A aproximação entre Grécia e Rússia | Celso A. Uequed Pitol | Digestivo Cultural

busca | avançada
72442 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> MAB FAAP estará fechado nos próximos dois finais de semana, devido ao Plano SP
>>> Exposição de Pietrina Checcaci é prolongada no Centro Cultural Correios
>>> Escritora Luci Collin participa de encontro virtual gratuito
>>> Máscaras Decoloniais: Dança e Performance (edição bilingue)
>>> Prêmio Sesc de Literatura abre hoje inscrições para edição 2021
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Kate Dias vive Campesina em “Elise
>>> Editora Sinna lança “Ninha, a Bolachinha”
>>> “Elise”: Lara Oliver representa Bernardina
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Van Halen 2013
>>> Treehouse
>>> Música em 2004
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Jornalismo em tempos instáveis
>>> Rasgos de memória
>>> História da leitura (II): o códice medieval
>>> Rufo, 80 II
>>> Jeitos de trabalhar
>>> The GigaOM Show
Mais Recentes
>>> Apostila workshop urbano curso perícias em avaliação de imóveis. de Caavi pela Caavi (2011)
>>> Stewardship: Choosing Service over Self-Interest de Peter Block pela Berrett-Koehler (1993)
>>> Fuvest 2000 - Literatura de Célia N. A. Passoni pela Núcleo (1999)
>>> Doze Contos Peregrinos de Gabriel Garcia Márquez pela Record (1992)
>>> Outeiro da Glória Marco na História da Cidade do Rio de Janeiro de Jorge de Souza Hue e Outros pela Artepadilla (2015)
>>> Le Voyageur et son Ombre de Nietzsche pela Mediations (1979)
>>> Avenidas da Saúde de Dr Haroldo Shryock pela Casa Publicadora Brasileira (1963)
>>> Livro Anne Whit An E Lucy Maud Bordando com as Estrelas de Lucy Maud Montgomery pela Ciranda Cultural (2021)
>>> O Flâneur - um Passeio Pelos Paradoxos de Paris de Edmund White pela Companhia das Letras (2001)
>>> Memórias de um Sargento de Milícias - Coleção o Globo de Manuel Antônio de Almeida pela O Globo (1997)
>>> O mulato de Aluísio Azevedo pela Ática (2000)
>>> Veneno Digital de Walcyr Carrasco pela Ática (2017)
>>> Uma Longa Jornada de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2015)
>>> Um Olhar Sobre a Ciência: Desenvolvimento, Aplicações e Políticas de Eloi de Souza Garcia pela Interciência (2003)
>>> O Verão e a Cidade - Os Diários de Carrie de Candance Bushnell pela Galera Record (2011)
>>> O Cotidiano de um Deficiente de Patricia Vaitsman dos Santos pela Interciência (2001)
>>> Um Porto Seguro de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2012)
>>> Um Ano Inesquecível de Babi Dewet, Bruna Vieira, Paula Pimenta e Thalita Rebouças pela Gutenberg (2015)
>>> A Hora da Estrela de Clarice Lispector pela José Olympio (1978)
>>> A Terra dos Meninos Pelados de Graciliano Ramos pela Record (1983)
>>> A Linguagem e Seu Funcionamento - as Formas do Discurso de Eni Puccinelli Orlandi pela Brasiliense (1983)
>>> A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata de Mary Ann Shaffer e Annie Barrows pela Rocco (2009)
>>> Poesia Que Transforma de Bráulio Bessa pela Sextante (2018)
>>> O Livro de Ouro da Mitologia de Thomas Bulfinch pela Harper Collins (2018)
>>> Memórias Quase Esquecidas: Aqueles Olhos - Vol 1 de Alduisio M. de Souza pela Literatura Brasileira (2001)
>>> A Gênese de Allan Kardec pela Feb (1999)
>>> A Guerra Não Tem Rosto de Mulher de Svetlana Aleksiévitch pela Companhia das Letras (2016)
>>> Mais Coisas Que Toda Garota Deve Saber de Antônio Carlos Vilela pela Melhoramentos (2006)
>>> Engenharia genética - O Sétimo dia da criação de Fátima Oliveira pela Moderna (1995)
>>> O Ladrão de sonhos e outras historias de Ivan Angelo pela Atica (1999)
>>> Necronomicon: the Best Weird Tales of de H. P. Lovecraft pela Gollancz (2008)
>>> Um Dia "Daqueles": Uma Lição de Vida Para Levantar o Seu Astral de Bradley Trevor Greive pela Sextante (2001)
>>> A Cidadela do Caos de Steve Jackson pela Marques Saraiva (1990)
>>> O Calabouço da Morte de Ian Livinstone pela Marques Saraiva (1984)
>>> O Feiticeiro da Montanha de Fogo de Steve Jackson; Ian Livinstone pela Marques Saraiva (1991)
>>> Rostos da Portugalidade de Luís Machado pela Vega (2010)
>>> LIVRO NOVO! A Revolução dos Bichos de George Orwell pela Principis (2021)
>>> A Nave Espacial Traveller de Steve Jackson pela Marques Saraiva (1982)
>>> Norse Mythology de Neil Gaiman pela W. W. Norton & Company (2017)
>>> A Mão e a Luva de Machado de Assis pela Prazer de Ler (2016)
>>> Buda: na Floresta de Uruvella -vol. VI de Osamu Tezuka pela Conrad (2005)
>>> Buda. Em Busca da Iluminação. Vol. IV de Osamu Tezuka pela Conrad do Brasil (2005)
>>> Literatura Ao Sul de Luis Augusto Fischer pela Universidade de Passo Fundo (2009)
>>> Buda. a Outra Margem do Rio. Vol. III de Osamu Tezuka pela Conrad do Brasil (2005)
>>> O Cavaleiro da Esperança de Jorge Amado pela Record (1987)
>>> A Amiga Genial de Elena Ferrante pela Globo (2015)
>>> Passagens da Antiguidade ao Feudalismo de Perry Anderson pela Brasiliense (1987)
>>> O Não Me Deixes - Suas Histórias e Sua Cozinha de Rachel de Queiroz pela Arx (2004)
>>> George Sand de René Doumic pela Perrin (1922)
>>> Sybil de Flora Rheta Schreiber pela Círculo do Livro
COLUNAS

Terça-feira, 7/7/2015
A aproximação entre Grécia e Rússia
Celso A. Uequed Pitol

+ de 1700 Acessos

As notícias sobre a crise econômica na Grécia vêm dando espaço para todo tipo de especulações sobre o futuro daquele país. Para muitos, a saída da União Europeia é questão de tempo: a Grécia, dizem eles, não tem mais condições de seguir no bloco e qualquer ajuda momentânea é apenas adiamento do inevitável. Dentre estes, há os que receiam um aprofundamento dos problemas já existentes e os que vêm nisso a única possibilidade de salvação para a economia grega. Por outro lado, muitos não acreditam que medidas mais fortes serão tomadas: no fim das contas, dizem eles, os gregos seguirão como bons cidadãos europeus.

Há, portanto, espaço para tudo. E um espaço garantido pelo terreno das especulações, que desconhece fronteiras. Já outro terreno, o dos fatos, tem seus limites bem circunscritos; e nele há um fato bastante visível, observável a qualquer distância e reconhecível por qualquer um que se detenha sobre o tema: o de que a relação entre a Grécia e o resto da Europa está irreversivelmente abalada.

Quando aderiram à UE, em 1986, os gregos viram uma oportunidade única para sair de seu atraso histórico em relação aos vizinhos. Foram entusiastas da integração desde o começo, e ainda mais entusiasmados ficaram quanto, durante os felizes anos 90, o PIB do país crescia a taxas quase chinesas. O grego, antes emigrante miserável, passou a receber imigrantes da África e da Ásia e turistas endinheirados das nações mais ricas das Europa em busca das praias do Mediterrâneo.

Mas as coisas mudaram: os gregos já não acreditam na UE. Além disso, sentem-se desrespeitados pelas nações mais ricas e poderosas do bloco neste momento de fragilidade. Entre os demais europeus cresce a tendência a considerar a velha nação helênica como um bando de corruptos, incapazes e preguiçosos sustentados pelo labor alheio. Assim, caso permaneça na UE, o mais provável é que a Grécia passe a ser vista - e isso na melhor das hipóteses - como um familiar indesejável numa casa rica, cujos donos escondem as joias e o dinheiro com medo de serem roubados num momento de descuido.

Os gregos estão cansados disso. São um povo orgulhoso, por razões fáceis de se imaginar. Se nesta casa rica não são benquistos, procurarão outra onde sua cultura, sua maneira de viver e seu país como um todo serão mais apreciados. Surge a questão: para onde irão? Uma resposta possível, levantada por muitos analistas e sustentada por vários acontecimentos recentes, pode surpreender e atemorizar: para o círculo de influência da Rússia.

Desde que a coalizão de esquerda Syriza assumiu o poder no país, em janeiro deste ano, o primeiro ministro eleito, Alexis Tsipras, realizou várias viagens à Rússia com o discurso de estreitamento de laços na ponta da língua. "Somente ao lado da Rússia" - disse ele após uma dessas viagens- "será possível construirmos uma nova Europa". Na última delas, Tsipras esteve presente no Fórum Econômico de São Petersburgo, onde teve uma longa conversa com Vladimir Putin e selou vários acordos bilaterais. Indagado sobre o rumo que a Grécia tomará diante da crise, deu a seguinte resposta: "Estamos em meio a uma tempestade. Mas, como vocês sabem, nós vivemos perto do mar. Não temos medo de tempestades e nem de nos lançarmos em mar aberto. Estamos prontos para tomar o caminho do mar e ir em busca de um porto seguro".

Essa declaração de Tsipras tem um conteúdo simbólico poderoso. Os gregos são, de fato, um povo do mar, que fez do grande mar do Mundo Antigo - o Mediterrâneo - seu chão maior para conquistas, expansão, colonização e difusão de língua, de cultura e de tradição. Pelo mar, acompanhando as rotas comerciais, foram os missionários da Grécia, de Bizâncio e do resto do mundo helênico os responsáveis pela conversão ao cristianismo de quase todos os povos do Leste Europeu e da Ásia Menor - incluindo os russos. E uma dessas ironias da história, muito bem apontada pelo geógrafo inglês Halford Mackinder em seu ensaio fundador "The geographical pivot of history", fez do grego, filho de uma civilização marítima, o responsável por civilizar o russo; e seria o russo helenizado quem, anos depois, viria a conquistar as estepes da Ásia central e formar o mais extenso Império terrestre que o mundo conheceu. Helenizado em quase tudo: na fé, ortodoxa; na administração pública, de inspiração bizantina; e até no idioma, pois o alfabeto usado pelos russos foi criação do santo grego Cirilo, nascido em Tessalônica, responsável pela conversão dos povos eslavos orientais ao cristianismo. O "porto seguro" a que Tsipras parecia fazer referência era bem conhecido de seu povo.

Esta aproximação já fora antevista por Samuel Huntington no seu influentíssimo (e criticadíssimo) "Choque de Civilizações", de 1996. Na tipologia civilizacional ali proposta, a Grécia não está inserida na civilização ocidental, da qual é normalmente - e justamente - tida como fundadora, mas sim na chamada "Civilização Ortodoxa", ao lado da Rússia e das demais nações que, como os gregos, professam a Ortodoxia. Na época, Huntington foi ridicularizado por muitos analistas. Como assim?, perguntaram. Não é a Grécia fundadora da Europa e do Ocidente? Não é uma de nós? As respostas para estas perguntas, que um sujeito como Huntington seguramente bem conhecia, pode desapontar a quem as faz pensando que elogia os gregos: a Grécia, meus senhores - dirá um grego - não é fundadora da Europa; é, em verdade, muito mais do que isso. E são testemunha disto todos os povos que, muito antes dos europeus, conheceram os gregos e foram pelos gregos conhecidos, estudados e influenciados: os árabes, cristãos e islâmicos; os persas; os africanos do norte e mesmo os não tão a norte; e os russos.

O passado aproxima gregos e russos. Mas é preciso atualizar e concretizar essa aproximação. Por isso, no mesmo dia em que declarou-se pronto para lançar-se ao mar em busca de porto seguro, Tsiprias fechou um acordo com Vladimir Putin para a instalação de um gasoduto que ligará os fartos suprimentos de gás da Rússia central à Grécia e à Europa Ocidental. Trata-se do maior empreendimento do gênero já realizado no país e terá papel fundamental numa futura reconstrução econômica; ao mesmo tempo, lança combustível extra na fogueira das especulações sobre a saída da União Europeia. O terreno das especulações, foi dito, pode abarcar questionamentos deste tipo. Já o dos fatos - os do passado e, sobretudo, os do presente - nos mostra que, permanecendo na UE ou não, a Grécia está cada vez mais próxima da Rússia.


Celso A. Uequed Pitol
Canoas, 7/7/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Isto é para quando você vier de Renato Alessandro dos Santos
02. Política e Cidadania no Sertão do Brasil (parte 2) de Diogo Salles
03. Tirando o Cavalinho da Chuva de Adriane Pasa
04. Eu, personagens de mim de Carina Destempero
05. Competição de Daniel Bushatsky


Mais Celso A. Uequed Pitol
Mais Acessadas de Celso A. Uequed Pitol em 2015
01. Caminhos para a esquerda - 3/2/2015
02. Um estranho chamado Joe Strummer - 8/9/2015
03. Canadá, de Richard Ford - 17/11/2015
04. O testemunho de Bernanos - 4/8/2015
05. Um DJ no mundo comunista - 9/6/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Uma Mulher Inacabada
Lillian Hellman
Francisco Alves
(1981)
R$ 20,00



Administração de Medicamentos - Revisando uma Prática de Enfermagem
Nébia Maria Almeida de Figueiredo
Yendis
(2006)
R$ 44,10



Passando a Limpo - a Trajetória de um Farsante
Pedro Collor de Mello
Record
(1993)
R$ 14,99



Nuevo Recreo - Vol. 4 - Livro do Aluno + Multirom
Roberta Amendola
Moderna
(2014)
R$ 134,95



A Moreninha
De Macedo , Joaquim Manuel , Lafonte (Editor), Editora (Editor) & 2 Mais
Lafonte
(2018)
R$ 12,00



Redação Publicitária - Sedução pela Palavra
Celso Figueiredo
Thompson
(2005)
R$ 22,00



Os Teledependentes
M. Alfonso Erausquin/Luis Matilla/Miguel Vásquez
Summus
(1983)
R$ 5,00



Histoire Générale Du IV Siècle a nos Jours- Tomo VI Louis Xiv
Ernest Lavisse e Alfred Rambaud
Armand Colin
(1895)
R$ 49,00



Acendedor 11 a 20
Igreja Seicho no Ie
Seicho no Ie
(1968)
R$ 8,95



Descobrindo a Si Mesmo - 4º Ed.
Migule Perosa
Moderna
(1996)
R$ 5,00





busca | avançada
72442 visitas/dia
2,4 milhões/mês