O Vendedor de Passados | Marilia Mota Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
35004 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> Estratégia Econômica Governo
>>> Brandenburg Concertos (1 - 6)
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Para entender Paulo Coelho
>>> O amor que choveu
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meus livros, meus tablets e eu
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> Sem música, a existência seria um erro
>>> Jardim da Infância
>>> A arte como destino do ser
>>> Essa tal de Dança Contemporânea
>>> O soldado absoluto
Mais Recentes
>>> Ah! Eu Não Acredito! de Sérgio Almeida pela Casa da Qualidade (2001)
>>> As Aventuras de Pedro Malasarte de Sérgio Augusto Teixeira pela Ediouro
>>> O'Hurley's Return de Nora Roberts pela Visit Silhouette Books (2010)
>>> Glory in Death de Nora Roberts (Writing as J. D. Robb) pela Berkley (2000)
>>> Do-In: Primeiros Socorros - Vol. 2 de Juracy Cançado pela Ground (1983)
>>> Do-In: Livro dos Primeiros Socorros - Vol. 1 de Juracy Campos L. Cançado pela Ground (1984)
>>> Amor em São Petersburgo de Heinz G. Konsalik pela Bestbolso (2009)
>>> Buenos Aires de A a Z de Luis Fernando Oliveira Araújo pela Artes e Ofícios (2008)
>>> A Posse da Terra de Cândida Vilares Gancho pela Ática (1991)
>>> O Escolhido (Jurupari) de Francisco Brasileiro pela Clube do Livro (1970)
>>> O Planeta do Sr. Sammler de Saul Bellow pela Abril Cultural (1982)
>>> Feliz Ano Velho de Marcelo Rubens Paiva pela Brasiliense (1983)
>>> Liberdade Sem Medo (Summerhill) de A. S. Neill pela Ibrasa (1980)
>>> Otimismo em Gotas de R. O. Dantas pela Otimismo (1977)
>>> Portugal: Lembranças de uma Vida de Alberto Mosa pela Elevação (1999)
>>> O Quinze de Rachel de Queiroz pela José Olympio (2010)
>>> Não Deixe Para Depois O Que Você Pode Fazer Agora de Rita Emmett pela Sextante (2003)
>>> Não Leve a Vida Tão a Sério de Hugh Prather pela Sextante (2003)
>>> Telensino Inglês Básico I vol. 1 de Suely Mesquita Cossenza pela Ministério do Exército (1997)
>>> Estrutura do Direito Penal de Luiz Vicente Cernicchiaro pela José Buschetsky (1976)
>>> Lineamenti Di Storia e de Letteratura Italiana Ed Europea, 2:... de Sambugar- Ermini pela Nuova Italia, Milano (1997)
>>> Novelas/ Raul Pompeia Obras - Volume I de Raul Pompeias/ (org.: Autografo: Afrânio Coutinho) pela Civilização Brasileira/olac (1981)
>>> A Síntese Organica do Itinerarium Aetheriae de Enio Aloisio Fonda pela Fac. de Filosofia de Assis / S (1966)
>>> O Fundamento de Validade do Direito - Kant e Kelsen de Alexandre Travessione Gomes pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2004)
>>> Aspectos da Higiene Hospitalar de Hélio Lopes (Engenheiro) pela Impr. Oficial/ Belo Horizonte (2019)
>>> Fundamento da Investigação Literaria de Eduardo Portella/ Autografado pela Rosa dos tempos/ RJ. (1974)
>>> A Amazônia Misteriosa (Formato original) de Gastão Cruls pela Organização Simões: Rj. (1953)
>>> Comunicação Alternativa e Movimentos Sociais na Amazonia Ocidental de Pedro Vicente Costa Sobrinho (Autografado) pela Ed. Univ. Ufpb; João Pessoa (2001)
>>> Emoções Amazônicas: Guia Fotográfico-... dos Ecossistemas Amazônicos de Francisco Ritta Bernardino pela Photoamazonica (1998)
>>> Reumatismo e Artrite: Tratamento Médico e Cuidados Caseiros... de John H. Bland pela Ibrasa (1962)
>>> A Invasão Farmacêutica de Dupuy e Karsenty pela Graal/ RJ. (1979)
>>> A Invasão Farmacêutica de Dupuy e Karsenty pela Graal/ RJ. (1979)
>>> Mosaico Crítico: Ensaios Sobre Literatura Contemporânea de Georg Otte - Silvana Pessôa de Oliveira/ Org. pela Autêntica/ Belo Hte. (1999)
>>> A Dança da Serpente: a Revolução Silenciosa de Bárbara Heliodora de Sebastião Martins pela Ed. Lê/ Belo Horizonte (1996)
>>> A Dança da Serpente: a Revolução Silenciosa de Bárbara Heliodora de Sebastião Martins pela Ed. Lê/ Belo Horizonte (1996)
>>> Liga da Justiça "A Guerra da Trindade" de Geoff Johns pela Panini Books (2017)
>>> Star Wars "Episódio IV: Uma Nova Esperança" de Disney/ Lucasfilm pela Panini Books (2018)
>>> Terras do Sem Fim de Jorge Amado pela Martins (1964)
>>> Star Wars "Episódio V: O Império Contra-Ataca" de Disney/ Lucasfilm pela Panini Books (2018)
>>> Star Wars: Ascensão da Força Sombria; Trilogia Thrawn Livro 2 de Timothy Zahn pela Panini Books (2018)
>>> Superman "Universo DC Renascimento" Vol. 2 de K. Perkins pela Panini Books (2018)
>>> The Walking Dead: Segurança Atrás das Grades de Robert Kirkman pela Panini Books (2018)
>>> Direito e Relações Internacionais de Vicente Marotta Rangel pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> O Cão: 1000 Perguntas, 1000 Respostas de Théo Gygas pela Discubra (1987)
>>> Follow Up do Recém-Nascido de Alto Risco de Sonia Maria B. Lopes e José Maria de A. Lopes pela Medsi (1999)
>>> The Walking Dead: Os mais íntimos desejos Vol. 4 de Robert Kirkman pela Panini Books (2018)
>>> Torneio de Campeões "Coleção Histórica" de Marvel pela Panini Books (2017)
>>> Escalpo "Edição de Luxo" Livro 2 de Jason; Aaron pela Panini Books/ Vertigo (2018)
>>> Batman "O príncipe encantado das Trevas" Livro 1 de Marini pela Panini Books (2018)
>>> Universo X de Marvel pela Panini Books (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 9/5/2018
O Vendedor de Passados
Marilia Mota Silva

+ de 7200 Acessos

"Tudo o que era sólido se desmancha no ar, tudo o que era sagrado é profanado, e as pessoas são finalmente forçadas a encarar com serenidade sua posição social e suas relações recíprocas." Karl Marx, Manifesto Comunista


"O Vendedor De Passados", romance do angolano, de ascendência brasileira e portuguesa, José Eduardo Agualusa, publicado em 2004 pela editora Gryphus, é um livro fininho e divertido, mas essa primeira impressão engana. Não é uma leitura simples. Cada palavra, cada imagem vem carregada de simbolismos, reflexões, sentimentos que ficam repercutindo em nossa mente, pedindo uma leitura mais atenta.

A história é narrada por Eulálio, uma lagartixa que vive nas frestas e teto de uma casa antiga, e dali acompanha a vivência do seu único habitante, o albino Felix Ventura. Felix Ventura inventa e vende árvores genealógicas, com antepassados nobres, gente de estirpe. Minucioso, cria enredos e biografias, fornece até mesmo fotos de ancestrais ilustres. Para esse trabalho, além de seus arquivos, ele conta com uma vasta biblioteca, herança de seu pai adotivo. Seu pai e seu avô eram alfarrabistas. Ele mesmo nasceu entre livros:

O mulato Fausto Bendito Ventura, alfarrabista, filho e neto de alfarrabistas, encontrou numa manhã de domingo, um caixote à porta de casa. Lá dentro, estendido sobre vários exemplares d' A Relíquia de Eça de Queirós, estava uma criturinha nua muito magra e deslavada, com um cabelo de espuma incandescente, e um límpido sorriso de triunfo".


“Eça foi o meu primeiro berço”
, Felix costuma dizer com orgulho.
Eça, perfeita escolha: nenhum escritor traduziu melhor que ele a cultura portuguesa tradicional, seus mitos, a misoginia, o catolicismo, as castas sociais, a hipocrisia, cultura que é também o nosso berço, como ex-colônia.

Fausto Bendito Ventura, pai de Felix, era um bon-vivant que se orgulhava de seu parasitismo. Quando lhe perguntavam o que fazia nos dias úteis, ele respondia com humor: para mim todos os dias são inúteis, e eu os passeio. Acabou se tornando alfarrabista por distração. Tinha herdado do pai a casa em que vivia repleta de livros, de todos os assuntos e épocas. À tarde ele se sentava na varanda da casa, e quem estivesse interessado entrava, e ia examinar as pilhas de livros colocadas ao acaso no chão. A vida mansa dos Ventura teve sua origem no bisavô de Felix, traficante de escravos entre Angola e Brasil.

Os clientes de Felix vem da nova burguesia angolana, emergentes dos anos de guerra civil que seguiu-se à independência do país. São empresários, ministros, fazendeiros, generais, gente com o futuro assegurado, mas sem um passado condizente com seu novo status. O albino vende-lhes esse sonho singelo. Traça-lhes a árvore genealógica. Dá-lhes as fotografias de avôs e bisavôs, cavalheiros de fina estampa, senhores do tempo antigo.

Até que chega um sujeito, que parece vindo de outro tempo, ou do estrangeiro, que quer mais do que um passado novo. Quer também o presente, uma nova identidade, com documentos e raízes angolanas. Felix, relutante a princípio, vence seus escrúpulos, quando imagina o que poderá fazer com os dez mil dólares que o estrangeiro lhe oferece.

E assim nasce José Buchmann*, que assimila de tal maneira sua nova identidade, que a ficção começa a se confundir com a realidade.

Mas é inútil, o passado está vivo e vem furiosamente em seu encalço; como as minas enterradas no solo de Angola.

Quando se tornou independente de Portugal, em 1975, Angola ficou exposta à luta pelo poder entre as facções ideológicas que marcaram o século passado. China, Russia, Cuba e Estados Unidos plantaram minas no solo de Angola. Ninguém sabe, ao certo, quantas minas foram enterradas no chão de Angola. Entre dez e vinte milhões. Provavelmente haverá mais minas do que angolanos (p. 11)

Nada é de graça nesse livro, tudo é simbolismo. A casa que o albino divide com a lagartixa é como um navio cheio de vozes subindo um rio na noite escura. O jardim, na frente da casa, é maltratado e árido, protegido apenas por duas palmeiras muito altas e altivas. Há uma sala de visitas e a biblioteca. Essa é a face voltada para as visitas, para o público. Para se conhecer a verdadeira Angola, para se chegar à intimidade da casa, os quartos, a cozinha, o quintal verde e fresco, cheio de árvores frutiferas, há que atravessar um túnel longo úmido e escuro . Os nomes dos personagens também, como já vimos, são uma narrativa em si. A Velha Esperança, a avó que faz todo o trabalho pesado, levando o neto amarrado às costas, é o pilar que sustenta a casa. Angela Lucia é o anjo de luz, o anjo vingador, a que aceita e ama Felix, branco e negro como Angola. O Edmundo Barata dos Reis, barata dos reis, ex-agente do governo, que vive na sarjeta, mas continua fanático e fiel a sua ideologia.

Esses são apenas alguns aspectos notáveis do livro. Não falei dos sonhos da osga, da beleza do texto, de sua cadência e poesia. E vou me referir a mais um apenas, por sua atualidade, hoje até mais que em 2004.
Falo da mentira que se transformou num dos pilares da construção social. Mentira sempre existiu, naturalmente, mas não como hoje. Não nesse nível de cinismo. Ou paranóia. A noção pós-modernista segundo a qual a verdade não importa, o que importa é a narrativa impregnou nossa cultura e ganhou status de dogma. Não importa a realidade, não importam videos exibindo as mentiras, não importa a objetividade dos fatos. Importa a emoção, aquilo em que decidimos acreditar.

No livro, há cenas hilariantes de personagens que se agarram à ficção sobre si mesmos com tal convicção que passam a agir em função dessa nova narrativa, distorcendo a realidade como os espelhos no apartamento da fictícia Eva Miller. Fictícia?

A ironia atinge paroxismos como, por exemplo, no caso do padeiro que pagou muita propina para acelerar a legalização de suas padarias, e com isso, começou a frequentar as casas dos ministros e generais. Bastaram dois anos para ser ele mesmo nomeado Secretário de Estado para a Transparência Econômica e Combate à Corrupção. Mais um pouco e se tornou Ministro da Panificação e Laticínios. Empolgado com sua árvore genealógica novinha em folha, ele agora se prepara para escrever um livro que, na verdade, será escrito por Fausto Ventura: "História de um verdadeiro combatente", onde absolutamente tudo é mentira, e mesmo assim o "autor" se entusiasma, sinceramente convencido: Assim que A Vida Verdadeira de Um Combatente for publicada, a história de Angola ganhará outra consistência, será mais História. (p.139)

Esse parece ser um fenômeno prevalente hoje no mundo. A presidência de Trump é um bom exemplo. No último domingo, 29 de abril, o New York Times trouxe um artigo cujo título basta para ilustrar esse ponto: Porque os apoiadores de Trump não se importam com suas mentiras. (Why Trump Supporter's don't mind his lies).

Ainda assim, como disse Eulálio, a sábia lagartixa que tem memória de muitas vidas: A única coisa que em mim não muda é o meu passado: a memória do meu passado humano. O passado costuma ser estável. Está sempre lá, belo ou terrível, e lá ficará para sempre.

.


* Buchmann, seria "homem dos livros" em alemão, ou seria uma homenagem a Gonçalo Tavares, outro excelente escritor angolano, que tem um personagem com esse nome em seu romance "Aprender a Rezar na Era da Técnica".


Marilia Mota Silva
Washington, 9/5/2018


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Treliças bem trançadas de Ana Elisa Ribeiro
02. Meu Telefunken de Renato Alessandro dos Santos
03. Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes de Jardel Dias Cavalcanti
04. Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando de Elisa Andrade Buzzo
05. Do inferno ao céu de Cassionei Niches Petry


Mais Marilia Mota Silva
Mais Acessadas de Marilia Mota Silva
01. Contra um Mundo Melhor, de Luiz Felipe Pondé - 21/10/2011
02. O Vendedor de Passados - 9/5/2018
03. Proposta Decente? - 20/8/2014
04. Nuvem Negra* - 8/2/2017
05. Defensores da Amazônia - 19/2/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A GRAMÁTICA PASSADA A LIMPO: CONCEITOS, ANALISES E PARÂMETROS
MARIA HELENA DE MOURA NEVES
PARÁBOLA
(2012)
R$ 31,00



A DINÂMICA FUNCIONAL DO CENTRO DE LISBOA
JORGE GASPAR
HORIZONTE
(1985)
R$ 22,79



COZINHA REGIONAL BRASILEIRA - MINAS GERAIS
COZINHA REGIONAL BRASILEIRA
ABRIL
(2009)
R$ 6,50



REVISTA IMAGINÁRIO Nº14 - ANO XIII (DESLOCAMENTOS)
NIME
NIME
(2007)
R$ 19,83



DOLORES REUMATISMO
DR. VANDER
LIBRERIA SINTES
(1961)
R$ 20,00



MEL DE OCARA, O: LER, VIAJAR, COMER
IGNÁCIO DE LOYOLA BRANDÃO
GLOBAL
(2013)
R$ 35,91



LEITURA DA BÍBLIA HOJE
JOÃO EVANGELISTA MARTINS TERRA
LOYOLA
(1988)
R$ 19,90



PREDADORES DA INOCÊNCIA
GISELDA L. NICOLELIS
FTD
(1997)
R$ 14,24



SEUS PONTOS FRACOS - EDIÇAO DE BOLSO
WAYNE W. DYER
VIVA LIVROS
(2011)
R$ 19,90



NAS MARGENS VIÁRIAS: AS LONAS PRETAS E SUAS RELAÇÕES SOCIOAMBIENTAIS
HAIANE PESSOA DA SILVA, NÚBIA DIAS SANTOS UND MARIA JOSÉ N. SOARES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00





busca | avançada
35004 visitas/dia
1,0 milhão/mês