O Enriquecer é Glorioso! | Marilia Mota Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
72442 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> MAB FAAP estará fechado nos próximos dois finais de semana, devido ao Plano SP
>>> Exposição de Pietrina Checcaci é prolongada no Centro Cultural Correios
>>> Escritora Luci Collin participa de encontro virtual gratuito
>>> Máscaras Decoloniais: Dança e Performance (edição bilingue)
>>> Prêmio Sesc de Literatura abre hoje inscrições para edição 2021
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Kate Dias vive Campesina em “Elise
>>> Editora Sinna lança “Ninha, a Bolachinha”
>>> “Elise”: Lara Oliver representa Bernardina
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A odisseia do homem tecnomediado
>>> A diferença entre baixa cultura e alta cultura
>>> Van Halen 2013
>>> Treehouse
>>> Música em 2004
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Jornalismo em tempos instáveis
>>> Rasgos de memória
>>> História da leitura (II): o códice medieval
>>> Rufo, 80 II
Mais Recentes
>>> Apostila workshop urbano curso perícias em avaliação de imóveis. de Caavi pela Caavi (2011)
>>> Stewardship: Choosing Service over Self-Interest de Peter Block pela Berrett-Koehler (1993)
>>> Fuvest 2000 - Literatura de Célia N. A. Passoni pela Núcleo (1999)
>>> Doze Contos Peregrinos de Gabriel Garcia Márquez pela Record (1992)
>>> Outeiro da Glória Marco na História da Cidade do Rio de Janeiro de Jorge de Souza Hue e Outros pela Artepadilla (2015)
>>> Le Voyageur et son Ombre de Nietzsche pela Mediations (1979)
>>> Avenidas da Saúde de Dr Haroldo Shryock pela Casa Publicadora Brasileira (1963)
>>> Livro Anne Whit An E Lucy Maud Bordando com as Estrelas de Lucy Maud Montgomery pela Ciranda Cultural (2021)
>>> O Flâneur - um Passeio Pelos Paradoxos de Paris de Edmund White pela Companhia das Letras (2001)
>>> Memórias de um Sargento de Milícias - Coleção o Globo de Manuel Antônio de Almeida pela O Globo (1997)
>>> O mulato de Aluísio Azevedo pela Ática (2000)
>>> Veneno Digital de Walcyr Carrasco pela Ática (2017)
>>> Uma Longa Jornada de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2015)
>>> Um Olhar Sobre a Ciência: Desenvolvimento, Aplicações e Políticas de Eloi de Souza Garcia pela Interciência (2003)
>>> O Verão e a Cidade - Os Diários de Carrie de Candance Bushnell pela Galera Record (2011)
>>> O Cotidiano de um Deficiente de Patricia Vaitsman dos Santos pela Interciência (2001)
>>> Um Porto Seguro de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2012)
>>> Um Ano Inesquecível de Babi Dewet, Bruna Vieira, Paula Pimenta e Thalita Rebouças pela Gutenberg (2015)
>>> A Hora da Estrela de Clarice Lispector pela José Olympio (1978)
>>> A Terra dos Meninos Pelados de Graciliano Ramos pela Record (1983)
>>> A Linguagem e Seu Funcionamento - as Formas do Discurso de Eni Puccinelli Orlandi pela Brasiliense (1983)
>>> A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata de Mary Ann Shaffer e Annie Barrows pela Rocco (2009)
>>> Poesia Que Transforma de Bráulio Bessa pela Sextante (2018)
>>> O Livro de Ouro da Mitologia de Thomas Bulfinch pela Harper Collins (2018)
>>> Memórias Quase Esquecidas: Aqueles Olhos - Vol 1 de Alduisio M. de Souza pela Literatura Brasileira (2001)
>>> A Gênese de Allan Kardec pela Feb (1999)
>>> A Guerra Não Tem Rosto de Mulher de Svetlana Aleksiévitch pela Companhia das Letras (2016)
>>> Mais Coisas Que Toda Garota Deve Saber de Antônio Carlos Vilela pela Melhoramentos (2006)
>>> Engenharia genética - O Sétimo dia da criação de Fátima Oliveira pela Moderna (1995)
>>> O Ladrão de sonhos e outras historias de Ivan Angelo pela Atica (1999)
>>> Necronomicon: the Best Weird Tales of de H. P. Lovecraft pela Gollancz (2008)
>>> Um Dia "Daqueles": Uma Lição de Vida Para Levantar o Seu Astral de Bradley Trevor Greive pela Sextante (2001)
>>> A Cidadela do Caos de Steve Jackson pela Marques Saraiva (1990)
>>> O Calabouço da Morte de Ian Livinstone pela Marques Saraiva (1984)
>>> O Feiticeiro da Montanha de Fogo de Steve Jackson; Ian Livinstone pela Marques Saraiva (1991)
>>> Rostos da Portugalidade de Luís Machado pela Vega (2010)
>>> LIVRO NOVO! A Revolução dos Bichos de George Orwell pela Principis (2021)
>>> A Nave Espacial Traveller de Steve Jackson pela Marques Saraiva (1982)
>>> Norse Mythology de Neil Gaiman pela W. W. Norton & Company (2017)
>>> A Mão e a Luva de Machado de Assis pela Prazer de Ler (2016)
>>> Buda: na Floresta de Uruvella -vol. VI de Osamu Tezuka pela Conrad (2005)
>>> Buda. Em Busca da Iluminação. Vol. IV de Osamu Tezuka pela Conrad do Brasil (2005)
>>> Literatura Ao Sul de Luis Augusto Fischer pela Universidade de Passo Fundo (2009)
>>> Buda. a Outra Margem do Rio. Vol. III de Osamu Tezuka pela Conrad do Brasil (2005)
>>> O Cavaleiro da Esperança de Jorge Amado pela Record (1987)
>>> A Amiga Genial de Elena Ferrante pela Globo (2015)
>>> Passagens da Antiguidade ao Feudalismo de Perry Anderson pela Brasiliense (1987)
>>> O Não Me Deixes - Suas Histórias e Sua Cozinha de Rachel de Queiroz pela Arx (2004)
>>> George Sand de René Doumic pela Perrin (1922)
>>> Sybil de Flora Rheta Schreiber pela Círculo do Livro
COLUNAS

Quarta-feira, 30/7/2014
O Enriquecer é Glorioso!
Marilia Mota Silva

+ de 2800 Acessos

Passando pela Dutra, na altura de Taubaté, o taxista fez um gesto largo na direção das terras à margem da rodovia e disse: "Os chineses compraram tudo isso aí. Diz que vão fazer uma cidade inteira".

Não sei se a informação tem fundamento, mas é evidente que a presença chinesa se espraia pelo mundo com uma fluidez irresistível.

Eles são um bilhão e 370 milhões, mesmo depois de décadas de controle da natalidade, que permitia apenas um filho por casal. Só esse quebradinho, 370 milhões, dá um Brasil e meio, quase dois. É um quinto da população do mundo que, para o bem e para o mal, abraça o capitalismo e o consumo, com a sofreguidão de quem passou décadas sob um regime de frugalidade imposta.

A China hoje tem interesses no mundo inteiro: Detém valores astronômicos em títulos do tesouro americano, o que faz deles mais parceiros que credores. É de seu interesse que os títulos não se depreciem. Investe na África, constrói estradas, pontes, hospitais, obras de infraestrutura. Tem estreitas ligações com a Rússia. Ocupam o Tibet, disputam com o Japão a soberania sobre pequenas ilhas.

Não por acaso, nos Estados Unidos, muitas escolas públicas oferecem aulas de mandarim, desde o jardim-de-infância. As crianças se familiarizam com ideogramas, festejam o ano novo em fevereiro, dançam com sombrinhas e quimonos, constroem dragões e lanternas de papel. Mais do que o idioma, eles aprendem sobre a cultura, valores e tradições chinesas.

Foi-se o tempo da China isolada; foi-se o tempo em que os imigrantes chineses se agrupavam em chinatowns nas grandes cidades do mundo e resumiam sua presença a restaurantes e lavanderias.

Quem quiser ter uma ideia bem fundamentada da trajetória chinesa, passado, presente e desafios do futuro, a leitura de Os Chineses (Editora Contexto, 2009), da jornalista Cláudia Trevisan, atende com louvor. Em 320 páginas a autora nos apresenta um painel amplo e detalhado da história do povo chinês, seus valores e crenças, a influência milenar de Confúcio em sua concepção do mundo; descreve suas dinastias, a burocracia dos mandarins, fala do tumultuado século XX, de Mao Tsé-Tung e da Revolução Cultural, até os dias de hoje, em que a China pratica essa combinação inusitada de governo comunista com economia de mercado; de capitalismo sem democracia.

É jornalismo, história, reflexão, em um texto ágil, vivo e colorido, que se lê direto, como um bom romance. Copio três parágrafos, como exemplos:

"Mas talvez o mais extraordinário seja o fato de que os chineses não se parecem em nada com a imagem que nós temos de uma suposta placidez, silêncio e contenção orientais. Eles são tão ou mais ruidosos que os brasileiros, manifestam sua curiosidade sem restrições, adoram dançar e cantar, são extremamente gregários, tem paixão pelo jogo e devoção pela boa comida. Até os funerais são barulhentos, com música e fotos de artifício para espantar os maus espíritos. A vida no país não ocorre entre quatro paredes, mas ao ar livre. Praças, calçadas, os hutons estão sempre cheios de pessoas que se reúnem para conversar, cantar, jogar, dançar, fazer ginástica, praticar tai-chi-chuan, caminhar e manter vivas algumas das antigas tradições do país como as danças do leque e da espada."

"O hábito de comer com palitos de madeira os kwazi é outro que gera um pequeno desastre ecológico. Os 1,3 bilhão de chineses utiliza a cada ano 45 bilhões de pares de kwazi descartáveis. Para produzi-los, derrubam-se 25 milhões de árvores - quantidade equivalente ao total plantado pela ONG norte-americana American Forest desde 1990 nos Estados Unidos e no restante do mundo".

"Os chineses que hoje consideram o enriquecer glorioso corriam o risco de morrer ou serem enviados a campos de trabalho forçado se mostrassem qualquer gesto de sofisticação pequeno-burguesa durante a revolução Cultural"... "Hoje, substituíram a ideologia comunista pela consumista e os novos emergentes trocaram a vida de privações pela exibição irrestrita da riqueza."

Em 1978, onze anos antes da queda do Muro de Berlim, a China abriu-se para o mundo, dando início a uma fase de crescimento formidável. Hoje há dezenas de bilionários na China, com forte presença no mercado de luxo internacional, de jatos particulares às grandes marcas como Cartier, Rolex, Ferrari ou Louis Vuitton. E seu número aumenta a cada ano. "O enriquecer é glorioso, mas é preciso deixar que algumas pessoas enriqueçam antes das outras", slogan criado por Deng Xiaoping, tornou-se o mantra dessa transformação chinesa.

Não se pode viver todas as vidas; temos que nos valer do que experiência dos outros nos ensina: Depois de décadas de empobrecimento e repressão violenta de todas as liberdades, a China se viu na contingência de abandonar seus ideais de igualdade e materialismo impostos pelo Estado. O povo retornou com gana a suas tradições e crenças religiosas. O amor ao jogo, ao luxo, a competição, as superstições, todos os seus vícios e virtudes ressurgiram vivos, inexpugnáveis a décadas de "Revolução Cultural".

Com a adesão chinesa, o capitalismo se globalizou. E suas falhas e limites tornaram-se evidentes. Em termos globais o que vemos nos assombra: concentração extrema da riqueza, desperdício, indiferença, guerras, pobreza, exploração predatória de pessoas e recursos do planeta. "Quando a maré sobe, levanta todos os barcos", dizia Kennedy. "Primeiro é preciso deixar o bolo crescer pra depois distribuí-lo", dizia um czar da economia brasileira, em tempos de "milagre". Os fatos não confirmam essas crenças.

E isso nos remete a outro livro, O Capital no Século 21, do economista francês Thomas Piketty. O autor e sua equipe de economistas analisam o capitalismo, com objetividade, ignorando a bitola mental direita/esquerda.

"Os mercados não tem mecanismos de auto-correção", diz o economista, "sem controle, um pequeno número de capitalistas vai ser dono de praticamente tudo, com consequências sociais potencialmente assustadoras". Isso é evidente, mas parece que o óbvio também precisa ser declarado.

"Com a globalizaçao o capital está fora do controle de qualquer país, inclusive dos Estados Unidos. Se um país impuser restrições ao capital, ele se move rapidamente para outros paradeiros".

O caminho seria um capitalismo sob rédeas, diz Piketty. Deixado por conta própria, sua lógica interna, ao invés da igualdade, promoveria o inverso, ameaçando inclusive a democracia.

Esse controle só funcionará ser for feito em nível mundial. Todas as nações teriam que se comprometer; não poderia haver paraíso fiscal, contas secretas, esses mecanismos que tanto interessam a uns poucos que acumulam fortunas e patrimônios gigantescos.

Uma utopia, e também uma direção. Com os chineses no barco, o capitalismo em expansão, com todos os males do consumismo supérfluo e da produção predadora, que ignora o custo ambiental e humano, estudos e propostas como os de Piketty se tornam mais relevantes.


Marilia Mota Silva
Washington, 30/7/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. As palmeiras da Politécnica de Elisa Andrade Buzzo
02. América Latina, ainda em construção de Heloisa Pait
03. O gueto dos ricos de Marta Barcellos
04. O holismo conformado de David Butter
05. Meu Caro Amigo de Carina Destempero


Mais Marilia Mota Silva
Mais Acessadas de Marilia Mota Silva em 2014
01. Proposta Decente? - 20/8/2014
02. Defensores da Amazônia - 19/2/2014
03. O Ouro do Brasil - 17/9/2014
04. O Subjuntivo Subiu no Telhado - 21/5/2014
05. O Mito da Eleição - 16/4/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Técnica de Dentistica Conservadora Preparación de Cavidades - 8192
A. Zabotinsky
Iiachette
(1952)
R$ 12,00



A Carícia Essencial uma Psicologia do Afeto
Roberto Shinyashiki
Gente
(1985)
R$ 5,00



Viagens na Minha Terra
Almeida Garret
Ateliê Editorial
(2012)
R$ 15,00



Antologia 2010 - Centro de Literatura do Forte de Copacabana
Varios Autores
Não Consta
(2010)
R$ 5,00



Sleeping With Moscow
Anatole Verbitzky e Dick Adler (capa Dura)
Shapolsky Publishers (ny)
(1987)
R$ 48,28



Mate o Mensageiro
Tami Hoag
Bertrand
(2008)
R$ 8,50



Revista Capital Curitiba - 2 edições
Vários Autores
Cia de Revistas
(2005)
R$ 16,90



O Livro da Cortesia: a Arte de Viver e Conviver
Irmã Mary Mercedes
Martins Fontes
(2002)
R$ 7,00



Os Suínos Criação Prática e Econômica
Antonio Teixeira Vianna
Livraria Nobel
R$ 50,00



Tashi - e o Gênio
Anna Fienberg; Barbara Fienberg
Fundamento
(2010)
R$ 15,00





busca | avançada
72442 visitas/dia
2,4 milhões/mês