Presenças | Paula Ignacio | Digestivo Cultural

busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> Festa na floresta
>>> A crítica musical
>>> 26 de Julho #digestivo10anos
>>> Por que escrevo
>>> História dos Estados Unidos
>>> Meu Telefunken
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O apanhador no campo de centeio
>>> Curriculum vitae
Mais Recentes
>>> Recordações da casa dos mortos de Fiodor Dostoiévski pela Nova Alexandria (2006)
>>> Elric de Melniboné: a traição ao imperador de Michael Moorcock pela Generale (2015)
>>> O Príncipe de Nicolau Maquiavel pela Vozes de Bolso (2018)
>>> Deuses Americanos de Neil Gaiman pela Conrad (2002)
>>> Deus é inocente – a imprensa, não de Carlos Dorneles pela Globo (2003)
>>> Memórias do subsolo de Fiodor Dostoiévski pela 34 (2000)
>>> Songbook - Tom Jobim, Volume 3 de Almir Chediak pela Lumiar (1990)
>>> Comunicação e contra-hegemonia de Eduardo Granja Coutinho (org.) pela EdUFRJ (2008)
>>> Caetano Veloso Songbook V. 1 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> Origami a Milenar Arte das Dobraduras de Carlos Genova pela Escrituras (2004)
>>> O vampiro Lestat de Anne Rice pela Rocco (1999)
>>> Nova enciclopédia ilustrada Folha volume 2 de Folha de São Paulo pela Publifolha (1996)
>>> Esperança para a família de Willie e Elaine Oliver pela Cpb (2018)
>>> Leituras do presente de Valdir Prigol pela Argos (2007)
>>> Insight de Daniel C. Luz pela Dvs (2001)
>>> Política e relações internacionais de Marcus Faro de Castro pela UnB (2005)
>>> Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> Infinite Jest de David Foster Wallace pela Back Bay Books (1996)
>>> Nine Dragons de Michael Connelly pela Hieronymus (2009)
>>> The Innocent de Taylor Stevens pela Crown Publishers (2011)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> Filosofia Para Crianças e Adolescentes de Maria Luiza Silveira Teles pela Vozes (2008)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> Vida de São Francisco de Assis de Tomás de Celano pela Vozes (2018)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Astrologia e Fatalismo Magnetismo e Hipnose de Ferni Genevè pela Fase (1983)
>>> Práticas da leitura de Roger Chartier (org.) pela Estação Liberdade (2001)
>>> Universo em Desencanto A Verdadeira Origem da Humanidade Vol 1 de Não Informada pela Mundo Racional
>>> Matemática Financeira de Roberto Zentgraf pela Ztg (2002)
>>> Como Negociar Qualquer Coisa Com Qualquer Pessoa Em Qualquer Lugar do Mundo de Frank L. Acuff pela Senac (1998)
>>> Morte e Vida Severinas: das Ressurreições e Conservações ... Ed. Ltda. de Nelci Tinem e Luizamorim: Organização pela Impre. Univ. J. Pessoa (2012)
>>> Mais Trinta Mulheres que Estão Fazendo a Nova Literatura de Luiz Ruffato pela Record (2005)
>>> Príncipe Sidarta A Fuga do Palácio de Patricia Chendi pela Rocco (2000)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Smart Work Why Organizations Full Of Intelligent People ... de Steven A. Stanton pela Do Autor (2016)
>>> Estatística Objetiva de Roberto Zentgraf pela Ztg (2001)
>>> Diários Messiânicos: uma Experiência de Extensão Universitária de Bruno Cesar Euphrasio de Mello pela Univ. Federal Rgs. (2015)
>>> The Lost Symbol de Dan Brown pela Doubleday (2009)
>>> Dez Dias de Cortiço de Ivan Jaf pela Ática (2009)
>>> Medicina do Além Um Presente de Jesus para a Humanidade de Fabio Alessio Romano Dionisi pela Dionisi (2014)
>>> Energia Renovável de Dme pela Dme
>>> São João Paulo Grande Seus Cinco Amores de Jason Evert pela Quadrante (2018)
>>> At Risk de Patricia Cornwell pela Little Brown And Company (2006)
COLUNAS

Terça-feira, 27/8/2013
Presenças
Paula Ignacio

+ de 2200 Acessos

Li sobre um novo termo adotado para o ato de checar o celular mesmo na presença de outras pessoas: Phubbing. Já ouviu falar?

Está aí um comportamento que se tornou comum e o qual ainda sinto dificuldade para compreender.

Passei muito tempo sem smartphone e isso me livrou um pouco do vício em internet fora de casa.

Considero compreensível utilizarmos a rede para tudo. Ótimo, para ser bem sincera. Confesso que sem ela meu trabalho hoje seria praticamente impossível. Algumas relações também.

Apesar das maravilhas proporcionadas pela "linha" tenho mesmo sentido falta de presenças. Sabe o tal do "carne e osso"? E a presença de espírito, de alma?

Estar presente é estar inteiro. Não há necessidade de "ser" inteiro o tempo todo. Missão difícil essa. Mas "estar" é só momento. Custa tanto assim "estar"?

Não é só a "checagem" de mensagens que incomoda. É a falta de presença. Falta de relações onde haja entrega verdadeira. O tal "Phubbing" é só um dos sintomas de como as relações acontecem agora.

Gosto de pensar em comportamentos "futurísticos" mas rola um certo saudosismo por aqui. Saudade de uma época na qual as pessoas conversavam olhando nos olhos e sentiam trocas mais marcantes e sinceras. Saudade de quando corpo e alma caminhavam juntos.

Ontem assisti ao filme brasileiro Paraísos Artificiais. História bonitinha que mostra o efeito de drogas psicodélicas, bem como consequências desastrosas para alguns.

Gosto do vinho, da boa cachaça e compreendo quem gosta dos paraísos artificiais. Como interpretou Cazuza: "Eu quero a sorte de um amor tranquilo, com sabor de fruta mordida, na poesia, no embalo da rede, matando a sede na saliva...ser teu pão, ser tua comida, todo o amor que houver nessa vida...e algum trocado pra dar garantia...e algum veneno antimonotonia..."

Os remedinhos tarja-preta hoje fazem as vezes dos venenos aos quais chamamos de "drogas". Ao menos a psicodelia parecia mais sincera: o LSD auxiliava o corpo durante o processo de entrega à natureza da alma.

Escrevi bastante e ainda tenho escrito sobre corpos: relações, psicologismos e virtualidades. Mais uma vez me pego pensando em como eles se relacionam superficialmente entre si — tudo por conta da incapacidade de estar entregue com verdade.

Vide a maioria das mulheres (me incluo nessa) e suas relações com seus formatos. Espelhos inimigos em imagens cada vez mais deterioradas.

Ontem acessei um site chamado: Gostosa que se acha gorda. Genial, o link expõe fotografias de mulheres "reais" que se sentem gordas. Por quê compramos a porcaria de uma imagem que não serve para todas, a da "magreza que encanta"?

Existem mulheres muito bonitas ao natural, outras que só saem belas nas fotos, outras que vestem bem certos cortes de roupas. Cada uma com sua diferença e é exatamente isso o que faz do mundo um lugar colorido. Existem pessoas que ficam bem quando desfilam, outras que saem bonitas diante de câmeras, não há problema nenhum em escolher os fotogênicos.

O problema é que o mundo inteiro escolhe o mesmo padrão e formato para divulgar peças publicitárias, filmes, imagens de artes - e isso incita um comportamento doentio em homens e mulheres.

Por causa do lance da imagem e da cobrança em estar sempre "de acordo" com o padrão "magra e linda" eu mesma já passei pelo absurdo de sentir receio ao sair de casa. Cheguei a ser cobrada por uma amiga: "você engordou um pouco, cuidado!". Pouco importou para quem proferiu essa frase se eu estava me sentindo bem comigo mesma. A única coisa que preocupava era a imagem-padrão.

Como conseguir uma boa relação com o corpo se nunca estamos satisfeitos com ele? Vejo as coisas da seguinte maneira: ou você vive de passado na tentativa de "manter" um padrão de magreza adolescente ou vive de futuro na busca pela "imagem ideal". E o presente, como fica? Já cansei de ouvir: "Quando eu era mais magra, quando eu era mais bonita" de amigas que são lindíssimas (de corpo e alma).

Voltamos a questão da Presença.

A imagem que temos de nós mesmos está tão deturpada que as expressões corporais foram radicalmente alteradas. A insegurança com o próprio formato não nos permite uma relação de inteireza com nós mesmos. Posto isso, se não há relação com o próprio ser, quem dirá com os outros. E isso se estende para o corpo a corpo.

Diante da dificuldade de expressar livremente quem somos nos tornamos "virtuais", "alvos fáceis", daí os vícios em redes sociais e em "checagem de mensagens". Talvez por isso a falta de presença.

Deixamos o corpo pra lá - como se olhar nos olhos fosse "coisa do passado". Importante mesmo é checar os "likes".

Se nossas relações fossem mais saudáveis e sinceras isso não aconteceria, talvez a entrega e a presença fossem mais constantes, carregadas de plenitude.

Saudade de quando recebia menos mensagens e meu telefone tocava mais. De quando podia ouvir as vozes das pessoas, encontrar mais vezes, ser inteira.

Lamento tanto pela falta da presença. Na internet sinto que sou pela metade: não sou presença, apenas virtualidade.


Paula Ignacio
São Paulo, 27/8/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Casa Arrumada de Ricardo de Mattos
02. Omissão de Ricardo de Mattos
03. Livrarias de Ricardo de Mattos
04. Ação Social de Ricardo de Mattos
05. Ah!... A Neve de Marilia Mota Silva


Mais Paula Ignacio
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LOS AZTECAS (LAS GRANDES CIVILIZACIONES)
SANDRA E GARIBAY LAURENT (PROYECTO)
VIMAN (MÉXICO)
(2006)
R$ 25,28



MUNDOS EM CONEXÃO
GEOFFREY D. FALK
CULTRIX
(2012)
R$ 14,00



ROBERT PARKER - O IMPERADOR DO VINHO
ELIN MCCOY
ELSEVIER
(2006)
R$ 55,00



FEDRO FÁBULAS (FABULARUM AESOPIARUM)
JOSÉ PÉREZ DIREÇÃO
EDIÇÕES CULTURA
(1946)
R$ 20,00



PERTURBAÇÕES DO COMPORTAMENTO DA CRIANÇA - DESCRIÇÃO, CAUSAS, TRAT...
PIERRE DEBRAY RITZEN BADRIG MÉLÉKIAN

R$ 9,80



O OPORTUNISTA
PIERS PAUL READ
CIRCULO DO LIVRO
(1973)
R$ 4,00



ARMS OF THE WORLD - 1911 - ALFA CATALOGUE OF ARMS
VÁRIOS
JOSEPH J SCHRODER JR
(1962)
R$ 200,00



FILHOS BRILHANTES ALUNOS FASCINANTES
AUGUSTO CURY
ACADEMIA DE INTELIGÊNCIA
(2006)
R$ 12,04



O LIVRO DOS AMULETOS
GABRIELA ERBETTA E MICHELLE SEDDIG JORGE
PUBLIFOLHA
(2004)
R$ 8,80



TIMOR, O NOSSO DEVER FALAR
VÁRIOS AUTORES
APEL
(1999)
R$ 22,11





busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês