Só dói quando eu rio. | Marilia Mota Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
64948 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Rodolpho Parigi participa de live da FAAP
>>> Para fugir de ex-companheiro brasileira dá volta ao mundo com pouco dinheiro
>>> Zé Guilherme encerra série EntreMeios com participação da cantora Vania Abreu
>>> Bricksave oferece vistos em troca de investimentos em Portugal
>>> Projeto ‘Benzedeiras, tradição milenar de cura pela fé’ é lançado em multiplataformas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Breve História do Cinismo Ingênuo
>>> Minha cartomante não curte o Facebook
>>> Geza Vermes, biógrafo de Jesus Cristo
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> Os olhos brancos de Deus
>>> Alívios diamantinos
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Ser intelectual dói
>>> Simone de Beauvoir: da velhice e da morte
>>> Alice in Chains, Rainier Fog (2018)
Mais Recentes
>>> Contabilidade de Custos de Osni Moura Ribeiro pela Saraiva (2013)
>>> Cachaça artesanal. Do alambique à mesa de Atenéia Feijó & Engels Maciel pela Senac Nacional (2001)
>>> Pirâmides E Soberanos Do Egito de Sérgio Pereira Couto pela Escala (2015)
>>> O Velho Monge do Castelo de Lauro Trevisan pela Mente (2010)
>>> Dinâmica do Desejo de Frei Carmelo Surian pela Vozes (1982)
>>> Testemunho Sem Medo Como Partilhar sua Fé com Segurança de Bill Bright pela Candeia (1988)
>>> Cachaça. The Authentic Brazilian Drink de Diversos Autores pela Abrabe (2010)
>>> Natal a Humanidade e a Jovialidade de Nosso Deus de Leonardo Boff pela Vozes (2000)
>>> Blitzkrieg 1940 de Ward Rutherford pela Bison (1985)
>>> Cantores do Rádio. A trajetória de Nora Ney e Jorge Goulart e o meio artístico de seu tempo de Alcir Lenharo pela Unicamp (1995)
>>> Titeres y marionetas en alemania de Hans R. Purshke pela Neue Darmstädter Verlagsanstalt Darmstadt (1957)
>>> Aritmética da Emília de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Caçadas de Pedrinho de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Histórias Diversas de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Emilia no País da Gramática de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Histórias de tia Nastácia de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> O Saci de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> O Picapau amarelo de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Os 13 Porquês de Jay Asher pela Ática (2009)
>>> Só o Amor é Real de Brian Weiss pela Sextante (2012)
>>> Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis pela Ciranda Cultural (2017)
>>> O clamor do Mundo de Oswaldo Smith pela Vida (2009)
>>> DVD Coleção Mazzaropi Tristeza do Jeca vol. 3 de Direção, Amácio Mazzaropi / Milton Amaral pela Pam filmes (1961)
>>> A Cinco Passos de Você de Rachael Lippincott pela Alt (2019)
>>> O Poço do Visconde de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Peter Pan de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Memórias da Emília de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> O Minotauro de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> História do Mundo para Crianças de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Dom Quixote das Crianças de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> As Aventuras de Hans Staden de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> A chave do Tamanho de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> viagem ao Céu de Monteiro Lobato pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Serões de dona Benta de Monteiro Lobato pela Ciranda cultural (2019)
>>> Go Down Together The true Untold story of Bonnie and Clyde de Jeff Guinn pela Simon & Schuster (2009)
>>> Fbi--43--o grande golpe--105--41--67 de Monterrey pela Monterrey
>>> Hh--epopeias de guerra--375--furia e odio--6--160--146--153--158-- 23--141 de Peter kapra pela Monterrey
>>> Rpg--29--anjos e demonios--58--temporada de caça. de Trama pela Trama
>>> Egw--100--call of duty--black ops de Tambor pela Tambor
>>> A Saga dos Cristãos Novos de Joseph Eskenazi Pernidji pela Imago (2005)
>>> Uma Técnica de Viver de Leonard A. Bullen pela Pensamento (1988)
>>> Avaliação de Programas - Concepções e Práticas de Blaine R. Worthen, James R. Sanders e Jody L. Fitzpatrick pela Gente (2004)
>>> Concentração de Mouni Sadhu pela Pensamento (1984)
>>> O Melhor Livro Sobre Nada de Jerry Seinfeld pela Frente (2000)
>>> A República de Platão pela Nova Cultural (2000)
>>> Condenados da Terra de Frantz Fanon pela Edição Popular (1961)
>>> Com Olhos de Criança de Francesco Tonucci pela Instituto Piaget (1988)
>>> Revista Neuro Educação – Nº 4 – Dormir Bem Para Aprender Melhor de Vários Autores pela Segmento (2015)
>>> de Jorge Carvalho do Nascimento pela Criação (2018)
>>> Revista Ciência & Vida Psique – Ano 1 – Nº 2 – Psicopedagogia Pra Que? de Vários Autores pela Escala
COLUNAS

Quarta-feira, 23/5/2012
Só dói quando eu rio.
Marilia Mota Silva

+ de 5400 Acessos

Segunda-feira, a campainha tocou no meio da tarde. Abri sem olhar antes, pensando que era o correio com alguma encomenda que exigisse assinatura. Era um policial. Meu primeiro instinto foi de medo e desconfiança, mas não tinha como recuar.

Queria me fazer algumas perguntas, explicou, mostrando a prancheta com os formulários que trazia nas mãos. Pois bem.

As perguntas eram sobre o policiamento da área onde moro. Se eu estava satisfeita com o trabalho deles. Se já tinha sofrido algum roubo ou tentativa; se achava que devia haver mais policiais nas ruas, quando e onde, ou se a presença deles era suficiente; se havia alguma sugestão que eu gostaria de fazer.
Antes de ir embora, sugeriu que eu participasse dos grupos de discussão da comunidade online, do "Vizinhos Vigilantes",online também, e dos encontros, ao vivo, toda terceira quinta-feira do mês, com o Serviço de Polícia da Área. Entregou-me seu cartão, uma folha com nomes, endereços, emails do pessoal responsável pelo policiamento da região, inclusive do advogado da comunidade e do chefe do Conselho de Cidadãos.

E pronto, foi-se embora, sem desconfiar do frenesi de emoções que tinha despertado em mim. Um policial que vem à minha casa preocupado em me servir bem! E a auto-estima dele, a serenidade, a certeza de ser respeitado, de estar fazendo um trabalho indispensável ao bem-estar da comunidade!

Já tinha notado isso: a deferência das pessoas com os policiais: boa tarde, officer, cumprimentam sérios, com um ligeiro inclinar de cabeça. Na primeira vez, tive vontade de rir. Um riso dolorido, igual ao daquela nordestina da piada, a que veio andando para o sul, fugindo da seca. Foi atacada no caminho, lutou, perdeu o pouco que trazia, e ainda lhe enterraram um faca no peito. Ela continuou firme. Andando. Um turista que andava pelo sertão viu aquilo e ficou chocado: "Mas como a senhora aguenta tudo isso, e mais essa faca atravessada no peito, a senhora não sente dor?" "Só dói quando eu rio", ela respondeu. E foi em frente.

E' sério. Os policiais são realmente respeitados. Andei conversando com gente daqui para saber como isso é possível. Disseram-me que o governo de Washington tem um sistema de incentivos que ajuda os policiais a comprarem suas casas na cidade, não tendo que enfrentar horas de carro ou condução. "Eles, infelizmente, não ganham tão bem assim", me disseram. "A idéia é facilitar a vida do policial, torná-lo parte efetiva da comunidade em que trabalha - ele se torna conhecido e passa a conhecer bem seus vizinhos, toda a área sob sua responsabilidade. A comunidade vê nele uma segurança extra. E os vizinhos também vigiam o policial."
Um bom sistema, uma medida simples. Deve haver regras complementares muito bem feitas, pensei, se não os policiais iam fazer contrato de gaveta e trocar de casa todo ano. Iam ficar ricos so' com isso.
Pergunto: "Você acha que há corrupção na polícia daqui?" "Não, não. Aqui não tem."

Não escondo um sorrisinho de ironia.

"Pode ser que haja uma coisa mínima, eventual, mas não, a polícia aqui e' muito séria, muito eficiente. E não são corruptos", disse categórico.

Pensei nas esquinas onde se juntam caras com moletons largos, capuz baixado sobre os olhos, mesmo de dia, no verão, em claro comércio de drogas. Como isso é possível sem conivência da polícia? Mas não disse nada, meu interesse não era polemizar. Era compreender a cultura, as crenças deles.

E eles acreditam na polícia. Mais importante ainda: a polícia acredita em si mesma e todos acreditam nas leis, nas instituições e se orgulham de seu país, seus valores, sua história! Esse sentimento é transmitido e revivido de todas as maneiras imagináveis e em todas as oportunidades.

Nos jogos de beisebol, por exemplo, em um dos intervalos, há sempre a "corrida dos presidentes". São quatro pessoas vestidas com roupas de época e imensas cabeças de plástico, representando George Washington, Thomas Jefferson, Lincoln e Teddy Roosevelt, os pais fundadores da nação, como dizem. O povo adora, torce, aplaude! Uma candura difícil de apreender.
Em qualquer evento, a presença de pessoal fardado é registrada e o público convidado a homenageá-los "esses bravos homens e mulheres a quem devemos nossa liberdade".
E liberdade para eles é carro e gasolina barata , digo pra mim mesma, enquanto ouço admirada o ecoar vibrante das palmas, o salão, o estádio inteiro! Olho do alto o campo de cabeças à minha frente: cabelos pretos lisos, mexicanos, vietnamitas, coreanos, chineses, melhor dizer asiáticos, generalizando, e turbantes, véus, cabelos pranchados, loiros, raspados, ausentes, crespos, mistos, todos os matizes e origens. Todos americanos! (como dizem, numa redução que incomoda a todos que compartilhamos o nome.)Que se levantam, aplaudindo, cheios de respeito.

Não importa que sua auto-imagem venha sofrendo arranhões, não importa que vejam filmes, documentários, programas de tevê ou leiam os tantos livros que mostram as outras faces do império, não importa que estejam despertando para o mundo além de suas fronteiras, que comecem a entender que as guerras não acontecem porque eles querem levar a liberdade e a democracia a povos oprimidos. Eles podem se mortificar com isso, podem sentir culpa e constrangimento, mas continuam a acreditar em si mesmos, na sua Constituição, valores, história. Confiam em sua capacidade de enfrentar as crises e corrigir seus erros.

Como será a estrutura mental de uma pessoa, de um povo que acredita em suas leis, em suas instituições, em si mesmo? Até as sinapses, a química dos neurônios deve ser diferente.
E nós? Somos como a nordestina da piada: vamos em frente, resignados à dor atravessada no peito e, se der, achando graça.


Marilia Mota Silva
Washington, 23/5/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Quero ser Marina Abramović de Elisa Andrade Buzzo
02. A Poesia em Noir de André Luiz Pinto de Jardel Dias Cavalcanti
03. Guga, para iniciantes de Guga Schultze
04. 2006, o ano que não aconteceu de Daniela Castilho


Mais Marilia Mota Silva
Mais Acessadas de Marilia Mota Silva em 2012
01. Nem Aos Domingos - 2/5/2012
02. Só dói quando eu rio. - 23/5/2012
03. Carregando o Elefante - 3/10/2012
04. O que querem os homens? Do Sertão a Hollywood - 5/9/2012
05. Quem tem medo da Rio+20? - 13/6/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PARIS: AMERICAN EXPRESS
CHRISTOPHER MCINTOSH
GLOBO
(1992)
R$ 5,00



O SEGREDO DE EMMA CORRIGAN (EDIÇÃO DE BOLSO)
SOPHIE KINSELLA
BESTBOLSO
(2015)
R$ 29,88



ESCRITORES DO BRASIL
APARICIO FERNANDES (ORG.)
FOLHA CARIOCA
(1983)
R$ 6,90



AMOR DE PERDIÇÃO
CAMILO CASTELO BRANCO
KLICK
(1997)
R$ 5,00



BASTIDORES O LIVRO OFICIAL DA SÉRIE ARQUIVO X
BRIAN LOWRY
MERCURYO
(1996)
R$ 24,90



SINAIS DE ESPARANCA UMA LEITURA SUPREENDENTE DOS ACONTECIMENTOS ATUAIS
ALEJANDRO BULLON
CASA PUBLICADORA
(2008)
R$ 5,00



O ENIGMA DO OITO
KATHERINE NEVILLE
BESTSELLER
R$ 26,00



MANUAL DE PROCESSO PENAL BRASILEIRO VOL II
JOSÉ LISBOA DA GAMA MALCHER (CAPA DURA)
FREITAS BASTOS (RJ)
(1980)
R$ 26,82



COVER GUITARRA JOE SATRIANI - 5951
DIVERSOS
COVER GUITARRA
R$ 10,00



ATE QUANDO ?
JACK SIQUEIRA
S D
(1990)
R$ 6,90





busca | avançada
64948 visitas/dia
2,1 milhões/mês