A Poética do Chá | Felipe Leal | Digestivo Cultural

busca | avançada
44867 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 30/4/2013
A Poética do Chá
Felipe Leal

+ de 3200 Acessos

Vou começar isto aqui lamentando um fato: o doutor me alarmou: tenho gastrite. Logo eu que admiro os pastéis; que venero um bom churrasco gorduroso; que gosto das batatas fritas com bacon. Logo eu que exalto os hambúrgueres - em todas as suas formas, que cheguei, inclusive, a acompanhar blogs especializados no assunto. Logo eu, enfim, que sempre achei que comer fosse também um prazer estético, não me limitando apenas ao ato de alimentar um corpo, com as vitaminas, proteínas, açúcares e etc. dos quais ele precisa.

Todos os sentidos humanos possuem algo que os aguce - sua arte, por assim dizer: a audição possui a música; nossos olhos têm o privilégio do cinema, da pintura, da fotografia; a escultura é o fazer do tato. Os cheiros são também uma arte à parte: perfumar-se exige certo apuro estético: a escolha da essência para cada momento, para cada personalidade, buscando alguns efeitos no receptor. Por que não teria o paladar também a sua arte?

Assim, acredito que criar um gosto novo é algo tão louvável quanto escrever um poema ou - exagero? - lançar uma vanguarda artística. A mim me encanta muito mais o sabor de uma boa feijoada do que certos romances realistas insossos ou algumas obras dadaístas insípidas - das quais, se comparadas semanticamente, a feijoada ganha inclusive. E nem quero tocar no assunto - óbvio, batido - do prazer visual que uma lasanha, de repente, pode possuir.

Mas nem tudo está perdido para este pobre-diabo que sofre os males de uma dieta rigorosa. É verdade que perdi a poesia drummondiana de um café, mas, em compensação, ganhei a necessidade dos chás: de camomila, branco, de erva-doce, de frutas vermelhas. E é deles que quero falar. Pensemos agora, leitor, no que quero - não lançar - sugerir: a poética do chá.

Hoje cedo - escrevo na segunda-feira - fui comer numa padaria da qual gosto muito, após ir ao médico e antes de comprar alguns livros. Pedi um lanche natural e um chá de hortelã. No saquinho do chá, de um verde claro e leve, eu li uma apresentação poética da erva em questão. Apresentação essa tão pouco objetiva quanto informativa. No lugar da exposição das propriedades do chá ou de sua composição, li um pequeno texto que terminava assim: "Hortelã é suspiro depois do sufoco. É tirar o sapato apertado. É aquele vento que escapa da janela e passa pra lembrar que, sim, a vida é boa".

Para além dos procedimentos (no caso, as metáforas simples e, por isso, poéticas), me chama a atenção a surpresa, o inusitado, da situação. O que seria uma propaganda - estratégia inteligente de marketing? -, acaba por se transformar em algo tão palatável quanto o próprio produto anunciado.

Quando cheguei à minha casa, fui logo ler as embalagens de todos os tipos de chá que aqui tenho, em busca de mais alguns desses achados, e pude comprovar: o cara que escreve essas coisas é, no mínimo, genial. Tomar um chá com o alívio de saber que o ritmo - sim, é isso mesmo: o ritmo! - do chá é "suave, cadenciado, macio. Gostoso como ficar sentado na sombra vendo o dia passar", como um poema do Quintana, soma efeitos ao inerente ao sabor, tornando a experiência estética do paladar algo como sinestésico.

Não tivesse eu sido obrigado a deixar a velha poesia do café - preto, bom, gostoso -, não teria descoberto essa ínfima revolução no âmbito das artes cotidianas - e, banderianamente falando, menores: a poesia do chá.

Me despeço agora, repentinamente: vou preparar meu chá de maçã com canela, porque ele, "quando chega, entra sem pedir licença".

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado no blog Por Trás do Tempo.


Felipe Leal
São Paulo, 30/4/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Ruy Proença: poesia em zona de confronto de Jardel Dias Cavalcanti
02. Cinema de autor de Marta Barcellos
03. História da leitura (V): o livro na Era Digital de Marcelo Spalding
04. Prata de tolo de Eduardo Carvalho


Mais Felipe Leal
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




NOVOS ESTUDOS CEBRAP 88
VARIOS
EDIÇÕES CEBRAP
(2010)
R$ 14,90



DEMOLIDOR: FIM DOS DIAS - VOLUME 1
BRIAN MICHAEL BENDIS & DAVID MACK
PANINI COMICS / MARVEL
(2015)
R$ 20,00



C++ PARA UNIVERSITÁRIOS (AUTOGRAFADO)
LINCOLN CÉSAR ZAMBONI E SERGIO VICENTE PAMBOUKIAN
PÁGINAS E LETRAS
(2006)
R$ 35,00



MATEMÁTICA APLICADA À GESTÃO CADERNO DE APOIO
JOSÉ MANUEL ZORRO MENDES
UNIVERSIDADE ABERTA
(1997)
R$ 24,97



PESQUISAS SOBRE O SENTIDO DA VIDA
PAULO FINOTTI
DO AUTOR
R$ 6,90



A HISTÓRIA DE DORA VOADORA LACRADO
TONI BRANDÃO
STUDIO NOBEL
(2003)
R$ 14,00



SIGNO SOLAR SIGNO LUNAR
CHARLES HARVEY E SUZI HARVEY
NOVA ERA
(1998)
R$ 12,00



DISCOURSES VOL 2
MEHER BABA
SUFISM REORIENTED
(1971)
R$ 29,82



A VERDADE DE CADA UM
AMIR LABAKI (ORG.)
COSAC NAIFY
(2015)
R$ 149,90



A ROMANA
ALBERTO MORAVIA
ABRIL
(1972)
R$ 15,00





busca | avançada
44867 visitas/dia
1,2 milhão/mês