Agora o mundo perde cotidianamente os seus ídolos | Guilherme Carvalhal | Digestivo Cultural

busca | avançada
70192 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> “Um pé de biblioteca” estimula imaginação e ajuda a criar novas bibliotecas pelo Brasil
>>> Diálogos na Web FAAP: Na pauta, festivais de cinema e crítica cinematográfica
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
>>> Hugo França integra a mostra norte-americana “At The Noyes House”
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Lucas vs. Spielberg
>>> Morando sozinha II
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> A Piauí tergiversando sobre o fim dos jornais
>>> Mário Sérgio Cortella #EuMaior
>>> O Gabinete do Dr. Caligari
>>> Ser intelectual dói
>>> Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge
Mais Recentes
>>> Direito Ambiental Positivo de Fabrício Gaspar Rodrigues pela Campus (2012)
>>> Mandado de Segurança de Luiz Fux pela Dir (2011)
>>> Lula: A opção mais que o voto de Cândido Mendes pela Garamond (2006)
>>> Latinomérica de Marcus Accioly pela Topbooks (2015)
>>> Levando a vida leve de Laura Medioli pela Justo Junior (2005)
>>> Les Filles du Feu / Les Chimères de Gérard de Nerval pela Garnier-Flammarion (1965)
>>> Revolucione sua qualidade de vida - Navegando nas ondas da emoção de Augusto Cury pela Sextante (2002)
>>> Mulheres certas que amam homens errados de Kristina Grish pela Gente (2007)
>>> Pequenos Poemas em Prosa de Charles Baudelaire pela Nova Fronteira (1981)
>>> E de Evidência de Sue Grafton pela Ediouro (1999)
>>> M - O Homem Sensual de Record pela Record (1997)
>>> Verdura? Não! de Claire Llewellyn; Mike Gordon pela Scipione (2011)
>>> @s [email protected] de [email protected] York - as Senhoritas de Nova York de Daniel Piza pela Ftd (1999)
>>> 1 Real de Federico Delicado pela Pulo do Gato (2014)
>>> 1 Real de Federico Delicado pela Pulo do Gato (2014)
>>> 10 Anos Brasil MTV de MTV pela Mtv
>>> 10 Contos de Natal de Gilberto de Nichile pela Scortecci (2015)
>>> 100 Jogos para Grupos de Ronaldo Yudi K. Yozo pela Agora (1996)
>>> 100 Magias para Aumentar Sua Autoconfiança - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2004)
>>> 100 Magias para Ter um Supergrupo - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2002)
>>> 100 Magias para Ter um Supergrupo - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2002)
>>> 100 Segredos das Pessoas de Sucesso de David Niven pela Sextante (2002)
>>> 1000 Formas de Interpretar o Seu Horoscopo de Girassol Edicoes pela Girassol (2006)
>>> 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer de Patricia Schultz pela Sextante (2006)
>>> 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer de Patricia Schultz pela Sextante (2006)
>>> 1000 Melhores Segredos Rapidos e Faceis para Voce de Jamie Novak pela Arx (2007)
>>> 1001 E-mails de Cynthia Dornelles pela Record (2003)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Maneiras de Enriquecer (livro Muito Raro!) de Joseph Murphy pela Record (1966)
>>> 1001 Maneiras de Enriquecer (livro Muito Raro!) de Joseph Murphy pela Record (1966)
>>> 101 Brasileiros Que Fizeram História de Jorge Caldeira pela Estação Brasil (2016)
>>> 101 Experiências de Filosofia Cotidiana de Roger Pol Droit pela Sextante (2002)
>>> 101 Livros Que Mudaram a Humanidade - Coleção Super Essencial de Superinteressante pela Superinteressante (2005)
>>> 101 Lugares para Fazer Sexo Antes de Morrer de Marsha Normandy; Joseph St. James; Alexandre Rosas pela Best Seller (2010)
>>> 102 Minutos: a História Inédita da Luta de Outros; Jim Dwyer pela Jorge Zahar (2005)
>>> 111 Poemas para Crianças de Sérgio Capparelli pela L&pm (2009)
>>> 117 Maneiras de Enlouquecer um Homem na Cama de Margot Saint-loup pela Ediouro (2005)
>>> 12 Anos de Escravidão de Solomon Northup pela Lafonte (2019)
>>> 12 Fábulas de Esopo de Fernanda Lopes de Almeida; Hans Gartner; pela Atica (2000)
>>> 12 Horas de Terror de Marcos Rey pela Global (2012)
>>> 12 Lições para Ser o Pai Ideal de Kevin Leman pela Portico (2015)
>>> 120 Minutos para Blindar Seu Casamento de Renato Cardoso; Cristiane Cardoso pela Thomas Nelson Brasil (2013)
>>> 120 Músicas Favoritas para Piano 8 Edição, Livro Raro! de Mário Mascarenhas pela Irmãos Vitale (1961)
>>> 125 Brincadeiras para Estimular o Cérebro da Criança de 1 a 3 Anos de Jackie Silberg pela Ground (2008)
>>> 125 Brincadeiras para Estimular o Cérebro do Seu Bebê de Jackie Silberg pela Ground (2008)
>>> 13 Chaves para Compreender o Fim dos Tempos de Tim Lahaye; Ed Hindson pela Central Gospel
>>> 13 Mulheres e um Colar de Diamantes de Cheryl Jarvis pela Fontanar (2010)
>>> 1922 a Semana Que Não Terminou de Marcos Augusto Gonçalves pela Companhia das Letras (2012)
COLUNAS

Quinta-feira, 11/2/2016
Agora o mundo perde cotidianamente os seus ídolos
Guilherme Carvalhal

+ de 2100 Acessos

As notícias da morte de ídolos nas mais diversas áreas tem se tornado recorrente. Ettore Scola no cinema e David Bowie na música foram os principais esse ano, em uma lista que recentemente incluiu João Ubaldo Ribeiro, Ariano Suassuna, Lemmy Kilmister e muitos outros.

A geração que ficou conhecida através dos meios de comunicação de massa e que começou a ter grande notoriedade através da sua propagação na sociedade da informação começa a chegar à terceira idade e falecer. O grande crescimentos de rádio e TV no pós-guerra e mais recentemente da internet gerou o contato da população com novas formas de proximidade com o mundo e esses ídolos midiatizados se tornaram presença constante no cotidiano.

O século XX tem como uma de suas maiores características a ascensão da comunicação massiva, fruto do modelo a sociedade de massa que começou a se desenhar na Revolução Industrial. O crescimento das cidades a níveis exorbitantes, alavancado pelo processo de migração das zonas rurais e pelos avanços da medicina que reduziram a mortalidade deu origens a cidades com população que ultrapassa os milhões de habitantes.

A modernidade provocou alterações significativas nas formas de socialização. A Revolução Industrial levou o ser humano a um contato plenamente diferente com relação ao mundo, seja pelo desenvolvimento tecnológico, seja pelos novos afazeres inerentes ao novo modelo social. Objetos como televisão, automóvel, liquidificadores, pílula anticoncepcional, máquina de lavar, telégrafo, criaram um novo modo de perceber tempo e espaço. Os processos se tornaram mais rápidos, a distância diminuiu. A pressão capitalista exige metas de produção mais elevadas e os modelos administrativos levaram o tempo a ser controlado. Se uma pessoa na era medieval acordava quando findava o sono e a população majoritariamente agrária lidava com sua produção agrícola, hoje o despertador e o relógio dão a tônica do dia a dia com suas tarefas agendadas. Mulheres entraram para o mercado de trabalho e isso mexeu com o conceito de existência familiar. Os preconceitos, mesmo que ainda permanecendo, tiveram perdas em aspectos legais e grupos étnicos excluídos agora se veem inseridos com maior igualdade.

A ideia de modernidade começou a surgir em meados do século XVIII e encontrou solo fértil em tempos atuais. Em um aspecto individual, a modernidade representa uma construção fora dos padrões cotidianos das pessoas, significando mudanças na relação dele com a sociedade onde se insere. Em tempos antigos, o filho ou uma filha majoritariamente continuaria a trajetória de sua família. A descendência de um nobre manteria seu padrão social, a de uma guilda de artesãos manteria a profissão, a de um agricultor permaneceria na propriedade rural, a de um escravo continuaria presa aos grilhões.

Os tempos presentes inseriram uma expectativa diferenciada, em que a tradição se faz menos presente nas perspectiva de futuro. O mercado de trabalho mais fluído representa constantes mudanças profissionais, levando a alterações em questões de aprendizado, trabalho e de residência. Seguir a profissão dos pais não é mais uma regra, hoje a pressão por conseguir um bom emprego sendo mais relevante do que um apego afetivo a tradições. As possibilidades de educação abrem o leque, juntamente ao surgimento de novas categorias e com a obsolescência forçando a atualizações constantes.

Com relação a expectativas que não se enquadrem apenas em questões de trabalho, os choques forma igualmente drásticos. O choque de gerações cresceu à medida em que novas ideias e novas opções de consumo se propagaram. No século XIX, Ivan Turguêniev, em Pais e Filhos, já retratava o conflito que surgia a partir de um momento em que a juventude entra em contato com ideias diferentes daquelas na quais foi criada e isso gera um conflito familiar. Essa obra mostrou como a vivência familiar passaria por drásticas mudanças dali em diante.

O consumo foi um forte balizador da mudança de comportamento na época contemporânea. O sonho do carro, de viajar para conhecer o mundo, de embarcar em instituições de ensino diferente, pela moda, pelos novos produtos culturais como cinema e discos musicais, foram responsáveis por mais divergências. A criação da Indústria Cultural promoveu novos valores e jeitos de agir que levaram a mudanças comportamentais significativas.

A geração baby boomer começou a crescer sobre fortíssima influência da cultura de massa. Se a cultura do rádio e das revistas já influenciava comportamentos, agora a mudança se daria de forma mais abrupta. Diferenças comportamentais foram mais constantes e em pouco tempo começou a surgir uma sociedade mais fragmentada. Se no começo no século XX imaginamos um mundo mais homogêneo em padrões comportamentais, a heterogeneidade começou a prevalecer, em aspectos de moda e de gostos. Junto a esse processo, vale apontar a presença de grupos minoritários que começaram a ganhar destaque a se afirmarem.

Quando falamos da perda dos ídolos que acompanhamos com tanta constância recentemente, estamos falando de pessoas que divulgaram comportamentos e ideias que se reproduziram na sociedade. Foram Elvis e seu rebolado, Roberto Carlos e seus cabelos compridos, Leila Diniz grávida de biquíni, Caetano Veloso e seu brinco quem quebraram paradigmas e inseriram novos conceitos na sociedade. Uma influência que se mostrou muito significativa a partir da geração baby boomer, com a ascensão da TV e da cultura audiovisual. Os valores e os fazeres midiatizados começaram a atropelar os mais tradicionais, como família e igreja, e essa relação foi altamente abordada, como no filme Juventude Transviada.

A morte de David Bowie e de Lemmy Kilmister são a perda de figuras que representaram uma inovação não apenas em questões musicais, mas também estéticas, sendo um modelo para um determinado tipo de comportamento. Michelangelo Antonioni e Ettore Scola promoveram inovações no cinema que influenciaram a televisão. Até mesmo na literatura o modelo massificado ajudou na aproximação do público com autores, incluindo nisso a adaptação de muitas obras para cinema e TV.

A formação desses ídolos não necessariamente passa pelo talento, havendo aquelas figuras que são famosas apenas por serem famosas. A crítica à Indústria Cultural é forte, remetendo aos autores da Escola da Frankfurt. Tanto que é bastante comum nos depararmos com a morte de alguém em destaque nos veículos de comunicação sem saber porque ela teve relevância.

O que resta agora é conferir com frequência a morte de pessoas relvantes. Os rebeldes da década de 1960 já passam dos 70 anos e a tendência é que o obituário se torne cada vez mais um dos principais destaques da mídia. Muitos que nada fizeram de relevante serão lembrados. Outros de importância comprovada tendem a receber maior consideração. Caberá ao tempo separar o joio do trigo.


Guilherme Carvalhal
Itaperuna, 11/2/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. As luzes se apagam de Cassionei Niches Petry
02. 4 filmes sobre publicar livros de Ana Elisa Ribeiro
03. Como eu escrevo de Luís Fernando Amâncio
04. Oswald de Andrade e o homem cordial de Celso A. Uequed Pitol
05. O Que Podemos Desejar; ou: 'Hope' de Duanne Ribeiro


Mais Guilherme Carvalhal
Mais Acessadas de Guilherme Carvalhal em 2016
01. Três filmes sobre juventude no novo século - 3/11/2016
02. Submissão, oportuno, mas não perene - 5/5/2016
03. Brasil em Cannes - 30/6/2016
04. Dheepan, uma busca por uma nova vida - 28/7/2016
05. Os novos filmes de Iñárritu - 17/3/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ZÉLIA, UMA PAIXÃO - 4ª EDIÇÃO
FERNANDO SABINO
RECORD
(1991)
R$ 8,00



A GENALOGIA DA MORAL
FRIEDRICH NIETZCHE
ESCALA
(2009)
R$ 8,00



QUANDO DEITEI O COLCHÃO JÁ ESTAVA PEGANDO FOGO
ROBERT FULGHUM
BEST SELLER
R$ 5,00



RIO BRANCO: SUA VIDA SUA OBRA
AFFONSO DE CARVALHO
BIBLIEX
(1995)
R$ 25,82



NELSON RODRIGUES: DRAMATURGIA E ENCENAÇÕES
SÁBATO MAGALDI
PERSPECTIVA
(1987)
R$ 20,00



EDUCAÇÃO E IDEOLOGIA DA ENFERMAGEM NO BRASIL. 1955 - 1980
RAIMUNDA MEDEIROS GERMANO
YENDIS
(2011)
R$ 45,00



MÍSSEIS AR-AR E ANTITANQUE
BILL GUNSTON
NOVA CULTURAL
(1980)
R$ 12,00



AS MELHORES PIADAS DO PLANETA... E DA CASSETA TAMBÉM! 2
BETO SILVA; BUSSUNDA; CLÁUDIO MANOEL; HÉLIO DE LA PEÑA, HUBERT, MARCELO MADUREIRA E REINALDO
OBJETIVA
(1987)
R$ 15,00



A CAMINHO DA FELICIDADE - 30° EDIÇÃO
APÓSTOLO ESTEVAM HERNANDES FILHO
PUBLICAÇÕES GAMALIEL
(2001)
R$ 5,00



O RETRATO DA DAMA
ADRIANO MACEDO
AUTÊNTICA
(2008)
R$ 15,00





busca | avançada
70192 visitas/dia
2,2 milhões/mês