Borges sensacionalista | Gian Danton | Digestivo Cultural

busca | avançada
74501 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Péricles Cavalcanti - lançamento de SALTANDO COMPASSOS
>>> Espetáculo “Canções Para Pequenos Ouvidos” chega ao Teatro Clara Nunes, em Diadema
>>> (Abre 11/10) Mostra BAÚ DA DGT_curadores Francisco Gaspar,Tuna Dwek, Donny Correia e Diego da Costa
>>> Escrever outros Corpos - Criar outras Margens || BELIZARIO Galeria
>>> SESC 24 DE MAIO RECEBE EVENTO DE LANÇAMENTO DA COLEÇÃO ARQUITETOS DA CIDADE
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
Colunistas
Últimos Posts
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
Últimos Posts
>>> Universos paralelos
>>> Deseduquei
>>> Cuidado com a mentira!
>>> E agora? Vai ter pesquisa novamente?
>>> Cabelos brancos
>>> Liberdade
>>> Idênticos
>>> Bizarro ou sem noção
>>> Sete Belo
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
Blogueiros
Mais Recentes
>>> perversão sexual
>>> Trailer do Fim do Mundo
>>> Uísque ruim, degustador incompetente
>>> O bom e velho jornalismo de sempre
>>> Apresentação
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> A fragilidade dos laços humanos
>>> Anomailas, por Gauguin
>>> Felicidade
>>> Ano novo, vida nova.
Mais Recentes
>>> A Jornada Para Casa Uma Parabola De Kryon - A Historia De Michael Thomas E Os Sete Anjos de Lee Carroll pela Madras (2011)
>>> No Vale Dos Suicidas - Madras de Evaristo Humbertto De Araujo pela Madras (2009)
>>> Os Segredos Do Karate Shotokan de Robin L Rielly pela Madras (2011)
>>> História social da criança e da família de Philippe Ariés pela Guanabara (1981)
>>> A revolução da palavra - Uma visão do homo loquens de Pedro Paulo Filho pela Siciliano (1987)
>>> A Sombra de uma Paixão de Tanya Oliveira pela Lúmen (2007)
>>> A evolução da consciência de Robert Ornstein pela Best Seller (1991)
>>> Iracema de José de Alencar pela L&Pm Pocket (2009)
>>> Ciência e fé: O reencontro pela- Física quântica de Bispo Rodovalho pela Lua de mel (2013)
>>> A ponte clandestina - Teorias de cinema na América Latina de José Carlos Avelar pela 34 (1995)
>>> As Fortunas do Cortesão de Peter Burke pela Unesp (1997)
>>> O barão das árvores de Italo Calvino pela Companhia Das Letras (1991)
>>> Cultura Brasileira - Temas e Situações de Alfredo Bosi pela Atica (1992)
>>> Poemas de Rainer Maria Rilke pela Companhia Das Letras (1993)
>>> A Feira das Vaidades - I e II Volume de William Makepeace Thackeray pela Civilização Brasileira (1963)
>>> Cinema marginal (1968/1973) - A representação em seu limite de Fernão Ramos pela Brasiliense (1987)
>>> O Circo da Noite de Erin Morgenstern pela Intrínseca (2012)
>>> A vida viaja na luz de Carlos A. Baccelli Inácio Ferreira pela Leepp (2011)
>>> Por que perdeu ?: Dez desfiles derrotados que fizeram história de Marcelo de Mello pela Record (2018)
>>> Cultura de Massa e Cultura Popular de Ecléa Bosi pela Vozes (1973)
>>> Antes de dormir de S. J. Watson pela Record (2012)
>>> História da Civilização - Idade Média, Moderna e Contemporânea de António G. Mattoso pela Lisboa - Livraria Sá da Costa (1956)
>>> Uma história da república de Lincoln de Abreu Penna pela Nova Fronteira (1989)
>>> Adestramento de Cães para Leigos de Jack Volhard / Wendy Volhard pela Alta Books (2005)
>>> Capitalismo, trabalho e educação de José Claudinei Lombardi pela Autores Associados (2004)
COLUNAS

Terça-feira, 15/1/2002
Borges sensacionalista
Gian Danton

+ de 3000 Acessos

Infâmia, segundo o dicionário: ação ou ato infame. Desonra, ignômia, torpeza.

É justamente casos de desonra, ignômia e torpreza que Jorge Luis Borges pretende coletar no livro “História Universal da Infâmia”, relançado este ano pela editora Globo.

A origem do volume remonta a 1933, quando Natalio Botana, para escândalo dos jornais sérios, lançou o periódico “Crítica”, de orientação sensacionalista. Como os concorrentes tinham seus cadernos literários, o Crítica lançou a revista Multicolor de los Sábados.

A revista, belamente ilustrada, misturava literatura com jornalismo marrom na tentativa de agradar ao paladar da massa.

Borges, convidado a colaborar, teve de adequar sua prosa a essa demanda. O resultado foi uma mistura de jornalismo com literatura, de fatos reais com imaginários, ao estilo do que fazia Edgar Allan Poe.

História universal da Infâmia reúne histórias de ladrões, piratas, assassinos e mentirosos. Mas não se engane: Borges consegue fazer dessas histórias, típicas do jornalismo marrom (que um intelectual brasileiro definiu muito bem com a frase “se espremer sai sangue”) verdadeiras obras de arte da literatura do século XX.

As histórias prendem o leitor pelo inesperado.

É o que ocorre, por exemplo, com “O Atroz Redentor Lazarus Morell”. Morell era um pilantra, líder de uma quadrilha que estendia sua atuação por vários estados dos EUA no século XVIII. Sua riqueza vinha de um estratagema simples: ele e seus comparsas convenciam os negros a fugirem das fazendas e lhes providenciavam os meios para a fuga. Quando o negro fugia, ele o pegava e vendia para outro fazendeiro. Era uma mina de ouro.

Morell era tão infame que costumava fazer pregações religiosas que entretiam toda a população de uma cidade enquanto seus comparsas roubavam os cavalos da audiência.

Outra história absolutamente inesperada e que dá o tom do volume é “O Impostor Inverossímil Tom Castro”.

Em 1854 naufragou no Atlântico o vapor Mermaid, que ia do Rio de Janeiro a Liverpool. Entre seus passageiros estava o militar inglês Roger Charles Tichborne. A mãe, recusando-se a acreditar na morte do filho, passou a publicar nos principais jornais do mundo anúncios pedindo informaçòes sobre o mesmo.

Tom Castro, um marinheiro inglês filho de açougueiro resolveu se passar por Tichborne. Não poderia existir duas pessoas mais diferentes. Enquanto Tichborne era alto, magro, tez morena, cabelo negro muito liso, e falava com sotaque francês, Tom de castro era baixo, gordo, sardento, cabelos encaracolados castanhos e não falava uma vírgula de francês.

Ainda assim, Castro conseguiu enganar a mãe do militar e grande parte da sociedade inglesa da época. O argumento é que a diferença entre os dois era tão grande que ninguém seria tão doido de se passar por outro sem nem ao menos tentar alguma alteração física. Portanto, aquela criatura completamente diferente só poderia mesmo ser Tichborne mudado pelos ares do Brasil.

Histórias como essa triscam no burlesco. Outras são impressionantes, como “O Tintureiro Mascarado Hakin de Merv”. Nela, um profeta aparece com uma cabeça de boi cobrindo o rosto e argumenta que foi visitado pelo anjo Gabriel, que lhe alterou o rosto de tal forma que, quem o visse ficava cego com a beleza divina do mesmo.

Hakin arrebanha milhares de fiéis, cria para si um harém de 100 belas mulheres cegas e coloca em perigo o califado.

A cena em que ele é desmascarado está certamente entre as mais chocantes da literatura universal.

Borges acrescenta ao livro um índice de fontes bibliográficas. Mas apenas para enganar o leitor. A fonte do conto sobre o falso profeta simplesmente não existe, dando a entender que Borges inventou a história.

Essa, aliás, era a principal característica de Borges. Ele tinha intenção de fazer o leitor confudir realidade com ficção no que ficou, mais tarde conhecido como realismo fantástico.

Vale destacar nessa edição o cuidado gráfico que a editora Globo dispensou ao volume. O formato, menos largo que o normal, dá uma elegância indiscutível ao livro. Além disso, a capa traz uma ilustração de Will Eisner, um dos maiores desenhistas de histórias em quadrinhos de todos os tempos. Não há como passar despercebido na livraria. “História Universal da Infâmia”salta ao olhos e chama nossa atenção no meio dos outros livros.

Um cuidado editorial que prestigia a genialidade de Borges, considerado por muitos, inclusive o autor desta resenha, o mais importante escritor do século passado.

Para os leitores brasileiros o livro tem uma atração a mais: o conto “A História dos Dois que Sonharam” que inspirou Paulo Coelho a escrever “O Alquimista”.


Gian Danton
Goiânia, 15/1/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Blockchain Revolution, o livro - ou: blockchain(s) de Julio Daio Borges
02. Os encontros dos estranhos de Elisa Andrade Buzzo
03. Tirem as Viseiras! de Heloisa Pait
04. A literatura em transe de Marta Barcellos
05. Cinzas e sombras de Vicente Escudero


Mais Gian Danton
Mais Acessadas de Gian Danton em 2002
01. A Teoria Hipodérmica da Mídia - 19/7/2002
02. Público, massa e multidão - 30/8/2002
03. A teoria do caos - 22/11/2002
04. A maçã de Isaac Newton - 16/8/2002
05. O filósofo da contracultura - 18/10/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Encontro com o Mestre
DeRose
matrix
(2002)



Iluminação Interior
John White. Org
Cultrix
(1998)



O Sonhador a Fábrica de Sonhos
João Berbel
Farol das Três Colinas
(2014)



O Melhor da Cronica
Lindolfo Paoliello
Del Rey
(2003)



A Teia do Homem Aranha - Vol. 5
Marvel
Panini Comics
(2011)



Simpatias e Segredos Populares - 4ª Edição
Nivio Ramos Sales
Pallas
(2008)



Histórias "Animais" que as Pessoas Contam
Marcel Benedeti
mundo maior
(2006)



Brincando Com Colagens, Recortes e Dobraduras
Rosangela P. Nascimento
Global
(2002)



Livro - Série Bom Livro - o Alienista
Machado de Assis
Ática
(2002)



Sangue e Esplendor
Daniel Myerson
ediouro
(2003)





busca | avançada
74501 visitas/dia
2,0 milhão/mês