A voz da singularidade | Gian Danton | Digestivo Cultural

busca | avançada
37594 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Nova edição da Bailinho terá karaokê, flash mobs, correio do amor e cartomante
>>> Hotel Andronis, na Grécia, promove festival de música e gastronomia
>>> Prêmio Sesc de Literatura anuncia os vencedores da edição de 2023
>>> Omodé: Festival Sesc de Arte e Cultura Negra para a Molecada no Sesc Bom Retiro
>>> Arranha-céus do centro de São Paulo trocam olhares com o público
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Pulp Fiction e seus traços em Cocaine Bear
>>> Rabhia: 1 romance policial moçambicano
>>> Nélio Silzantov e a pátria que (n)os pariu
>>> Palavras/Imagens: A Arte de Walter Sebastião
>>> Rita Lee Jones (1947-2023)
>>> Kafka: esse estranho
>>> Seis vezes Caetano Veloso, por Tom Cardoso
>>> O batom na cueca do Jair
>>> O engenho de Eleazar Carrias: entrevista
>>> As fitas cassete do falecido tio Nelson
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Roberto Vinháes (2023)
>>> Something About You (Cary Brothers & Laura Jansen)
>>> Uma história do Airbnb (2023)
>>> Vias da dialética em Platão
>>> Uma aula sobre MercadoLivre (2023)
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
Últimos Posts
>>> Não esqueci de nada
>>> Júlia
>>> Belém, entre a cidade política, a loja e a calçada
>>> Minha Mãe
>>> Pelé, eterno e sublime
>>> Atire a poeira
>>> A Ti
>>> Nem o ontem, nem o amanhã, viva o hoje
>>> Igualdade
>>> A baleia, entre o fim e a redenção
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A fragilidade dos laços humanos
>>> Enquanto agonizo, de William Faulkner
>>> Do Colunista
>>> A Teoria de Tudo
>>> O criado e o mordomo: homens do patrão
>>> Michael Jackson e a Geração Thriller
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Acho que entendi o Roberto Setubal
>>> A esquerda nunca foi popular no Brasil
>>> Apresentação
Mais Recentes
>>> O Código de Deus de Gregg Braden pela Cultrix (2006)
>>> O Poder de dar a volta por cima de Edgar Ueda pela Citadel Editorial (2018)
>>> 100 Graus o ponto de ebulição do sucesso de Rafa Prado pela Gente (2016)
>>> O Milagre da Manhã de Hal Elrod pela Best Seller (2018)
>>> Pense Simples de Gustavo Caetano pela Gente
>>> Tudo começa com a comida de Dallas Hartwig pela Sextante
>>> Códigos para uma vida extraordinária de Diego Araújo pela Luz da Serra
>>> Decifre seu Talento de Paulo Vieira pela Gente
>>> Produtividade para quem quer tempo de Geronimo Theml pela Gente (2016)
>>> Reinice de Jon Acuff pela Figurati
>>> Bilionários de Ricardo Geromel pela Leya
>>> Las Manos 456 de Luz Daregt Rojas Castañeda pela Sem
>>> As aventuras do marujo verde 456 de Gláucia Lemos pela Atual (2003)
>>> Eleanor e Park 456 de Rainbow Rowell pela Novo Século (2014)
>>> Como chegar ao sim com você mesmo 456 de William Ury pela Sextante (2015)
>>> Aventuras e perigos de um copo d água 456 de Julieta de Godoy Ladeira pela Atual (2009)
>>> Sempre há Tempo 456 de Eliane Macarini pela Lúmen (2018)
>>> O que você quiser 456 de Sara Fawkes pela Planeta (2013)
>>> Leonardo da Vinci 456 de Walter Isaacson pela Intrínseca (2017)
>>> Liderança Saudável 456 de Alkíndar de Oliveira pela Planeta (2007)
>>> Os grandes experimentos científicos 456 de Michel Rival pela Jorge Zahar (1997)
>>> Calabar de Chico Buarque e Ruy Guerra 456 de Chico Buarque pela Civilização Brasileira (1993)
>>> A Capital Federal 456 de Arthur Azevedo pela Martin Claret
>>> Médico de homens e de almas 456 de Taylor Caldwell pela Record
>>> A Baleia 456 de Roberto Marinho de Azevedo pela Companhia das Letras (2002)
COLUNAS >>> Especial Blogs

Terça-feira, 14/6/2005
A voz da singularidade
Gian Danton
+ de 7800 Acessos
+ 4 Comentário(s)

Corria o distante ano de 2001. Nessa época eu colaborava com os sites Esfera e Pijama Selvagem, ambos de Nemo Nox, o cara mais criativo que já conheci na internet brasileira. Em uma das trocas de e-mail ele me convidou para conhecer o Por um Punhado de Pixels. Achei que era um site estranho e não entendi muita coisa. Era um blog. Na verdade, naquele momento eu estava tendo contato com o melhor blog que já pude ler, mas não sabia o que era.

Cerca de um ano depois, uma aluna me convidou para conhecer seu blog, o Humano, Demasiado Humano (atualmente fora do ar). Foi a primeira vez que ouvi falar diretamente do assunto. "Ora professor, agora todo mundo está tendo seu blog!", dizia ela.

Uma pesquisa básica sobre o tema não me deixou uma boa impressão. Deparei-me com uma infinidade de páginas que pareciam só ter interesse para seus autores e mais um ou outro indivíduo. Os posts se limitavam a frases do tipo: "Ontem o Beto ficou de me encontrar no cinema e furou. Odeio o Beto!" ou "A Mariana comprou celular novo. Fiquei morrendo de inveja".

Já é sabido e conhecido o fascínio do brasileiro por fofoca, o que explica o sucesso de blogs desse tipo e de programas como o Big Brother, mas era aterrador imaginar que não havia inteligência na internet. Será que todos os blogueiros estariam preocupados apenas com seus umbigos, com a tinta de cabelo ou com namoricos? Nada de mais interessante ou substancial?

Felizmente meus temores eram exagerados. Logo fui descobrindo endereços que pareciam ir na contra-corrente. Seus autores estavam interessados em explorar as possibilidades do novo meio e estavam criando uma nova linguagem na internet, inclusive do ponto de vista jornalístico.

Da mesma forma que a televisão no Brasil surge do rádio e no começo tenta imitar sua linguagem, a internet surge inicialmente como uma imitação dos veículos impressos. Vide a grande quantidade de jornais e revistas com versão on-line. As pessoas que escrevem esses textos parecem, na maioria, estar usando um paradigma antigo para uma situação nova. A nova linguagem da internet, inclusive jornalística, parece estar se desenvolvendo nos blogs.

A possibilidade de interação, por exemplo, tem sido plenamente explorada. Além dos comentários, fórum óbvio de discussão dos assuntos, os posts parecem cada vez mais ser direcionados pelos estímulos que vêm dos leitores. Um manda uma poesia, outro faz um comentário, que é respondido pelo autor do blog. Temas que fazem sucesso são retomados...

A forma como a notícia é tratada pelos blogs também pode ser um parâmetro interessante. Primeiro, óbvio, a instantaneidade. O fato mal está acontecendo e os blogs já o estão noticiando. A formatação pessoal do veículo, que originalmente deveria ser um diário, faz com que blogueiros experimentem ir além da cartilha da objetividade jornalística. Textos em primeira pessoa, a interpretação em consonância com a notícia, fazem o diferencial.

Por outro lado, a grande facilidade de produção de um blog faz com que ele tenha pouco comprometimento com organizações (empresas, governos). Por essa razão, blogs têm divulgado informações que são escamoteadas pela grande imprensa, ou porque a notícia é danosa para os interesses de poderosos, ou porque ela é de interesse apenas de um pequeno grupo. Em meio à aldeia global, ressurgem as singularidades, o interesse pelo pequeno, como, por exemplo, noticiar algo que interessa a um bairro, a uma cidade, a uma classe, como a de professores.

A Amazônia, por exemplo, é uma das regiões mais comentadas, mas também das mais desconhecidas do Brasil. Os veículos que se propõe a ser porta-vozes dessa área, ou estão sobre controle de grupos de interesse, ou têm alcance geográfico segmentado, ou a vêm com olhos de colonizador, como o Globo Repórter falando que aqui não se come frutas e esquecendo que o açaí é a base da alimentação local.

O desconhecimento é tão grande que, certa vez, em uma loja em Curitiba, a vendedora insistia em tentar vender para minha esposa um casaco de couro. Eu pacientemente expliquei que morávamos em Macapá e que nunca íamos ter oportunidade de usar uma roupa como aquela em nossa cidade. A moça fez cara de quem não estava entendendo: "Mas na Amazônia faz frio como aqui em Curitiba, não faz?". Os blogs podem refletir essas realidades locais melhor do que outro veículo, pois a sua voz é a voz de quem mora e está vivendo aquela realidade, uma voz que não fica restrita a um local geográfico, mas pode se expandir na rede.

Por essa razão, minha lista de blogs, além daqueles que considero interessantes e visito semanalmente, inclui também alguns blogs de autores amazônicos, a maioria desconhecidos de leitores do sul-sudeste. É uma ótima oportunidade de conhecer, mesmo que virtualmente, a região.

Alcinéa - Alcinéa Cavalcante é de uma tradicional família de jornalista amapaenses. Seus posts falam na maioria de assuntos políticos do Amapá e da Amazônia, mas também há espaço para mensagens mais descontraídas, como as que falam da Banda, o maior bloco de sujos da Amazônia, que se desenvolveu no Amapá no vácuo dos deficientes desfiles carnavalescos.

Corrêa Neto - Trata-se de um site comandado por um dos mais polêmicos jornalistas amapaenses. Embora seja um site, traz a coluna Geléia Geral, no formato de blog, no qual Correa Neto dá suas opiniões sobre fatos que vão da política à ecologia.

Paulo Ronaldo - Blog de um poeta amapaense. Mistura poesia com listas de preços praticados em Macapá e costumes locais.

Por um Punhado de Pixels - O melhor blog no qual já pus os olhos. Visita obrigatória para quem quer conhecer blogs inteligentes, de visual limpo e eficiente.

Franco Atirador - Blog de Lúcio Manfredi, roteirista da Globo (co-autor, entre outros, da minissérie Um só Coração). Manfredi faz ótimas críticas de filmes, do ponto de vista do roteiro, e fala sobre magia do caos e psicologia junguiana.

Mude - Blog do poeta Edson Marques, que foi plagiado por Cecília Meireles, num caso único de plágio post-mortem. Explica-se: a poesia "Mude" ("Mude, mas comece devagar,/ porque a direção é mais importante/ que a velocidade./ Sente-se em outra cadeira,/ no outro lado da mesa./ Mais tarde, mude de mesa./ Quando sair,/ procure andar pelo outro lado da rua./ Depois, mude de caminho,/ ande por outras ruas,/ calmamente,/ observando com atenção/ os lugares por onde /você passa...") foi usada em um comercial da Fiat e creditada à Cecília. Como os parentes da escritora receberam direitos autorais, negam-se a admitir quem é o verdadeiro autor, apesar de todas as provas em contrário. Além de detalhes da polêmica, o blog traz ótimas poesias do autor.

Leitura Aleatória - Blog daquela aluna que primeiro me falou sobre blog, a Carol Assis. Resenhas de filmes e livros misturam-se a posts sobre literatura e música amazônica (inclusive muito rock!).

O Contador de Histórias - Blog de Paulo Zab. Além de notícias sobre cultura, traz informações curiosas, como o nome e o e-mail dos deputados de Rondônia que foram filmados pedindo propina ao governador. Também traz artigos interessantes, como um sobre o "estranho hábito amazônida" de tomar vários banhos diários.

Nota do Editor
Gian Danton ou Ivan Carlo assina hoje o blog que leva seu nome.


Gian Danton
Macapá, 14/6/2005

Mais Gian Danton
Mais Acessadas de Gian Danton
01. Uma norma para acabar com os quadrinhos nacionais? - 25/7/2014
02. A Teoria Hipodérmica da Mídia - 19/7/2002
03. Público, massa e multidão - 30/8/2002
04. A teoria do caos - 22/11/2002
05. A proposta libertária - 5/2/2016


Mais Especial Blogs
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
31/5/2005
21h42min
Eu achei muito bom teres sido chamado para escrever sobre blogs, Ivan. Afinal, nossa pespectiva de blogueiros amazonidas é diferente das demais regiões, lembrando ainda que nós ainda estamos começando a criar uma rede blogueira aqui no estado, acho que a grande maioria dos blogs indicados aqui são bem recentes... o que quer dizer que também os leitores destes veículos estão começando a entender como isso funciona. Tem gente que entra lá no blog e não sabe que pode participar do papo apertando naquele espaço para comentários, o que também pode ser uma decorrência dos nossos antigos modelos de nào-interatividade. Pra mim o blog acabou virando meu único refúgio como recém formada e desempregada ...então enquanto isso, eu fico aqui e escrevo da minha casa. Abraços Gian e obrigado pela indicação. P.S cade os coments lá do seu blog, hein? Poe de novo...
[Leia outros Comentários de Carol Assis]
1/6/2005
17h33min
Isso é muito bom. Na verdade, quando eu criei o blog "O Contador De Historias" tinha a intenção de estar trocando idéia, basicamente, com os meus amigos e alguns amiguinhos da internet, mas depois que se começa a escrever algo e se observa que começam a aparecer pessoas que você não conhece dizendo que gostaram do que você escreveu ou que concordam e discordam, enfim, discutem sobre a sua produção... Tudo isso gera um certo sentimento de satisfação. Foi o que aconteceu agora, pois jamais imaginaria que meu blog fosse comentado em outro lugar, isso prova que há pessoas que visitam estes lugares sem você imaginar!Há braços.
[Leia outros Comentários de Paulozab]
3/6/2005
15h26min
Caro Gian Danton, muito bom o seu artigo. Principalmente quando falas das particularidades dos blogs e suas capacidades de influenciar outras realidades. Também gostei de ter colocado os blogs de Amapá, como bem disse a Carol, os blogueiros da Amazônia postam uma outra realidade e ainda estamos na primavera desse mundo. Toco um blog onde tento mostrar a realidade de uma cidade no Coração do Amazonas: Coari e seus arredores. Como no Amapá são poucos os blogueiros por aqui que tratam das questões regionais, a maioria quer ir caminhando imitando os blogueiros de sucesso em nível naiconal. Parabéns pelo artigo. Abraços e continue.
[Leia outros Comentários de Francisco José]
18/6/2005
14h06min
Gian, eu sou macapaense, porém moro há 11 anos em Campinas/SP, e gostei de saber, através de seu texto, um pouco mais sobre os blogs amazônicos. Alguns, por surpresa e satisfação, eu já havia visitado e vi listados aqui. Gostei de saber que muitos internautas possuem essa preocupação e dedicação com sua produção, não apenas fazem do blog uma mera caderneta de recados, como muitos que infelizmente, como você, já tive a decepção de conhecer. No entanto, posso sugerir, para tentar entrar na sua lista de preferidos, e na de outros possíveis leitores, outro blog de uma colega de palavras de Brasília, chamada Tamara Costa. Dê uma olhada, avalie e tire suas conclusões. Até mais, um abraço!
[Leia outros Comentários de Marlon Vilhena]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Varanda: o cotidiano do Carioca
Nísia Nóbrega
Rio Fundo
(1995)



Desafios do Sistema Financeiro Nacional
Alessandra Von Borowski Dodl
Campus
(2011)



Casas de Vidro - Glass Houses
Renato Anelli / Sol Camacho
Romano Guerra



Os Pensadores - Xxiii - Tratado Sobre os Pricipios do Conhecimento Hum
George Berkeley / David Hume
Abril Cultural
(1973)



A Arte de Liderar - Vivenciando Mudanças Num Mundo Globalizado
Sonia Jordão
Do Autor



A Década de 60 - Rebeldia, Constentação e Repressão Política
Maria Helena Simões Paes
Atica



A Cabala - Tradição Secreta do Ocidente - N║1
Papus
Sociedade das Ciências Antigas
(1983)



Diagnósticos de Enfermagem da Nanda. 2003-2004
Vários Autores
Artmed
(2005)



Como Se Escreve? Linguagem
Mega Letronix
Abril



/Empreenda (Quase) Sem Dinheiro
José Dornelas
Saraiva
(2009)





busca | avançada
37594 visitas/dia
1,8 milhão/mês