Seu Mauro | Marcelo Guedes Nunes | Digestivo Cultural

busca | avançada
104 mil/dia
2,5 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Camila Venturelli e Dani Lima falam sobre os nossos gestos na pandemia
>>> 36Linhas lança Metropolis segunda graphic novel da Coleção Graphic Films
>>> Acervo digital documenta a história da Cantina da Lua - símbolo de resistência cultural
>>> Maíra Lour apresenta leitura dramática audiovisual “Insensatez'
>>> Exposição do MAB FAAP conta com novas obras
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mandic, por Pedro e Cora
>>> A Separação de Bill e Melinda Gates
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
Últimos Posts
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
>>> PoloAC retoma temporada de Os Doidivanas
>>> Em um tempo, sem tempo
>>> Eu, tu e eles
>>> Mãos que colhem
>>> Cia. ODU conclui apresentações de Geração#
>>> Geração#: reapresentação será neste sábado, 24
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
Blogueiros
Mais Recentes
>>> FLIP 2006 IV
>>> Como você vê a internet?
>>> Inimigos da política
>>> God save the newspapers!
>>> O homem visto do alto
>>> O homem visto do alto
>>> A quinta temporada de Lost
>>> Os primeiros volumes da Penguin Companhia
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Princípio ativo
Mais Recentes
>>> Quatro-olhos e um Sorriso Metálico de Thomas Brezina pela Ática (2006)
>>> O Destino de Perseu - Série Aventuras Mitológicas de Luiz Galdino pela Ftd (1999)
>>> A Perseguição de Sidney Sheldon pela Record (1994)
>>> Muito Barulho por Nada - Série Reencontro de William Shakespeare Adap Leonardo Chianca pela Scipione (2006)
>>> The Picture of Dorian Gray - Level 4 de Oscar Wilde pela Penguin (2008)
>>> The Diary of a Young Girl - Level 4 de Anne Frank pela Penguin (2008)
>>> O Mundo de Crestomanci Vida Encantada de Diana Wynnejones pela Geração (2001)
>>> Três Mistérios: Série Clássicos Juvenis Três por Três de Lelis; Telma Guimarães Castro Andrade pela Atual Didáticos (2009)
>>> Crepúsculo de Stephenie Meyer; Ryta Vinagre pela Intrinseca (2008)
>>> Cinquenta Tons de Cinza de E L James; Adalgisa Campos da Silva pela Intrinseca (2012)
>>> Memórias Póstumas de Brás Cubas - Texto Integral de Machado de Assis pela Ftd (2010)
>>> Healing Grief de James Van Praagh pela New American Library (2000)
>>> Enquanto o Papa Silenciava de Alexander Ramati pela Clube do Livro (1985)
>>> Onde Andara Dulce Veiga? de Caio Fernando Abreu pela Cia das Letras (1990)
>>> Arte e Manhas da Seducão de Marion V Penteado pela Saraiva (1993)
>>> Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos de Rubem Fonseca pela Cia das Letras (1988)
>>> A Revolução do Silêncio de Mario Benevides pela Design (2007)
>>> Persian Painting de Sheila R. Canby pela British Museum Press (2008)
>>> Edmund Dulac de Colin White pela Cassel & Collier Macmillian Publishers (1976)
>>> Dominando a Técnica do Esboço - Curso completo em 40 lições de Judy Martin pela Martin Fontes (2014)
>>> The Mysterious Affair At Styles (Poirot's First Case) c/CD de Agatha Christie pela Collins (2012)
>>> Marvellous to Behold: Miracles in Illuminated Manuscripts de Deirdre Jackson pela The British Library (2007)
>>> Muder in Mesopotamia (em inglês) de Agatha Christie pela Harper Collins (2016)
>>> The Fine Art of Chinese Brush Painting de Walter Chen pela Sterling Publishing (2006)
>>> Comunicação em Prosa Moderna de Othon Moacyr Garcia pela fundação Getúlio Vargas (1988)
COLUNAS

Sexta-feira, 1/2/2002
Seu Mauro
Marcelo Guedes Nunes

+ de 5000 Acessos
+ 1 Comentário(s)

O Seu Mauro tem 85 anos, 68 de casado e 3 filhos. É há 60 ascensorista de elevador. Do mesmo elevador. Vai todo domingo à Igreja, reza com a mulher e os filhos, se confessa, paga as penitências e o dízimo. Não reclama do salário, da rotina (e que rotina!), da saúde e da vida. Acha que o que lhe deram é mais do que merecia. Acha que a graça de viver está nas coisas simples. Acha que ajudar aos mais pobres é gratificante. E acha que todos os homens são bons e os que parecem ser maus estão, na verdade, desorientados e precisam de ajuda. O Seu Mauro é personificação da bondade católica. Se há um paraíso (a gente nunca sabe) e se há um Criador com um mínimo senso de gratidão para com quem acreditou na Sua existência (mesmo sem nenhuma evidência), ele sem dúvida deve ter o Seu Mauro na mais alta conta. Quando morrer, o Seu Mauro com certeza será recebido no Paraíso com honras de Estado e será nomeado ministro, embaixador, um figurão importante. Passará a ser chamado de São Mauro. Já eu sou do tipo que todas as religiões condenam, sem titubear, a vagar pelo limbo eterno, remoendo o bagaço da incredulidade. Se Deus existir e for tão exigente como dizem, Ele certamente me reservará um destino nada agradável, pior que o do pai do Hamlet. Só creio no que vejo (sou fervoroso discípulo do São Tomé da primeira fase) e no que a razão é capaz de demonstrar. Não acredito na bondade das pessoas. Elas são todas iguais, preocupadas com a sobrevivência, facilmente irritáveis, relativamente egoístas, bastante ciumentas e um pouco medrosas. Antes de dar esmola sempre penso no que de bom eu poderia comprar com aquele dinheiro. Por isso nunca dou esmolas. Gosto de quem gosta de mim, com exceção de uma vizinha loira recém chegada em meu prédio, que não me dá bola. Me divirto com algumas coisas simples da vida, porém aprecio ainda mais as sofisticadas: entre minha fazenda no interior de SP e Veneza ou misto quente e magret de canard, fico com os últimos. Acho que dinheiro é bom, que é mais provável o mundo ser dos espertos do que dos escolhidos e às vezes, confesso, tenho raiva de mendigos impertinentes e mal cheirosos. Não acredito em vida após a morte, em poder da mente, em espíritos, em anjos da guarda e não acredito que a caridade seja capaz de fazer os homens mais felizes.
Segundo a maioria das religiões, preciso ser exorcizado imediatamente, antes que comece a beber o sangue de virgens loiras em rituais satânicos à meia noite.

Um Sonho Ruim 1
Mas e se eu estiver errado? E se houver vida após a morte? Essa semana tive um sonho ruim sobre o assunto.
Me vi morto, andando em direção a um portal dourado cercado de pequenas nuvens brancas, surpreso com tudo o que estava acontecendo. Mas não é que era verdade? Quando estava por entrar no paraíso, o anjo Gabriel esticou o braço e disse:
- Meia volta, rapaz, você não falava que era tudo uma bobagem, que religião era coisa de gente ignorante?
Por mais que eu tentasse me explicar, saindo com aquela do Bertrand Russell, que reclamou da falta de evidências para se chegar a qualquer conclusão, o anjo Gabriel permaneceu irredutível:
- É tudo uma questão de fé. É aquela história: felizes dos que acreditam sem ver. Agora a coisa está preta para o seu lado. Ainda tentei convencê-lo de que esse espírito vingativo e ressentido não condizia com uma religião que prega o perdão e a fraternidade, que eu merecia mais uma chance e que eu ia melhorar (juro! juro!). Mas, diabos, o anjo não cedia um centímetro:
- Não. Depois de morto não vale.
Numa última tentativa, argumentei que o Seu Mauro tinha sido um grande conhecido meu, lá na terra.
- O Seu Mauro?
- Sim. O Seu Mauro, em pessoa.
O anjo Gabriel olhou desconfiado, franzindo as sobrancelhas.
- O que era ascensorista na Avenida Brigadeiro Luiz Antônio?
- Não é do meu feitio sair por aí me exibindo, mas... esse mesmo. Ele foi ascensorista de um prédio onde trabalhei. Nos falávamos todo dia.
- Qual é o seu nome, rapaz?
Marcelo Guedes Nunes, eu disse, já olhando impaciente o relógio ("esse anjo idiota vai ver só quando o Seu Mauro souber o que está acontecendo por aqui").
Após uma rápida ligação (no Paraíso o celular pega em qualquer lugar), o anjo Gabriel me pediu para esperar um momento. Dez minutos depois, uma enorme carruagem de fogo parou ao lado dele. A porta se abriu e o Seu Mauro desceu. Fiquei de longe, só observando.
O anjo disse alguma coisa e o Seu Mauro respondeu no ato. O anjo coçou o queixo e balançou a cabeça desaprovando. O Seu Mauro insistiu: abriu a Bíblia e leu um ou dois versículos, que falavam da importância do perdão. O anjo parou, pensou um pouco, pegou a Bíblia das mãos do Seu Mauro, abriu em outra página e leu outro versículo, que descrevia as penitências que os hereges devem sofrer.
- Se eu liberar por aqui, disse o anjo, o pessoal lá embaixo vai começar a aprontar todas.
O Seu Mauro ouviu compenetrado por alguns minutos, até balançar a cabeça, concordando. Sem dizer mais nada, entrou de novo na carruagem. Antes, porém, de fechar a porta, olhou para mim e acenou pela última vez, com um ar desolado.
Nem o Seu Mauro tinha dado jeito. Eu estava condenado à danação eterna. Desesperado, dei meia volta e, após uma tentativa mal sucedida de pular o muro, fui conduzido resignado em direção às escadas do Inferno. Num derradeiro esforço, pedi ao anjo para falar com um advogado. Rindo, ele disse:
- Advogados? Dentro em breve você estará cercado deles.

Um Sonho Ruim 2
Religiões existem para todos os gostos. As que adoram dinheiro (para adular os ricos), as que o repudiam (para consolar os pobres). As que fazem apologia ao uso de drogas, as que abominam o uso de drogas. Algumas são divertidas e alegres (como a que cultua Elvis Presley), mais adequadas às personalidades expansivas, outras são mais fúnebres, para agradar aos mais compenetrados e introspectivos.
Mas uma me assusta especialmente. Não sei em que parte do Oriente, tem um povo que afirma que cada um vai para o Paraíso em que acredita. É só mentalizar e concentrar todo o fluxo dos seus poderosíssimos pensamentos num só ponto de convergência, que seu sonho se tornará realidade. Agora, imaginem só: segundo esta religião, eu, que não acredito em nada, vou simplesmente deixar de existir, enquanto todo o pessoal vai estar na maior farra com dezenas de virgens safadas.
Seria muito azar...


Marcelo Guedes Nunes
São Paulo, 1/2/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Preparar Para o Impacto de Marilia Mota Silva
02. O Menino que Morre, ou: Joe, o Bárbaro de Duanne Ribeiro
03. Tolos Vorazes de Vicente Escudero
04. 2011: a queda do império? de Gian Danton
05. Quando o autor é protagonista do próprio romance de Marcelo Spalding


Mais Marcelo Guedes Nunes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
5/2/2002
19h56min
Bem humorado, gostoso de ler. Parabéns. ligia
[Leia outros Comentários de Ligia]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Inquérito e a Ação Penal
Oswaldo Lim Rodrigue
La Cava (niterói)
(1980)



Magistratura do Trabalho: Sentenças de Concursos Resolvidas
Otavio Calvet (2ª Edição)
Elsevier
(2005)



Ingenium - um Curso Rápido e Eficaz Sobre Criatividade
Tina Seelig
Virgiliae
(2012)



Salvem os Monstros
Fernando Paiva
7 Letras
(2010)



Agropecuária Orgânica Em Dose Homeopáticas e Romantizadas
Santiago Dorremim
Do Ré Mi
(2007)



Desenho Geométrico Métodos e Exercícios Volume 2
Rubens
Loyola
(1980)



O Outro Lado da Memória
Beatriz Cortes
Novo Século
(2015)



Soldados de Papel - Cine-romance
Raul Paulo da Rocha e Miklós Palluch
Do Autor
(2003)



Na Alcova: Três Histórias Licenciosas
Guilleragues, Crébillon e Denon
Companhia das Letras
(2001)



Concise Oxford American Dictionary
Oxford
Oxford
(2006)





busca | avançada
104 mil/dia
2,5 milhões/mês