As maravilhas do mundo que não terminam | Marilia Mota Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
69682 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> O legado de Roberto Burle Marx é tema de encontro online
>>> Sala MAS/Metrô Tiradentes - Qual é a sua Cruz?
>>> Museu de Arte Sacra de São Paulo - Imagens de ROCA e de VESTIR
>>> Mostra de Teatro de Ipatinga comemora os 15 anos do Grupo 3 de Teatro com espetáculo online
>>> Live: Como a cultura nos livros didáticos influencia a formação da criança
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
>>> A Velhice
>>> Casa, poemas de Mário Alex Rosa
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Editora Sinna lança “Ninha, a Bolachinha”
>>> “Elise”: Lara Oliver representa Bernardina
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
>>> Clownstico de Antonio Ginco no YouTube
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Passeata Contra o eBook
>>> Sendo Humano
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jazz caricato
>>> Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B
>>> Música instrumental brasileira
>>> If God is Brazilian
>>> Agradecimentos no Oscar
>>> Anúncios em revistas caindo
>>> Cicular
Mais Recentes
>>> Efésios N Testamento Coleção Lições De Vida de Max Lucado pela Mundo Cristão (2014)
>>> Os Condenados - Obras Completas 1 de Oswald de Andrade pela Civilização Brasileira (1970)
>>> Ponta de Lança - Obras Completas 5 de Oswald de Andrade pela Civilização Brasileira (1972)
>>> A Insustentável Leveza do Ser de Milan Kundera pela Nova Fronteira (1986)
>>> A Divina Comédia de Dante Alighieri pela Nova Cultural (2002)
>>> A Luz da Estrela Morta de Josué Montello pela Nova Fronteira (1981)
>>> Quem Foi? Albert Einstein de Jess Brallier pela Dcl (2009)
>>> As Impurezas do Branco de Carlos Drummond de Andrade pela José Olympio (1974)
>>> As Filhas de Rashi de Maggie Anton pela Rocco (2008)
>>> Drummond o Gauche no Tempo de Affonso Romano de Santanna pela Lia (1972)
>>> Traição Em Família de David Baldacci pela Arqueiro (2012)
>>> Bichos de Lá e de Cá de Lia Neiva pela Ediouro (1993)
>>> O Fogo de Katherine Neville pela Rocco (2011)
>>> Desvirando a Página - a Vida de Olavo Setubal de Ignácio de Loyola Brandão; Jorge J. Okubaro pela Global (2008)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Saraiva (2013)
>>> Dom Casmurro - Obras Completas de Machado de Assis pela Globo (1997)
>>> The Elegance of the Hedgehog de Muriel Barbery pela Penguin Usa (2008)
>>> O Direito à Privacidade na Internet de Sidney Guerra pela América Jurídica (2004)
>>> Em Busca de Cézanne de Peter Mayle pela Rocco (2000)
>>> Nono Descobre o Espelho de José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta pela Objetiva (2007)
>>> Nós, Mulheres - Edição Especial de Silvia Bruno Securato pela Oficina do Livro (2012)
>>> Autant En Emporte Le Vent - Tomes I et II de Margaret Mitchell pela Gallimard (1938)
>>> Memória de Minhas Putas Tristes de Gabriel Garcia Marquez pela Record (2005)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (2002)
>>> Um Dia "daqueles" - um Lição de Vida para Levantar o Seu Astral de Bradley Trevor Greive pela Sextante (2001)
>>> Seis Suspeitos de Vikas Swarup pela Companhia das Letras (2009)
>>> Nós, Mulheres - Vol. 10 de Silvia Bruno Securato pela Oficina do Livro (2011)
>>> Minhas Rimas de Cordel de César Obeid pela Moderna (2005)
>>> Negociações Espetaculares de Harvard Business School pela Campus (2004)
>>> Em Nome de Anna de Rudi Fischer pela Primavera Editorial (2015)
>>> De Volta às Estrelas de Erich Von Däniken pela Melhoramentos (1970)
>>> Umbanda Espírita Cristã de Norevaldo C. M. Souza pela Ideia Jurídica (2014)
>>> Entre Árabes e Judeus - uma Reportagem de Vida de Helena Salem pela Brasiliense (1991)
>>> O Poder Psíquico das Pirâmides de Bill Schul e Ed Pettit pela Record (1976)
>>> Sade, Fourier e Loyola de Roland Barthes pela Brasiliense (1990)
>>> O que é Ceticismo de Plinio Smith pela Brasiliense LTDA (2021)
>>> A Odisséia dos Essênios de Hugh Schonfield pela Mercuryo (1991)
>>> Introdução à Psicologia Fenomenológica//Agressão no Homem e nos Animais de Ernest Keen e Roger N. Johnson pela Interamericana (1979)
>>> O que é Psicanálise de Fábio Hermann pela Abril (1983)
>>> Como Administrar Conflitos Profissionais de Peg Pickering pela Market Books (1999)
>>> A Aventura Prodigiosa do Nosso Corpo de Jean Pierre Gasc pela Universo da Ciência (1981)
>>> As Mulheres Francesas Não Engordam de Mireille Guiliano pela Campus (2005)
>>> Das CPI's de Hélio Apolinário Cardoso pela Bookseller (2002)
>>> A Mulher do Viajante no Tempo de Audrey Niffenegger pela Suma de Letras Brasil (2009)
>>> O estudante II: Mamãe querida de Adelaide Carraro pela Global (1988)
>>> O Lado Bom dos Seus Problemas EAN: 9788536416199 de Maurício Horta pela Abril (2013)
>>> Julie e Julia de Julie Powell pela Record (2009)
>>> Fogo e Gelo de Julie Garwood pela Landscape (2009)
>>> Confissões de Santo Agostinho pela Folha de S. Paulo (2010)
>>> O Livro das Princesas - Novos Contos de Fada Por de Meg Cabot; Paula Pimenta; Lauren Kate pela Record (2013)
COLUNAS

Quarta-feira, 26/12/2012
As maravilhas do mundo que não terminam
Marilia Mota Silva

+ de 3100 Acessos

"Empédocles diz:.....és louco, existe alguma parte onde dorme e se detém o espírito sagrado da vida para que tu possas atá-lo, a ele que é puro? Sempre na alegria nunca o enxergarás, ele não é de prisões onde o verias a se roer de angústia nem se demora sem esperança no mesmo lugar. Queres saber para onde vai? Deves atravessar as maravilhas do mundo que não terminam."

(In A Morte de Empédocles, 1a Versão-Quinta Cena, 2o ato, Hölderlin 1990 - Tradução de Alex Weinberg))

É virose. Quando os médicos não sabem o que fazer com os sintomas que não se encaixam em nenhum diagnóstico, dizem que é virose, que deve passar em dois ou três dias. Em geral dá certo e o paciente sobrevive. Sistema nervoso, estresse, doença autoimune são variações do mesmo recurso; funcionam como guarda-chuva sob o qual se abrigam males mal conhecidos e para os quais não há remédio ainda . Não é falta dos profissionais da saúde. É que a despeito do extraordinário impulso que os avanços tecnológicos deram às pesquisas no campo da medicina, o conhecimento sobre nós é bastante limitado. Há divergências até sobre questões básicas como alimentação e exercícios físicos: o que é recomendado hoje pode ser condenado amanhã.

Esse descompasso se agrava quando se trata do funcionamento de nossa mente. É como se habitássemos dois mundos. De um lado, trabalho, diversão, compras, pesquisas, filmes, fotografia, todo o tipo de negócios, vida social e amorosa ou arremedo disso, somos nós e as telas. Do outro lado, uma parte nossa que ficou perdida, esperando alguma coisa, a vida, seja lá o que for isso. Essa desarmonia cria um cisma, pede um reajuste.

Tem sido sempre assim. A história mostra que primeiro surge a ferramenta para atender a uma necessidade humana: a flecha, o machado, a roda; o uso dessa ferramenta estimula a imaginação e leva a novas conquistas. A invenção da imprensa deu impulso ao Renascimento. A pílula deu à mulher algum controle sobre seu corpo, com as consequências que temos visto. Uma coisa leva à outra e, aos trancos e barrancos, vamos nos adaptando às mudanças. Acrescentam-se sinapses e neurônios ao cérebro original que dividimos com os primatas; ampliam-se horizontes, valores, visão do mundo. É um dos aspectos que torna infinitamente estimulante a aventura da vida, o ser (mos) em construção.

O desenvolvimento tecnológico de agora mudou nossos caminhos de maneira irreversível. Fez uma revolução silenciosa, profunda e pacífica e nos uniu a todos, ignorando fronteiras, diferença de idiomas, interesses políticos. Tornou a informação livre e a comunicação possível de um ponto a outro do planeta. E tudo indica que é apenas o começo - o quantum, os qubits sugerem dimensões impensáveis até há pouco tempo. Os limites entre o real e a ficção se confundem. Nem Nostradamus previu isso. Difícil imaginar como estaremos daqui a meros cinco anos.

No entanto, nós mesmos continuamos no passado. Fundamentalismos proliferam, crenças e costumes primitivos ainda predominam; qualquer retórica nos inflama, qualquer discurso e doutrinação, por mais atrapalhados, encontram defensores furibundos. Ninguém escapa. Em versão suave, "civilizada", somos românticos: "Siga seu coração! Deixe que ele o guie", dizemos em momentos de decisão difícil, mesmo sabendo que não importa onde pulse - na mente, no peito ou abaixo da linha da cintura - o coração não é bom conselheiro. Pascal disse há séculos a frase que ficou famosa: O coração tem razões que a própria razão desconhece. Não devemos confiar em suas decisões. No quê então? Nossa memória é outro banco de dados que nos guia ao longo da vida e que também não merece muita confiança: editamos, apagamos, recriamos lembranças em nosso benefício ou das paixões que nos movem. Nossa percepção do outro, de seu estado emocional ou mental parte de assunções quase sempre equivocadas; raramente damos atenção ao que se passa em nós, às nossas emoções, às razões por trás de atos.

Vivemos às cegas. Somos figurantes em um filme cujo roteiro desconhecemos. Sem orientação e modelos de comportamento nos perdemos. A maior parte do que pensamos está abaixo do nível da consciência e da linguagem; vem de medos primitivos que trazemos do berço, de preconceitos, valores, atitudes adquiridas sem que nos déssemos conta. Somos movidos a ciúme, egoísmo, competição, vaidade; e desejo, compaixão, solidariedade. Existe algo essencial em nós? Um cerne, um eu? Muitas vezes não nos reconhecemos no diário ou carta antiga, ou mesmo na paixão que era tudo, há poucos anos, e agora não é nada; o amor de Swann. Somos todos assim, toda a humanidade: uma das maravilhas do mundo, e frágeis. Aceitar quem somos deve nos libertar de algumas amarras. E assim, quem sabe descobrimos onde se esconde o sagrado espirito da vida?


Marilia Mota Silva
Washington, 26/12/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Doutor Eugênio (1949-2020) de Julio Daio Borges
02. Nova Gramática do Poder de Marilia Mota Silva
03. Monteiro Lobato: fragmentos, opiniões e miscelânea de Gian Danton
04. De volta da Flip 2013 de Eugenia Zerbini
05. Cleópatra, a rainha enigmática de Gian Danton


Mais Marilia Mota Silva
Mais Acessadas de Marilia Mota Silva em 2012
01. Nem Aos Domingos - 2/5/2012
02. Só dói quando eu rio. - 23/5/2012
03. Carregando o Elefante - 3/10/2012
04. O que querem os homens? Do Sertão a Hollywood - 5/9/2012
05. Quem tem medo da Rio+20? - 13/6/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Beleza do Corpo - uma Apreciação do Cânticos a Partir do Corpo
Pe. José Wilson Correia da Silva
Paulinas
R$ 10,00



Perto de Casa
Peter Robinson
Record
(2006)
R$ 10,00



A Revolução dos Campeões
Roberto Shinyashiki
Gente
(2009)
R$ 10,00



A Obra em Negro (Literatura Francesa)
Marguerite Youcenar
RioGráfica
(1986)
R$ 10,00



Cálculo Matemática para Todos 42-hoje o Futuro
Vários Autores - Revista
Segmento
(2014)
R$ 10,00



A Loura de Olhos Negros - 6815
Benjamin Black
Rocco
(2014)
R$ 10,00



Grandes Conceitos em Pequenas Estórias
Flávio Serra
Consulex
(1993)
R$ 10,00



Querido John
Nicholas Sparks
Novo Conceito
(2010)
R$ 10,00



O Fascinante Império de Steve Jobs 5016
Michael Moritz
Universo dos Livros
(2010)
R$ 10,00



Legislação, Jurisprudência Indígenas
Fundação Nacional do Índio
Funai
(1983)
R$ 10,00





busca | avançada
69682 visitas/dia
2,4 milhões/mês