O que aconteceu com a Folha de S. Paulo? | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
87759 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Projeto 8x Hilda reúne obra teatral de Hilda Hilst em ciclo de leituras online
>>> Afrofuturismo: Lideranças de de Angola, Cabo Verde e Moçambique debatem ecossistemas de inovação
>>> Ibraíma Dafonte Tavares desvenda preparação e revisão de texto
>>> O legado de Roberto Burle Marx é tema de encontro online
>>> Sala MAS/Metrô Tiradentes - Qual é a sua Cruz?
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Kate Dias vive Campesina em “Elise
>>> Editora Sinna lança “Ninha, a Bolachinha”
>>> “Elise”: Lara Oliver representa Bernardina
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Rumo certo
>>> Homenagem a Fred Leal, do podcast É Batata
>>> A melhor companhia para o Natal
>>> A proposta libertária
>>> Semana da Canção Brasileira
>>> Mashup Camp Day One
>>> Estranha coincidência
>>> Aula com Suassuna
>>> O pingente que deu certo
>>> Fidelio, primeira parte
Mais Recentes
>>> Contos tradicionais do Brasil (Literatura Popular) de Luís da Câmara Cascudo pela Global (2004)
>>> A verdadeira história de vida e morte de Raimundo Jacó - Missa do Vaqueiro de Pedro Bandeira pela Juazeiro do Norte
>>> A Escola da Anarquia (Pedagogia/Educação Anarquista) de Josefa Martín Luengo pela Achiamé (2007)
>>> Piaget, Vygotsky, Wallon: Teorias Psicogenéticas em Discussão de Yves de la Taille/Marta Kohl de Oliveira/Heloysa Dantas pela Summus (1992)
>>> Por uma outra Globalização: Do pensamento único à consciência universal de Milton Santos pela Record (2011)
>>> Educação Libertária: Textos de um Seminário (Pedagogia/Educação Anarquista) de José Maria Carvalho Ferreira (Org.) pela Achiamé (1996)
>>> Pensamento e Linguagem (Pedagogia/Educação) de Lev Vigotski pela Martins Fontes (2005)
>>> A formação social da mente (Pedagogia/Educação) de Lev Vigotski pela Martins Fontes (2007)
>>> Cultura Insubmissa (Estudos e reportagens) de Rosemberg Cariri/Oswald Barroso pela Nação Cariri (1982)
>>> Globalização, democracia e terrorismo de Eric Hobsbawn pela Cia. das Letras (2007)
>>> A Produção Cultural para a Criança de Regina Zilberman (Org.) pela Mercado Aberto (1982)
>>> Desenvolvimento e Educação da Criança - Aplicação de Piaget na sala de aula (Pedagogia/Educação) de David Elkind pela Zahar (1978)
>>> Pedagogia do Risco - Experiências anarquistas em Educação (Pedagogia/Educação) de Sílvio Gallo pela Papirus (1995)
>>> Recordando Paulo Freire: Experiências de Educação Libertadora na Escola (Pedagogia/Educação) de Maria Oly Pey (Org.) pela Achiamé (2007)
>>> O Anarquismo Hoje - Uma reflexão sobre as alternativas libertárias de Jorge E. Silva pela Achiamé (2007)
>>> História da Língua Portuguesa – II. Século XV e Meados do Século XVI de Dulce de Faria Paiva pela Ática (1988)
>>> Discurso sobre o Filho-da-Puta (Sociologia/Antropologia) de Alberto Pimenta pela Achiamé (1997)
>>> Propaganda Ideológica e Controle do Juízo Público de Noam Chomsky pela Achiamé (2003)
>>> A Pedagogia Libertária na História da Educação Brasileira (Pedagogia/Educação) de Neiva Beron Kassick/Clovis Nicanor Kassick pela Achiamé (2004)
>>> Vygotsky, quem diria?! Em minha sala de aula (Pedagogia/Educação) de Celso Antunes pela Vozes (2002)
>>> Educação: Projetos e valores (Pedagogia/Educação) de Nilson José Machado pela Escrituras (2021)
>>> Guia Prático do Português Correto – Volume 2 Morfologia de Cláudio Moreno pela L&PM Pocket (2003)
>>> Arte e Anarquismo de Pierre Ferrua/Michel Ragon/Gaetano Manfredonia/Dominique Berthet/C. Valenti pela Imaginário (2001)
>>> A propriedade é um roubo e outros escritos anarquistas (Filosofia) de Pierre-Joseph Proudhon pela L&pm (2008)
>>> Moderna Plus. Matemática Paiva 3 de Manoel Paiva pela Moderna Plus (2010)
>>> Moderna Plus. Matemática Paiva 2 de Manoel Paiva pela Moderna Plus (2010)
>>> Gramática do Texto – Texto da Gramática de Samira Yousseff Campedelli & Jésus Barbosa Souza pela Saraiva (2001)
>>> Moderna Plus. Matemática Paiva 1 de Manoel Paiva pela Moderna Plus (2010)
>>> Matemática volume único ensino médio de Gelson Iezzi, Osvaldo Dolce e David Degenszajn pela Atual (2011)
>>> As Ilhas da Corrente de Ernest Hemingway pela Nova Fronteira (1970)
>>> Aprender e Praticar Gramática – Edição Renovada de Mauro Ferreira pela Ftd (2007)
>>> Poesia Sobre Poesia - Com Dedicatória de Affonso Romano de Santanna pela Imago (1975)
>>> A Agonia do Grande Planeta Terra de Hal Lindsey e C. C. Carlson pela Mundo Cristão (1973)
>>> A Chave de Rebeca de Ken Follett pela Record (1980)
>>> The Golden Tarot de Liz Dean pela Cico Books (2008)
>>> O Universo Numa Casca De Noz de Stephen Hawking pela Mandarim (2002)
>>> Novíssima Gramática Ilustrada Sacconi de Luiz Antonio Sacconi pela Nova Geração (2008)
>>> O Que Fiz para Merecer Isto? a Incompreensível Justiça de Deus de Anselm Grün pela Vozes (2007)
>>> Gramática - Português Fundamental de Douglas Tufano pela Moderna (2001)
>>> Antonio Lizárraga - Quadrados em Quadrados de Maria José Spiteri pela Edusp (2004)
>>> E se? de Randall Munroe pela Companhia das letras (2014)
>>> A outra vida de Susanne Winnacker pela Novo Conceito (2013)
>>> Você está pronta para ficar rica? de Jean Chatzky pela Elsevier (1998)
>>> Você está pronta para ficar rica? de Jean Chatzky pela Elsevier (1998)
>>> Você está pronta para ficar rica? de Jean Chatzky pela Elsevier (1998)
>>> A garota que você deixou para trás de Jojo Moyes pela Intrínseca (2014)
>>> Uma longa jornada de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2013)
>>> Pântano de Sangue de Pedro Bandeira pela Moderna (2009)
>>> Hellsing - Volume - 1 EAN: 9788545700319 de Kohta Hirano pela Jbc (2015)
>>> Tentação sem limites de Babi Glines pela Arqueiro (2014)
COLUNAS

Quarta-feira, 5/11/2014
O que aconteceu com a Folha de S. Paulo?
Julio Daio Borges

+ de 3500 Acessos

Eu leio a Folha desde, pelo menos, 1995. Foi quando eles produziram um caderno inteiro dedicado ao Cioran, me deram uma cortesia e eu acabei me convencendo a assinar o jornal. Estava na faculdade.

Lógico que eu sempre soube que a Folha era famosa por ser "de esquerda" (meu pai sempre disse). Mas aprendi a admirar o jornal. Era um contraponto interessante ao Estadão (o jornal que se assinava em casa). Principalmente pela parte cultural, a minha preferida, onde a Folha era mais "vanguarda", digamos.

E eu conheci muita gente boa que ou passou pela Folha ou fez carreira na Folha. Vale lembrar que o Diário da Corte, do Paulo Francis, começou na Folha, por sugestão do Cláudio Abramo. Ruy Castro e Sérgio Augusto tiveram grandes momentos na Folha. O Sérgio Dávila, que eu conheci quando era correspondente em Nova York, teve uma ascensão meteórica na Folha. E o Otávio Frias Filho, que eu conheci na Casa do Saber - e que é um intelectual de verdade -, hoje sucede o pai, Octávio Frias de Oliveira, dirigindo o jornal.

Ultimamente até, a Folha, reforçando seu "pluralismo", uma palavra que eles adoram, acolheu colunistas tidos como "de direita" - como Reinaldo Azevedo, que já foi da Folha, Luiz Felipe Pondé, que eu também conheci na Casa do Saber, e Demétrio Magnoli, um dos primeiros a escrever sobre a Militância em Ambientes Virtuais, MAV (na Folha).

Não assino mais nenhum jornal impresso. (Tive algumas recaídas, com o Valor.) Mas, "de domingo", costumava comprar a Folha. Também pela revista, ou pelas revistas, que o Estadão não traz.

Nestas eleições, contudo, fiquei bastante decepcionado com a cobertura da Folha de S. Paulo. E do UOL.

Começando pelo Datafolha, que errou feio no primeiro turno. Até aí, outros institutos, tradicionais, de pesquisa, também erraram...

Mas, no segundo turno, o Datafolha fez, pelo menos, duas dobradinhas bastante suspeitas, com o Ibope, "congelando" os dados num momento crucial da disputa. Não sei se vocês se lembram, mas, em duas semanas seguidas, Datafolha e Ibope deram exatamente os mesmos resultados, até nas "margens". E não detectaram nenhuma influência dos "áudios" dos depoimentos de Paulo Roberto Costa - sobre o "petrolão" - que foram parar até no Jornal Nacional...

Vale repetir que as metodologias, do Datafolha e do Ibope, são diferentes. E que, inclusive, pesquisaram *regiões* diferentes naquele momento. Mas o resultado permaneceu rigorosamente o mesmo: "empate técnico".

Depois, quando houve "reação" da campanha da Dilma - porque, na verdade, houve "desconstrução" de Aécio Neves -, o Datafolha saiu do "empate técnico". Até aí, outros institutos também saíram. O grave foi uma matéria da Folha "do além" - como dizíamos na adolescência - declarando, com chamada de capa, que o "otimismo" com a economia - no governo *Dilma* - havia "disparado". Era uma interpretação do jornal. A partir de dados do Datafolha.

Gostaria de saber quem aprovou essa manchete internamente. Porque quem sugeriu, eu já sei: deve ter sido algum militante infiltrado, no "estilo" Gustavo Uribe. Todo mundo sempre soube que o calcanhar de Aquiles do primeiro governo Dilma era a economia: inflação alta, crescimento zero e déficit recorde (já em setembro). Impossível um editor de economia, de qualquer jornal, aprovar uma manchete afirmando que o "otimismo" com a economia - de um dos piores governos da história da República, nesse quesito - havia "disparado" (do nada). Ainda mais num momento decisivo da eleição. Foi, no mínimo, irresponsável. Cadê a ombudsman? Vinicius Torres Freire (você, que tem uma coluna diária no caderno Dinheiro): gostaria muito de ler seus comentários a respeito.

Infelizmente, como vocês sabem, não ficou apenas nisso.

As eleições passaram. Dilma se reelegeu. Houve manifestações no dia 1º de Novembro de 2014. E a Folha voltou à carga. Em dobradinha com o UOL.

Primeiro, eles manchetaram: "Ato com cerca de mil manifestantes em São Paulo pede impeachment de Dilma e intervenção militar no Brasil". Dias depois, corrigiram para: "Manifestação contra Dilma reúne 2.500 pessoas em São Paulo".

Aumentaram o número de pessoas, seguindo até o que a imprensa internacional já havia noticiado. E retiraram o trecho sobre "intervenção militar".

Até aí, uma vitória das redes sociais, onde se fez pressão a fim de que fosse corrigido? Nada disso. O estrago já estava feito. Chegando até a própria Dilma, que postou em seu Facebook (dia 3 de novembro): "Tem gente querendo a volta da intervenção militar no País. Será que eles sabem o que isso significa?".

Não sei se preciso repetir aqui, pela milésima vez, que a manifestação não era pela "intervenção militar", nem pelo "golpe militar". Foi um cartaz apenas, infiltrado na multidão. A manifestação era, originalmente, pela apuração dos escândalos da Petrobrás, que pode (ou não) ensejar impeachment, e, igualmente, pela auditoria - solicitada pelo PSDB - da última eleição.

É triste constatar a parcialidade de um dos maiores jornais do País e, consequentemente, de um dos maiores portais da internet. Que a Folha tenha colunistas, das mais variadas matizes, emitindo opiniões pessoais, é perfeitamente concebível, até recomendável.

O que não dá para admitir é a manipulação, grosseira, de manchetes, influenciando não só o resultado da eleição mais importante do País, como, também, distorcendo uma manifestação legítima, uma oposição pacífica e até a imagem que se tem de São Paulo, da cidade e do estado.

Já parei de comprar a Folha aos domingos. E, nos dias de semana, quando ficava na dúvida entre a Folha e o Estadão, não fico mais: compro o Estadão. Eu sei que o repórter do Estadão também errou. Mas os editoriais do Estadão são bastante claros. O Estadão se posiciona abertamente. Coisa que a Folha deveria fazer. Até para sabermos quem é quem...

Lamento pelas pessoas na Folha - e da Folha - que li, conheci e admirei. Vou continuar lendo vocês na internet, quando me passarem algum link (pois tenho e-mail do UOL). Mas não vou mais comprar a Folha de S. Paulo. É o meu protesto como leitor - de quase 20 anos - num momento tão delicado na democracia do nosso País.


Julio Daio Borges
São Paulo, 5/11/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Fera na Selva, filme de Paulo Betti de Jardel Dias Cavalcanti
02. O Wunderteam de Celso A. Uequed Pitol
03. Gerald Thomas: cidadão do mundo (parte final) de Jardel Dias Cavalcanti
04. O Público Contra Yayoi Kusama de Duanne Ribeiro
05. Meu Primeiro Livro de Julio Daio Borges


Mais Julio Daio Borges
Mais Acessadas de Julio Daio Borges em 2014
01. Como detectar MAVs (e bloquear) - 22/10/2014
02. Sobre o caso Idelber Avelar - 8/12/2014
03. 40 - 29/1/2014
04. Meu Primeiro Livro - 18/6/2014
05. Mamãe - 19/1/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Viagem de Theo
Catherine Clément
Cia das Letras
(1998)
R$ 14,87



O Livro dos Espíritos
Allan Kardec
Ide
(2009)
R$ 12,00



O Povo das Águas : Ensaios de Etno-história Amazônica
Antônio Porro
Edua
(2017)
R$ 27,20



Parasitoses, Guia para o Seu Combate
José Luís da Silva Leitão
Litexa
R$ 21,00



Libras - Conhecimento Além dos Sinais
Maria Cristina da Cunha Pereira e Outros
Pearson/anhanguera
(2013)
R$ 14,00



Os governos militares 1969-1974 - história da república brasileira
Hélio Silva
Três
(1975)
R$ 5,00



Seis Mulheres na Madrugada, Romance
Modesto Navarro
Caminho
(1995)
R$ 44,66



Páginas Recolhidas
Machado de Assis
W M Jackson
(1950)
R$ 8,00



Portugal e a Europa, 15 X 15 um Olhar Sobre a Europa, Fotografia
Vários Autores
Instituto Camões
(2000)
R$ 18,00



Segurança Do Paciente
Fábio Luís Peterlini
Martinari
(2014)
R$ 10,00





busca | avançada
87759 visitas/dia
2,4 milhões/mês