O Mito da Eleição | Marilia Mota Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
73958 visitas/dia
2,5 milhões/mês
Mais Recentes
>>> 3ª Mostra de Teatro de Heliópolis recebe inscrições até 31 de maio
>>> Minute Media anuncia lançamento da plataforma The Players’ Tribune no Brasil
>>> Leonardo Brant ministra curso gratuito de documentários
>>> ESG como parâmetro do investimento responsável será debatido em evento da Amec em parceria com a CFA
>>> Jornalista e escritor Pedro Doria participa do Dilemas Éticos da CIP
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
>>> PoloAC retoma temporada de Os Doidivanas
>>> Em um tempo, sem tempo
>>> Eu, tu e eles
>>> Mãos que colhem
>>> Cia. ODU conclui apresentações de Geração#
>>> Geração#: reapresentação será neste sábado, 24
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Hitler, de Ian Kershaw, pela Companhia das Letras
>>> Livrarias em tempos modernos
>>> O que é a memética?
>>> O dinossauro de Augusto Monterroso
>>> Sobre o Jabá
>>> Você viveria sua vida de novo?
>>> Suicídio, parte 2
>>> Ferreira Gullar em dose única
>>> MPB: raízes e antenas conectadas
>>> Bernstein: 5ª de Shostakovich
Mais Recentes
>>> Milagres e Aparições de Nossa Senhora de Bridget Curran pela Fundamento (2010)
>>> Bible Time Bible readong era de Sociedade Bíblica do Brasil pela Sociedade Bíblica do Brasil (2000)
>>> El puñal magico de Vários Autores pela Ediciones en lenguas extranjeras beijing (1980)
>>> Epitaph of a small winner de Machado de Assis pela Bard (1979)
>>> The Peter Principles de Dr. Laurene J. Peter e Raymond Hull pela William Morrow and Company (1969)
>>> Mistery behind the wall de Gertrude Chandler Warner pela Scholastic inc (1991)
>>> Trotz allem ein Stuck Himmel de Max Ronner pela Gotthelf Verlag (1979)
>>> There is a tide de Agatha Christie pela Dell (1970)
>>> Cantora Revelação de Roberto Belli pela BrasiLeitura (2015)
>>> He - A Chave do Entendimento da Psicologia masculina de Robert A, Johnson pela Mercuryo (1987)
>>> She - A Chave do Entendimento da Psicologia Feminina de Robert A. Johnson pela Mercuryo (1987)
>>> Samuel Hazzan e José Nicolau Pompeo de Matemática Financeira pela Saraiva (2007)
>>> Jogos para a Estimulação das Múltiplas Inteligências de Celso Antunes pela Vozes (1998)
>>> Ao ponto da tristeza de Aaron Appelfeld pela Kinnet, Zmora-Bitan, Dvir (2012)
>>> Conhecer & Aprender - Sabedoria dos Limites e Desafios de Pedro Demo pela Artmed (2021)
>>> Stiletto de Harold Robbins pela Record (1980)
>>> Tudo Pela Vida de Danielle Steel pela Record (2003)
>>> Autobiografia De Malcolm X de Malcom X e Alex Haley pela Record (1992)
>>> Uma verdade inconveniente: O que devemos saber (e fazer) sobre o aquecimento global de Al Gore pela Manole (2021)
>>> Estatística Aplicada Às Ciências Sociais de Pedro Alberto Barbetta pela Ufsc (2006)
>>> Asas de Sandra Lya pela All Print (2000)
>>> Pedro A. Morettin; Wilton Oliveira Bussab de Estatística Básica pela Saraiva (2005)
>>> Estórias para contar de William Netto Candido pela Própria (2002)
>>> Matemática financeira e suas aplicações de Alexandre assaf Neto pela Atlas (2021)
>>> Ameaçada pelo Amor de Joanna Maitland pela Harlequin (2003)
COLUNAS

Quarta-feira, 16/4/2014
O Mito da Eleição
Marilia Mota Silva

+ de 4600 Acessos

"O eleitor não escolhe o que quer; escolhe entre isto e aquilo que lhe dão, o que é diferente".Fernando Pessoa



As colunas do templo estão abaladas. Escoras e remendos não fazem mais efeito. Instituições, valores, nossas crenças mais sagradas revelam suas falhas, gerando frustração e impotência.

O direito de votar, por exemplo, essa conquista pela qual tanto lutamos, condição básica da cidadania, alma da Democracia. Nosso voto vale alguma coisa?

A eleição é um mito que nada tem a ver com a realidade. Ao contrário. O mito da eleição é o de que somos capazes de escolher bons representantes. Não funciona desse jeito, diz Etienne Chouard, economista francês que vem se dedicando ao assunto.

A eleição serve aos oligarcas, aos mais ricos, ou a quem serve os mais ricos.

A eleição permite que eles comprem o poder do mesmo jeito que se compra um carro.

Nosso voto só serve para dar legitimidade ao poder dos mais ricos. E, com isso, nos tornamos impotentes politicamente.

A eleição torna possível e impunes todos os abusos de poder.

Não sei se, na França, os deputados decidem quais os seus salários, aumentos, mordomias, se podem contratar um exército de parentes e amigos, e classificar como secretas operações feitas com o dinheiro público, em seu benefício, como acontece no Brasil. Nosso sistema eleitoral é uma afronta.

Aqui Luciano Pires, do Café Brasil, resume a situação:

Dos 81 Senadores atuais, 16 são suplentes que não receberam um mísero voto. Ninguém votou neles, no entanto estão lá, reinando e custando mais de trinta milhões de reais por ano. Cada um. O Senado já aprovou emenda que reduz os dois suplentes a um e proíbe nomeação de parentes de sangue, mas a suplência continua.


A coisa fica mais feia ainda é na Câmara de Deputados. Apenas 35 dos 513 deputados federais no Congresso Nacional foram eleitos pelo povo. Você leu direito: 35 dos 513. Os outros 478 foram eleitos pelo tal quociente eleitoral, com ajuda de "puxadores" de votos, deputados que recebem votos em massa e carregam alguns colegas de seus partidos. O ativo deputado Jean Wyllys (PSOL), por exemplo, foi eleito com 13.016 votos, puxado pelos 260.671 votos do deputado federal Chico Alencar. Treze mil votos...


Tiririca (PR), o campeão de votos, com 1.353.820, puxou Otoniel Lima (PRB), Protógenes Queirós (PCdoB) e Vanderlei Siraque (PT) que tiveram, cada um, entre 93 e 95 mil votos. Portanto, quem votou no Tiririca botou lá mais três que nem sabe quem são.

Entendeu? 478 Deputados Federais, que custam por ano 6,6 milhões de reais cada um, estão lá não pelos votos que receberam, mas pelos votos que foram dados a outros candidatos.



E ainda há quem culpe o povo brasileiro por não saber votar! Só pode ser má-fé ou ignorância. O sistema foi feito pelos que se beneficiam dele, para manter o povo "em seu lugar", alijado de qualquer decisão, e agradecido se lhe derem qualquer coisa. Daí que se vota em qualquer um: simpático, esquisito, palhaço, não faz diferença. Ou votamos no "menos pior". Ou anulamos o voto, o que também não representa nada. Como não se sentir impotente? Voltando ao Etienne:

A fraude política é nos fazer acreditar que o regime atual é a democracia.

Em uma Democracia de fato, os oligarcas não teriam o poder. Eles não poderiam continuar seus abusos, esse sistema detestável e injusto que eles chamam de democracia. Eles chamam de democracia um sistema que é exatamente seu oposto.

A causa da nossa impotência é que quem escreve a Constituição não deveria escrevê-la porque eles defendem interesses próprios, que são diferentes dos nossos, da maioria, da pessoa comum. Então a solução seria escolher por sorteio uma assembleia constituinte que não seria elegível para as instituições que ela cria.

Nossos representantes deveriam ser designados por sorteio, por um único período. Eles não seriam competentes? E são competentes os que elegemos?


Temos que nos livrar dos parasitas porque eles nos roubam bilhões de dólares o tempo todo, e por isso temos que trabalhar tanto.

Essas são algumas ideias apresentadas por Ettiene Chouard. Vale a pena ver a palestra inteira aqui, (com legendas em português).

Nos Estados Unidos, o clima é o mesmo.

O dinheiro fala mais alto do que nunca na política americana, diz a revista The Economist.

Milhares de lobistas (mais de 20 para cada membro do Congresso) adicionam extensão e complexidade à legislação, a melhor forma de fazer tráfico de influência. Tudo isso cria a impressão de que a democracia americana está à venda e de que os ricos têm mais poder do que os pobres, ainda que lobistas e doadores insistam que as doações para candidatos e partidos são um exercício de liberdade de expressão.

...Um dos perigos hoje, especialmente nas democracias ocidentais, é o constante aumento do Estado. A expansão do governo está reduzindo a liberdade e concedendo cada vez mais poderes a interesses especiais.

E, como nos mostrou o episódio Snowden, o nível de intervenção do Estado em nossas vidas vai muito mais longe do que se supunha. E nada indica que vá retroceder.


Procuram-se novas formas de pensar, de organizar o Estado e fazer política. No Brasil, nos Estados Unidos, na Europa,o assunto está em pauta. Como criar uma verdadeira Democracia e uma sociedade o menos injusta possível é um dos desafios mais urgentes do nosso tempo.


Marilia Mota Silva
Washington, 16/4/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis de Ana Elisa Ribeiro
02. Abdominal terceirizado - a fronteira de Marta Barcellos
03. O suicídio na literatura de Cassionei Niches Petry
04. Lira da resistência ao futebol gourmet de Luís Fernando Amâncio
05. Do inconveniente de ter escrito de Cassionei Niches Petry


Mais Marilia Mota Silva
Mais Acessadas de Marilia Mota Silva em 2014
01. Proposta Decente? - 20/8/2014
02. Defensores da Amazônia - 19/2/2014
03. O Ouro do Brasil - 17/9/2014
04. O Subjuntivo Subiu no Telhado - 21/5/2014
05. O Mito da Eleição - 16/4/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




José Resende Entrevista a Lúcia Carneiro
José Resende
Lacerda
(1999)



Máscaras Reveladas
M. L. Pontes
Modo
(2014)



Natal Especial
Halia Pauliv de Souza
Vozes
(2003)



Histoire de La Civilisation Antique
Th Zielinski
Payot
(1931)



Os Fornecedores de Cana e o Estado Intervencionista
Delma Pessanha Neves
Uff
(1997)



Etat et Société En Allemagne Sous Iii Reich
Gilbert Krebs e Gérard Schneilin
Presses Sorbonne Nouvelle
(1997)



La Roja Lampara del Incesto
Robin Fox
Fondo de Cultura Economica
(1990)



Histórico dos Logradouros de Carazinho
Lio Guerra Bocorny
Fundescar
(1995)



Reforma Essencial, A
Roberto Nogueira Ferreira
Geração
(2002)



Juventude, Realidade de Hoje, Perspectivas para o Amanhã
Associação Cultural Arquidiocese de S S do Rj
Acassrj
(2000)





busca | avançada
73958 visitas/dia
2,5 milhões/mês