Perdidos em Perdizes | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
46744 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
Colunistas
Últimos Posts
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
>>> Jack Ma e Elon Musk
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Jorge Caldeira no Supertônica
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 2005: Diário de bordo
>>> Alfa Romeo e os bloggers
>>> Defesa dos Rótulos
>>> O Jovem Bruxo
>>> Sua Excelência, o Ballet de Londrina
>>> O diabo veste Prada
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Daniel Piza by Otavio Mesquita
>>> The Making of A Kind of Blue
>>> Dirty Dancing - Ritmo Quente
Mais Recentes
>>> Holocausto Nunca mais de Augusto Cury pela Planeta
>>> Lusíada (Nº 1): Revista Ilustrada de Cultura.- Arte.- Literatura.- História.- Crítica de Martins Costa/ Portinari/ Texeira Pascoaes (obras de) pela Simão Guimarães & Filhos./ Porto (1952)
>>> Fábulas que Ajudam a Crescer de Vanderlei Danielski pela Ave Maria (1998)
>>> Ninguém é igual a ninguém de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> Você Pode Escolher de Regina Rennó pela Do Brasil (1999)
>>> Apelido não tem cola de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (2019)
>>> Coração que bate, sente de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> A galinha que criava um ratinho de Ana Maria Machado pela Ática (1995)
>>> Pinote, o fracote e Janjão, o fortão de Fernanda Lopes de Almeida pela Ática (2000)
>>> A lenda da noite de Guido Heleno pela José Olympio (1997)
>>> A História de uma Folha de Leo Buscaglia pela Record (1999)
>>> Chapeuzinho Amarelo de Chico Buarque pela José Olympio (1999)
>>> O último judeu: uma história de terror na Inquisição de Noah Gordon pela Racco (2000)
>>> Confissões de um Torcedor: Quatro copas e uma Paixão de Nelson Motta pela Objetiva (1998)
>>> Controle de Infecções e a Prática Odontológica em Tempos de Aids de Vários pela Brasília (2000)
>>> A Roda do Mundo de Edimilson de Almeida Pereira e Ricardo Aleixo pela Mazza/ Belo Horizonte (1996)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> A Propagação do Amor: Sobre o Plantio e a Colheita do Bem de Betty J. Eadie pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Auto- Estima: Amar a Si Mesmo para Conviver Melhor Com os Outros de Christophe André - Françoise Lelord pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Os Lusíadas: Reprodução Paralela das duas Edições de 1572 / Ed. Ltd. de Luis de Camões pela Impr. Nac. Casa da Moeda/ Lis (1982)
>>> Administração de Marketing: Desvendando os segredos de: Vendas. Promoç de Stephen Morse pela McGraw Hill (1988)
>>> Obras Completas de Álvares de Azevedo - 02 Tomos ) de Álvares de Azevedo/ Org. Notas: Homero Pires pela Companhia Ed. Nacional (1942)
>>> Obras Completas (Poesia, Prosa e Gramática) de Laurindo José da Silva Rabelo/ Org: O. de M. Braga pela Companhia Ed. Nacional (1946)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
>>> Os Anos 80: Contagem Regressiva para o Juízo Final de Hall Lindsey pela Record/ RJ.
>>> Na Linha de Frente de Lawrence Block pela Companhia das Letras/ SP. (2010)
>>> Na Linha de Frente de Lawrence Block pela Companhia das Letras/ SP. (2010)
>>> O Fator Psicológico na Evolução Sintática (Encadernado) de Cândido Jucá (filho)/ Autografado pela Organização Simões/ Rio (1958)
>>> Príncipe das Trevas, Ou Monsieur - o Quinteto de Avignon- I de Lawrence Durrell pela Estação da Liberdade (1989)
>>> Pare de Engordar- Obesidade: um Problema Psicológico de Dr. Nelson Senise pela Record/ RJ.
>>> Os Hospedeiros de Belém de Maria Pires pela Imprensa Oficial/ B. Horizonte (1984)
>>> Os Hospedeiros de Belém de Maria Pires (autografado) pela Imprensa Oficial/ B. Horizonte (1984)
>>> Catálogo dos Editores Brasileiros de Affonso Romano de Sant Anna: Presidente pela Biblioteca Nacional/INL (1994)
>>> Fontes do Latim Vulgar : o Appendix Probi de Serafim da Silva Neto/ Autografado pela Livr. Academica/ RJ. (1956)
>>> Camões e Fernão Lopes de Thiers Martins Moreira/ Autografado pela Rio de Janeiro (1944)
>>> Ver- o- Peso: Estudos Antropológicos no Mercado de belém (Vol. II de Wilma Marques Leitão (organização) pela Paka- Tatu Ed. (2016)
>>> O Pensamento Vivo de Montaigne de André Gide/ Tradução: Sérgio Milliet pela Livr. Martins Ed. (1953)
>>> Na Beleza dos Lírios de John Updike pela Companhia das Letras (1997)
>>> O Nariz Detetive de Stella Carr/ Ilustrações: Avelino Guedes pela Scipione (2019)
>>> Bouvard e Pécuchet: Dois Patetas Iluminados de Gustave Flaubert pela Scipione (1988)
>>> Bouvard e Pécuchet: Dois Patetas Iluminados de Gustave Flaubert pela Scipione (1988)
>>> A Filha da Noite de Marion Zimmer pela Imago/ Rio de Janeiro (1986)
>>> Família e Mudança: O Familismo Numa Sociedade Arcaica em Transformação de C. A. Medina pela Vozes/ Ceris (1974)
>>> Quando Meu Pai Perdeu o Emprego de Wagner Costa pela Moderna/ SP. (1993)
>>> Fernão Lopes: Suas Crónicas Perdidas e a Crônica Geral do Reino... de A. de Magalhães Basto pela Livr. Progredir/ Lisboa (1943)
>>> Decifrar pessoas de Jo-Ellan Dimitrius e Mark Mazzarella pela Alegro (2000)
>>> Como fazer sabões e artigos de toucador de Ribeiro de mello pela Icone (1987)
COLUNAS

Quinta-feira, 28/6/2012
Perdidos em Perdizes
Elisa Andrade Buzzo

+ de 3300 Acessos


foto: Sissy Eiko

Este é um lugar muito requisitado e nele moramos há muitos anos, alguns mais, outros menos, mas aqui o tempo é sempre extenso. Os parentes, influenciados por nós, acabaram vindo para cá ou para as imediações, talvez em busca da segurança de uma residência tranquila e familiar, acesso fácil às grandes avenidas, ao centro e à marginal, talvez pela falta de inspiração, modismo, não sei. O certo é que, de isolada chácara repleta de codornas-comuns, raros exemplares da arquitetura da década de 1940, ilustres habitantes, como Mário Raul de Moraes Andrade e Guilherme de Andrade de Almeida, tal parte da cidade, ainda subúrbio rural em meados do século XIX, conheceu, sub-repticiamente, uma forte migração, de modo que não se pode lançar hoje os olhos sobre ela sem avistar ferros, guindastes, jardins destruídos, estalidos e cheiro de concreto fresco.

Caímos de paraquedas em Perdizes, admirando suas padarias, hoje perplexos com o preço do pão na chapa, sem saber que ali, o bairro incongruente de ladeiras e velhinhos, viraria um reduto de escritores e intelectuais, e, mesmo que tentemos mudar de ares, não adianta, o bairro nos suga novamente num torvelinho construto-sentimental, e assim, três quarteirões abaixo da antiga casa, lá estou a acompanhar a vida comercial do bairro, num oásis plano, a três passos do Minhocão. E, quando o sino da Igreja de São Geraldo em que se cultivam samambaias no altar, no Largo Padre Péricles, dobra, ele o faz com a pompa de sino da Independência do Brasil.

Outro dia me disseram, "Perdizes é um bairro chique". Aqui os moradores se olham através das janelas com discrição, marcam encontros e "cafés" refinados e ausentes. Então sob quais olhos serei vista ao responder "Perdizes" quando perguntarem meu endereço? Não, muita gente ainda não conhece Perdizes e suas calçadas gastas, suas árvores constantemente apodrecidas pela ferrugem do tempo, suas casas abatidas em favor do futuro tropismo dos espigões neoclássicos.

Perdizes, esse amontoado de aves fêmeas, ganhou inúmeros admiradores e uma miríade de gente conhecida lá está, pela Franco da Rocha, Turiaçu, Bartira, Aimberê, Iperoig, Apiacás, Homem de Mello, Cayowaá, tornando-as nossa vida, nosso diminuto espaço de amor e consideração. Até mesmo diversos logradouros da Vila Pompeia, Pacaembu e Sumarezinho na verdade estão sob as grandiosas asas do, na verdade, distrito de Perdizes.

Impossível andar pelas ruas num sábado, ou pelos supermercados depois do expediente e não encontrar uma tia, um conhecido habitante ou um ilustre desconhecido à cata de um queijo, um sorvete, um vinho. Um famoso poeta gosta da facilidade do bairro, com sacolão, supermercado e academia num raio de 500 m. Minha falecida vizinha morou na Monte Alegre, depois na Cardoso de Almeida, foram mais de quarenta anos percorrendo Perdizes, e nunca se queixou das mudanças do bairro que acompanhou. Quem aqui vem, fica, ou retorna, e traz parentes, cachorros, gatos, passarinhos, filhos.

Ainda que tudo pareça sólido, que o Parque Fernando Costa, o Pão de Açúcar, o Tuca, o Batista e o Santa Marcelina sejam construções de raça indestrutível, a vida aqui corre sob o selo da finitude e da fluidez. Abrem-se novos restaurantes, supermercados, farmácias, lojas de sapatos. E reclamamos muito, disto ou daquilo que nos desagrada, o ronco dos ônibus, as demolições, mas aqui continuamos, como se estivéssemos de fato presos ao vício de ir e vir.

É um bairro como outro qualquer, com mendigos, loucos mansos na parte do dia rodeando as esquinas, carros adentrando trêmulos e anônimos nas garagens gradeadas, gente trepando na balaustrada dos coletivos e saltando no fim de tarde ao lançar todo o peso do corpo rumo à gelidez das noites de inverno; luz tênue nos apartamentos denunciando a doçura do aconchego dos lares familiares ou solitários; porque Perdizes é, também, um bairro de perdidos.

E numa noite qualquer, perdida na aleatoriedade do calendário, alguns de seus habitantes procuram, anseiam por algo, um lugar, uma porção de vida fugidia(?). Percorrem em vão restaurantes, bares, os garçons e manobristas avisam, já fechou, hoje não houve movimento. Diante de tal noitada veloz e clara, esdrúxula e ébria, afundam-se em sua frialdade, como num filme de Walter Hugo Khouri, deixando de lado aspirações e conveniências, lançam-se sem pudores, o contato rígido entre um lábio e outro e assim, enregelando-se com os peixes que sobraram na peixaria, corrigem o tempo perdido de Perdizes. Para o bem ou para o mal, este é nosso lugar, nosso precioso, preciso lugar no mundo, em que nos esbarramos pelas ruas tranquilas num misto de doçura e horror.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 28/6/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A cidade e o que se espera dela de Luís Fernando Amâncio
02. De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho de Renato Alessandro dos Santos
03. Como medir a pretensão de um livro de Ana Elisa Ribeiro
04. 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis de Ana Elisa Ribeiro
05. O Carnaval que passava embaixo da minha janela de Elisa Andrade Buzzo


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2012
01. Lobo branco em selva de pedra: Eduardo Semerjian - 1/3/2012
02. Perdidos em Perdizes - 28/6/2012
03. O lilás da avenida sou eu - 13/9/2012
04. Ode ao outono - 12/4/2012
05. O crime da torta de morango - 18/10/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




JAPONESE HIGHT SEAS FLEET
RICHARD HUMBLE (EM INGLÊS)
BALLANTINES BOOK (NY)
(1973)
R$ 19,28



ISSO NINGUÉM ME TIRA
ANA MARIA MACHADO
ATICA
(2003)
R$ 15,00



LEMBRANÇAS DE MINHA FORMATURA
FLORESCER
FLORESCER
R$ 24,49



PLANETA Nº 04 - A EVOLUÇÃO DO CONHECIMENTO: O CHIMPANZÉ DESCENDE DO H
VÁRIOS AUTORES
TRÊS
(1972)
R$ 12,00



OS SETE TEMPERAMENTOS HUMANOS
ANGELA MARIA LA SALA BATÁ
PENSAMENTO
(1989)
R$ 19,90
+ frete grátis



MINHA FORMAÇÃO
JOAQUIM NABUCO
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
(1981)
R$ 10,00



101 DIAS EM BAGDÁ
ASNE SEIERSTAD
RECORD
(2006)
R$ 32,00



CORPO NOVOS POEMAS
CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
RECORD
(1984)
R$ 8,99



ODISSEIA
HOMERO/ PAULO SERGIO
OBJETIVO
R$ 10,00



THE FINAL DETAIL
HARLAN COBEN
DELL BOOKS
(2011)
R$ 15,00





busca | avançada
46744 visitas/dia
1,1 milhão/mês