Gerald Thomas: Cidadão do Mundo (parte IV) | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
39185 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
Colunistas
Últimos Posts
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
>>> Jack Ma e Elon Musk
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Jorge Caldeira no Supertônica
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Drummond: o mundo como provocação
>>> Cigarro, apenas um substituto da masturbação?
>>> De volta às férias I
>>> Redes e protestos: paradoxos e incertezas
>>> 2005: Diário de bordo
>>> Alfa Romeo e os bloggers
>>> Defesa dos Rótulos
>>> O Jovem Bruxo
>>> Sua Excelência, o Ballet de Londrina
>>> O diabo veste Prada
Mais Recentes
>>> Organize-se num Minuto de Donna Smallin pela Gente (2005)
>>> Assassinato no Expresso do Oriente de Agatha Christie pela Nova Fronteira (2011)
>>> Quatrocentos Contra Um - Uma História do Comando Vermelho de William da Silva Lima pela Vozes (1991)
>>> Confronto pedagógico: Paulo Freire e Mobral de Gilberta Martina Jannuzi pela Cortez & Moraes (1979)
>>> Escravidão, Homossexualidade e Demonologia de Luiz Mott pela Icone (1988)
>>> Socialismo Síntese das origens e doutrinas de Edgar Rodrigues pela Porta Aberta (2003)
>>> Sentença: Padres e Posseiros do Araguaia de Rivaldo Chinem pela Paz E terra (2019)
>>> Pancho Villa O revolucionário Mexicano de Earl Shorris pela Francisco Alves (1983)
>>> México em Transe de Igor Fuser pela Scritta (1996)
>>> Sociologia Política da Guerra camponesa de Canudos - Da destruição do Belo Monte ao aparecimento do MST de Clóvis Moura pela Expressão Popular (2000)
>>> Exclusão Escolar Racializada - Implicações do Racismo na Trajetória de Educandos da EJA de Tayná Victória de Lima Mesquita pela Paco Editorial (2019)
>>> Crítica da Razão Negra de Achille Mbembe pela N-1 Edições (2018)
>>> Esferas da Insurreição - Notas para uma vida não cafetinada de Suely Rolnik pela N-1 Edições (2013)
>>> Arqueofeminismo - Mulheres filósofas e filósofos feministas – Séculos XVII-XVIII de Maxime Rovere (Org.) pela N-1 Edições (2019)
>>> A Doutrina Anarquista ao Alcance de Todos de José de Oiticica pela A Batalha (1976)
>>> Helena de Machado de Assis pela Ática (1994)
>>> A 3° Visão de T. Lobsang Rampa pela Record (1981)
>>> A História Da Indústria Têxtil Paulista de Francisco Teixeira pela Artemeios (2007)
>>> Ciência tecnologia e gênero abordagens Iberoamericanas de Marília Gomes de Carvalho (org.) pela utfPR (2011)
>>> A Jornada de Erin. E. Moulton pela Nova Conceito (2011)
>>> A Melodia Feroz de Victoria Schwab pela Seguinte (2016)
>>> Despertar ao Amanhecer de C.C. Hunter pela Jangada (2012)
>>> Sussurro - Coleção Hush Hush de Becca Fitzpatrick pela Intrínseca (2009)
>>> Holocausto Nunca mais de Augusto Cury pela Planeta
>>> Lusíada (Nº 1): Revista Ilustrada de Cultura.- Arte.- Literatura.- História.- Crítica de Martins Costa/ Portinari/ Texeira Pascoaes (obras de) pela Simão Guimarães & Filhos./ Porto (1952)
>>> Fábulas que Ajudam a Crescer de Vanderlei Danielski pela Ave Maria (1998)
>>> Ninguém é igual a ninguém de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> Você Pode Escolher de Regina Rennó pela Do Brasil (1999)
>>> Apelido não tem cola de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (2019)
>>> Coração que bate, sente de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> A galinha que criava um ratinho de Ana Maria Machado pela Ática (1995)
>>> Pinote, o fracote e Janjão, o fortão de Fernanda Lopes de Almeida pela Ática (2000)
>>> A lenda da noite de Guido Heleno pela José Olympio (1997)
>>> A História de uma Folha de Leo Buscaglia pela Record (1999)
>>> Chapeuzinho Amarelo de Chico Buarque pela José Olympio (1999)
>>> O último judeu: uma história de terror na Inquisição de Noah Gordon pela Racco (2000)
>>> Confissões de um Torcedor: Quatro copas e uma Paixão de Nelson Motta pela Objetiva (1998)
>>> Controle de Infecções e a Prática Odontológica em Tempos de Aids de Vários pela Brasília (2000)
>>> A Roda do Mundo de Edimilson de Almeida Pereira e Ricardo Aleixo pela Mazza/ Belo Horizonte (1996)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> A Propagação do Amor: Sobre o Plantio e a Colheita do Bem de Betty J. Eadie pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Auto- Estima: Amar a Si Mesmo para Conviver Melhor Com os Outros de Christophe André - Françoise Lelord pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Os Lusíadas: Reprodução Paralela das duas Edições de 1572 / Ed. Ltd. de Luis de Camões pela Impr. Nac. Casa da Moeda/ Lis (1982)
>>> Administração de Marketing: Desvendando os segredos de: Vendas. Promoç de Stephen Morse pela McGraw Hill (1988)
>>> Obras Completas de Álvares de Azevedo - 02 Tomos ) de Álvares de Azevedo/ Org. Notas: Homero Pires pela Companhia Ed. Nacional (1942)
>>> Obras Completas (Poesia, Prosa e Gramática) de Laurindo José da Silva Rabelo/ Org: O. de M. Braga pela Companhia Ed. Nacional (1946)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
COLUNAS

Terça-feira, 14/7/2015
Gerald Thomas: Cidadão do Mundo (parte IV)
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 1700 Acessos



Gerald Thomas monta aproximadamente 18 peças (algumas óperas) entre os anos 2000 e 2014. Um corpo de trabalho bastante significativo, demonstrando o vigor do autor e seu desejo de construir um universo teatral transgressor. Como sempre, rompe com a linha divisória entre as áreas da música, artes plásticas, dança, performance, cinema, ópera, texto literário.

Os procedimentos criativos do teatro contemporâneo, aliás, chegam ao Brasil principalmente através de sua obra, como bem observou Silvia Fernandes, no seu livro "Memória e invenção: Gerald Thomas em cena". Seu work in progress concentra-se na ideia de uma obra de arte total (Gesamtkunstwerk) em que texto cênico, performance, música e criação de imagens trabalham como um corpo único.

Em todas essas criações de Gerald Thomas há um dado a se explorar pelos pesquisadores/críticos e historiadores do teatro, que é o que, com certeza, o coloca como um dos maiores inventores do teatro contemporâneo. Trata-se da relação direta que ele estabelece entre texto e imagem, no sentido de que ambos correspondem a uma sintaxe única. Que sintaxe seria essa?

Seu fluxo da linguagem textual dialoga com a ideia de "invenção" (Pound) que pressupõe, antes de tudo, os movimentos erráticos do pensamento (como "as subdivisões prismáticas da ideia", segundo Haroldo de Campos). Desde a hesitação, quando diálogos quebrados e (des)encontros de atores no palco propiciam uma desconexão no fluxo "normal" de sentidos até as drásticas interrupções no avanço da progressão do pensamento, onde elipses criam subentendidos ou combinações sintáticas incompletas ou distorcidas e, ainda, frases deixadas aos pedaços para desespero de qualquer cartesiano. E o que é mais radical: intercalações constantes (um elemento externo é inserido em meio a uma estrutura em desenvolvimento, deixando-a descontínua - em química, a intercalação é a inclusão de uma molécula entre duas outras moléculas induzindo a distorções estruturais).

O que podemos ver no seu teatro é que o que atribuímos à sua "gramática textual" também se aplica à sua "gramática visual": o que ele pretende é subversão da ordem sintática "normal", a quebra dos valores sintáticos esperados, a subversão das regras "normais" de pontuação e fazer um uso/abuso de reticências. O objetivo é forçar a suspensão do entendimento, impedir uma óbvia e fácil escrita/ideia que se presta ao ordenamento lógico-cronológico de princípio-meio-fim. Em suma, provocar o surgimento do inesperado, evitando os chavões do discurso ordinário, que imporia a aceitação do discurso artístico como obviedade. O que jamais foi.

Além das peças criadas no período, Gerald desenvolveu uma atividade importante dirigindo o Sesc Copacabana por um ano e meio. Apesar dos pesares (corte na verba), desenvolveu com Dominic Barter (ator inglês) leituras/debates sobre Beckett com sessões de vídeos e filmes de peças do escritor irlândes encenadas pelo mundo. Ainda tornou o espaço em residência da Companhia Ópera Seca. Nesse espaço foram encenadas as peças Ventriloquist, Nietzsche contra Wagner, Esperando Beckett, O príncipe de Copacabana, Deus Ex Machina.

Dessa época, uma tensa relação com duas personalidades midiáticas, Marília Gabriela e Reynaldo Gianecchini: ela "ávida, viciada em estar no ar (...) depois que entrou no teatro via mim, só montou porcarias que não deram em nada"; ele "famoso na Globo, e todo mundo rindo na cara dele como um cara que não sabia atuar". Além disso, seu desgosto com o Sesc Copacabana "o maior erro arquitetônico e teatral de todas as épocas. O Niemeyer não sabia o que ele estava fazendo, acho que estava tomando café mellita e fez aquele cone, e resolveu chamar de teatro."

Sob efeito do 11 de setembro, Gerald vai produzir "Circo de Rins e Fígados" e, posteriormente, "Gargólios". A destruição das torres gêmeas foi um momento traumático para o diretor. Recrutado como voluntário, participou por 21 dias trabalhando no Ground Zero recolhendo destroços, documentos e restos humanos: "eu peguei um sapato com o pé dentro. Cara! Foi fogo".

Em seguida, dirigindo o La MaMa em Nova York, teve 12 dias para montar "Achorpectoris". Gerald explica: "Archorpectoris ou United States of The Mind (Estados Unidos da Mente) é o termo psiquiátrico que se dava, ou dá, para dor no peito (...) ou seja, depressão. Eu achei o título lindo, e falava-se da mesma coisa que eu falo sempre. Por que estar no palco? Fazer o que?"

Próximo a esse período Gerald abandona o cigarro, lutando duramente contra o vício: "eu sofri muito, foram dois meses de choro. Eu chorava, não tinha fome, eu quase mordi as paredes do apartamento (...) até que um dia acordei e falei: Nossa! Estou conseguindo respirar. E já senti fome e a vida mudou integralmente depois disso." Muitos anos antes, em uma entrevista, vi Gerald pedindo ao entrevistador para acender um cigarro e citou a frase famosa de Mallarmé: "É preciso uma cortina de fumaça entre eu e o mundo". Hoje isso não o interessa mais. "A arrogância do fumante [que quer impor aos outros sua fumaça]. Hoje eu tenho repugnância total."

Em "Um Circo de Rins e Fígados", a parceria com Marco Nanini (que comemorava 40 anos de palco) foi ótima para Thomas. Diz o diretor: "O ´Circo` foi incrível porque achar um parceiro de palco como o Nanini é coisa raríssima para um autor. Ele cortava, me ajudava na edição do texto, recolocava trechos que eu havia cortado e a coisa ficou pronta em muito pouco tempo."

Após as trilogias (comentados nas partes anteriores), Gerald decide criar uma tetralogia, ao qual deu o nome de "Asfaltaram o Beijo". Então, obsessivo como sempre, o diretor monta ao mesmo tempo quatros espetáculos: "Brasas no Congelador", Asfaltaram o Beijo", "Um Bloco de Gelo em Chamas", "Terra em trânsito". Desde as sérias discussões sobre a guerra fria, o muro de Berlim, a própria participação de Thomas no elenco, até a brincadeira com o ator Serginho Groismann tentando mudar o horário do programa dele - vários mundos em ação, em cenários diferentes - os espetáculos conseguiram estrear no mesmo dia. Depois as peças foram apresentadas em dias alternados.

Em "Asfaltaram o beijo" o próprio diretor era o personagem, apresentando no fim da peça, no fundo do palco, a foto em que mostrava seu encontro com Samuel Beckett. Era comoção pura. Diz o diretor: "(...) e eu falava: ´essa mão que eu apertei, essa mão`, apontando, e era muito emotivo. No final, eu chorava muito e falava: ´Happy Birthday, Sam` e caia aos prantos. ´Você me deu a vida, você que me fez quem eu sou, você que eu agradeço`, enfim, era um texto realmente emotivo".

"Terra em Trânsito" foi levada para Nova York, em 2007, para o La MaMa, apresentada em inglês. Teve boa crítica no Village Voice.

Ainda em 2007, Thomas produz a peça "Rainha Mentira", cujo título é um jogo verbal com a peça de Shakespeare "King Lear". A peça estreou no Rio de Janeiro, depois foi para São Paulo, Buenos Aires etc. Trata-se de uma peça onde o diretor evoca sua história familiar, acabando o espetáculo com uma carta que escreveu para o enterro de sua mãe.

A peça envolve emoções poderosas das lembranças de Gerald e causou sempre comoção em todas as suas apresentações, segundo relato em "Cidadão do mundo". Diz o diretor: "Eu nunca consegui ver esse espetáculo sem um apertão na garganta. A carta gravada, no final, que eu mesmo li e rasguei ao ler, essa carta era reproduzida toda noite pelo operador de som. Foi terrível ver esse espetáculo. Ao mesmo tempo eu consegui exorcizar um monte de demônios, muito pessoal, mas, de novo, fica a pergunta: Quanto da sua vida pessoal você tem que colocar no palco e quanto deveria ser só ficção? Porque teatro não é realidade, arte vem de artifício que não é realidade, então eu suspendi o espetáculo". Um dos trechos surpreendentes, de "Rainha Mentira", que pode ser visto no youtube, é o seguinte:

"Foi duro, muito duro, ver aquelas pessoas devolvendo as fantasias, uma a uma, uma a uma, uma a uma, aquelas fantasias pelas quais lutaram o ano inteiro, sonharam, se iludiram, mais uma vez com aquele dia, aquele único dia de brilho numa vida de MERDA. E agora? a pilha vai crescendo num desencanto terrível da derrota... (...) sabendo que a vida voltaria a ser o que não deveria ter sido, em primeiro lugar".

Na próxima e última parte de nossa resenha de "Cidadão do mundo", apresentaremos as outras produções de Gerald Thomas,como também algumas reflexões do mesmo sobre seu próprio teatro, tal como comentado no livro resenhado.

Hoje é seu aniversário, Gerald! Parabéns ao mestre do teatro contemporâneo!


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 14/7/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. De volta à cultura audiovisual de Marta Barcellos


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2015
01. Daumier, um caricaturista contra o poder - 24/2/2015
02. Livro das Semelhanças, de Ana Martins Marques - 24/11/2015
03. Eu matei Marina Abramovic (Conto) - 17/3/2015
04. Fake-Fuck-Fotos do Face - 18/8/2015
05. Gerald Thomas: cidadão do mundo (parte I) - 2/6/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MAPEANDO O ENVELHECIMENTO POPULACIONAL
DANNY ZAHREDDINE
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 230,00



GLORINHA - 5ª EDIÇÃO - COLEÇÃO PRIMAVERA
ISA SILVEIRA LEAL
IBRASA
(1983)
R$ 7,00



9-11 SEPTEMBER 11TH 2001 VOL. 2
N/D
DC
(2002)
R$ 50,00



O CHOQUE DE GESTÃO EM MINAS GERAIS
RENATA VILHENA, HUMBERTO F MARTINS E OUTROS
UFMG
(2006)
R$ 20,00



BIOLOGIA 1
SERGIO LINHARES FERNANDO GEWANDSZNAJDER
ATICA
(2014)
R$ 120,00



O ENCANTADOR DE CÃES
CESAR MILLAN; MELISSA JO PELTIER
VERUS
(2007)
R$ 10,00



COZINHA PAÍS A PAÍS - EGITO - VOLUME 9
IGNACIO MEDINA
MODERNA / FOLHA DE SÃO PAULO
(2006)
R$ 9,00



OS PENSADORES: HISTÓRIA DA FILOSOFIA
BERNADETTE SIQUEIRA ABRÃO
NOVA CULTURAL
(1999)
R$ 15,00



ATORES AUTORES
ANTONIO FAGUNDES E OUTROS
CLUBE DO LIVRO
(1987)
R$ 10,00



JOGO DOS BICHOS
CHICO ALENCAR
MODERNA
(1994)
R$ 8,00





busca | avançada
39185 visitas/dia
1,1 milhão/mês