Mamãe cata-piolho | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
>>> Ibevar e Fia-Labfin.Provar realizam uma live sobre Oportunidades de Carreira no Mercado de Capitais
>>> PAULUS Editora promove a 6º edição do Simpósio de Catequese
>>> Victor Arruda, Marcus Lontra, Daniela Bousso e Francisco Hurtz em conversa na BELIZARIO Galeria
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Medium e o retorno do conteúdo
>>> A Poli... - 10 anos (e algumas reflexões) depois
>>> Web-based Finance Application
>>> Pensando sozinho
>>> Aventuras pelo discurso de Foucault
>>> Chega de Escola
>>> Hipermediocridade
>>> A luta mais vã
>>> História da leitura (I): as tábuas da lei e o rolo
>>> Sinatra e Bennett (1988)
Mais Recentes
>>> Johann Herbart Coleção Educadores Mec de Norbert Hilgenheger pela Massangana (2010)
>>> O Que Você Deve Saber Sobre Diabetes de Martin Claret pela Martin Claret (2004)
>>> Caderno de Atividades 9 Português - Projeto Teláris de Ana Trinconi Borgatto e Outras pela Atica (2015)
>>> A vingança da tecnologia de Edward Tenner pela Campus (1997)
>>> A Decisão Mais Importante Que Você Deve Tomar de Joyce Meyer pela Bello Publicações (2009)
>>> A Margem da Linha de Paulo Rodriguês pela Casac e Naify (2001)
>>> Português Atual Leitura e Redação de David Mandrik e C. Alberto Faraco pela Vozes (1990)
>>> Stop Eating Your Heart Out: The 21-Day Program to Free Yourself from Emotional Eating de Meryl Hershey Beck pela Conari Press (2011)
>>> Nova Biblioteca de Contabilidade e Prática Comercial Vol. 2 de Prof. Antônio Lopes pela Santa Helena - Sp (1979)
>>> Piratas Das Ilhas Sangue de Dragão: O Diamante da Morte de Dan Jerris pela Fundamento (2011)
>>> De pessoa para pessoa: o problema de ser humano de Carl Rogers e Barry Stevens pela Pioneira (1987)
>>> Morte por Luxúria de Peter Tremayne pela Panda (2004)
>>> Nova Biblioteca de Contabilidade e Prática Comercial Vol. 3 de Prof. Antônio Lopes pela Santa Helena - Sp (1979)
>>> Vamos e Venhamos de Wladyr Nader pela Arte Escrita
>>> O Divórcio as Bases da Fé e Outros Textos de Rui Barbosa pela Martini Claret (2008)
>>> Psicopatas do Coração de Vanessa de Oliveira pela Matrix (2012)
>>> Inspiração de Celso Antunes pela Loyola (1969)
>>> A Volta ao Mundo Em 80 Adivinhações de Sebastia Serra pela Presença (2012)
>>> Oh no She Didnt - the Top 100 Style Mistakes de Clinton Kelly pela Pocket Books (2010)
>>> Emagreça de Verdade de Claudete Troiano; Cristiana Reis pela Ibep Nacional (2005)
>>> Uma Estranha na Cidade de Carol Bensimon pela Dublinense (2016)
>>> A Invenção do Cotidiano - Vol. 1: Artes de Fazer de Michel de Certeau pela Vozes (1994)
>>> Arquipélago Gulag: 1918-1956 (capa Dura) de Alexandre Soljenítsin pela Círculo do Livro (1973)
>>> Ramses o Filho da Luz - Volume 1 de Christian Jacq pela Bertrand Brasil (1998)
>>> Antologia de Poesia Brasileira para Crianças de Vários Autores pela Girassol
COLUNAS

Sexta-feira, 31/5/2013
Mamãe cata-piolho
Marta Barcellos

+ de 5200 Acessos

Eu almoçava com uma amiga que não via há meses quando a conversa chegou ao inevitável e delicioso assunto "filhos" ― os nossos têm idade próxima. Não lembro exatamente qual era a história, mas o fato é que ela precisou confessar: seu filho, de 15 anos, não sabia andar de bicicleta. Ela abaixou a cabeça, constrangida. Largou o garfo. Tentei minimizar seu desconforto, animá-la um pouco, mas nós duas sabíamos se tratar de um daqueles estrondosos atestados de fracasso da maternidade/paternidade.

Comigo foi por pouco. Jamais vou esquecer da tensão disfarçada, dos planos detalhados, tudo para tentar tirar as rodinhas de apoio da bicicleta na idade certa. Idade certa? Pois é, sua filha deve aprender a nadar, pular corda e jogar vôlei (ou queimado) em uma idade bem determinada, sob pena de sofrer graves problemas de autoestima para o resto da vida. E os culpados serão os pais, que inclusive poderão ser acusados de negligência pelos próprios filhos quando eles forem adultos.

Foram algumas tentativas frustradas: primeiro em torno da Lagoa ― cheia demais. Depois na pista fechada da praia aos domingos: ela ficava nervosa, brigava conosco, estávamos fazendo tudo errado, empurrando por tempo demais, ou de menos, ela queria as rodinhas de volta! Como eu já tinha observado no caso de pular corda, a presença de pai e mãe às vezes atrapalha. Se ela morasse numa cidade de interior, aprenderia na rua, com as outras crianças. Como de certa forma foi comigo (passando férias em Paquetá) ou com o pai dela, no interior do Rio Grande do Sul. Não sabíamos como lidar com a situação na zona sul do Rio de Janeiro.

O playgroud do prédio onde moramos é pequeno, mas talvez fosse nesse espaço, emblemático do lazer das crianças urbanas, que ela devesse aprender, sem a pressão de um programa de domingo com os pais. Obtive pequenos sucessos, mas o equilíbrio momentâneo logo esbarrava no complicador de ter que fazer a curva para não dar de cara na parede. O play era bem pequeno. Até que, naqueles dias, tivemos a visita da filha da empregada, três anos mais velha e com algumas orgulhosas cicatrizes no joelho conferidas pela precocidade com que andou de bicicleta. Em seu aniversário, eu havia lhe dado um presente que a frustrara ― soube depois, pela minha filha, que ela esperava um CD do High School Musical.

― Você quer ganhar um CD do High School Musical? ― perguntei. E fiz a proposta, como uma mãe desesperada, capaz de tudo para não ganhar um daqueles definitivos atestados de incompetência.

― Só isso? ― ela estranhou.

― Só. Mas, além de andar, ela tem que saber fazer curva.

― Fechado ― e pegou minha filha pela mão, rumo ao playground.

No dia seguinte, devo ter parecido a maior fã do High School Musical na loja de discos (elas ainda existiam), tamanha era a minha satisfação. Contei a história do suborno para minha amiga no almoço, e ela se sentiu um pouco melhor. Nada como a cumplicidade dos imperfeitos. Afinal, tínhamos um dia das mães pela frente, e precisávamos nos preparar para o papel de genitora impecável que nos cabe nessas horas.

O meu dia das mães começou ótimo, até porque, com minha filha mais crescida, agora posso ler o jornal com calma aos domingos. E teria terminado bem, não fosse eu resolver dar uma olhada, à noitinha, no Facebook. Entre as mil e uma homenagens e gracinhas relativas à data, uma amiga comentava, em tom indignado, uma matéria do jornal sobre a epidemia de piolhos que se repete todo ano no Rio. A reportagem incluía dicas de uma catadora profissional de piolhos, que cobra R$ 70 por hora, e tanto ela como os comentadores do post achavam um absurdo uma mãe contratar alguém assim. Ora, catar piolho é incumbência de mãe, no máximo da avó, e essas mães dondocas do Rio não têm mais o que terceirizar, depois que passaram a contratar até babás folguistas, vestidas de branco e empurrando carrinhos nos fins de semana.

Engoli em seco. Olhei para os lados. Eu tinha lido a matéria pela manhã, de uma página, com o máximo de atenção, apesar de já saber praticamente tudo sobre a reprodução dos bichinhos (já os chamo carinhosamente) e todos os remédios e receitas caseiras que nunca funcionam. Só tinha lamentado não haver, no jornal, o telefone da catadora. Diante da condenação explícita piscando na tela do computador (incompetente! desnaturada! terceirizadora de criancinhas!), tentei me consolar, como havia feito com minha amiga da bicicleta. Pelo menos eu nunca tive babá no fim de semana, pensei. Mas não havia jeito: meu dia das mães terminara com a tal vergonha de não ser assim tão perfeita quanto nos anúncios da TV.

Como eu precisava confessar em algum lugar, aqui está: nunca consegui enxergar os tais bichinhos, muito menos as lêndeas, que também precisam ser "removidas" do couro cabeludo para o tratamento dar certo. Nas vezes em que minha santa empregada (juro que ela não usa uniforme) precisou catar, condescendente com minha inaptidão, fiquei ao lado e constatei: tratava-se de mais uma daquelas habilidades intuitivas que surgem no pós-parto mas que a natureza, por algum descuido, esqueceu de me contemplar.

O curioso foi que, depois do baque, voltei ao post indignado com a cata-piolhos do jornal, e observei melhor os comentários. Ninguém falava da própria experiência de catadora, ou se orgulhava dela, mas sim de como tiveram seus piolhos catados por mães e avós sem frescura. Hummm, sei não. Acho que a catadora profissional deve cobrar tão caro por causa da cláusula de sigilo embutida no contrato.


Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 31/5/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Intolerância de Guilherme Pontes Coelho
02. Neruda, oportunista fantasiado de santo de Daniel Lopes
03. A vida sexual da mulher feia de Fabrício Carpinejar
04. O país dos imbecis de Ana Elisa Ribeiro
05. Da dificuldade de se comandar uma picanha de Eduardo Carvalho


Mais Marta Barcellos
Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2013
01. Para viver de literatura - 7/2/2013
02. Mamãe cata-piolho - 31/5/2013
03. Suicídio - 15/2/2013
04. Suicídio, parte 2 - 15/3/2013
05. Até eu caí nessa - 8/11/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Adolescência - uma Abordagem Prática
Maria de Fátima Goulart Coutinho
Atheneu
(2001)



O Cavalo de Pau-esta Noite Vou Matar Lincoln-a Idade de Amar
James Hilton e Outros
Seleções do Readers Digest
(1958)



Teatro em processo - crítica teatral
Décio de Almeida
Martins
(1964)



Coleção os Heróis Vencidos - o Pagador de Promessas, o Santo Inquérito
Dias Gomes
Bertrand Brasil
(1989)



As Mentiras Que os Homens Contam
Luis Fernando Verissimo
Objetiva
(2000)



Curso de Direito Processual do Trabalho
Renato Saraiva
Metodo
(2008)



Evolução e Sexualidade- o Que nos Fez Humanos
Clarinda Mercadante
Moderna
(2004)



Fama:aqui Vou Eu!
Cathy Hopkins
V&r



Bullring Kid and Country Cowboy
Louise Clover
Cambridge University Press
(2012)



Feijoada no Copa
Chico Ansio
Circulo do Livro
(1976)





busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês