Os dilemas de uma sociedade em Escudo de Palha | Guilherme Carvalhal | Digestivo Cultural

busca | avançada
31131 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Acordei que sonhava
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> Um Furto
>>> Nasi in blues no Bourbon
>>> De vinhos e oficinas literárias
>>> Michael Jackson: a lenda viva
>>> Gente que corre
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 26/3/2014
Os dilemas de uma sociedade em Escudo de Palha
Guilherme Carvalhal

+ de 2500 Acessos

Até onde os princípios éticos e morais devem valer e o pragmatismo deve começar a prevalecer? Existe um ponto em que valores importantes devem ser postos de lado e uma atitude mais lógica deva ser tomada?

Este debate é antigo e recentemente veio à tona apresentado de uma forma extremamente crua e atualizada no filme Escudo de Palha (Wara no tate, 2013), do polêmico diretor japonês Takashi Miike, responsável pelo extremamente violento Ichi, o assassino.

Neste obra, o diretor retrata um problema grandioso exposto em um roteiro muito bem desenvolvido. A história aborda Kyomaru (Tatsuya Fujiwara), um assassino psicopata que estupra e mata crianças. Após violentar e tirar a vida da neta do bilionário Ninagawa (Tsutomu Yamazaki), uma série de anúncios encomendados pelo empresário aparece em diversos meios de comunicação oferecendo um recompensa de um bilhão para quem matar o bandido, não importa de qual maneira. Kyomaru se vê então em uma enrrascada quando as pessoas na rua começam a persegui-lo e sua única opção de sobrevivência é entregar-se à polícia.

Após ele se entregar em uma cidade de interior, uma equipe de policiais é designada para transportá-lo a Tóquio, onde será julgado. O grupo é liderado pelo inquebrantável Kazuki Mekari (Takao Ohsaw), que demonstra desde o início sua disposição em levá-lo à salvo, junto à igualmente fiel Atsuko Shiraiwa (Nanaki Matsushima) e outros três.

O que se tem daí em diante é um verdadeiro declínio de valores sociais quando um grande número de pessoas tenta executar Kyomaru para receber a recompensa. Primeiramente, uma enfermeira tenta envenená-lo. Na saída, um mecânico é preso ao sabotar o avião em que o criminoso seria levado. A alternativa é levá-lo em um comboio por terra, que logo é atacado por um caminhoneiro de forma suicida. Em meio ao caos do acidente, um grupo de policiais que compõe a escolta investe, sendo detido por Mekari. Até o sequestro de uma criança para ser trocada por Kyomaru acontece.

Aos poucos o clima de insegurança e de desconfiança toma conta dos cinco policias da equipe. Por onde andam aparecem pessoas dispostas a tudo para obter a recompensa. Como também há uma recompensa para quem denunciar a posição do assassino durante seu transporte, surge a desconfiança entre os próprios responsáveis por sua guarda por sempre serem localizados.

A missão de levá-lo a julgamento acaba provocando imenso caos pelo Japão, contando com vítimas fatais. A pergunta que se faz é: vale realmente manter a vida de alguém como ele? Durante todo o filme, Kyomaru se mostra uma pessoa desprezível. Ele é um psicopata plenamente disposto a matar sem nenhum remorso. Então toda vez em que algum incidente mais grave ocorre e inocentes morrem, passa pela cabeça do espectador se simplesmente executá-lo ou então deixá-lo morrer não seria a melhor das opções.

A história envolve os mais variados tipos de pessoas, como um homem desesperado com dívidas, um grupo de mafiosos dentro de um metrô e inclusive o pai de uma vítima de Kyomaru, desesperado ao se deparar com um esforço tão grande em salvar o psicopata e não haver tal compromisso para cuidar de sua filha. As circunstâncias variam, mas sempre se encontram no ponto comum sobre dever ou não preservar a vida do bandido.

Um dos aspectos abordados pela obra não é apenas a ambição humana, mas as próprias consequências de fatores econômicos sobre as pessoas. Especificamente, o impacto da crise de 2008 sobre a sociedade japonesa, por todas as pessoas que tentam matar Kyomaru estarem com enormes problemas financeiros. Esta é uma das grandes sacadas do filme, em tirar a ótica macro usualmente apontada nos noticiários da televisão e levar o foco para os indivíduos que são atingidos pelo caos reinante nas finanças.

O filme fez parte da mostra do Festival de Cannes em 2013, onde não obteve boa recepção. Muito provavelmente isso ocorreu pelo fato de Escudo de Palha não ter maiores ambições do que ser uma boa história. Não há grandes impactos visuais exceto algumas cenas de ação. O filme possui momentos de tensão, sendo o ponto alto quando Mekari coloca a arma na boca de Kyomaru e reflete se não deveria matá-lo. O roteiro segue de forma bastante linear, sem nenhuma variação narrativa. Um dos pontos altos na história é o detalhamento dos personagens, muitos deles possuindo um grau de profundidade em coerência com a história.

Em um mundo que começa a absorver os efeitos da crise econômica e cola os cacos de suas consequências, Takashi Miike lança um pouco de gasolina no fogo, propondo um olhar mais humano sobre os indivíduos afetados enquanto as medidas tomadas se focam em grandes bancos e instituições. Ao mesmo tempo, nos mostra o quão difícil pode ser ter de tomar a decisão correta, mesmo quando agir pela forma mais ética e mantendo algo importante - a dignidade de uma nação inteira - pode terminar com um resultado negativo.

O diretor acerta em cheio em sua proposta. O filme traz o espectador para dentro de todos este dilemas, variando conforme suas expectativas prévias a ficar de um lado ou outro em suas opiniões quanto ao destino de Kyomaru. Talvez para o público brasileiro, acostumado com um Estado simplesmente ausente e com altos índices de violência rodeando o dia a dia, opinar pela execução sumária seja uma opção fácil. E é essa a outra visão que Escudo de Palha pode nos passar: que a construção de valores pode fundamentar uma sociedade, e que zelar por eles, mesmo que a alto custo, pode ser o que a sustentará de pé.


Guilherme Carvalhal
São Paulo, 26/3/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A vida dos pardais e outros esquisitos pássaros de Elisa Andrade Buzzo
02. Fake news, passado e futuro de Luís Fernando Amâncio
03. O Abismo e a Riqueza da Coadjuvância de Duanne Ribeiro
04. Apontamentos de inverno de Elisa Andrade Buzzo
05. O ato de criação no texto dos artistas (Parte I) de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Guilherme Carvalhal
Mais Acessadas de Guilherme Carvalhal
01. Sabemos pensar o diferente? - 21/9/2017
02. Influências da década de 1980 - 30/7/2015
03. Submissão, oportuno, mas não perene - 5/5/2016
04. A trilogia Qatsi - 15/10/2015
05. Três filmes sobre juventude no novo século - 3/11/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O LIVRO DO DESASSOSSEGO
FERNANDO PESSOA
PRADENSE
(2014)
R$ 23,88



EU ESTAVA LÁ TAMBÉM - UM LIVRO CRIADO POR CHORÃO
CHARLIE BROWN JR
REALEJO LIVROS
R$ 119,00



SEMIOLOGIA DA REPRESENTAÇÃO
ANDRÉ HELBO
CULTRIX
(1975)
R$ 12,00



UM BRINDE AOS QUE VÃO MORRER
TUCA HASSERMANN
ARX
(2006)
R$ 4,00



A TUMBA DO IMPERADOR
STEVE BERRY
RECORD
(2012)
R$ 46,83



THE CHILDRENS BIBLE IN 365 STORIES
MARY BATCHELOR; JOHN HAYSOM
LION PUBLISHING PLC
(2002)
R$ 20,00



DO SERIDÓ QUE A GENTE AMA II
FERNANDO ANTONIO BEZERRA
SEBO VERMELHO
(2017)
R$ 60,00



A ÚLTIMA MÚSICA
NICHOLAS SPARKS; MARCELY DE MARCO MARTINS DANTAS
NOVO CONCEITO
(2013)
R$ 15,00



BIBLIOTECA DE ARTE OS IMPRESSIONISTAS - LAUTREC
LUIS CARTA ET AL (EDITORES)
TRÊS
(1973)
R$ 15,00



OS HOMENS COM QUEM NÃO ME CASEI
JANICE KAPLAN / LYNN SCHNURBERGER
RECORD
(2009)
R$ 12,00





busca | avançada
31131 visitas/dia
1,3 milhão/mês