIVO DE OVINOS DE CORTE (NAS REGIÕES CENTRO-OESTE, NORTE E SUDESTE DO BRASIL)
AURORA MARIA GUIMARÃES GOUVEIA CLÁUDIO JOSÉ BORELA ESPESCHIT E SILVIA LETICIA TARTARI
LK
R$ 63,00



TRAVESSIA REPORTAGEM SOBRE O SERTÃO DE GUIMARÃES ROSA
JULIANA SIMONETTI
LINC
(2010)
R$ 35,00
+ frete grátis



O LIVRO DOS MILAGRES
KEVIN BELMONTE
THOMAS NELSON BRASIL
(2015)
R$ 36,00



POIROT INVESTIGA
AGATHA CHRISTIE
RECORD
(2001)
R$ 10,00



LOVE KISS
GILBERT OAKLEY
DIAMOND STAR
(1970)
R$ 19,82



O GUIA OFICIAL DO CLUB PENGUIN VOL 1
DISNEY
MELHORAMENTOS
(2011)
R$ 4,00



DIREITO PENAL CONCRETO
ANTÔNIO JOSÉ MIGUEL FEU ROSA
CONSULEX
(1992)
R$ 26,82





busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês